Atualizado 13h19 Sexta, 23 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Economia

Exportando instituições

628 acessos - 0 comentários

Publicado em 14/03/2009 pelo(a) Wiki Repórter jporfiro, Rio Branco - AC



O mundo é feito de moda. Assim também acontece com a teoria do desenvolvimento econômico. Nos seus primórdios, décadas de 1940 e 1950, até mesmo no início dos anos 1970, a receita padrão para os países sub (resolverem seus problemas) estava assentada no pressuposto da acumulação de capital. Diversas dimensões foram acrescentadas nesta receita. Uma se tornou absolutamente dominante. Há duas décadas, ninguém se nega em afirmar que as instituições são absolutamente fundamentais para explicar as diferenças entre países (de crescimento, desenvolvimento, indicadores econômicos, políticos e sociais). Uma moda dos países centrais que contaminou todas as partes do mundo.

Ano passado, passei diversas horas-aula nesse tema, com professores e alunos com as cabeças das mais variadas possíveis. Uns são completamente envolvidos; outros menos. Hoje, numa das unidades de uma disciplina, foram discutidos quatro textos sobre o tema. A vantagem é que a disciplina não é sobre a questão das instituições; contém apenas um item denominado "instituições e desenvolvimento econômico". É sabido que uma expressão dessa cabe em 120 horas, tranquilamente, ou mesmo em vários anos de estudo. Mas sabe, adorei. Pelo menos não foi apenas um dia, diferente do ano todo de 2008.

Os quatro textos eram de Acemoglu e Robinson (Institutions as a fundamental cause of long-run growth), Douglas North (Institutions, institutional change, and economic development; part I), Carlos Medeiros (Rivalidade estatal, instituições e desenvolvimento econômico, In: Fiori, Polarização mundial e crescimento) e Peter Evans (Extending the institutional turn: propert, politics, and development trajectories, In: Chang, Há=Joon. Institutional change..., 2007).


North dispensa apresentação sobre o tema (Prêmio Nobel); o mais famoso institucionalista neoclássico.

Na realidade, desejo apenas assinalar a engenharia de Acemoglu e Robinson (com pequenas sutilezas, estão no mesmo campo de North). Os dois, considerando o papel que as instituições desempenham no crescimento e desenvolvimento, debatem o porquê da dificuldade de se criar instituições políticas nos países sub. Na engenharia explicativa eles, esperta e surpreendentemente, incorporam o poder político, o que os diferenciam de North (principal representante).

Para operacionalizar a incorporação do poder político (conflitos de interesses) na discussão, eles usam as noções de poder político de jure e de fato. Afirmam que uma das dificuldades para os países que aplicaram as reformas, buscando criar boas instituições, diz respeito que nem sempre é possível modificar simultaneamente o pode de jure e poderde fato. Ou seja, mudar a legislação sem a correspondente mudança dos interesses tradicionais (atrasados) não levará a bons resultados; por isso, muitas das reformas que foram realizadas nos países sub não tiveram o sucesso desejado. Esses meninos são danados. Os autores nos cansam com tantas ilustrações históricas. Bolívia, Chile, Argentina, Sul dos Estados Unidos, África etc.

Um aspecto muito específico, mais que preciso deixar pregado. Por que grupos políticos, com tradições distintas do liberalismo, como os peronistas, e outros na América Latina, animaram-se para implantar as reformas?


http://jporfiro.blog.uol.com.br


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
jporfiro
Rio Branco - AC



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br