Atualizado 13h19 Sexta, 23 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Economia

Por que Caixa e BB não param de esfolar o povo?

953 acessos - 4 comentários

Publicado em 03/02/2009 pelo(a) Wiki Repórter Capote, São Paulo - SP



Toda vez que o presidente Lula, o ministro Guido Mantega o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles vem com esta conversa de que os bancos precisam reduzir o spread, eu fico me perguntando se essa gente sabe mesmo do que está falando.

Pra começar, é importante explicar, para quem não sabe, o que é esse tal de spread, este demônio que parece tirar o sono das autoridades financeiras do País. Spread nada mais é que a diferença entre o custo de captação do dinheiro e as taxas cobradas para emprestá-lo. Então, para ser bem didático, funciona assim: você coloca seu dinheiro aplicado em um fundo de investimentos. O banco paga a você, digamos, 1% ao mês de rendimento. Mas este seu dinheiro aplicado não fica lá embaixo dos colchões dos Setúbals, Cyprianos e Moreira Salles da vida, que são os nossos principais banqueiros. Ele é emprestado para aquele sujeito que trabalha ali do seu lado na firma, que gastou mais do que podia no Natal e entrou no cheque especial, a 10% ao mês (isso é uma gentileza com os banqueiros, porque nenhum deles cobra só 10% ao mês para quem entra no vermelho no cheque especial). Esta diferença, entre o 1% que ele paga pelo seu dinheiro e os 10% que ele cobra para emprestar o seu dinheiro é o chamado spread

Então, o governo quer que os bancos reduzam esta diferença, o que é bastante justo para com o cidadão e para com o País. E como sabemos todos que esta diferença não será reduzida por meio do aumento do percentual de rendimento das aplicações, o governo espera que os bancos diminuam os números na ponta dos empréstimos, tornando o custo do dinheiro mais baixo para quem toma um empréstimo.

O que eu nunca entendi é uma coisa bastante simples, mas pelo jeito muito complexa. Está nas mãos do governo, sabemos nós, metade do sistema financeiro, por meio de bancos estatais, especialmente Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Se é tão importante assim baixar o spread, porque o governo não dá o exemplo e baixa logo os percentuais que cobra em seus empréstimos? Não são bancos estatais, que teoricamente não deveriam praticar o capitalismo selvagem dos privados? Mais: vivemos em um regime capitalista, certo? Se é assim, supõe-se que, com a concorrência, os Bradescos, Itaús e Unibancos, Reais e Santanders da vida não terão outro alternativa que não reduzir os seus spreads também para enfrentar a concorrência.

Se houver algum wiki economista por aqui, por favor mme explique.

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Capote
São Paulo - SP



Comentários
01
Reporte abuso
JSR
Fortaleza 09/03/2009

Primeiramente, porque ambas gozam de autonomia, são personalidade jurídica de direito privado, e trabalham com fins lucrativos. E como tal, se baseiam no preço de mercado. O governo pode interferir de maneira tão direta numa "administração indireta", por um lado sim, porque são em última análise parte do Estado, por outro não, pois que gozam de autonomia. Porém, o legado do governo FHC privilegiou o fator econômico sobre o político, e isso desengrenou essa relação. O mesmo ocorre, e de maneira mais ridícula, com o Copom, que age tiranicamente, ignorando os apelos de toda a sociedade para a diminuição da taxa básica de juros. Tudo em nome da tal "autonomia". Esquecem que não são autônomos, estão a serviço da sociedade, o interesse público. Se querem ser autônomos, vão para o "paradisíaco" setor privado...


 
02
Reporte abuso
Paulo
São Paulo 04/02/2009

Muito fácil: o governo baixa a taxa dos bancos estatais a níveis bem baixos e seleciona para quem emprestar. Vai sobrar para os outros bancos somente os inadimplentes. E para conquistar novamente os bons clientes, eles baixarão as taxas.


 
03
Reporte abuso
fernando horta
porto alegre 04/02/2009

Existem três pontos, pelo menos, que tornam a atitude dos bancos estatais (baixar os spreads) algo não fácil. Em primeiro lugar, o BB (que é o maior dos estatais) tem um grupo grande de acionistas que não apenas o Estado, e deve a eles explicações do motivo pelo qual um banco simplesmente abriria mão do lucro com a redução do spread. Depois existe a inadimplência, que é igual (se não maior) nos bancos estatais, o que faria com que esses tivessem menor lucro (dada uma constante de recebimentos) do que os particulares, o que, a longo prazo, poderia incorrer numa perigosa descapitalização dos bancos estatais (vide exemplo dos EUA). Um terceiro ponto: um aumento no ativo circulante e no crédito faria com que aumentasse o consumo (e não temos como prever exatamente isso, uma vez que os bancos privados poderiam aderir ou não à política dos bancos estatais). Isso geraria um potencial aumento na inflação e o governo estaria abrindo mão (por diminuir os juros) da principal receita clássica (vide Consenso de Washington) para conter o consumo. Num momento de incertezas econômicas e que nem os ’êmibieis’ sabem o que estão fazendo, abrir mão de armas que são eficazes pode ser perigoso. Entretanto, há que se reduzir o spread, que é criminoso. Mas as leis, em todo o mundo, não são feitas para banqueiros capitalistas...


 
04
Reporte abuso
Irami
Umuarama 03/02/2009

Poxa, me esclareceu sobre o spread... Sobre a sua dúvida, meu amigo, faço coro e aguardo que alguém nos explique.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br