Atualizado 13h19 Sexta, 23 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Economia

Eu odeio telemarketing

1197 acessos - 0 comentários

Publicado em 22/01/2009 pelo(a) Wiki Repórter Red, São Paulo - SP



Acabo de fazer uma coisa realmente feia. Mas tem hora que esse pessoal pede.

Estava terminando um trabalho que precisava ser entregue às 9h30. O que é pior, ele estava muito menor do que eu gostaria que estivesse. E eu lá, revirando o cérebro para engordar o negócio. E nada, não tinha mais lingüiça pra encher. E eu pensando em alguma idéia nova que pudesse salvar meu lindo texto. E o relógio esfregando o tic-tac na minha cara.

Às 9h23 me liga no celular a Central de Cobrança do cartão de crédito. O famoso chato (a) do telemarketing (CT). Embora eu estivesse quase mastigando a minha própria jugular, atendi.

CT: Por favor, a senhora Red... ASdjalskas? (Eles NUNCA conseguem ler meu sobrenome).

RED: Eu.

CT (falando a uma velocidade de cágado paralítico): Aqui é do cartão de crédito. Por razões de segurança, essa conversa está sendo gravada. A senhora pode confirmar os três primeiros números do seu CPF?

Lerdeza dos $#$%$$&! Vai logo, vadia!


RED: XXX

CT: O resto é XYZ...123... ? (com intermináveis intervalos entre cada um dos números)

RED (já demonstrando uma leve impaciência): Ssiiim...

CT: É a respeito do cartão de crédito de número 1...2...3...4...5...6... (quatro horas entre cada número citado)

RED (suando): Sim, tá, é esse cartão mesmo.

CT: A fatura está em aberto e...

RED (acelerando o passo): É. Eu tentei pagar pela internet e o código de barras da fatura dizia que estava vencido e que eu não podia pagar. Nunca deu esse problema, mas nessa fatura saiu algo errado. Só vou poder resolver isso quando eu puder ir ao banco pessoalmente.

CT: E quando a senhora vai estar fazendo isso?

RED: Quando eu tiver tempo de ir ao banco.

CT: E isso vai ser hoje?

RED: Eu disse quando eu tiver tempo. Isso é uma incógnita. Durante o horário em que bancos ficam abertos, eu não tenho conseguido pensar na possibilidade de parar e pegar fila.

CT: A senhora pode pagar até amanhã?


Esse pessoal tem problema de compreensão, né?


RED (pra se livrar): Tá. Amanhã eu vejo o que dá pra fazer. Mas olha, eu preciso desligar, viu? Tic-tac, tic-tac.


CT: A senhora vai estar pagando o valor integral?

RED (querendo matar um): Não.

CT: Qual valor a senhora vai estar pagando?

RED: Não sei, preciso consultar saldos e fazer minhas contas. Não posso decidir isso agora. Preciso desligar.

CT: Então eu posso informar que a senhora vai estar pagando o valor mínimo de R$ XX?


Mas meu Deus, eu não disse que não decidi ainda???????? Será que eu falo hebraico?


RED: Talvez.

CT (beeeeeem devagar): Certo, então eu vou colocar aqui que a senhora vai estar pagando o valor mínimo de R$ XX. Assim vão cessar as cobranças de juros e encargos, evitando assim a negativação do nome...

Esse discurso decorado já é chato normalmente. Quando se está desesperado para desligar, é pior.


RED (roxa): Tá bom. Obrigada.

CT: A Schlebts Card agradece e... Clic.

Ok, ok, ok. Onde foi que paramos? Ah, sim. Voltei para meu texto. Tic-tac, tic-tac.


Duas linhas escritas. Hum, será que vai ser possível?

Telefone toca de novo. Chamada de número desconhecido. Seria a mulher me cobrando o material?
 

RED: Alô.

VOZ DE TELEMARKETING: Alô... é a dona... RED... A... Er.. VSREVS... (eles NUNCA conseguem ler meu sobrenome. Errar, vá lá. Mas eles sempre grunhem a palavra. É impressionante!)


RED (sentindo fumaça preta saindo pelas orelhas): É.

VOZ: Aqui é da Central de Cobrança do Cartão Schlebts. Por uma questão de segurança, essa ligação está sendo gravada. A senhora pode me confirmar os três primeiros números do seu CPF?

RED: Olha, moço, tem dois minutos que eu falei com outra atendente e já resolvi tudo, viu?

VOZ: Ah, já entraram em contato, então?

RED: Sim.

VOZ: Para falar sobre a fatura em aberto do cartão de número 1...2... (velocidade de jabiraca na Marginal Pinheiros com pneus arriados, arrastando o pára-choque, 18 pessoas dentro e dez caixas empilhadas em cima)

RED (interrompendo): SIM! Foi isso mesmo, viu? Obrigada. Preciso ir.

VOZ: O cartão Schlebts agradec... CLIC.

Mais quatro palavrinhas. My God, são 9h34! O telefone toca de novo. Chamada de número desconhecido. Decido que não vou atender. Continuo meu processo produtivo. Ele toca de novo. Eu não atendo. Ele toca outra vez. "Deve ser a mulher me cobrando o trabalho, não é possível", penso. Atendo, já imaginando ouvir algo do tipo: "Vai me entregar ou vou ter que ir até aí arrancar suas orelhas?"


RED: Alô?

VOZ: Alô... posso falar com a senhora... Red.... Ahn.. ADSDJSA...

RED (histeria descontrolada): AAAAAAAAAAAAAH, NÃO! NÃO PODE! TCHAU!


PLAFT! Bem na fuça!


Desligo o celular, jogo na mesa e solto três xingos. De longe, percebo o olhar da secretária, um tanto assustada com a minha fúria. Ela sai e volta 30 segundos depois, trazendo cafezinho. Deve ser chá de camomila disfarçado, sei lá. Às 9h41 acabei tudo. E agora voltei à minha coloração normal.


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Red
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br