Atualizado 17h21 Sábado, 10 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

"Descanse em paz, senhora Ionise!"

692 acessos - 0 comentários

Publicado em 16/02/2012 pelo(a) Wiki Repórter Jadir de Araujo, São Paulo - SP



Enquanto esses verdugos  (que fazem parte do Governo)  se  hospedam em hotéis cinco estrelas, tomam uíques e vinhos importados, e, em sua maioria, são atendidos por médicos de renome internacionl,  centenas de trabalhadores da iniciativa privada morrem nos postos do INSS e nos corredores dos hospitais públicos.

Foi exatamente o que aconteceu a uma senhora que morava em Anápolis, Estado de Goiás. Ionise Santos de Oliveira (este era o seu nome). Tinha 52 anos de idade. Sua vida não foi ceifada na fila do INSS ou nos corredores de um hospital público. Sua morte aconteceu durante o seu trabalho.
  
   Transcrevo esta triste notícia publicada  pela COBAP (Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas),  lembrando a todos que o ex-presidente Lula tem duas aposentadorias (concedidas rapidamente pelo INSS)): uma por invalidez e outra por ter ele ficado 31 dias preso em uma prisão VIP na época do regime militar, e é tratado, de um câncer na laringe, pelos melhores oncologistas do Brasil.  

------
   
"Uma mulher de 52 anos morreu em Anápolis, ao ter um infarto enquanto trabalhava. Ela tinha problemas cardíacos, mas não conseguiu aposentadoria pelo INSS. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu a caminho do hospital.

Os problemas de saúde de Ionise Santos Oliveira começaram em julho de 2010, quando teve dois ataques cardíacos. Ela trabalhava como monitora de uma creche e foi afastada do emprego, passando a receber o auxílio-doença.
Em menos de seis meses, o benefício foi cancelado. De acordo com o INSS, a monitora deveria voltar ao trabalho. Ela contestou a decisão com exames de uma clínica particular que mostraram uma série de problemas, como insuficiência cardíaca e dilatação de uma artéria do coração.

“Ela reclamava de dores no peito, cansaço, que ela não estava aguentando mais. Ela não estava bem. A gente via que ela não estava bem”, conta a irmã de Ionise, Maria Aparecida Santos Oliveira.

Os atestados médicos que recomendavam o afastamento definitivo do trabalho e repouso permanente não adiantaram. Ionise teve mesmo que voltar a trabalhar. Por mais seis meses ela cuidou das crianças de uma creche. Até que, o que já tinha sido alertado pelo médico dela realmente aconteceu. Durante o trabalho, ela teve mais um infarto e dessa vez não resistiu.

PERÍCIA - A família não se conforma. “Ela não podia trabalhar, ela já devia estar ’encostada’. O que é que ela estava fazendo trabalhando?”, questiona outra irmã da vítima, Silvânia de Oliveira. “Ela ia no INSS passava pela perícia e eles a liberavam para trabalhar”, completa Silvânia.

“Apesar de ela já ter morrido, eu sei que não vai compensar, mas também para que isso não aconteça com outras pessoas. Eu sei que não foi só ela que passou por isso [ser liberada para trabalhar sem ter condições de saúde]”, diz chorando Maria Aparecida Santos Oliveira.

Em nota o INSS confirmou que Ionise Santos Oliveira entrou com um recurso contra a decisão do médico e explicou que o recurso foi negado porque a documentação apresentada não comprovava que a monitora da creche estava incapaz de exercer seu trabalho. O INSS disse ainda que a segurada poderia ter feito mais um pedido para uma nova perícia médica, mas isso não aconteceu".
   

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Jadir de Araujo
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br