Atualizado 06h24 Quarta, 07 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Economia

Contribuintes, aposentados e pensionistas pela iniciativa privada (INSS)

1321 acessos - 4 comentários

Publicado em 31/01/2012 pelo(a) Wiki Repórter RCSM, Belo Horizonte - MG



Contribuintes, aposentados e pensionistas pela iniciativa privada. (INSS)

30, janeiro, 2012

Prezados cidadãos,

(não deixe de ler se for contribuinte; ou mesmo ex-contribuinte do INSS)



Caso ainda não participe, convidamos a ingressar no grupo Facebook http://www.facebook.com/?sk=nf#!/groups/aposentados.etc/ – formado por trabalhadores e aposentados; ou de outra forma, contribuintes ou ex-contribuintes do RGPS (INSS) que se organizam em busca de legitimar e concretizar os direitos e conquistas que lhes foram subtraídos pela dita reforma previdenciária que nada mais foi do que uma política neoliberal contra os direitos sociais dos cidadãos brasileiros. Implantada no segundo mandato de FHC, que chamou os aposentados de “vagabundos”, e mantida por Lula que apesar de ter prometido nas suas campanhas e até apresentado tal mudança em seu programa de governo, nada fez para altera-la; ao contrário a aprofundou e vetou as mudanças aprovadas pelo Congresso.

Exemplificando as perdas dos aposentados que recebem acima do piso previdenciário:- se em janeiro de 2003, quando Lula tomou posse para seu primeiro mandato, um aposentado do RGPS recebia 4,0 salário mínimos (R$ 800,00); hoje, passados nove anos, ele receberá até o final de 2012 o valor de R$ 1.566,00/mensais; ou seja, o equivalente a 2,52 salários mínimos. Se mantida a regra de paritários para com o salário mínimo, que incorporam aumentos reais este aposentado receberia R$ 2.480,00; ou seja, está perdendo 36,9% até o momento em termos reais (em apenas 9 anos), e continuará perdendo até 2.015, pois o Congresso em sua base governista aprovou esta forma diferenciada de correção até lá. É razoável no mínimo supor que nos próximos três anos as perdas seja de 3,5% a 4%, em média ao ano.

Na Câmara dos Deputados existem dois Projetos de Lei aguardando a boa vontade do Presidente da Casa – Dep. Marco Maia colocar em pauta para votação decisiva. Já foram aprovados pelo Senado e aprovados também por todas Comissão da Câmara, são eles os PL’s 4434/08 e 01/07 que propõem reajustes iguais a todos aposentados assim como recuperação gradual das perdas passadas. Os prejudicados são os aposentados do subsistema urbano, e que foi superavitário em mais de R$ 20 bilhões em 2011. São aviltados por essa ditatorial imposição de ferir todos os preceitos constitucionais pela falta de respeito à ordem democrática e republicana em não colocar tais projetos em pauta, que é orquestrada pelo Partido Governista e sua base “aliada”. São mais de nove milhões de aposentados prejudicados; onde estão para reivindicar seus direitos? E os 60 milhões de ora contribuintes que irão enfrentar no futuro a mesma questão?

Qual questão? Quão mais idoso o homem ou a mulher fica e ficará menor o poder aquisitivo do seu benefício. Desde o início do Plano Real a perda acumulada é de 46,9% ou seja, desde daquela época as aposentadorias dos ex-trabalhadores da iniciativa privada perderam quase 50% do poder de compra e as Entidades Sindicais nada fazem a respeito. O que os prejudicados e seus familiares esperam?

Tal qual com o fator previdenciário que reduz drasticamente o valor inicial dos benefícios no momento de sua solicitação – aos homens pode chegar a 40% e as mulheres supera essa taxa. Esse mecanismo visa evitar a precocidade das aposentadorias; porém em comparação com os existentes em outros países é desproporcionalmente muito mais atroz.

Enquanto que em países da Europa ocidental onde o padrão de vida é elevado, a idade mínima de aposentadoria varia de 60 a 62 anos, com 35 anos de contribuição ou 40 anos de contribuição podendo requerer, neste caso, sua aposentadoria com a idade que tenha (sem paradigmas). Vale notar que lá a expectativa de vida supera os 80 anos, a saúde (médica e odontológica) é de alta qualidade e assim como medicamentos são fornecidos pelo Estado (Previdência Social Pública). No Brasil e com carga fiscal (incluso encargos sociais) tal qual a de lá, senão maior, temos a expectativa de vida de 73,5 anos (em alguns Estados sequer atingimos 65 anos = países pobres da África) – e um homem se vê livre da incidência do fator previdenciário quando completar 35 anos de contribuição e 63,5 anos de idade; ou pouco mais de 60 anos de idade e 40 anos de contribuição, o que demostra o descalabro comprando-se com o que ocorre neste sentido no primeiro mundo. No RGPS URBANO somos mais de 60 milhões de contribuintes que devemos e podemos exigir nossos direitos; pois enquanto estamos parados nessa mansidão bovina, além do nosso regime ser superavitário com já citado, o do RPPS que congrega apenas um milhão de ex-servidores públicos federais gerou em 2011 R$ 56 bilhões de efetivo déficit em 2011. Trata-se de um valor que o Tesouro cobriu ao custo médio de R$ 56.000/ex-servidor/ano; ou ainda quase 3 vezes a renda per capita brasileira a cada um deles. Nem a Grécia conseguiu tamanha peripécia. Nada igual no mundo. Em outras palavras menos 4% dos aposentados do país e responsáveis por mais de 65% do déficit total. Um absurdo, que em outras palavras significa que apenas 0,5% da população, são cidadãos privilegiados que consomem o equivalente (déficit) a 83% daquilo que se gasta com a Saúde Pública aos 99,5% restantes brasileiros que nada fazem e elegem e continuam a reeleger o corporativismo que mantém esse precário estado vergonhoso a que se submete a nação em sua previdência e saúde pública.

A principal mudança não é nos Três Poderes do Governo, pois todos numa proporção do pior ao mais execrável estão todos desvalidos; – a principal e tão almejada é a sua, a de cada um de nós para que tendo uma atitude em resposta aos descalabros a que assistimos possamos mudar esse país. Nunca o silêncio da cidadania foi tão cumplice do que hoje sofremos. E se assim continuarmos pior será para nossos filhos e netos. Não precisamos o amanhã para começar a mudar, muito menos esperar as campanhas para eleições; esse dia é hoje. Não há ausente sem culpa, nem presente sem desculpa. Participe cidadania já



Movimento Brasil Dignidade

http://movimentobrasildignidade.blogspot.com/


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
RCSM
Belo Horizonte - MG



Comentários
01
Reporte abuso
nois é
sp-sem medo de ratos--hoje em dia com algum receio- 01/02/2012

2ª parte) o que teria mudado nesses oito anos? seria pelo favorecimento? Seria pela inercia do "cara"? Seria por ter voltado atrás sobre os aposentados??Seria por favorecimento aos citados? Voltemos no tempo,quando o(FHC) ofendeu os aposentados,chamando os de vagabundos,o "cara" em seus primeiros "discursos" gritou em alto e,bom som (FHC) não gosta de aposentados,eu irei mudar isso,hoje passados alguns anos acabei por entender a mensagem,(FHC) não gosta de aposentados,o "cara"lula ODEIA --


 
02
Reporte abuso
nois é
sp-sem medo de ratos--hoje em dia com algum receio- 01/02/2012

Esses dois citados pelo Sales Zednik me lembra a musica de Lindomar Castilho,os dois cantando em dupla--Somos dois sem vergonha,na maneira de "governar" eu te engano você me engana,vamos ver onde vamos parar--e assim segue "nossos abutres"--lembro-me como se fosse hoje...quando o "cara" iniciou sua carreira para presidente da república foi aquele (AUE),os ricos,os grandes empressarios,os banqueiros,todos engrossaram fileiras dizendo,ele ganha e nós tira ele,hoje os mesmos torcem pela sua volta-


 
03
Reporte abuso
LEONCIO GAZOLLI POMPEI
BAURU/SP 31/01/2012

ESTOU DE PLENO ACORDO COM SUAS OBSERVAÇÕES, HAJA VISTO QUE QDO ME APOSENTEI, FORAM 07 SALÁRIOS, QDO HOJE NÃO PASSAM DE 3,5 SALARIOS, TENDO INCLUSIVE QUE TRABALHAR AOS 69 ANOS. GRAÇAS A DEUS ESOU NUMA EMPRESA QUE ME APOIA E TENHO FORÇAS PARA CONTINUAR, MAS É AVILTANTE O QUE FAZEM COM NOSSOS SALÁRIOS.


 
04
Reporte abuso
Sales Zednik
Fortaleza/CE 31/01/2012

Os ex-presidentes Fernando Henrique e Lula estão mais para vilões do que quem para heróis. São defensores ferrenhos da elite brasileira(ricos) e desprezam os menos favorecidos da sorte. Ambos parece que têm o rei na barriga. Blindam a elite corrupta e egoísta encrusta no governo(dentro e fora) que privatizam tudo que vêem e tocam, enquanto Vetam todo projeto de interesse dos trabalhadores celetistas e dos aposentados do INSS. Mais uma discriminação entre tantas outras. Um absurdo dos absurdos!


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br