Atualizado 23h33 Sábado, 17 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

53 obras paradas em universidades federais

400 acessos - 0 comentários

Publicado em 24/07/2011 pelo(a) Wiki Repórter JBWiki!, Rio de Janeiro - RJ



A expansão e renovação das instituições estão com obras paradas em 20 diferentes universidades. São moradias estudantis, laboratórios e salas de aula que ainda não estão prontos. OUTROS DESTAQUES - Com  gestão caótica e procedimentos desenhados para esconder a corrupção, Dnit tem mais de 150 sistemas diferentes de informação. Gasto com frota da PM do Rio compraria 1.200 carros. Dezenas de mulheres engravidaram nos três anos em que cerca de 4.000 operários do trecho sul do Rodoanel (SP) viveram na obra. BNDES opta por participação em grande empresa. Avião da TAM foi ofertado a Ricardo Teixeira. Noruega busca razões do massacre. Amy Winehouse * 14/09/1983 + 23/07/2011.

DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, DOMINGO, 24 DE JULHO DE 2011.

O Estado de S. Paulo

Expansão de universidades federais tem 53 obras paradas
Empreiteiras abandonam construções em 20 instituições; MEC reclama da legislação

O Ministério da Educação tem hoje quase 2 milhões de metros quadrados em obras nas universidades federais. A expansão e renovação das instituições, porém, estão com 53 obras paradas em 20 diferentes universidades. São moradias estudantis, laboratórios e salas de aula que ainda não estão prontos. O ministério diz que construtoras e empreiteiras responsáveis pelas obras abandonaram canteiros, faliram ou ficaram sem recursos para cumprir seus compromissos. O ministro Fernando Haddad (Educação) reclama das dificuldades que o governo e as instituições têm para cancelar os contratos quando há abandono das obras. "A legislação é muito desfavorável ao setor público". (Págs. 1 e A23)

“Faxina” mira braços do Dnit nos Estados
Depois de completar a “faxina” no Ministério dos Transportes, o governo federal pretende fazer um trabalho semelhante nas superintendências estaduais do Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (Dnit). Em todo o País, o Dnit tem 23 superintendências, e pelo menos 15 apresentam problemas como corrupção, superfaturamento de obras, fraude em licitações e tráfico de influência. (Págs. 1 e A4)
Encargo trabalhista já é um terço dos custos com mão de obra
Estudo da Fiesp mostra que os encargos sobre a folha de salários no Brasil já correspondem a 32,4% dos custos com mão de obra na indústria. Trata-se do valor mais alto de toda a amostra, superior à média dos 34 países estudados (21,4%). Na Europa, o peso é de apenas 25%. ( Págs. 1, B1 e B4)
Roberto Romano
Segredo e bandalheira

A luta pela transparência, que muitos fingem conduzir, não passa de “bravata”. O segredo embaralha interesses privados e assuntos de governo. (Págs. 1 e A2)

Notas & Informações
O bloco do Euro continua

E poderá continuar desfilando com 17 integrantes se a Grécia aproveitar e vencer a crise. (Págs. 1 e A3)

O Globo

Demissões não eliminam foco de corrupção no Dnit
Montado para impedir fiscalização, órgão tem 150 diferentes redes de dados

Para mudar o Ministério dos Transportes e pôr fim a esquemas de corrupção em órgãos como o Dnit não bastará demitir dirigentes, como tem feito a presidente Dilma. Com uma engrenagem azeitada para impedir a fiscalização, o Dnit tem uma gestão caótica e procedimentos desenhados para esconder a corrupção. Há mais de 150 sistemas diferentes de informação na sede e nas 23 superintendências regionais, o que dificulta qualquer controle. Consultores terceirizados entregam projetos de engenharia de baixa qualidade e sem assinar, o que resulta em obras com múltiplos termos aditivos para ampliar custos e prazos. Um plano de gestão e ética, feito por funcionários, chegou a ser levado ao diretor-geral afastado Luiz Antônio Pagot, propondo cobrança de resultados como na iniciativa privada, mas foi engavetado. (Págs. 1 e 3)
Noruega busca razões do massacre
Em estado de choque após dois atentados que fizeram pelo menos 91 mortos, a Noruega tenta entender as razões do terrorista, um extremista norueguês sem vínculos aparentes com grupos radicais. (Págs. 1 e 44)
Gasto com frota da PM compraria 1.200 carros
Os gastos do estado com a manutenção terceirizada de carros da PM – R$ 47 milhões – seriam suficientes para triplicar a frota. O Ministério Público investiga indícios de superfaturamento no negócio. (Págs. 1 e 18)

Folha de S. Paulo

Rodoanel deixa rastro de ’órfãos’ depois das obras
Mulheres de bairros carentes vizinhos à construção em São Bernardo tiveram filhos com operários que depois sumiram

Dezenas de mulheres, muitas adolescentes, engravidaram nos três anos em que cerca de 4.000 operários do trecho sul do Rodoanel viveram perto da obra, informam Cristina Moreno de Castro e Adriano Brito. De 2007 a 2010, eles moraram em seis bairros carentes de São Bernardo do Campo.

Em 2008, com os alojamentos cheios de operários, cresceu 31% o total de grávidas na cidade – e 61% o de gestantes menores de 20 anos. “Foram muitos problemas trazidos pelo Rodoanel. Muitas crianças órfãs, porque o pai sumiu”, afirma Evaldo Carvalho, que é líder comunitário na região. (Págs. 1,Cotidiano C1)
BNDES opta por participação em grande empresa
Levantamento da Folha mostra que sete em cada dez das principais empresas nas quais o BNDES tinha participação acionária em 2010 estão entre as 300 maiores por faturamento no país.

Essa preferência pelas grandes tem gerado críticas de especialistas. (Págs. 1 Mercado B1)
Noruega apura motivação política nos dois atentados
Autoridades da Noruega investigam a possível motivação política nos ataques em Oslo e na ilha de Utoeya.

O número de mortos subiu para 92 –85 em tiroteio na ilha, do evento da juventude de Partido Trabalhista, e 7 na explosão de bomba perto da sede do governo, duas horas antes. (Págs. 1, Mundo A19).
Avião da TAM foi ofertado a Teixeira
Perto de patrocinar a seleção, a TAM propôs vender a Ricardo Teixeira, da CBF, um avião novo, aceitando um usado dela própria como parte da quitação, relatam Elvira Lobato e Julio Wiziack. Oferta não influenciou patrocínio, dizem TAM e Teixeira. (Págs. 1, Esporte)

Correio Braziliense

Maldição dos 27 cala a voz do século 21
Amy Winehouse * 14/09/1983 + 23/07/2011

Uma tragédia anunciada. A cantora e compositora britânica foi encontrada morta no chão de casa em Londres. Com apenas oito anos de carreira e dois álbuns, Amy Winehouse segue a sina de ícones como Jim Morrison, Janis Joplin, Jimi Henrix e Kurt Cobain. Todos com uma conturbada trajetória que envolvia altas doses de álcool e drogas. A autópsia está prevista para hoje. (Págs. 20 e 21)
PF investiga indenizações à beira das estradas
Há suspeita de que pessoas poderiam ter sido pagas para invadir áreas da União, prática facilitada pela omissão do Dnit, conforme constatou o Correio. Reportagem percorreu quatro regiões do país. (Págs. 2 e 3)
O drama de quem vai perder a casa por causa da Copa
(Págs. 8 a 10)
O país onde mulher negra não tem vez
Desemprego entre homens brancos no Brasil é de 4,4%, menor que a média nacional. Entre elas, o índice mais que dobra: salta para 9,2% (Págs. 12 e 13)

Estado de Minas

Medo, violência e morte no paraíso
A violência mudou o clima de um dos destinos dos mineiros em férias. O número de homicídios dobrou e o de asssaltos cresceu 1.066%, em Porto Seguro e região, no Sul da Bahia. Assaltada em Arraial da Ajuda, no mesmo dia em que morreu a professora Marildes Marinho, da UFMG, a arquiteta Graziela Mansur, com medo, arruma as malas para voltar a BH. (Pág. 1)
Grandes chances nas cidades de médio porte
Beneficiadas por uma onda de investimentos, cidades mineiras de 200 mil a 500 mil habitantes vivem fase de aumento da oferta e da qualidade dos serviços e abertura de faculdades. Montes Claros, Betim e Divinópolis estão entre esses polos atraentes. (Pág. 1)
Falha do Dnit: lotes na beira da estrada (Pág. 1)

Zero Hora

Câmaras já criaram 183 vagas de vereador no RS
Cresce no interior mobilização contra lei que permite mais 469 cadeiras em 122 municípios, mas 46 cidades se adiantaram e aprovaram aumento. (Págs. 1, 4 e 5)

A sentença de criminosos que deixam a prisão
No retorno às ruas, ao deixar a cadeia de forma condicional ou provisória, criminosos encontram a morte. (Págs. 1 , 28 e 29)

Jornal do Commercio

Foragidos do crack recebem proteção (pág. 1)

Médicos deixam de atender pelos planos de saúde (pág. 1)

REVISTAS SEMANAIS – DATAS DE CAPA

Veja, 27/7/2011.

Terror no país da paz
O terrorista Anders Behring Breivik, ultranacionalista de 32 anos, preso em Oslo, deixou na internet um rastro de ódio ao multiculturalismo. (pág 1)

Corrupção
O pedreiro “laranja” de 8 milhões de reais e os truques mais usados para roubar nosso dinheiro. (Pág 1)

Época, 25/7/2011.


Agência Nacional da Propina
Época obteve vídeos, cheques e documentos que revelam como o aparelhamento partidário transformou a Agência Nacional do Petróleo numa central de achaque e extorsão. (Pág. 1)

ISTOÉ, 27/7/2011.

Corpo artificial
Instituto de pesquisa dos Estados Unidos anuncia a criação de um fígado humano, e a medicina dá um importante passo para a fabricação de órgãos vitais em laboratório, como já acontece com traqueia, bexiga, rins e até vasos sanguíneos. Como isso pode revolucionar os tratamentos de saúde. (Pág. 1)
Transportes. Documentos do TCU mostram que o ministro Passos mentiu. (Pág. 1)

ISTOÉ Dinheiro, 27/7/2011.

EUA no limite
Com uma dívida de US$ 14,3 trilhões e uma guerra política no Congresso, os Estados Unidos espalham pelo mundo o medo do calote e de mais uma crise econômica global. Saiba como esse cenário afeta os negócios no Brasil. (Pág 1)
Vale: sob fogo cruzado das siderúrgicas. (Pág. 1)

Carta Capital, 27/7/2011.

O Brasil e a crise
O cenário externo piora e impõe novos desafios à economia nacional. (Pág. 1)

Análises de Delfim Netto, Luiz Gonzaga Belluzzo e The Economist. (Pág. 1)
Eleições 2012
Nem Mercadante nem Marta. Lula prefere Haddad. (Pág. 1)
Mídia
O cerco a Murdoch nos dois lados do Atlântico. (Pág. 1)

EXAME, 27/7/2011 (Quinzenal)

O homem que derrotou Abílio
Após vencer a batalha contra o sócio brasileiro, o francês Jean-Charles Naouri diz que vai fazer valer o acordo que o tornará dono do Pão de Açúcar: "Paguei caro e não vou desistir".

Mas a guerra não acabou: Abílio ainda quer comprar o Carrefour. (Pág. 1)
Especial
De um lado, o governo promove fusões de empresas. Do outro, quer defender o consumidor. A conta não fecha. (Pág. 1)

Fontes: Radiobras – JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
JBWiki!
Rio de Janeiro - RJ



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br