Atualizado 15h50 Quinta, 15 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Freio nos transportes

313 acessos - 0 comentários

Publicado em 06/07/2011 pelo(a) Wiki Repórter JBWiki!, Rio de Janeiro - RJ



Governo suspende licitações de obras dos Transportes. Capital de empresa de filho de ministro cresce 86.500%. Contratos sob suspeita eram comandados por Valdemar Costa Neto, cacique do PR. Dilma poderia aproveitar a faxina no setor e acabar com o projeto do trem-bala, escreve Elio Gaspari. OUTROS DESTAQUES - Grandes obras subiram 45% com aditivos. País adotará medidas para conter o real, diz Mantega. A farra dos poderosos em Brasília. Light pagará multa de R$ 100 mil por bueiro que explodir no Rio. Presidente do Casino diz que fusão é ’expropriação’. 28% dos motoristas admitem falar ao celular enquanto dirigem. FMI obriga nova diretora a passar por curso de ética.

DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, QUARTA-FEIRA, 6 DE JULHO DE 2011.

O Globo

Prefeitura do Rio quer vender sua sede para cobrir déficit
Proposta faz parte de pacote para cobrir dívida com a previdência, já em R$ 1 bi

O prefeito Eduardo Paes pediu autorização da Câmara dos Vereadores para vender a sede da prefeitura no Centro Administrativo São Sebastião e mais 12 imóveis na região do Teleporto, no Centro, edifícios com valor de R$ 1,2 bilhão - só a sede é avaliada em R$ 200 milhões. O negócio não se realizaria imediatamente, mas o prefeito quer que a Prev-Rio, dona dos imóveis, tenha autorização para vendê-los e pagar a dívida do Fundo de Previdência do município (Funprevi), que já chega a R$ 1 bilhão. O rombo no Funprevi, segundo auditoria, teria sido resultado de má gestão no governo César Maia. A proposta de venda dos prédios públicos consta do projeto de lei em discussão na Câmara. (Págs. 1 e 12)

Capital de empresa de filho de ministro cresce 86.500%
Dilma manda Nascimento suspender licitações por 30 dias

O Ministério Público Federal no Amazonas investiga suposto enriquecimento ilícito de Gustavo Morais Pereira, de 27 anos, filho do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. Criada em 2005 com capital de R$ 60 mil, uma das empresas de Pereira tem agora patrimônio de R$ 52 milhões - crescimento de 86.500%. As investigações incluem a ligação entre Pereira e a SC Carvalho Transportes e Construções, que recebeu verba do ministério de Nascimento. O caso pode complicar a situação do ministro, diante de denúncias de corrupção no ministério. Pressionado, Nascimento suspendeu por 30 dias licitações no Dnit e na Valec. Ele irá ao Congresso se explicar, mas sua situação é frágil. (Págs. 1, 3, 4 e Elio Gaspari, 6)

Light pagará multa de R$ 100 mil por bueiro
Após mais três incidentes, Paes diz que explosões no subterrâneo deixam Rio em pânico

Depois de mais três incidentes - um bueiro explodiu e dois soltaram fumaça -, num total de sete casos em menos de 36 horas, a Light fechou ontem um acordo com o Ministério Público, que estipulará multas de R$ 100 mil por danos causados em cada explosão de bueiro. Os promotores haviam ameaçado cobrar na Justiça R$ 1 milhão por acidente no subterrâneo. O Procon multou ontem a Light em R$ 6,4 milhões. O prefeito Eduardo Paes disse que as explosões estão levando pânico à cidade. (Págs. 1, 14, 15 e Cartas dos Leitores, 8)
IR: plano de saúde de doméstica terá dedução
A Câmara dos Deputados aprovou o reajuste de 4,5% na tabela de descontos do Imposto de Renda da Pessoa Física e autorizou a dedução dos gastos com plano de saúde pago para empregados domésticos, no valor de ate R$ 500 por ano na declaração. As medidas vão para o Senado. (Págs. 1 e 27)

Pão de Açúcar e Casino trocam acusações
O presidente do Casino, Jean-Charles Naouri, entregou US$ 1 bilhão a Abilio Diniz para assumir o Pão de Açúcar em 2012. Diniz levanta suspeitas de que o Casino quer vender o seu grupo a rivais. (Págs. 1, 21 e 22)
Crédito de Portugal vira lixo
Diante do risco de Portugal precisar de um novo socorro financeiro a agência Moody's rebaixou a nota de crédito do país para junk (lixo). Ou seja, "grau especulativo". Com isso, a Bovespa caiu 1,33%. (Págs. 1 e 23)

Folha de S. Paulo

Governo suspende licitações de obras dos Transportes
Medida vale por 30 dias; pressionado por crise, ministério também veta aumento do valor de contratos em andamento

Pressionado pela crise no Ministério dos Transportes, o ministro Alfredo Nascimento suspendeu as licitações da pasta por 30 dias e proibiu elevar valores de contratos em andamento. A medida abrange ao menos R$ 2,25 bilhões em obras.

A decisão tenta responder às acusações de que a pasta direcionou contratos de obras e recebeu propina de empreiteiras e consultorias, que teria sido repassada a membros do PR -sigla do ministro e integrante da base aliada de Dilma Rousseff. (Págs. 1 e Poder A4 e A6)

Planalto quer usar novo modelo de licitação em obras de aeroportos. (Págs. 1 e A7)

Elio Gaspari

Dilma poderia aproveitar a faxina no setor e acabar com o projeto do trem-bala. (Págs. 1 e Poder A9)

País adotará medidas para conter o real, diz Mantega
O ministro Guido Mantega (Fazenda) afirmou em Londres que o Brasil adotará medidas para conter a valorização do real, relata Vaguinaldo Marinheiro. Disse, sem detalhar, que ações podem envolver o mercado futuro e o de derivativos.

Na segunda, o dólar fechou em R$ 1,554, menor cotação desde 1999 - ontem, ficou em R$ 1,564. (Págs. 1 e Poder A9)
Agência de SP que fiscaliza elétricas usa 37% da verba
De 2008 a 2010, a agência que fiscaliza concessionárias de energia de SP usou R$ 56,5 milhões - só 37% de seu orçamento. A agência admite que não usou a verba, mas nega falta de fiscalização. No período, as queixas contra a Eletropaulo subiram 83%. (Págs. 1 e Cotidiano C1 e C3)
Ilustrada
Escritor italiano Tabucchi explica ausência na feira e ataca STF pelo caso Battisti. (Págs. 1 e E6)
Fusão no varejo é erro, afirma presidente de grupo francês
Jean-Charles Naouri, presidente do Casino, disse que a fusão de Pão de Açúcar e Carrefour é erro estratégico por priorizar a Europa, em vez de emergentes, e hipermercados. Ela só faz sentido para Abílio Diniz, afirmou.

O dono do Pão de Açúcar alega que a fusão é boa para o grupo francês e resulta em empresa forte. (Págs. 1 e Mercado B1)
FMI obriga nova diretora a passar por curso de ética
Christine Lagarde, nova chefe do FMI, prometeu em contrato seguir "alto padrão de conduta" e fazer "treinamento ético". Ela ganhará R$ 61 mil por mês, 11% mais que Dominique Strauss-Kahn, que saiu após acusação de abuso. (Págs. 1 e Mundo A10)
Força Estranha
Para Light, estouros de 18 bueiros no Rio, tem características incomuns. (Págs. 1 e Cotidiano C4)
Justiça paulista faz mutirão para soltar preso provisório (Págs. 1 e Cotidiano C5)

Dilma menciona segundo mandato pela primeira vez (Págs. 1 e Poder A8)

Editoriais
Leia "Risco e oportunidade", sobre o real valorizado, e "Mais mordaça", que critica o indiciamento criminal de jornalista em razão de reportagem. (Págs. 1 e Opinião A2)

O Estado de S. Paulo

Após denúncias, Dilma manda Transportes suspender licitações
Medida vale por 30 dias; afastado, diretor do Dnit anuncia que está de férias

A presidente Dilma Rousseff determinou ao ministro Alfredo Nascimento (Transportes) a suspensão por 30 dias das licitações do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da Engenharia, Construções e Ferrovias (Valec). A medida é um desdobramento da crise causada pela divulgação de supostas irregularidades na pasta. No fim de semana, o governo anunciou o afastamento de Luiz Antonio Pagot (Dnit) e José das Neves (Valec). Mas Pagot pediu férias. Para a lugar dele, Dilma quer um petista. (Págs. 1 e Nacional A4)


Segundo mandato

A presidente Dilma Rousseff levantou ontem, pela primeira vez, a possibilidade de disputar a reeleição em 2014. (Págs. 1 e Nacional A6)


Governo fala em medidas para o câmbio e dólar sobe
Depois de seis dias seguidos de baixa e de chegar ao menor nível desde janeiro de 1999, a cotação do dólar subiu 0,77% ontem, para R$ 1,565. Durante o dia, o ministro Guido Mantega (Fazenda) voltou a afirmar que a valorização do real preocupa e deu a entender que o governo adotará medidas para tentar conter a queda da moeda americana no País. Analistas alertam, porém, que a tendência para a taxa de câmbio é, na pior das hipóteses, de estabilidade em tomo dos valores atuais. (Págs. 1 e Economia B1)
Presidente do Casino diz que fusão é ’expropriação’
O presidente do grupo varejista francês Casino, Jean-Charles Naouri, classificou de “expropriação” de sua empresa a fusão entre o Pão de Açúcar, seu sócio no Brasil, com o Carrefour. Em entrevista ao Estado, Naouri acusou o empresário Abilio Diniz de traição e de manipular as negociações. (Págs. 1 e Economia B16)


Jean-Charles Naouri
Presidente Do Casino

"O Pão de Açúcar era um negócio medíocre" (Pág. 1)
Agência aponta risco em dívida de Portugal
A agência de classificação de risco Moody's rebaixou o rating da dívida pública de Portugal de grau de investimento para grau especulativo. A Moody's vê "risco crescente de que Portugal vá requerer uma segunda rodada de financiamento oficial antes que possa voltar ao mercado privado". (Págs. 1 e Economia B12)

90 escolas passam em branco na OAB
Das 610 escolas de Direito que participaram do último exame da Ordem dos Advogados do Brasil, 90 não aprovaram nenhum estudante. O Estado de SP tem 17 delas. (Págs. 1 e Vida A15)
28% dos motoristas admitem falar ao celular enquanto dirigem
Pesquisa encomendada pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia revela que 56% dos motoristas paulistanos já passaram por situação perigosa ao volante por causa da distração. Entre eles, 28% confessaram que falam ao celular enquanto dirigem. No Rio, o índice vai a 32%. (Págs. 1 e Cidades C4)
De longe, Chávez abre festa da independência (Págs. 1 e Internacional A10)

Procurador acusa MST de coagir eleitores (Págs. 1 e Nacional A9)

A. Patriota E H. Timerman
20 anos de cooperação

A experiência argentino-brasileira na promoção da transparência e da confiança mútua na área nuclear serve de fonte de inspiração para outras regiões. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Rolf Kuntz
A armadilha

Seis meses após a posse, Dilma continua enrolada em escândalos criados por ministros comprometidos muito menos com ela do que com Lula. (Págs. 1 e Economia B6)
Roberto DaMatta
O ’ex’

Não é fácil ser presidente numa sociedade cujo credo oscila entre leis e pessoas como solução para seus problemas. Figuras como Itamar e FHC são raras. (Págs. 1 e Caderno 2/ D12)
Notas & Informações
O regresso do caudilho

Nem Chávez sabe quando, se e em que medida recobrará as condições de governar. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

A farra dos poderosos...
Um rega-bofe movido a porco no rolete, muita bebida, fogos de artifício e música sertaneja animou o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP), e o presidente da Câmara dos deputados, Marco Maia (PT-RS), mas desrespeitou a lei do silêncio e tirou o sono dos moradores da 202 norte, apesar dos cuidados do deputado Paulinho da Força (PDT-SP), organizador da festa "Chamamos todos os vizinhos para ninguém jogar pedra", alegou. (Págs. 1 e 27)


... e as férias dos mortais

Enquanto os poderosos de plantão se divertem, o Brasil real encara uma dura realidade: o recesso escolar chegou, mas a inflação não tirou férias. O preço das passagens aéreas decolou 13,71 %. O da hospedagem, 12.83%. Em pesquisa, a FGV constatou: os serviços mais consumidos pelas famílias no descanso dos filhos em julho estão em média 8,18% mais caros que no mesmo período no ano passado. Angeline Santana que levou o filho Artur e a sobrinha Thainara ao Nicolândia, um parque de diversões da cidade, espantou-se com a carestia: o ingresso para entrar passou de R$ 20 para R$ 30. (Págs. 1 e 8)
À Europa
Procura-se castelo

Brasileiros compram propriedades em Bordeaux e na Toscana, mais em conta do que imóveis em Brasília, Rio ou São Paulo. (Págs. 1 e 9)
Romário: 'Será no jeitinho"
Agora deputado, Baixinho elogia obras em Brasília, mas critica andamento geral da Copa no resto do país. (Págs. 1 e Super Esportes, 6)

 O nome dele é Valdemar
Fustigado por denúncias, o ministro Alfredo Nascimento disse a aliados que os contratos sob suspeita eram comandados por Valdemar Costa Neto, cacique do PR. (Págs. 1, 2 e 3)

Venda de terreno para tirar a CEB da crise
GDF e empresa negociam área ao lado do Setor Noroeste, avaliada em R$ 500 milhões, para conseguir crédito do BNDES e quitar a dívida de R$ 800 milhões. (Págs. 1, 21 e 22)
Relator do caso Jaqueline na CCJ votou a favor da pizza (Págs. 1 e 23)

Trem da alegria: Câmara cria 57 cargos para abrigar assessores
Promessa de campanha do presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS). O projeto aprovado no plenário cria 57 cargos de confiança para abrigar apadrinhados políticos. (Págs. 1 e 5)
Direitos Humanos: Somem provas de tortura a Dilma
Ministério da Defesa e AGU dizem que documentos sobre a atuação de suposto torturador de Dilma Rousseff teriam sido destruídos. Ministério Público contesta a informação. (Págs. 1 e 4)

Valor Econômico

Ações da Petrobras já estão abaixo do valor patrimonial
O valor de mercado da Petrobras está, pela primeira vez desde 1999, abaixo do patrimônio líquido da empresa. O indicador é uma maneira de medir o que o mercado coloca de expectativa em uma ação. Quanto maior a diferença, mais se espera da empresa no futuro. Ontem, o preço sobre o valor patrimonial da ação preferencial da Petrobras fechou em 0,98 vez, ou seja, o papel vale menos na bolsa do que nos livros. Para a ação ordinária, a relação era de 1,08 vez.

Maior empresa da América Latina e uma das maiores empresas de energia do mundo, a Petrobras tem hoje uma das ações mais desvalorizadas do setor de petróleo e gás. Na maior companhia do setor, a americana ExxonMobil, a relação está acima de 2,5 vezes. Numa lista de 56 ações elaborada pelo Valor, os papéis da estatal brasileira só ganham de quatro, entre eles, a Petrobras Argentina. (Págs. 1 e D1)
Grandes obras subiram 45% com aditivos
A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado fez um levantamento sobre a execução orçamentária de 250 grandes obras realizadas no país. Conclusão: todas foram concluídas com um aumento de preço de pelo menos 45% em relação ao orçamento original. O saco sem fundo dos aditivos que turbinam o orçamento das obras de infraestrutura tem origem em um problema crônico: a péssima qualidade dos projetos básicos feitos para licitar essas obras. Basicamente, é essa condição que envolve as denúncias de corrupção da pasta dos Transportes. O Tribunal de Contas da União (TCU) já defendeu a proposta de se exigir a elaboração do projeto executivo das obras antes da licitação. A proposta vai contra o regime diferenciado de contratação, que flexibiliza as regras para as obras da Copa e da Olimpíada de 2016. (Págs. 1 e A7)
Casino indica erros e 'expropriação' na proposta de Diniz
"Expropriation" foi a palavra de fácil tradução que o presidente do Casino, Jean-Charles Naouri, usou, em francês, para qualificar a proposta de fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour no Brasil, apresentada pelo empresário Abilio Diniz. Em entrevista de 30 minutos, ele disse ao Valor que o Casino é vítima: "Nesse negócio, não podemos inverter os papéis entre o agressor e o agredido".

A principal agressão de Diniz, segundo Naouri, seria ao artigo 2.1.1 do acordo de acionistas entre o Casino e o empresário brasileiro. "O artigo diz que os acionistas não podem tomar ações que resultem na Wilkes [na qual o Casino e Diniz têm 50% cada] perdendo o controle da GPA. O artigo é extremamente claro". (Págs. 1 e D5)

Etanol na gasolina cairá a 18%
Em meio ao cenário de eventual escassez de etanol, a presidente Dilma Rousseff já decidiu reduzir de 25% para 18% a mistura do etanol anidro na gasolina. A medida será formalizada pelos quatro ministros integrantes do Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool até a próxima semana. Estima-se, com isso, diminuir o consumo anual do anidro em 2,2 bilhões de litros, o que significaria uma "folga" de 30% na demanda pelo combustível. A medida ajudará a "preservar" a "demanda própria" pelo etanol nas bombas dos postos, informou um ministro ao Valor. "O desempenho da cana está aquém do esperado. Há mais dificuldades e são necessárias medidas para garantir o abastecimento", diz. Em jogo, estão um bem intangível - a confiança dos donos de veículos com motor "flex fuel" - e um dado objetivo: o futuro da cadeia produtiva do etanol. (Págs. 1 e A2)
China volta a cobrar do Brasil status de economia de mercado
O diretor do departamento da América Latina do Ministério das Relações Exteriores da China, Yang Wanming, cobrou, esta semana, o cumprimento das promessas que Brasil e Argentina fizeram, durante os governos Luiz Inácio Lula da Silva e Néstor Kirchner, de reconhecer o país asiático como economia de mercado. "As palavras de Lula em 2004 se transformaram em letras mortas", disse.

O diplomata fez dura crítica às regras antidumping adotadas especialmente pela Argentina. "A Argentina deveria tomar como referência preços de mercado local e não comparar produtos italianos com chineses", afirmou. Mencionou ainda a insatisfação em relação ao óleo de soja argentino, cujo grau de qualidade, segundo ele, teria ficado abaixo dos índices fixados pelo país asiático em 2010. (Págs. 1 e A3)
Há bolha nos preços dos imóveis?
A fantástica valorização dos imóveis, comerciais ou residenciais, não para de surpreender os compradores. O movimento é mais intenso nas grandes cidades, mas se verifica também fora do eixo Rio-São Paulo. Diante de um cenário que empolga vendedores, mas assusta muitos investidores, cresce o medo de uma bolha nos preços. Muitos especialistas, porém, não acreditam que ela exista, pois no Brasil a maioria ainda compra imóvel para morar. Há consenso, no entanto, que um mercado tão aquecido inspira cuidados - sobretudo para quem pensa em investir, como mostra a ValorInveste de julho. A expectativa é de estabilidade ou altas mais modestas dos valores nos próximos anos, mas acredita-se que o mercado continuará testando os limites. (Pág. 1)
Classe A domina a paisagem de Niterói
Os cariocas dizem, com ironia, que a melhor coisa de Niterói é a vista do Rio de Janeiro. Mas são as estatísticas que mostram o que a cidade tem a oferecer. Pesquisa da FGV aponta que Niterói é o município com maior parcela da população na classe A: 30,7% da população com renda domiciliar mensal acima de R$ 6.745. "Ela não tem todas as deseconomias de grandes cidades e o IDH alto reflete políticas de educação e saúde consistentes", diz Marcelo Neri, economista da FGV e coordenador da pesquisa. (Págs. 1 e A12)
BB lança projeto piloto de 'seguro de faturamento' para o produtor rural (Págs. 1 e B12)

Índice da miséria
A soma da taxa de desemprego e da inflação continua a mesma desde dezembro, mantendo-se em níveis baixos para padrões brasileiros. Assim, o chamado "índice de miséria" ficou em 12,4. (Págs. 1 e A2)
Participação na EDP à venda
O conselho de ministros de Portugal aprovou ontem um decreto-lei que acaba com os direitos especiais do Estado na EDP. Assim, a participação do governo pode ser vendida, o que interessa a Eletrobras. (Págs. 1 e B8)
Planos do BB e Mapfre
Após um ano do anúncio do acordo de acionistas, Banco do Brasil e Mapfre começaram a operar efetivamente de forma conjunta este mês. Em algumas linhas o grupo já tem a liderança do mercado, caso dos segmentos de vida e segura rural. (Págs. 1 e C3)
Ideias
Rosângela Bittar

Para enfrentar a cultura da corrupção, nada melhor que começar pela cultura da demissão imediata e punição de culpados. (págs. 1 e A9)
Ideias
Martin Wolf

A reestruturação da dívida é meramente uma condição necessária para se encontrar uma saída para a Grécia. (Págs. 1 e A11)
Portugal rebaixada
A agência de análise de risco Moody's rebaixou o rating da dívida soberana de longo prazo de Portugal para Ba2- nível "junk"- , de Baa1, como prespectiva negativa, citando o crescente risco de o país precisar de uma segunda rodada de suporte financeiro externo. (Págs. 1 e C3)

Estado de Minas


Suspensão de licitações afeta obras em Minas
O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, determinou ao Dnit a suspensão por 30 dias de todas as concorrências de obras, projetos e serviços no país. A decisão é consequência das denúncias de superfaturamento que derrubaram a cúpula do ministério e atinge pelo menos três importantes obras previstas para Minas: duplicação da BR-381 e revitalização de trecho da BR-040 (entre o trevo de Ouro Preto e Ressaquinha) e dos 26,5 quilômetros do Anel Rodoviário. Nascimento aceitou convite para comparecer ao Senado a fim de prestar esclarecimentos sobre o caso. Ele deverá ir à Câmara dos Deputados também. (Págs. 1 e 3)

Financiamento: Proteja-se no contrato da casa própria
Quem assina contratos para financiar imóveis a longo prazo precisa ficar atento a cobranças indevidas que podem encarecer as prestações em até 30%. Apenas 5% dos mutuários pedem revisão contratual. (Págs. 1 e 12)

Valadares: Prefeita nomeia dois ex-adversários políticos
Chefe do Executivo da cidade no Vale do Rio Doce empregou rival nas eleições e o principal crítico. (Págs. 1 e 8)
Senado
MP quer ficha de militar acusado de torturar Dilma. (Págs. 1 e 4)
Direito em MG: Faculdades entre o céu e o inferno
UFMG e UFJF estão entre as três instituições brasileiras que mais aprovaram bacharéis no exame da OAB. Porém, nove escolas não conseguiram aprovar um só candidato. (Págs. 1, 23 e Editorial, 10)

Jornal do Commercio (PE)

Planos de saúde locais entre piores
Levantamento da Agência Nacional de Saúde Suplementar mostra quatro operadoras em atuação no mercado pernambucano entre as dez que receberam mais reclamações em todo o País. (Págs. 1 e Economia 2)
Governo lança medidas contra novo caos aéreo (Págs. 1 e Economia 1)

Estado não tem estrutura para aplicar nova lei (Págs. 1 e Cidades 5)

Câmara aprova mudanças na tabela do IR (Págs. 1 e Economia 2)

Cursos com aprovação zero na OAB (Págs. 1 e Cidades)

Diretor do Dnit se recusa a deixar o cargo e tira férias (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

Escândalo adia obras em cinco BRs gaúchas
Alvo de investigação, Ministério dos Transportes suspende por 30 dias as licitações em todo o país e frustra comunidades. (Págs. 1, 6 e Rosane de Oliveira, 10)

Porta aberta: Por que o Piratini quer contratar estrangeiros
Assembleia autoriza o Estado a atrair para o funcionalismo “cérebros” do Exterior. (Págs. 1, 4 e 5)
Lei ignorada: Descaso tira milhões que serviriam para solidariedade
Em sete anos, cerca de R$ 156 milhões deixaram de ser revertidos a projetos sociais. (Págs. 1, 28 e 29)
Novo regime: Policiais civis passam a ter aposentadoria especial
Decreto permite pedir o benefício integral aos 30 anos de serviço (20 na corporação). (Págs. 1 e 37)

Brasil Econômico

Acusado de violação pelo Casino, Carrefour já acha fusão pouco provável
Lars Olofsson, presidente mundial do Carrefour, deve vir ao Brasil para desfazer mal-estar criado por críticas de ação hostil contra rival Casino e tentar reverter possível fim da união

Ao mesmo tempo em que as negociações se acirram, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) empenha-se para que a fusão entre o Pão de Açúcar e o grupo francês se concretize em benefício da política industrial brasileira. Na análise da instituição de fomento, o crescimento da participação acionária do Casino no varejista brasileiro ampliaria as importações de produtos franceses, prejudicando fornecedores nacionais. (Págs. 1 e 4)
Brasil fica cada vez mais distante do déficit zero
Na nova avaliação do Ministério da Fazenda, a economia do governo federal para honrar as despesas e ainda pagar o montante total dos juros da dívida não deve ser suficiente nem em 2014. (Págs. 1 e 10)

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, suspendeu por 30 dias todas as licitações da pasta e prestará esclarecimentos ao Congresso. (Págs. 1 e 13)

Pressão cambial, crédito e nível de poupança tornam América Latina mais vulnerável do que no pré-crise, diz economista Rojas-Suarez. (Págs. 1 e 30)

Randon, Guerra e Librelato criam crédito próprio
Estratégia é financiar seus clientes para garantir as vendas de implementos rodoviários, como carrocerias, reboques e basculantes. (Págs. 1 e 18)
P&Ge Unilever levam aerossol para a Argentina
Alto custo de produção de desodorantes no Brasil faz com que fabricantes troquem o país pelo vizinho e volume de importações já chega a 82% do mercado. (Págs. 1 e 20)
Bancas preveem bom semestre para abertura de capital
Mesmo com a bolsa de valores em baixa, os principais escritórios de advocacia têm recebido bom número de pedidos de informações sobre lançamentos de ações. (Págs. 1 e 28)
Rio quer a Bolsa de Mercadorias
Com aliados como grupo EBX, o Rio de Janeiro negocia com BM&F Bovespa a migração da sede da BBM, hoje em São Paulo. (Págs. 1 e 32)

Fontes: Radiobras – JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
JBWiki!
Rio de Janeiro - RJ



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br