Atualizado 19h56 Quinta, 15 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

PT quer verba de 10%; PMDB, 48 cargos

431 acessos - 0 comentários

Publicado em 21/06/2011 pelo(a) Wiki Repórter JBWiki!, Rio de Janeiro - RJ



O PT apresentou na Câmara proposta para que os deputados repassem para as lideranças partidárias até 10% de sua verba parlamentar. PMDB vai cobrar de Dilma 48 cargos. Unido, partido fará a exigência no seu primeiro encontro com a nova ministra Ideli Salvatti. OUTROS DESTAQUES - Senado vetará sigilo em obra da Copa, diz Sarney. Plano de Saúde - é aceitar ou esperar. Nova regra entra em vigor em setembro. Após fraude, médicos baterão ponto eletrônico. Prefeitura pretende tirar à força viciado das ruas de São Paulo. Tragédia expõe relação de Cabral e empresários. Meta de extinguir lixões até 2014 é praticamente inatingível no Brasil. Embraer vende 39 aviões em salão francês. Meta de inflação de 2013 fica em 4,5%. CBF quer regular usa de redes sociais pelos jogadores.

DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, TERÇA-FEIRA, 21 DE JUNHO DE 2011.

Folha de S. Paulo

Senado vetará sigilo em obra da Copa, diz Sarney
O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse ontem que a Casa deverá derrubar a decisão de manter em segredo os orçamentos das obras da Copa-2014 e da Olimpíada-2016.

A declaração teve apoio de partidos de oposição.

O sigilo, como a Folha revelou, foi incluído de última hora em medida provisória aprovada na Câmara.

Pela MP, órgãos como tribunais de contas receberiam os dados em "caráter sigiloso" e só após conhecidos os lances da licitação.(Págs. 1 e Poder A4)
Em sabatina, Kassab não refuta ideia de apoio a Dilma
“Não tenho nenhum preconceito com a ideia de apoiar a presidente Dilma [em 2014] se ela tiver feito um bom governo.” A afirmação foi feita ontem pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, durante a sabatina Folha/UOL.

Ele deu nota 10 a seu governo "pela vontade de acertar" e disse que, numa democracia, é normal a mudança de partido. (Págs. 1 e Poder A8)
Fernando de Barros E Silva
Político lembrava um jogador após partida de futebol (Págs. 1 e Opinião A2)
Prefeitura pretende tirar à força viciado das ruas
A Prefeitura de São Paulo busca uma alternativa jurídica para retirar das ruas usuários de drogas que recusem tratamento. Mesmo que seja à força. A ideia é "dar mais liberdade" para a atuação das equipes de saúde e assistência social, disse o prefeito Gilberto Kassab.

O alvo principal é a cracolândia. Para o secretário Cláudio Lembo (Negócios Jurídicos), é preciso encontrar um equilíbrio entre a dignidade humana e o direito de ir e vir. (Págs. 1 e Cotidiano C8)

Análise - Laudo médico precisa embasar essa internação, escreve Reynaldo Mapelll Jr. (Págs. 1 e Cotidiano C8)
Após fraude, médicos baterão ponto eletrônico
O governo de São Paulo vai implantar em até 90 dias pontos eletrônicos para controlar as horas trabalhadas de médicos da rede estadual. Também foi aberta investigação em todos os hospitais sobre a fraude em registros - 70% deles fazem o controle manualmente.

Dos 50 médicos que serão investigados por fraudar plantões há ao menos um com carga horária impossível de cumprir. No papel, ele trabalha 31 horas/dia. (Págs. 1 e Cotidiano C1)

PT quer até 10% da verba parlamentar dos deputados
O PT apresentou na Câmara proposta para que os deputados repassem para as lideranças partidárias até 10% de sua verba parlamentar - dinheiro destinado a custear gastos vinculados ao exercício do mandato.

O objetivo é criar uma cota para atender as despesas de interesse coletivo da bancada. Aprovada a proposta, todos os partidos poderão adotar a ideia. (Págs. 1 e Poder A6)

Equipe defende manter a meta de inflação em 4,5% para 2013
A equipe econômica vai sugerir a presidente Dilma Rousseff a manutenção para 2013 da meta de inflação anual de 4,5%, com intervalo de tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Esse é o numero para 2011 e 2012.

Na próxima semana, o Conselho Monetário Nacional decide a meta. (Págs. 1 e Poder A10)
Vinicius Torres Freire
Presidente parece ter definido balizas para a economia (Págs. 1 e Mercado B4)
Ministério negocia um novo tributo sobre minérios
O Ministério de Minas e Energia negocia um tributo sobre a exploração de minérios. A proposta inicial é cobrar "participação especial" de grandes empreendimentos. A Fazenda teme que a medida afete a competitividade do setor. (Págs. 1 e Mercado B1)
Esporte
CBF quer regular uso de redes sociais durante a Copa América (Págs. 1 e D6)
Editoriais
Leia "A nota de Kassab", que avalia a administração do prefeito de São Paulo, e "Saúde como prioridade", sobre a regulamentação da emenda 29. (Págs. 1 e Opinião A2)

O Estado de S. Paulo

PMDB vai cobrar de Dilma 48 cargos
Unido, partido fará a exigência no seu primeiro encontro com a nova ministra Ideli Salvatti; pauta inclui liberação de emendas

O PMDB tem hoje programado o seu primeiro encontro com a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) para cobrar cargos de segundo e terceiro escalões prometidos desde o início do governo e ainda não preenchidos. O partido aproveitará também a reunião com a ministra para lembrar da necessidade de liberação de emendas de seus parlamentares; o que é garantia de voto certo nos projetos de interesse do governo. O PMDB se rebelou na votação do Código Florestal porque o então ministro Antonio Palocci (Casa Civil) protelou a nomeação para 50 cargos. Na reunião com Ideli serão cobrados 48, porque na sexta-feira passada dois pedidos foram atendidos. Desde que o partido iniciou a disputa com o governo pelos cargos, as bancadas no Senado e na Câmara passaram a trabalhar unidas. A lista de nomes indicados entregue ao Planalto ainda em fevereiro foi feita de comum acordo entre as duas partes. (Págs. 1 e Nacional A4)


Sarney critica sigilo para Copa

O presidente do Senado disse que a Casa tem de modificar a medida provisória sobre obras. (Págs. 1 e Nacional A4)
Escândalo na Saúde derruba mais um no governo de SP
Alvo da Operação Hipócrates (investigação sobre suposto esquema de fraudes e desvio de recursos para pagamentos de plantões médicos não realizados), o coordenador de Serviços da Saúde de São Paulo, Ricardo Tardelli, pediu demissão ontem. E a segunda baixa no governo do Estado desde que a Justiça mandou prender 13 suspeitos. Na sexta, o neurocirurgião Jorge Pagura, citado no inquérito, deixou a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. (Págs. 1 e Vida A18)
Planos terão até 14 dias para agendar consultas
A Agência Nacional de Saúde Suplementar publicou norma que determina prazos máximos de espera para consultas (14 dias) e cirurgias (21 dias) pelos planos. A regra, com multa de R$ 80 mil, entra em vigor em setembro. (Págs. 1 e Vida A17)
Agência eleva nota de títulos brasileiros
A agência de classificação de risco de crédito Moody's elevou a nota do Brasil de Baa3 para Baa2, na escala da empresa. Com isso, os títulos emitidos pelo governo passam a ser considerados ainda mais seguros para os investidores globais. (Págs. 1 e Economia B1)
Embraer vende 39 aviões em salão francês (Págs. 1 e Economia B14)

Justiça solta 1.972 presos em 43 dias
Entre 3 de maio e 15 de junho, o Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu liberdade para 1.972 presidiários do regime semiaberto, média de 61 por dia útil. O volume recorde - o dobro do normal - é consequência da força-tarefa de juízes e funcionários do TJ. (Págs. 1 e Cidades C1 e C3)
Notas & Informações
Tombini e o status do BC

O BC é mesmo autônomo ou apenas combate a inflação porque essa é a orientação do Planalto? (Págs. 1 e A3)

O Globo

Nova regra dá 7 dias para plano marcar consultas
Exames devem ser agendados em ate 21 dias úteis, determina a ANS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) baixou ontem novas regras para atendimento a usuários de planos de saúde. Consultas de pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia, por exemplo, devem ser marcadas em até 7 dias úteis. Exames de maior complexidade devem ser agendados no prazo máximo de 21 dias úteis. O consumidor que não conseguir confirmação com médicos, laboratórios ou clínicas que desejar deve procurar a central de atendimentos dos planos para cobrar a consulta em alguma outra unidade ou com outro profissional daquela mesma especialidade. As regras entram em vigor imediatamente, embora a ANS informe que as operadoras de planos têm até 90 dias para se adaptar. Representantes dos médicos criticaram a medida por acreditar que ela prejudicara a qualidade do atendimento. (Págs. 1 e 23)
MP quer retomar o caso dos aloprados
Inquérito estava parado, mas novas denúncias contra Mercadante provocarão mais investigação

O Ministério Público Federal em Cuiabá pediu à Polícia Federal que investigue declarações do ex-diretor do BB Expedito Veloso sobre a participação de Aloizio Mercadante no dossiê dos aloprados. Segundo Expedito, Mercadante foi mentor do dossiê, que seria usado contra José Serra em 2006. O ministro nega. O PT mandou Expedito se calar. O inquérito estava parado. Mercadante fora indiciado pela PF, mas o STF anulou o indiciamento. (Págs. 1 e 3)
Tragédia expõe relação de Cabral e empresários
A queda de um helicóptero na Bahia - que matou seis pessoas e deixou uma desaparecida - trouxe à tona relações do governador Sérgio Cabral com empresários. Ele viajou para a Bahia num jato de Eike Batista, ao lado de Fernando Cavendish, dono da Delta Construções. Ambos têm negócios com o estado. Cabral pediu licença. (Págs. 1 e 12)

Classificação sobe e atrai mais dólares
Com as ações do governo para esfriar a economia, conter a inflação e aumentar o esforço fiscal, a Moody's melhorou a nota do Brasil, considerado seguro para investir. O país deve atrair mais dólares. (Págs. 1 e 21)
Raios no Brasil matam mais os homens (Págs. 1 e 30)

Foto legenda: Um novo cenário para a Copa do Mundo
Policiais do Bope patrulham a Mangueira, enquanto meninos soltam pipa. Com a proximidade da Copa do Mundo, a favela ocupada domingo deverá receber este ano um total de R$ 360 milhões para reurbanização, já visando à final do megaevento no Maracanã, vizinho à favela. (Págs. 1 e 13)

Correio Braziliense

Justiça libera condomínios
A Vara de Registros Públicos do Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou que cartórios liberem as escrituras de todos os parcelamentos já aprovados pelo GDF. A decisão permite a retomada do processo de regularização das áreas, paralisado desde o mês passado devido à recomendação do Ministério Público que obrigava os cartórios a exigir a aprovação dos processos pelos conselhos de Meio Ambiente (Conam) e de Planejamento Urbano e Territorial (Conplan). De acordo com o juiz Ricardo Norio Daitoku, a exigência não está prevista na Lei de Parcelamento do Solo. Para o magistrado, a assinatura do governador em um processo de regularização é suficiente para atestar a viabilidade do loteamento. Atualmente, 94 condomínios já têm sua legalização aprovada pelo governo local. (Págs. 1 e 23)
Vacina no combate ao câncer
Pesquisadores usam o DNA da próstata de ratos para ativar o sistema imunológico e destruir as células cancerígenas. O estudo pode resultar na criação de um remédio revolucionário contra vários tipos da doença. (Págs. 1 e 19)

Agência eleva nota do Brasil e elogia Dilma
A Moody’s aumentou ontem a nota de risco da dívida brasileira. Na prática, além de considerar a economia do país segura para investimentos, a agência de classificação sinaliza apoio às medidas tomadas pelo governo para conter o crédito e reduzir os gastos públicos. (Págs. 1 e 14)
Sigilo com os dias contados
Pressionado, o Palácio do Planalto vai apoiar o projeto que prevê a divulgação de todos os documentos secretos. O Executivo perderá o poder de classificar as informações do Estado. (Págs. 1, 2 e 3)

Câmpus verde
Grupo de alunos de engenharia florestal coloca a UnB como finalista de uma competição que vai eleger o melhor projeto de sustentabilidade desenvolvido em instituições de ensino do país. (Págs. 1 e 28)
Cientistas já sabem onde atacar o HIV
A descoberta de um ponto fraco do vírus da Aids, identificado a partir de modelos matemáticos, abre uma nova frente de combate à doença. (Págs. 1 e 19)
Planos de Saúde: Espera por consulta não pode passar de 14 dias
Governo determina prazos mais rígidos para atendimento dos usuários. No caso de exames, o tempo máximo será de apenas três dias úteis. As operadoras têm três meses para se adequar às novas regras. (Págs. 1 e 10)
Há verba para pôr fim a esse absurdo
Após cortar gastos, GDF acumula R$ 2,230 bilhões no caixa, um crescimento de 66% em relação ao início do ano. Com a folga no orçamento, o governo começa a retomar obras paralisadas, mas ainda precisa resolver problemas jurídicos que empacam empreendimentos como a ponte entre Samambaia e Ceilândia (foto). (Págs. 1 e 24)

Valor Econômico

Meta de inflação de 2013 fica em 4,5%
O Conselho Monetário Nacional (CMN) vai fixar em 4,5% a meta de inflação para 2013. O percentual, que será anunciado oficialmente no dia 30, é o mesmo dos últimos seis anos, além de ser o objetivo definido para este e o próximo ano. Com isso, o Brasil persegue a mesma meta de inflação por nove anos consecutivos. Integrantes do governo chegaram a pensar em reduzir o alvo de 2013 para 4% ou 4,25%. A ideia era sinalizar ao mercado o compromisso firme de reduzir a inflação nos próximos anos. Isso ajudaria a melhorar as expectativas dos agentes econômicos, que estão pessimistas quanto ao desempenho do governo nessa área.

Em seu discurso de posse, o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, defendeu a redução da meta "no futuro", para permitir a convergência da inflação brasileira para níveis mais baixos, "semelhantes aos observados nas principais economias emergentes". (Pág. 1)
Foto legenda: Preparado para a demanda
A aceleração das atividades exploratórias da Petrobras, principalmente no pré-sal, estimula investimentos de fornecedores, como a Tubos Ipiranga, comandada por Alexandre Plassa, que investe na produção de tubos em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo. (Págs 1 e Especial "Petróleo e Gás")
Renda do trabalho cresce menos
A massa de rendimentos do trabalho e da Previdência deve crescer cerca de 3,3% acima da inflação neste ano - resultado positivo, mas muito abaixo dos 7% registrados em 2010, o que significa menos combustível para o consumo.

Entre os fatores que explicam o avanço mais modesto da renda dos trabalhadores estão o menor reajuste real do salário mínimo desde 2003, a desaceleração da atividade econômica, a inflação mais alta e uma expansão também mais moderada do emprego. (Págs. 1 e A3)
Não devemos nos iludir com nosso modelo agrominerador
O Brasil está com sinais vitais bastante razoáveis. Seu problema principal, entretanto, é preparar nossa estrutura produtiva para dar emprego de boa qualidade a 145 milhões de brasileiros, de 15 a 64 anos, em 2030. Isso não será feito só com o modelo agrominerador eficiente, mas induzido e dependente do crescimento externo. Com o tempo, a oferta mundial de alimento e petróleo crescerá estimulada pelo aumento dos preços.

É hora de estimular nosso mercado interno para ampliar o setor industrial e de serviços para atender ao crescimento inclusivo que nos impõe a Constituição de 88. Para atender ao aumento da oferta de mão de obra, o Brasil precisa de um crescimento nos próximos 20 anos da ordem de 5% ao ano. Para consegui-lo temos, fundamentalmente, de elevar a taxa de poupança interna para 24% a 25% do PIB (com déficit em conta corrente não maior do que 1%), o que exige estímulo à poupança privada e grande aumento da poupança governamental (sem aumento da carga tributária). (Págs. 1 e A16)
Expectativas de preço para empresas de TI estreantes na bolsa estão infladas (Págs. 1 e D9)

Novas regras para os domínios mudam a navegação na web (Págs. 1 e B10)

Hunter Douglas aposta em aeroportos e estádios para crescer no Brasil, diz Siviero (Págs. 1 e B9)

Afrouxamento nas licitações
Destaque apresentado pelo PDT à MP 527 estende a todos os contratos e licitações do governo federal as regras mais flexíveis para a contratação de obras e serviços voltados para a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016. (Págs. 1 e A7)
Aéreas têm estratégias distintas
Enquanto a TAM planeja iniciar a cisão de sua área de manutenção no segundo semestre para obter receita com o atendimento a terceiros, a Gol mantém o foco na operação interna e deve alcançar o limite da capacidade até o fim de 2012. (Págs. 1 e B1)
Embraer fecha contratos na França
A Embraer fechou cinco contratos para a venda de 39 aviões, avaliados em US$ 1,7 bilhão, na abertura da Paris Air Show, maior salão mundial de aeronáutica. Há ainda opções de compra de outras 22 aeronaves, que podem elevar o valor a US$ 2,6 bilhões. (Págs. 1 e B8)
Freio no consignado
Bancos pequenos e médios especializados em crédito consignado reduzem o ritmo de concessões para se adequar às exigências do BC de elevação do requerimento de capital para operações mais longas. (Págs. 1 e C1)
BNDES apoia inovação ambiental
O BNDES anunciou a criação de um fundo de investimento de R$ 150 milhões, voltado exclusivamente a empresas que desenvolvam projetos de tecnologias "limpas" em estágio inicial de atividades. (Págs. 1 e C5)
TRTs suspendem protestos
Orientação da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho determina que os Tribunais Regionais do Trabalho deixem de protestar créditos trabalhistas como forma de pressão para a quitação de dívidas com decisões transitadas em julgado. (Págs. 1 e E1)
Ideias
Fernando Ferrari e Andre Modenesi

Seguiremos batendo recordes mundiais de juros sem que a inflação se reduza de forma contundente. (Págs. 1 e A14)
Ideias
José Eli da Veiga

A goleada na Câmara na votação do Código Florestal foi uma vitória de Pirro para produtores e parasitas do agronegócio. (Págs. 1 e A15)
Regiões Metropolitanas/Campinas
Com um PIB de R$ 77 bilhões, a economia da Região Metropolitana de Campinas, que reúne 19 municípios, deve crescer de 4,5% a 5% por ano até 2020. Além do trem-bala e da ampliação de Viracopos, deve receber investimentos de R$ 15 bilhões na área de tecnologia. (Pág. 1)

Estado de Minas

Plano de Saúde - é aceitar ou esperar
ANS estabelece prazo de sete a 14 dias para marcação de consultas, mas não garante que seja com médico escolhido pelo usuário e, sim, por profissional indicado pela operadora

A partir de 17 de setembro, quando entra em vigor a Resolução Normativa publicada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, o tempo máximo para atendimento em consultas básicas, como pediatria, clínica médica e ginecologia, será de sete dias. Para as demais especialidades, não poderá ultrapassar 14 dias. A norma também obriga os planos a credenciar prestadores de serviço nos municípios de sua área de cobertura. Se o consumidor não encontrar esse atendimento, a operadora deverá indicar um profissional, mesmo fora de sua rede, no próprio município, ou pagar o transporte do segurado até um prestador credenciado. (Págs. 1 e 13)
Apartamentos: Reajuste de imóveis em BH vai a 35%
Preço médio do metro quadrado registrou alta expressiva em abril sobre mesmo mês de 2010, saltando de R$ 1,7 mil para R$ 2,3 mil, segundo CMI e Ipead. (Págs. 1 e 14)
PF apreende mil notas novas de R$ 50 falsas (Págs. 1 e 22)

Saúde: Britânicos a um passo da vacina contra o câncer
Medicamento feito a partir do DNA retirado de tecido saudável da próstata curou tumores no órgão em camundongos. O próximo passo é o teste em humanos. (Págs. 1 e 19)
Governo de MG: 2 mil servidores não declararam ter ficha limpa
Prazo para ocupantes de cargos comissionados informarem não ter condenações por tribunais acabou. Secretarias, autarquias e fundações terão de dar explicação. (Págs. 1 e 3)
Sexo
Europa aprova camisinha que prolonga a ereção. (Págs. 1 e 19)
Congresso
Governo desiste de sigilo eterno de documentos. (Págs. 1 e 7)

Jornal do Commercio (PE)

Plano de saúde terá que cumprir prazos
Pacientes ganharão direito a consulta em no máximo 14 dias, a partir de 20 de setembro. Os médicos continuarão atendendo dentro de suas possibilidades, mas planos deverão oferecer opção. (Págs. 1 e Economia 1)
João da Costa sofre entorse no joelho (Pág. 1)

Localizados mais dois corpos do helicóptero (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

Flagrantes de álcool ao volante crescem 67,7% nas estradas
Levantamento de ZH mostra que média mensal de autuações de motoristas alcoolizados subiu de 328 para 550 nas estradas gaúchas em 2011. (Págs. 1 e 30)
Planos de saúde: Consultas têm de ser marcadas em sete dias
Planos terão 90 dias para se adequar à regra. (Págs. 1 e 16)
Depois do tapa: PTB usa Tarso para amainar crise
Partido colocou cargos à disposição. (Págs. 1, 8 e 10)

Brasil Econômico

ANS exige que os planos de saúde atendam pacientes em até 21 dias
Resolução estabelece que, a partir de setembro, companhias poderão ser multadas em até R$ 80 mil se descumprirem norma

Sob iminente colapso, o sistema de saúde privado tem um novo desafio no Brasil: melhorar o atendimento de sua clientela, que nesta década cresceu 50%, e cumprir prazos de atendimento que serão de sete dias para clínica geral. Os médicos, por sua vez, veem na medida a possibilidade de conseguir aumento no valor recebido pelas consultas realizadas — tema que está em discussão pela categoria desde abril, quando se iniciou um movimento em favor do reajuste. (Págs. 1 e 4)


Empresas dizem que têm como cumprir nova regra e não vão aumentar rede credenciada. (Pág. 1)
Meta de extinguir lixões até 2014 é praticamente inatingível no Brasil
Política Nacional de Resíduos Sólidos dificilmente sairá do papel, pois dependeria da construção de 492 aterros sanitários ao custo de R$ 2 bilhões — verba indisponível. (Págs. 1 e 10)
Embraer fecha contratos de venda de 39 aviões avaliados em US$ 1,7 bilhão
Companhia informa ainda ter opção de entrega de outras 22 aeronaves, que podem gerar receitas de US$ 900 milhões. (Págs. 1 e 22)
Gerador e Tenda miram pequeno comércio com crédito do BID
Banco Interamericano de Desenvolvimento quer mais projetos brasileiros em financiamentos para a América Latina. (Págs. 1 e 36)
Brasil melhora classificação na escala de risco
Agência Moody’s aumentou nota de rating do país, citando a disposição do governo de reverter a política expansionista. Para gestores, é um conforto adicional para o investidor. (Págs. 1 e 38)

Foto legenda: Indústria de caixas eletrônicos contra-ataca
Diante do aumento de roubos aos terminais bancários, fornecedores dos equipamentos, como a Diebold, presidida por Thomas Swidarski, investem em novas tecnologias de segurança bancária. (Págs. 1 e 26)
Redes como Atlantica, presidida por Paul J. Sistare, e a francesa Accor controlam a metade dos contratos de novos hotéis no Brasil. (Págs. 1 e 30)

O grupo austríaco Red Bull tem planos de construir uma fábrica própria para fazer suas bebidas energéticas no Brasil. (Págs. 1 e 18)

Fontes: Radiobras – JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
JBWiki!
Rio de Janeiro - RJ



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br