Atualizado 19h56 Sexta, 16 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Custo Palocci cresce

458 acessos - 0 comentários

Publicado em 29/05/2011 pelo(a) Wiki Repórter JBWiki!, Rio de Janeiro - RJ



Michel Temer, vice-presidente, diz que elevou tom de voz com o ministro Antonio Palocci (Casa Civil). O atrito ocorreu por conta das ameaças de Palocci de tirar um ministério do PMDB. Com amigo de Palocci, lucro de firma dispara. Contrariada pela repercussão do 'socorro' no caso Palocci, presidente Dilma fará reuniões para mostrar poder. OUTROS DESTAQUES – Saúde de Dilma está ótima, informa hospital. Revista escreve que saúde dela ainda exige atenção. Cadastro revela políticos donos de rádio e TV no país. Reserva ambiental tem corretor e criação de gado. Como se aposentar recebendo R$ 10 mil. Descobertas tendem a dobrar petróleo no país.

DESTAQUES DE JORNAIS E REVISTAS BRASILEIROS, DOMINGO, 29 DE MAIO DE 2011.

O Globo

Beltrame adverte que UPPs estão numa encruzilhada
'Nada sobrevive só com segurança. É hora de investimentos sociais'

Após a pacificação de 17 favelas cariocas, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, alerta que o sucesso do projeto das Unidades de Polícia Pacificadors (UPPs) depende agora de investimentos maciços na área social e cobra envolvimento de empresas e órgãos públicos. Sempre discreto, Beltrame se mostra angustiado e um pouco aborrecido: "Nada sobreviverá só com segurança. Não será um policial com um fuzil na entrada de uma favela que vai segurar, se lá dentro as coisas não funcionarem. É hora de investimentos sociais", disse o secretário a Elenice Bottari e Liane Gonçalves. Beltrame admite estar cansado de esperar os investimentos, mas garante que "não vai jogar a toalha". (Págs. 1 e 18)
Amazônia sob ataque
Em meio à polêmica da aprovação do Código Florestal, "correntão" volta à cena para ajudar a desmatar

Na semana em que a Câmara votou o Código Florestal, a cada vez mais próxima anistia para os desmatadores é o sinal para ataques à Floresta Amazônica em Mato Grosso. Em cidades como Sinop e Nova Ubiratã, O GLOBO flagrou a livre derrubada de árvores. Um método feroz de desmatamento ressurgiu - o correntão, que, amarrado a tratores, arrasta árvores e mata animais. O Ibama apreendeu toras e tratores irregulares. Mas boa parte da população vê a preservação como inimiga do progresso. (Págs. 1, 3 e 4)

Reserva tem corretor e criação de gado

Uma área de reserva ambiental dentro de um assentamento do Incra em Goiás transformou-se em ponto de venda ilegal de lotes e tem um corretor “assentado”. Posseiros criam gado dentro da reserva. (Págs. 1 e 9)

Folha de S. Paulo

Cadastro revela políticos donos de rádio e TV no país
Lista inédita aponta que 56 dos 594 congressistas são sócios ou possuem parentes no controle de emissoras

Classificado de "caixa-preta" das comunicações, o cadastro nacional de donos de rádio e TVs será divulgado em definitivo pelo governo a partir de amanhã. A Folha obteve a lista completa e a publica hoje no site do jornal (www.folha.com). Esse mapa do setor reúne dados de 291 TVs, 3.025 rádios e 6.186 retransmissoras comerciais e mostra que 56 dos 594 deputados e senadores são sócios ou têm parentes no controle de emissoras - 12 congressistas são do PMDB e 11, do DEM.
A publicação do cadastro faz parte de um conjunto de medidas do govero para combater irregularidades na área. Uma versão anterior da lista chegou a ser divulgada em 2003 no governo Lula, mas foi tirada do ar por pressão política. (Págs. 1 e Poder)

Temer diz que elevou tom de voz com Palocci
O vice-presidente Michel Temer reconheceu em entrevista à Folha que teve atritos com o ministro Antonio Palocci (Casa Civil), mas nega ter dito palavrões. O atrito ocorreu por conta das ameaças de Palocci de tirar um ministério do PMDB. A paz será selada em uma foto "sorridente" com o ministro e a presidente Dilma Rousseff. (Págs. 1 e Poder A11)

Ilustrada
Filme conta a saga de FHC pela descriminalização das drogas (Págs. 1, E1 e E2)
Editoriais
Leia "Queda de pressão", sobre a diminuição do risco de escalada inflacionária, e "Memória e Justiça", acerca da prisão de criminoso de guerra. (Págs. 1 e Opinião A2)

O Estado de S. Paulo

Após ação de Lula, Dilma chama PMDB e turbina agenda
Contrariada pela repercussão do 'socorro' no caso Palocci, presidente fará reuniões para mostrar poder

Sem conseguir resolver o apagão na articulação política do Planalto, a presidente Dilma Rousseff comandará várias reuniões, a partir desta semana, na tentativa de provar que o governo não está paralisado pela crise envolvendo o ministro Antonio Palocci (Casa Civil), informa a repórter Vera Rosa. Dilma não gostou da repercussão do "socorro" dado pelo ex-presidente Lula para contornar o escândalo e quer mostrar que não é teleguiada. Apesar de acatar os conselhos de Lula, Dilma avalia que a entrada de seu padrinho em cena foi usada pela oposição para desqualificá-la. Dilma vai se encontrar agora com mais senadores do PMDB do que em cinco meses de governo. (Págs. 1 e Nacional A4)


Dora Kramer

O distanciamento de Dilma é o mesmo de Collor. (Págs. 1 e Nacional A6)

Com amigo de Palocci, lucro de firma dispara
O administrador da consultoria de Antonio Palocci entre julho e dezembro de 2010, Celso Fonseca, tem ligação com duas empresas que já receberam R$ 5 milhões do governo Dilma, informa Leandro Colon. Uma delas, a SBS, que vende livros didáticos, faturou 30 vezes mais depois que contratou o amigo de Palocci como seu superintendente comercial. A empresa diz que a expansão foi fruto de trabalho. (Págs. 1 e Nacional A10)

BC muda foco e busca também crescimento
Além de zelar pelo controle da inflação, sua missão formal, o Banco Central brasileiro começa a mirar o crescimento, como faz o Fed. Analistas veem a mudança com reservas. (Págs. 1 e Economia B1)
Embraer e Bombardier teriam acordo secreto (Págs. 1 e Economia B8)
Ethevaldo Siqueira
Uma estatal sem controle

Superfaturamento e problemas éticos atingem a Telebrás. A empresa perde a credibilidade para gerir o Plano Nacional de Banda Larga. (Págs. 1 e B12)
João Ubaldo Ribeiro
Observações de um usuário

A norma culta da língua não tem nada de elitista, é patrimônio e orgulho comuns a todos. Elitismo é deixá-la ao alcance de poucos. (Págs. 1, C2 Domingo e D4)
Antero Greco
Conversa fiada

A Copa precisa de São Paulo. A grana alta se concentra na maior cidade do Brasil, que oferece serviços essenciais para o sucesso da empreitada. (Págs. 1 e Esportes E2)
Notas & Informações
Impasse com a Argentina

Dois dias de negociações foram insuficientes para a superação do novo impasse comercial. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

Como se aposentar recebendo R$ 10 mil
Diante das iminentes mudanças nas regras de pagamento dos benefícios do INSS, pensar no futuro torna-se cada vez mais urgente. Jovens ou não, os brasileiros devem começar a poupar agora. Uma das opções são os planos privados de previdência. Especialistas exemplificam que quem guarda R$ 2 mil por mês a partir dos 30 anos pode, aos 60 anos, contar com uma renda mensal de R$ 10 mil, sem mexer no montante acumulado de R$ 2,2 milhões. Mas antes de iniciar a poupança, é preciso fazer muita pesquisa. (Págs. 1 e 34)
A nova ordem tucana
Grupo ligado ao senador Aécio Neves sai fortalecido na convenção do PSDB após uma negociação política conduzida pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Sérgio Guerra permanece na Presidência do partido. A José Serra coube o comando de um conselho de notáveis sem poder de veto sobre a Executiva. (Págs. 1, 6 e 7)
Deputados gastam US$ 300 mil em missões turísticas (Págs. 1 e 2)

Rumo aos EUA
Pedidos de visto chegam a 50 mil só este ano (Págs. 1 e 36)
Estado de Minas

Velho Chico - Novos Rumos
Estado de Minas mostra que os desafios, problemas e possibilidades de crescimento do Brasil do século 21 navegam ao longo de toda a extensão do Rio São Francisco

Os repórteres Paulo Henrique Lobato e Gladyston Rodrigues percorreram 5 mil quilômetros na Bacia do São Francisco. Eles contam, a partir de hoje, as histórias colhidas em 30 cidades dos cinco estados banhados pelo chamado Rio da Integração Nacional. Desigualdade social, inflação, expansão imobiliária, produto chinês e acorrida pelo gás natural, uma espécie de pré-sal à mineira, fazem do São Francisco um verdadeiro espelho da economia brasileira. (Págs. 1 e 16 a 19)
Serra derrotado na convenção do PSDB
Tucanos chegam a acordo para evitar racha na legenda e criam conselho que será presidido pelo ex-governador de São Paulo. Grupo do senador Aécio Neves sai vitorioso. (Págs. 1, 3 e 4)

Jornal do Commercio (PE)


Emprego e bons lucros no São João
Festejos juninos aquecem a economia do agreste, geram renda e criam oportunidades. Mais de um milhão de pessoas são esperadas em Caruaru. Dez mil empregos serão abertos na cidade. (Pág. 1 e Economia 4)
Serra perde para Aécio na briga interna do PSDB (Págs. 1 e 11)

Pernambuco está ficando de "olhos puxados"
Censo 2010 do IBGE registrou 82.152 orientais no Estado, um número dez vezes maior do que o da década passada. (Pág. 1 e Cidades 6)

Zero Hora (RS)

Descobertas tendem a dobrar petróleo no país
Se novas projeções se confirmarem, reserva saltará para perto de 30 bilhões de barris, diz Guilherme Estrella, da Petrobras. (Págs. 1 e Dinheiro)
Os profissionais mais procurados
ZH mostra as 10 funções que lideram o ranking de escassez de mão de obra e aponta 2.112 vagas nessas áreas no RS. (Pág. 1)

REVISTAS SEMANAIS – DATAS DE CAPA

Veja, 1°/6/2011.

Voo AF 447 - Pânico na cabine
Recuperadas no fundo do mar, as caixas-pretas revelam a sequência de tempestades, panes e erros no acidente do Airbus que matou 228 pessoas na rora Rio-Paris.
Raposa Serra do Sol
Como a demagogia transformou índios e fazendeiros em miseráveis urbanos.

"Lularney"
A semana em que um monstro bicéfalo governou o Brasil.

Época, 30/5/2011.

Exclusivo: A saúde de Dilma

ÉPOCA teve acesso a exames, listas de remédios e relatos médicos. Por que seu estado ainda exige atenção.

(Revista disse que saúde da presidente ainda exige atenção Um relatório emitido neste sábado (28) pelo Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, afirma que "do ponto de vista médico" a presidente Dilma Rousseff, de 63 anos, "apresenta ótimo estado de saúde". O boletim acrescenta que não existem sinais de que o câncer linfático, diagnosticado e tratado em 2009, tenha voltado. O relatório foi feito a pedido da Presidência da República e repassado à revista Época, que na sua edição mais recente traz reportagem em que afirma que a saúde da líder nacional ainda exige atenção. "A presidente Dilma continua em remissão completa do linfoma, e não há nenhuma evidência de deficiências imunológicas, associadas ou não ao tratamento do linfoma realizado em 2009", diz o comunicado da unidade hospitalar. Fonte: http://www.tosabendo.com/conteudo/noticia-ver.asp?id=78056 - Leia também: http://www.planetaosasco.com/oeste/index.php?/2011052814413/Coluna-politica/revista-epoca-quer-matar-dilma.html)

Especial aniversário - 13 anos
40 com menos de 40

> Quem são os jovens que representam o futuro do Brasil

> Um encarte com suas redes de conexões e influências

Entrevista

"É preciso um pouco de estresse para fazer sucesso", diz Eike Batista

ISTOÉ, 1°/6/2011.

Envelhecer bem
Os segredos de quem tem qualidade de vida na terceira idade e o que fazer para chegar lá de forma produtiva e feliz. Saiba quais as oportunidades de trabalho, lazer e bem-estar para os mais idosos no Brasil.
Exclusivo
Ana de Hollanda: "Tem gente investigando a minha vida".

ISTOÉ Dinheiro, 1°/6/2011.

Dança das cadeiras
Presidentes das grandes empresas estão mudando de emprego como nunca no Brasil. Saiba o que levou os CEOs de Vale, Vivo, Avaya, Mapfre, Adidas, Oi, GM, Redecard e Gafisa a tomar um novo rumo profissional no momento em que estavam no auge de suas carreiras. Afinal, o próximo da fila pode ser você.
Tablets: iPad 2 chega e abre guerra de preços

Saúde: Por que a Amil comprou a Lincx

Carta Capital, 1°/6/2011.

O purgatório de Dilma
A cada dia cresce o Custo Palocci.

Caso Palocci | Para preservar o ministro, a presidenta cede à base aliada, pede socorro a Lula e se desgasta.

Tudo por dinheiro
A disputa de Steinbruch e um ex-diretor da CSN descamba para acusações de fraude na privatização e propina a políticos.

EXAME, 1°/6/2011 (Qinzenal)

O que há de errado com a Bolsa?
Má notícia: as incertezas que rodam a economia brasileira levam a Bovespa a ter um dos piores desemprenhos do mundo desde o final de 2009.

Boa notícia: para muitos investidores, essa é a melhor hora para comprar ações.
Gestão
Como a Petrobras vai treinar 89.000 pessoas até 2014.

Fontes: Radiobras-JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
JBWiki!
Rio de Janeiro - RJ



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br