Atualizado 19h56 Sexta, 16 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Ex-ministro vale muito no mercado, diz Palocci

549 acessos - 1 comentários

Publicado em 18/05/2011 pelo(a) Wiki Repórter JBWiki!, Rio de Janeiro - RJ



Chefe da Casa Civil cita antecessores na Fazenda para explicar enriquecimento. Cinco ministros de Dilma têm empresas de consultoria. “Os fregueses da consultoria de Palocci poderiam, num gesto heróico, mostrar o rosto” (Elio Gaspari). OUTROS DESTAQUES - Brasil cai 6 postos em ranking de competitividade. Petrobras corta US$ 35 bilhões contra inflação. Sem Código, devastação avança na Amazônia. Câmara de SP proíbe uso de sacola plástica pelo comércio. Banheiro? Só Com Ficha. Dia de Luta Antimanicomial. PF investiga 450 cidades pela fraude dos remédios. Ibama investiga empresas sob suspeita de biopirataria. Contrato para Olimpíada no Rio favorece o COI. Secretário dos EUA defende renúncia de diretor do FMI.

DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, QUARTA-FEIRA, 18 DE MAIO DE 2011.

Folha de S. Paulo

Ex-ministro vale muito no mercado, diz Palocci
Chefe da Casa Civil cita antecessores na Fazenda para explicar enriquecimento

A Casa Civil justificou, em mensagem dirigida a deputados e senadores, o aumento de patrimônio de Antonio Palocci mencionando ex-ministros que se tornaram banqueiros e consultores.

O texto cita Maílson da Nóbrega (governo Sarney) e Pedro Malan (FHC) e diz que passar pelo Ministério da Fazenda e pelo BC propicia experiência que "dá enorme valor" a esses profissionais. (Págs. 1 e Poder)

Foto legenda: A presidente Dilma Rousseff e o ministro Antonio Palocci, durante recepção no Planalto ao primeiro-ministro da Suécia.

Aécio pede 'serenidade' no caso

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) cobrou respostas do ministro Palocci, mas disse não querer "desestabilizar o governo" e que é preciso "serenidade" no caso.
"Queremos saber como ele ganhou esse dinheiro", afirmou o líder do DEM, Demóstenes Torres. (Págs. 1 e Poder A6)

Análise

Papel do PT se inverteu, escreve Vera Magalhães. (Págs. 1 e Poder A7)

Foto legenda: Banheiro? Só Com Ficha
Rodoviária de São Paulo obriga idoso a preencher formulário com nome e número de documento para uso gratuito de banheiro. (Págs. 1 e Cotidiano C1)
Câmara de SP proíbe uso de sacola plástica pelo comércio
Após Belo Horizonte (MG), São Paulo será a segunda capital a banir do comércio as sacolas plásticas.

A Câmara Municipal aprovou a medida, que vai à sanção do prefeito Gilberto Kassab e deve entrar em vigor em 10 de janeiro de 2012. A proibição valerá para todo o comércio, e não só para supermercados. (Págs. 1 e Mercado B4)
Secretário dos EUA defende renúncia de diretor do FMI
O secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, afirmou que Dominique Strauss-Kahn não está "em posição" para comandar o FMI, após o francês ser detido em Nova York sob a acusação de agressão sexual.

Ministros das Finanças da Europa também defenderam o afastamento de Strauss-Kahn. (Págs. 1 e Mundo A12)
Mônica Bergamo: 'Metrô vai ser na rua Sergipe', decide Alckmin
O governador Geraldo Alckmin é mais direto que sua equipe ao falar sobre a nova estação de metrô no bairro de Higienópolis, em São Paulo: "Já está decidido. Será na rua Sergipe".

Ele acrescentou que a nova estação "não será grandiosa". (Págs. 1 e Ilustrada E2)

Obra está parada, e terminal de ônibus da estação Pinheiros do metrô só ficará pronto em 2012. (Págs. 1 e Cotidiano C3)
Marcelo Coelho
É indesculpável a falta de graça de Danilo Gentili. (Págs. 1 e Ilustrada E14)
Brasil cai 6 postos em ranking de competitividade
Em um ano, baixa produtividade e alto custo de vida tiraram seis posições em lista de competitividade ao país, que foi ultrapassado por México, Peru, Itália, Filipinas, Turquia e Emirados Árabes e ocupa o 44º lugar entre 59 países. (Págs. 1 e Mercado B1)
Soldados do Paquistão trocam tiros com helicópteros da Otan (Págs. 1 e Mundo A14)

Editoriais
Leia "Olhar cuidadoso", que cobra explicações do ministro Palocci acerca do salto em seu patrimônio, e "A sucessão no FMI", sobre a situação do Fundo. (Págs. 1 e Opinião A2)


O Globo

Palocci diz que fez o mesmo que parlamentares e ex-ministros
Para chefe da Casa Civil, consultorias são expediente comum e legítimo

Numa nota enviada por sua assessoria aos líderes partidários, o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, justificou sua atividade como consultor privado, no período em que era deputado, citando ex-ministros e ex-presidentes do Banco Central que fizeram o mesmo, alem de 273 parlamentares que têm atividades empresariais fora do Congresso. Palocci listou ex-ministros que deram consultorias, como ele, e ganharam "enorme valor" no mercado: "Muitos se tornaram em poucos anos banqueiros como ex-presidentes do Banco Central e do BNDES Pérsio Arida e André Lara Resende, diretores de instituições financeiras como o ex-ministro Pedro Malan ou consultores de prestígio como ex-ministro Maílson da Nóbrega." O ministro não revelou os nomes de seus clientes e disse que as informações sobre seu patrimônio e a atuação da Projeto foram enviadas à Receita Federal. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse que, até agora, os dados disponíveis sobre o caso são insuficientes para formar qualquer juízo e que quer informações mais detalhadas:
"Qualquer fato que envolva autoridades merece um olhar mais cuidadoso." (Págs. 1, 3 e 4)

No e-mail da Casa Civil ao Congresso

No mercado de capitais e em outros setores, a passagem por Ministério da Fazenda, BNDES ou Banco Central proporciona uma experiência única que dá enorme valor a estes profissionais no mercado. Não por outra razão, muitos se tornaram em poucos anos, banqueiros como os ex. Pres. do BACEN e BNDES Pérsio Arida e André Lara Rezenda, diretores de instituições financeiras como o ex-ministro Pedro Malan ou consultores de prestígio como ex-ministro Maílson da Nóbrega. (Pág. 1)

Merval Pereira

Há uma questão legal (o deputado sócio de empresa) e outra moral (a do tráfico de influência). (Págs. 1 e 4)

Elio Gaspari

Os fregueses da consultoria de Palocci poderiam, num gesto heróico, mostrar o rosto. (Págs. 1 e 6)

Petrobras corta US$ 35 bilhões contra inflação
Após pressão para empresa não subir combustível, governo força redução de investimentos

Uma orientação expressa do governo federal passada aos conselheiros da Petrobras para que a empresa não reajuste os preços dos combustíveis está obrigando a estatal a promover um corte de US$ 35 bilhões nos investimentos do Plano Estratégico 2011-2015. O corte é de cerca de 15% do volume previsto para o período e começou a ser discutido na reunião do Conselho da Petrobras da última sexta-feira (dia 13). O objetivo, ao segurar os preços dos combustíveis, e conter o seu impacto na inflação. (Págs. 1 e 21)
Sem Código, devastação avança na Amazônia
A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, anunciará hoje um grande crescimento no ritmo de desmatamento da Amazônia. A devastação está fora de controle em Mato Grosso: 753km2 de floresta foram derrubados entre agosto de 2010 e abril, bem mais que no ano anterior. Técnicos do Ibama veem relação com a expectativa de mudanças no Código Florestal. (Págs. 1 e 11)
PM reage mal à liberação de Cabral
O comandante Mário Sérgio Duarte disse que o regulamento não permite que PMs de folga participem fardados de eventos de lazer como paradas gays, muito menos com carros da corporação. (Págs. 1 e 14)
Tablets podem ficar até 36% mais baratos
Medida provisória que deve ser lançada esta semana reduzindo impostos sobre os tablets deve permitir que o produto fique até 36% mais barato no mercado brasileiro, estimulando a produção. (Págs. 1 e 26)
Apreensão pode ser a 1ª de oxi no Rio
A polícia está examinando 18 pedras apreendidas ontem em Niterói para confirmar se são mesmo oxi. O traficante, de 31 anos, admitiu que eram, e a perícia detectou resíduos de querosene. (Págs. 1 e 19)
Mea culpa real 90 anos depois
Nove décadas após a partida das tropas britânicas, abrindo caminho para a independência da Irlanda, no rastro de uma sangrenta guerra, a rainha Elizabeth II fez ontem um histórico gesto de reconciliação. Na primeira visita de um monarca britânico desde 1911, a soberana chegou vestindo verde, a cor nacional, e pôs flores no monumento aos mortos na luta pela independência - um implícito mea culpa. Uma bomba foi achada num ônibus perto de Dublin. (Págs. 1 e 29)
Pressão sobre chefe do FMI para renunciar
Preso nos EUA sob acusação de crimes sexuais, o chefe do FMI, Dominique Strauss-Kahn, está sob pressão de ministros europeus para renunciar. (Págs. 1 e 28)

O Estado de S. Paulo

Cinco ministros de Dilma têm empresas de consultoria
Maioria das firmas atua em gestão empresarial; auxiliares negam conflito de interesse e atuação paralela

Pelo menos cinco ministros da presidente Dilma Rousseff têm empresas de consultoria que continuam ativas em plena exercício do cargo, informa o repórter Leandro Colon. São eles: Fernando Pimentel (Desenvolvimento), José Eduardo Martins Cardozo (Justiça), Moreira Franco (Assuntos Estratégicos), Leônidas Cristino (Portos) e Fernando Bezerra Coelho (Integração). No caso de Antonio Palocci (Casa Civil), cujo enriquecimento nos últimas anos despertou suspeitas, sua empresa de consultoria foi convertida em administradora de imóveis pouco antes de ele se tornar ministro. Mas as empresas de seus colegas se mantém no ramo de consultoria em gestão empresarial. Os ministros mencionados confirmam a sociedade nessas firmas, mas negam conflitos de interesse ou atuação paralela ao exercício do cargo. Fernando Pimentel, por exemplo, afirma que a empresa, da qual detém 99%, "permanece ativa por decisão dos sócios, mas não presta serviço a nenhum cliente desde novembro de 2010". (Págs. 1 e Nacional A4)

Palocci cita tucanos para se defender

Para justificar seu enriquecimento, Antonio Palocci (Casa Civil) argumentou que é natural ganhar dinheiro após passar pelo governo - e citou Pérsio Arida e Pedro Malan. Disse ainda que "ministros importantes", como Armínio Fraga e Henrique Meirelles, foram da iniciativa privada para o governo. (Págs. 1 e Nacional A8)

Galpão vira terminal de passageiros em Cumbica
Dois galpões que foram usados por Vasp e Transbrasil no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, serão transformados em terminais de passageiros, segundo projeto da Secretaria de Aviação Civil. O plano é concluir as obras no local até dezembro. Não haverá licitação para a escolha das empresas responsáveis pela transformação dos prédios em terminais de embarque remoto - sem o uso de “fingers". Por ser emergencial, a obra terá um processo mais rápido de contratação. (Págs. 1 e Economia B1)

Especialistas criticam solução

Eles dizem que a estrutura necessária para deslocar passageiros nos novos terminais de Cumbica pode comprometer toda a capacidade operacional interna. (Págs. 1 e Economia B3)
Cegonha: A gravidez de Carla
O pai do presidente da França, Nicolas Sarkozy, anunciou que a primeira-dama, Carla Bruni, de 43 anos, está grávida. A situação reforça o bom momento de Sarkozy, que tenta recuperar a popularidade para se reeleger - a outra “ajuda” foi a prisão de Strauss-Kahn, um de seus principais adversários. (Págs. 1 e Internacional A11)
Contrato para Olimpíada no Rio favorece o COI
Comparação dos contratos do Comitê Olímpico Internacional (COI) para realização da Olimpíada em Londres (2012) e no Rio (2016) mostra endurecimento das condições financeiras para o Brasil, contradizendo a versão de padronização. No caso brasileiro não está claro de quem são os direitos sobre a venda de transmissão dos Jogos, relatam Wilson Tosta e Jamil Chade. O COI reservou para si parte do faturamento com selos. (Págs. 1 e Esportes E1)
Bill Gates sonda Brasil para produzir vacinas (Págs. 1 e Vida A14)

Coleta de lixo será feita agora com contêineres (Págs. 1 e Cidades C1)

Irlanda recebe rainha em visita histórica (Págs. 1 e Internacional A11)


Medidas podem reduzir preço do tablet em 36%
Os incentivos que o governo está preparando para desonerar a produção de tablets reduzirá em até 36% o preço desses produtos fabricados no País, disse o ministro Paulo Bernardo (Comunicações). (Págs. 1 e Economia B14)
Dora Kramer
Gerente transigente

Dilma não consolidará a fama de durona nem fixará a marca de gerente intransigente se transigir com a conduta de seus auxiliares. (Págs. 1 e Nacional A6)
Tutty Vasques
Caveirão cor-de-rosa

Sempre à frente de seu tempo, o governador do Rio, Sérgio Cabral, não esperou para abrir o armário dos homens de farda. (Págs. 1 e Cidades C6)
Notas & Informações
A 'ética Jacqueline' do governo

Para os companheiros, uma figura incomum como Antonio Palocci não deve ser importunada. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

Só falta a punição da Justiça
Conselho Nacional do Ministério Público suspende salários e pede a demissão de Deborah e Bandarra, a maior pena que podia aplicar à dupla

Os dois estão envolvidos no maior escândalo de corrupção da história do Distrito Federal. Leonardo Bandarra é ex-procurador-geral de Justiça do Ministério Público no DF. Deborah Guerner, promotora.

Entre outros crimes, eles são acusados de extorsão e de vazar informações sigilosas em troca de propina. Com a decisão do conselho, o processo de exoneração deve ser encaminhado à Justiça Federal pela Procuradoria-Geral da República. Enquanto estiverem sendo julgados, os dois ficarão sem receber vencimentos. Hoje, cada um ganha R$ 25,7 mil por mês. (Págs. 1 e 19 a 21)

Foto legenda: Bandarra conversa com a advogada Gabriela Bemfica durante julgamento no Conselho Nacional do Ministério Público.
Em busca do arco-íris
Com Preta Gil à frente, cerca de 700 militantes do movimento LGBT pressionam o Congresso Nacional pela aprovação de lei que criminaliza a homofobia. Mas, pragmático, grupo concordou com a proposta de elaborar novo texto — uma versão “desbotada” — como forma de facilitar um acordo em plenário. (Págs. 1 e 2)
Emprego: Trabalho em alta no Norte e no Nordeste
Estados como Amazonas, Pará, Bahia e Paraíba tiveram forte alta na criação de postos com carteira assinada. No entanto, Sul, Sudeste e Centro-Oeste reduziram o ritmo de crescimento. Em abril, foram abertas 272.225 vagas. (Págs. 1 e 8)
Foto legenda: Rainha faz visita histórica à Irlanda
Protegida por forte esquema de segurança, Elizabeth II é recebida pela presidente Mary McAleese e presta homenagem a irlandeses mortos na luta pela independência do país. (Págs. 1 e 14)
Sucessão aberta no FMI
Países já discutem o substituto de Dominique Strauss-Kahn, acusado de estupro. Defesa alega sexo consentido. (Págs. 1 e 15)
Schwarzenegger teve filho fora do casamento
Ator e ex-governador da Califórnia admite caso de infidelidade com empregada doméstica, nos EUA. O menino tem 10 anos. (Págs. 1 e 15)

Valor Econômico

Perda de caixa preocupa indústria da construção
Quatro anos depois de as construtoras terem invadido a bolsa brasileira em busca de recursos para financiar seu crescimento, os investidores começam a querer ver a cor do dinheiro.

PDG, Gafisa, Cyrela, MRV, Rossi, Brookfield, Even, Eztec, Viver e JHSF, as dez incorporadoras imobiliárias que compunham o índice do setor na bolsa (Imob) até abril, tiveram lucro somado de R$ 8,5 bilhões desde 2008 até março deste ano. No mesmo período, a "queima de caixa" dessas companhias foi de R$ 14,4 bilhões. Se for desconsiderada a captação por meio de emissão de ações, a perda de caixa seria ainda maior, de R$ 20 bilhões. (págs. 1 e D3)
STJ mantém penhora de dividendos
Um tema que parecia estar resolvido entre companhias abertas e o Fisco ganhou novo rumo neste mês, com um julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A Corte manteve o bloqueio de R$ 67,7 milhões em dividendos da Telemar Norte Leste (atual Oi), ocorrido em 2009, para garantir o pagamento de dívidas previdenciárias discutidas na Justiça.

A novidade da discussão é que a operadora havia oferecido fiança bancária como garantia, aceita pelo Fisco. Nesses casos, normalmente a Fazenda Nacional - que possui orientação interna nesse sentido - não pede a penhora em dinheiro porque o débito estaria garantido pela fiança. Apesar disso, o Fisco argumentou no processo que a empresa devia R$ 67,7 milhões, mas iria distribuir mais de R$ 3 bilhões em dividendos. O STJ julgou que a Fazenda pode, a qualquer momento, pedir a substituição de fiança por dinheiro. (Págs. 1 e E1)
Preço da carne de frango tem forte baixa
Oferta maior, câmbio menos competitivo nas exportações e queda nos valores da carne bovina derrubaram os preços do frango no mercado doméstico. Um quilo da ave viva, que chegou a alcançar R$ 2,10 em São Paulo, era negociada ontem a R$ 1,60. Os preços do frango abatido resfriado também perderam força - baixaram 21%, de R$ 3,16 o quilo em dezembro para R$ 2,48 ontem.

O preço do frango subiu no segundo semestre do ano passado impulsionado pela demanda, porque os consumidores deixaram de comprar carne bovina, que teve alta expressiva. Exportações de carne de frango também ajudaram a sustentar os preços no mercado doméstico. (Págs. 1 e B12)
Foto legenda: Cobrança sueca
Em entrevista ao "Valor", em Brasília, o primeiro-ministro da Suécia, o economista Fredrik Reinfeldt, foi duro com os países em crise na Europa: "Eles não tiveram disciplina fiscal". (Págs. 1 e A16)

Palocci cita ex-ministros para explicar patrimônio
O ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, citou ex-ministros para se defender das suspeitas de enriquecimento ilícito durante os quatro anos em que, entre suas duas passagens pelo governo federal, exerceu o mandato de deputado. A nota cita Pérsio Arida, André Lara Resende, Pedro Malan, Mailson da Nóbrega, Armínio Fraga, Henrique Meirelles e Alcides Tápias. A passagem pelo governo proporciona uma "experiência única que dá enorme valor a esses profissionais no mercado", diz o texto.

O ministro afirma que não é proibido a parlamentares exercer atividade empresarial e cita que 273 são sócios de empresas. Segundo a nota, sua evolução patrimonial é fruto da atividade de consultoria. Aos aliados no Congresso, o ministro diz que não pode divulgar o nome de seus clientes devido a cláusulas de confidencialidade. (Págs. 1, A10 e A11)

Sara Lee quer negócio de café do Maratá
A Sara Lee, que tem 22,3% do mercado de café do país, negocia a compra da divisão de café do grupo sergipano Maratá. O valor é estimado em R$ 1 bilhão e envolve uma das sete fábricas do Maratá, em Itaporanga d'Ajuda (SE). A unidade, que além de café produz refrescos em pó e chás de infusão, fatura R$ 600 milhões por ano, quase metade das vendas do grupo. Se confirmada, a compra abrirá as portas do Nordeste para a Sara Lee. Na região, a liderança do mercado de café é disputada pelo Maratá e a torrefadora 3 Corações. A Bunge, outra multinacional americana de alimentos, também está interessada na empresa. (Págs. 1 e B11)
Sony não garante segurança
Depois de levar semanas para solucionar uma falha de segurança gigantesca, o presidente da Sony, Howard Stringer, disse que não pode garantir a segurança de sua rede de videogame ou de qualquer outra rede da web no "maléfico mundo novo" do cibercrime.

A Sony restaurou parcialmente dois de seus sistemas, depois que uma falha de segurança permitiu o vazamento de dados pessoais de mais de 100 milhões de assinantes. Embora a Sony tenha recuperado parte da PlayStation Network nos Estados Unidos e na Europa, e também tenha incrementado as medidas de segurança, Stringer disse que a manutenção da segurança do serviço é um "processo interminável" e que ele não sabe se alguém pode estar "100% seguro". (Págs. 1 e B9)
Rotatividade de CEOs é maior no Brasil
As empresas brasileiras estão entre as que mais trocam de CEOs. A taxa de rotatividade no cargo em 2010 foi de 16,8%, acima da média global de 11,6%. Também foram as que mais demitiram presidentes por mau desempenho na condução dos negócios, ao lado das russas e indianas. "Quando a economia cresce, a pressão por resultados aumenta", explica Ivan de Souza, presidente da Booz&Company. A consultoria realizou um levantamento com 2,5 mil das maiores empresas globais de capital aberto, com faturamento superior a US$ 2,8 bilhões.

Embora o estudo mostre que os líderes formados "em casa" conseguem dar um melhor retorno aos acionistas, em economias emergentes como a brasileira a maior parte das substituições ainda é feita por profissionais trazidos do mercado. Isso porque não há tempo de formar sucessores na mesma velocidade de crescimento das companhias. (Págs. 1 e D12)
Banco Central proíbe franquia de crédito a bancos (Págs. 1 e C1)

Magna planeja mais quatro fábricas na América do Sul, diz Walker (Págs. 1 e B8)

Repasse ao consumidor emergente
Análise dos balancetes de algumas das principais multinacionais de consumo do mundo mostra que, neste ano, essas empresas conseguiram repassar aumentos de preços de até 6% em países emergentes, sem afetar o volume de vendas. (Págs. 1 e B4)
ALL construirá megaterminal
A América Latina Logística (ALL) vai investir R$ 730 milhões na construção do maior terminal de commodities agrícolas do país, em Rondonópolis (MT). Além de grãos, fertilizantes e algodão, haverá movimentação de produtos frigorificados, combustíveis e madeira, diz Sérgio Nahuz. (Págs. 1 e B7)
UE põe carne irlandesa na berlinda
Autoridades da União Europeia acabam de apontar deficiências no sistema de rastreabilidade de bovinos na Irlanda, num duro golpe para a pecuária do país, cujos produtores estão entre os principais opositores às importações de carne bovina brasileira. (Págs. 1 e B12)
Carnes por trigo
O governo brasileiro fechou acordo com autoridades de Moscou para acelerar a reabilitação de 29 frigoríficos brasileiros para exportação, em troca do aumento da importação de trigo russo. (Págs. 1 e B12)
Burrill terá fundo no Brasil
A gestora americana Burrill & Company, com mais de US$ 1 bilhão em ativos administrados no mundo, avança na constituição de um fundo de US$ 200 milhões para investir em empresas inovadoras no Brasil. (Págs. 1 e C8)
Bird vê fim do reinado do dólar
O Banco Mundial prevê que o dó1ar perderá sua hegemonia na economia mundial até 2025, com o euro e yuan estabelecendo-se em condições de igualdade dentro de um novo sistema monetário de "múltiplas moedas". (Págs. 1 e C8)
CVC venderá US$ l bilhão em ações
A CVC, maior operadora de turismo do país, controlada pelo fundo Carlyle e o empresário Guilherme Paulus, pretende captar US$ 1 bilhão com uma oferta pública secundária no segundo semestre. (Págs. 1 e D4)
Ideias
Cristiano Romero

A queda sazonal do IPCA nos próximos meses não desviará o Banco Central da tarefa de encarar a inflação de 2012 em 4,5%. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Pedro de Camargo Neto

A Rodada Doha perdeu seu momento e a cada dia fica mais claro que dificilmente chegará a um final. (Págs. 1 e A11)

Estado de Minas

Voltar a viver
No Dia de Luta Antimanicomial, ex-internos de sanatórios em Barbacena contam como retornaram ao convívio em sociedade

A cidade da região do Campo das Vertentes era conhecida como terra dos loucos por abrigar vários centros psiquiátricos, famosos pela degradação dos internos, nos quais era comum aplicar choques. Mas com a lei que completa 10 anos hoje e garante o direito dos portadores de transtorno mental, a situação foi alterada. A dificuldade de reinserção social é grande, mas muitos pacientes passaram a morar em residências terapêuticas, com suporte de médicos, psicólogos e assistentes sociais. Eles trabalham, passeiam, viajam e vivem como cidadãos. Agora, só ficam presos no manicômio judiciário os que cometeram crimes graves, como homicídio, e são considerados perigosos. Mesmo os infratores têm acompanhamento em programa do Tribunal de Justiça, visando à ressocialização. (Págs. 1. 21 e 23)
Custo de vida em BH não para de subir
Fundação Getulio Vargas registra variação de 1,53% no IPC-S no acumulado até 15 de maio, com elevação de 0,21 ponto percentual sobre a primeira semana do mês. Resultado faz da cidade a capital da inflação, à frente das outras seis pesquisadas. Foi a sexta alta consecutiva, devido aos reajustes de serviços como água e energia. (Págs. 1 e 16)
Licitação de Confins tem 8 na disputa (Págs. 1 e 14)

Funed distribui droga anti-Aids
Fundação já entregou 2,2 milhões de comprimidos do Tenofovir a seis estados. E até 2014, repassará um total de 50 milhões de unidades. (Págs. 1 e 25)

Jornal do Commercio (PE)

PM universitário é morto em assalto
Aluno de direito viu investida ao estacionar em rua próxima à Faculdade dos Guararapes. Feriu um bandido, mas outros dois apareceram e ele levou a pior. Estudantes reclamam da falta de segurança. (Págs. 1 e Capa Dois)
Caixa acusada de tentar manobra
Concursados dizem que banco quer contratar avaliadores de imóveis e Natal para escapar da Justiça. (Págs. 1 e Economia 1 e 2)
Colegas dão surra em garota perto do colégio
Direção de escola municipal de Boa Viagem encaminhou à GPCA o nome de dez alunos suspeitos de terem espancado menina de 12 anos, na saída da unidade. Ela está em observação no HR. (Págs. 1 e Cidades 3)
Preço do tablet deve cair em todo o País
Medida provisória do governo pode ser publicada ainda esta semana reduzindo os impostos sobre os aparelhos, que devem ficar até 36% mais baratos para o consumidor. (Págs. 1 e Tecnologia 5)
Associação faz denúncia grave sobre presídios
Segundo líderes dos agentes penitenciários, presos fazem serviço da categoria e mantêm cantinas irregulares. (Págs. 1 e Cidades 1)
Cidades: Indefinição marca a Marcha da Maconha
Promotores avaliam pedido de evangélicos para impedir a passeata de domingo. (Págs. 1 e 3)
Pai de Sarkozy diz que Carla Bruni está grávida (Págs. 1 e 9)

Vítimas da chuva ainda precisam muito de doações (Págs. 1 e Cidades 6)

Zero Hora (RS)

PF investiga 450 cidades pela fraude dos remédios
Polícia Federal amplia devassa iniciada em Barão de Cotegipe que apura desvio na verba da saúde. (Págs. 1 e 27)
Foto legenda: Carcaça de 55 anos
Prédio no coração do Centro da Capital está com obra parada desde 1959. (Págs. 1 e 24)

Ministros ricos: Palocci diz que enriqueceu como outros ex
Chefe da Casa Civil diz ser comum a valorização no mercado de ex-ministros da Fazenda. (Págs. 1, 6 e Rosane de Oliveira, 10)

Guerra fiscal: Presidente da Fiergs critica apatia do Piratini
Heitor Müller assumiu atribuindo problemas da competitividade industrial ao governo do Estado. (Págs. 1 e 13)
Enigma: Guerra de versões sobre conteúdo das caixas-pretas
Investigadores dizem que é cedo para culpar pilotos por acidente. (Págs. 1, 4 e 5)

Brasil Econômico

Zona do Euro terá mais € 286 bilhões para socorrer países da região
Ministros de Finanças propõem ampliar de € 440 bi para € 726 bi o saldo do Fundo Europeu de Estabilização Financeira, que já ajudou Irlanda e Portugal

Aprovação final para o aporte pode ocorrer em junho, quando os líderes europeus também devem decidir sobre o Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira, que funcionará a partir de 2013. Para economistas, a ampliação da verba para o fundo é mais um sinal para o mercado de que o euro não está em risco, apesar das crises de dívida soberana de países como Grécia, Irlanda e, recentemente, Portugal. A decisão ocorreu um dia depois de o Eurogrupo aprovar a liberação de sua parte do resgate a Portugal, no valor de € 26 bilhões e, pela primeira vez, admitir a necessidade de reestruturação da dívida grega. (Págs. 1 e P4)

Nos EUA, apenas crise política seria capaz de interromper crescimento econômico. (Págs. 1 e P8)
Ibama investiga empresas sob suspeita de biopirataria
Pelo menos 100 companhias, a maioria multinacionais, estão sendo investigadas por utilizar recursos da biodiversidade nacional sem autorização legal. As multas podem chegar a R$ 50 milhões. (Págs. 1 e P10)
Hypermarcas sob pressão
Empresa deixou de ser a “queridinha” dos investidores e, em sete pregões, perdeu R$ 2,8 bilhões de valor em bolsa. (Págs. 1 e P42)
Tratamento de água leva GE, Saab e Veolia às indústrias
Companhias estimam que esse mercado movimente R$ 30 bilhões no Brasil. As principais oportunidades estão nas áreas de óleo e gás, mineração, papel e celulose e alimentos. (Págs. 1 e P20)
ALL investe R$ 730 milhões em terminal de Rondonópolis
Empresa desenvolve projeto em Mato Grosso para movimentar até 15 milhões de toneladas por ano. A estrutura terá capacidade para grãos, líquidos e carga geral. (Págs. 1 e P22)
América Latina dá início à padronização de fundos
Região, que cresce 11% ao ano em ativos sob gestão, quer integrar indústria de fundos de investimento, eliminando obstáculos como tributação e a classificação diferentes. (Págs. 1 e P36)
A grife italiana Ermenegildo Zegna, comandada por Paolo Zegna, abre sua sétima loja no Brasil (Págs. 1 e P32)

Hospital público de Suzano cria vagas e reduz custos com projeto de atendimento domiciliar a pacientes crônicos (Págs. 1 e P16)

Fontes: Radiobras – JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
JBWiki!
Rio de Janeiro - RJ



Comentários
01
Reporte abuso
José Farias de Abreu
São Gonçalo 18/05/2011

AMIGO BOA NOITE, COMO VAI, TUDO BÉM???
Venho através desta, convidá-lo a somar-mos nossos conhecimentos, experiência e talento cultural, para produzir-mos um PROGRAMA DE AUDITÓRIO.
Neste programa dividimos uma bancada, munida de 2 computadores, para nos auxiliar em busca de novidades da internet para expor ao público que deverá acessar nosso programa.
Em princípio o mesmo deverá abranger apenas o público que usa a internet.
Mas no futuro poderá ser visto por tv.
ENTREVISTAS, MÚSICAS E HUMORÍSMO.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br