Atualizado 19h36 Segunda, 19 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Arma ilegal entra pela fronteira até por motoboy

1301 acessos - 0 comentários

Publicado em 28/04/2011 pelo(a) Wiki Repórter JBWiki!, Rio de Janeiro - RJ



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, QUINTA-FEIRA, 28 DE ABRIL DE 2010.


Folha de S. Paulo


Arma ilegal entra pela fronteira até por motoboy
Repórter da Folha compra revólver em loja no Paraguai e recebe a entrega em frente a hotel no Brasil

Na fronteira considerada a mais vigiada do Brasil, a reportagem da Folha comprou ilegalmente um revólver em Ciudad del Este (Paraguai) e recebeu a mercadoria por motoboy em Foz do Iguaçu, no Paraná.

O calibre 38 foi adquirido por R$ 700 nos fundos de uma loja de armas da cidade. Pela lei do país, a venda é restrita a paraguaios e a estrangeiros residentes. (Págs. 1 e Cotidiano C1)

Foto legenda: Perto do hotel, em Foz do Iguaçu (PR), motoqueiro entrega a arma comprada no Paraguai
Aneel autoriza energia a subir mais que o pedido
Mesmo com a escalada da inflação, a Aneel, agência reguladora do setor de energia elétrica, autorizou reajustes superiores ao reivindicados por distribuidoras.

A paulista CPFL, que havia pedido 6,7%, recebeu permissão para subir 7,7%. (Págs. 1 e Mercado B1)

Sem combustível, avião espião da PF está em galpão
Promessa de campanha da presidente Dilma para combater o narcotráfico, o comércio ilegal de armas e o contrabando na fronteira está parada em galpão a 40 km de Foz do Iguaçu. Não houve fornecedor de combustível para o Vant (Veículo Aéreo Não Tripulado), importado pela PF. (Págs. 1 e Poder A8)


Hamas e Fatah fazem acordo para governo da Palestina
Os principais partidos palestinos, o laico Fatah e o islâmico Hamas, chegaram a um acordo para por fim a quatro anos de confronto e formar um governo de unidade interino. Meta é realizar eleições em até um ano.

A mediação foi feita pelo Egito. A queda do ditador Mubarak, que não era visto como neutro, foi essencial para o acordo. Israel criticou o anúncio. (Págs. 1 e Mundo A11)
Kassab cria a 29ª pasta de governo e põe ex-tucano Walter Feldman (Págs. 1 e Cotidiano C4)

Filha do governador Brizola, Neusinha morre aos 56 no Rio (Págs. 1 e Cotidiano C4)

Eliane Cantanhêde
Vai-se o Conselho de Ética, ficam só as raposas. (Págs. 1 e Opinião A2)
Vinicius Torres Freire
Ainda obra aberta, plano de Dilma pode ganhar forma. (Págs. 1 e Mercado B4)
Editoriais
Leia "Primeiro time", com críticas a composição do Conselho de Ética do Senado; e "Alívio só no superávit", que cobra mais rigor nas contas públicas. (Págs. 1 e Opinião A2)

O Globo

Empresas já se preparam para disputar aeroportos
Empreiteiras e grupos estrangeiros têm interesse. Infraero ficaria fora do Galeão

O sinal verde do governo para a concessão à iniciativa privada da construção e operação de aeroportos no país já está despertando o interesse de grandes empreiteiras nacionais e de operadoras estrangeiras. Antecipando-se à decisão oficial, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Odebrecht fizeram associações com companhias no exterior ou criaram subsidiárias de olho nesse mercado. Em conversas no Palácio do Planalto, vários grupos estrangeiros também mostraram forte apetite pelas licitações dos cinco principais aeroportos do país - Cumbica (Guarulhos-SP), Viracopos (Campinas-SP), Brasília, Galeão e Confins (Belo Horizonte). Entre eles, estão a Fraport (Alemanha), o Aéroport de Paris-ADP (França), o British Airport Authority-BAA (Reino Unido), a Aeropuertos Espanõles y Navegación Aérea-Aena (Espanha) e a Brussels Airport Company (Bélgica). Pressionada pelos governadores Sérgio Cabral (Rio) e Antonio Anastasia (Minas), a União tende a passar integralmente ao setor privado os terminais de Galeão e Confins no regime "de porteira fechada". Sendo assim, a Infraero deixaria de administrá-los. (Págs. 1, 23, 24, Merval Pereira e editorial "Concessão é passo inicial")
Rio 2016: túneis do Joá serão ampliados
Com aprovação do Comitê Olímpico Internacional (COI), a prefeitura decidiu que vai alargar os túneis do Joá e do Pepino na parte superior do Elevado do Joá. Durante os Jogos de 2016, será implantado um sistema de rodízio para carros de passeio em dois trajetos da ligação Barra Zona Sul (entre a Avenida Ministro Ivan Lins e a Praça Sibelius, e o cruzamento das Avenidas Niemeyer e Delfim Moreira). (Págs. 1 e 14)
Ministro diz que INSS vai cortar pensões
O ministro Garibaldi Alves Filho confirmou que pretende mudar o critério de concessão de pensões por morte, como antecipou O GLOBO em março. A mudança abrangeria também a previdência do setor público, mas sem retroagir. Hoje, uma mulher jovem pode receber, pelo resto da vida, pensão pela morte do marido, mesmo após casamento recente, o que é visto pelo INSS como distorção. (Págs. 1 e 9)
TST: greve de juízes federais é inadequada
Em meio à greve de juízes federais ontem, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho, João Oreste Dalazen, disse que o movimento é impróprio e inadequado. "A sociedade não pode ficar refém da magistratura”, afirmou ele. Em diversos estados, não houve audiências nos tribunais da Justiça Federal. (Págs. 1 e 3)
STF critica partidos ao decidir que vagas são das coligações (Págs. 1 e 10)

O Estado de S. Paulo

Facções rivais palestinas anunciam reconciliação
Hamas e Fatah fazem acordo para montar governo de união e realizar eleições; Israel e EUA reagem mal

Após quatro anos de divisão, as facções palestinas Hamas e Fatah anunciaram acordo de reconciliação nacional. Negociado em reuniões secretas no Cairo, o pacto prevê a formação de um governo interino, a fixação de uma data para as eleições e a libertação de presos políticos. No entanto, restam em aberto várias questões-chave - como a unificação das forças dos dois lados. Israel imediatamente condenou a decisão do Fatah, que controla a Autoridade Palestina (AP). "A AP deve decidir entre a paz com Israel e a paz com o Hamas, que quer nos destruir", disse o premiê israelense, Binyamin Netanyahu. Os EUA também receberam a notícia com reservas. Hamas e Fatah já haviam feito outros dois acordos, em 2007 e 2009, e ambos fracassaram. (Págs. 1 e Internacional A12)


Análise: Roberto Simon
A 'primavera palestina'

Assim como ocorreu na Tunísia, no Egito e na Síria, a “revolução palestina" se dá contra os líderes e partidos instituídos, Fatah e Hamas, por jovens desiludidos. (Págs. 1 e Internacional A12)
Decepção no mar
Robô achou a carcaça de uma das caixas-pretas do voo 447 da Air France. Equipamento que armazena os dados não foi localizado. (Págs. 1 e Cidades C4)
Burocracia atrasa entrega de imóveis
O mercado aquecido fez com que o prazo para obtenção de alvarás e da papelada para regularização de obras passasse de seis meses para pelo menos um ano em São Paulo. Escassez de materiais de construção e de máquinas e falta de mão de obra são outros problemas. (Págs. 1 e Economia B6)
Crédito cresce 2,7% no trimestre e BC vê indício de desaceleração
O estoque de crédito na economia do País cresceu 2,7% no primeiro trimestre. O Banco Central avalia que o ritmo indica uma taxa desejável para desaquecer a economia e conter a inflação. Em março, o volume subiu 1% ante fevereiro, mas se manteve estável em 46,4% do PIB. (Págs. 1 e Economia B1)
Juízes federais fazem greve de um dia (Págs. 1 e Nacional A8)

Construtoras buscam sócios para aeroporto (Págs. 1 e Economia B5)

PM compra carros de luxo para oficiais
O comandante da PM paulista, coronel Álvaro Batista Camilo, comprou, por R$ 2,8 milhões, um Captiva para ele e 61 Vectras para os coronéis da corporação. (Págs. 1 e Cidades C1)
Falta de remédio de alto custo gera ações
Em seis anos, o gasto do Ministério da Saúde para cumprir decisões judiciais que mandam fornecer remédios de alto custo subiu de R$ 2,24 milhões para R$ 132,58 milhões. (Págs. 1 e Vida A22)

José Serra
Armas de destruição em massa

Armas e drogas continuam entrando em grande quantidade pelas fronteiras do Brasil, uma catástrofe humanitária pior do que muitas guerras. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)


Demétrio Magnoli
Sem aspas, Garcia

Discurso de Dilma Rousseff alinhou nossa política externa à prescrição constitucional. Os direitos humanos foram recolocados no seu lugar. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Notas & Informações
A demolição do PSDB

Alckmin afirma a hegemonia de seu grupo confinando companheiros de diferentes lealdades. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

De doida, promotora não tem nada, diz IML
Laudo do Instituto Médico Legal conclui que Deborah Guerner age “de acordo com as conveniências, juízo crítico e contato com a realidade” e que houve simulação quando se submeteu à perícia médica. (Págs. 1, 31 e 32)
O ensaio para um sonho...
Em simulação nas ruas de Londres, cavaleiros escoltam a carruagem na qual o casal real William e Kate deixará a Abadia de Westminster amanhã após a cerimônia de casamento. Na cidade, só se fala na festa. (Págs. 1, 26 e 28)

...e o pesadelo brasiliense

Políticos desonestos, sempre eles, foram alvo de protestos que artistas protagonizaram em diversos pontos da capital. Na Esplanada, a bailarina gaúcha Daggi Dornelles passou a vassoura na corrupção que tanto envergonha a cidade. (Págs. 1 e Diversão & Arte, 5)
Melhor e mais caro
Especialistas dizem que a privatização do aeroporto de Brasília, anunciada pelo governo federal, resultará em serviços de mais qualidade no terminal. Só que os passageiros podem pagar até o dobro pelas tarifas. (Págs. 1 e 12)
Gasolina
Em 80 postos, litro tem apenas três preços diferentes no DF. (Págs. 1 e 41)
Às lojas!
Mesmo com as medidas do governo para frear o consumo, os brasileiros tomaram R$ 71 bilhões em financiamentos em março. Terezinha diz fugir dos juros altos, mas Reny “compra sem ver”. (Págs. 1, 14 e Visão do Correio, 22)
Código Florestal: Polêmica bate às portas dos condomínios
Projeto em discussão no Congresso deve incluir o debate sobre os imóveis e os setores urbanos localizados em Áreas de Preservação Permanente (APPs). Até mesmo empreendimentos às margens do Lago Paranoá seriam afetados. (Págs. 1, 2 e 3)
Nova licitação para colocar o VLT no trilho
Governo do DF acata a Justiça e decide abrir outra concorrência pública para implementar o sistema de transportes. (Págs. 1 e 33)
Eleições: Suplente é de coligação, decide STF
No Distrito Federal, a decisão beneficia Augusto Carvalho (PPS) e Ricardo Quirino (PRB), que viraram deputados federais porque Luiz Pitiman (PMDB) e Geraldo Magela (PT) se afastaram para serem secretários do GDF. Suplentes do mesmo partido dos licenciados brigavam pelo mandato. (Págs. 1 e 6)

Valor Econômico

Mínimo de 2012 eleva em R$ 10 bilhões o déficit do INSS
A política de correção do salário mínimo será a principal responsável pelo aumento de R$ 9,9 bilhões no déficit da Previdência Social em 2012, que passará de R$ 41,6 bilhões este ano para R$ 51,5 bilhões. Com o reajuste do mínimo e menor expansão da massa salarial, o desequilíbrio deverá atingir R$ 68 bilhões no fim de 2014, segundo cálculos do Ministério da Fazenda.
O critério de reajuste estabelece a correção do mínimo com base na variação do PIB de dois anos antes do reajuste, acrescida do INPC do ano anterior. Por essa regra, pela estimativa da Fazenda, a correção real em quatro anos será de 25,8%. Os prognósticos indicam salário mínimo de R$ 616,34 em 2012, R$ 676,35 em 2013 e R$ 745,66 em 2014. O efeito negativo do reajuste nas contas do INSS é grande porque os benefícios com valor igual ao salário mínimo respondem por 41 % da despesa da Previdência. (Pág. 1)


Sistema mantém farta liquidez
Mesmo com as medidas adotadas pelo Banco Central desde o fim do ano passado, como o aumento do depósito compulsório dos bancos, a liquidez do mercado continua folgada, o que para alguns economistas pode contribuir para alimentar pressões inflacionárias.
O nível de liquidez do mercado mudou com a atuação do BC na crise de 2008 e agora se consolida com as intervenções cambiais da própria autoridade monetária para conter a valorização do real. Dados do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) mostram que o volume de dinheiro movimentado diariamente alcançou R$ 530 bilhões na média de janeiro a meados de abril - um dos níveis mais altos desde 2002. Nos primeiros meses de 2008, o giro diário no SPB não chegava a R$ 300 bilhões. Além do giro financeiro ampliado, cresceu o número de operações - em média, 32%, aproximando-se de 54 mil por dia. Em parte, essa expansão se deve às atuações das mesas de operações de mercado aberto e reservas internacionais do BC, também registradas no SPB. (Págs. 1 e C1)


Foto legenda: Luzes para Bernanke
Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve, concede entrevista inédita e confirma o fim do programa de compra de bônus de US$ 600 bilhões, mas não dá sinal de alta do juro. (Págs. 1 e C2)
Máquina de Vendas vai às compras
Resultado da associação entre as redes varejistas Ricardo Eletro, Insinuante e City Lar, a Máquina de Vendas dispõe de R$ 1 bilhão para comprar outras empresas do setor. O presidente do conselho da companhia, Luiz Carlos Batista, tem procurado redes de lojas em diversas regiões do país, especialmente no Sul e no Rio de Janeiro.
Os recursos foram obtidos com a parceria fechada com o HSBC, em fevereiro, para criação de uma promotora de vendas. Para ter exclusividade no financiamento das vendas nas três redes, o banco pagou R$ 500 milhões e deixou disponível uma linha de crédito de mais R$ 500 milhões. Batista não confirma os valores, nem a atenção especial às praças da Região Sul, a única do país onde a Máquina de Vendas ainda não está presente. (Págs. 1 e B1)
Governo vai reduzir anidro na gasolina
A recente elevação dos preços nas usinas acelerou a decisão do governo de reduzir a mistura de anidro à gasolina, hoje em 25%. A alteração será anunciada nos próximos dias, segundo apurou o Valor. O índice deve cair a 20% ou 18%, dependendo de uma decisão da presidente Dilma Rousseff. Se for a 20%, a medida poderá ser determinada por decreto interministerial. Abaixo disso, será preciso uma medida provisória.
Para reforçar a estratégia de intervenção no setor, Dilma também determinou à Petrobras Biocombustíveis maior rapidez nos investimentos para produção de etanol. (Págs. 1 e B16)
Foto legenda: Busca de parceria
Tom Murry, CEO da Calvin Klein, chega ao Brasil em busca de parceria para sofisticar sua imagem e abrir a primeira loja da linha premium da grife na América Latina. (Págs. 1 e B5)
Rússia adota restrições à compra de carne brasileira
A Rússia, principal mercado para as carnes do Brasil, impôs restrições temporárias às importações de produtos brasileiros após uma inspeção de duas semanas a 29 processadoras nacionais de carnes bovina, suína, de frango e industrializados, finalizada no dia 18. Conforme apurou o Valor, o órgão de inspeção veterinária do governo russo manteve restrições às importações de 13 unidades que já estavam sob embargo e pretendiam voltar a exportar. A missão visitou ainda oito fábricas pela primeira vez, que também não foram habilitadas.
Em comunicado divulgado em seu site, em tom duro e com críticas ao Ministério da Agricultura brasileiro, o órgão fiscalizador do governo russo diz que a inspeção apurou uma piora nos últimos anos no sistema que assegura a conformidade dos produtos brasileiros às normas de segurança alimentar russas. (Págs. 1 e B16)
Minha Casa, Minha Vida ajustado ao PT
Na semana em que reúne o Diretório e a Executiva nacionais para tratar, entre outros temas, das eleições municipais, o PT se mobilizou para aprovar ontem, na Câmara, medida provisória que pode abrir caminho para um melhor desempenho nas urnas em 2012. A MP 514 foi colocada em votação com alterações feitas em conjunto pelo governo e o relator do texto, André Vargas (PT-PR).
As principais mudanças pretendem fazer o programa deslanchar nos municípios com até 50 mil habitantes, redutos em que o partido teve desempenho fraco nas duas últimas eleições para prefeito. Um dos artigos do texto original da MP determina que a União "deverá realizar oferta pública de recursos destinados à subvenção econômica ao beneficiário de operações em municípios com até 50 mil habitantes". Foram acrescidos dois parágrafos que criam um regulamento específico para atender cidades entre 20 mil e 50 mil habitantes, população urbana superior a 70% e crescimento entre 2000 e 2010 superior à do respectivo Estado. (Págs. 1 e A9)
Boeing prevê demanda para 830 aeronaves em 20 anos no Brasil (Págs. 1 e B7)

Fórum Econômico Mundial, no Rio, tem participação recorde, diz Marisol Argueta (Págs. 1 e A6)

Ética sob suspeita
A participação do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), e de senadores que respondem a processos na Justiça no Conselho de Ética da Casa aumenta o descrédito em relação ao órgão. (Págs. 1 e A11)
Nacionalização
A demanda aquecida por câmeras digitais estimula fabricantes como Nikon, Fuji e Samsung a aumentar a produção desses equipamentos no Brasil. No ano passado, as vendas cresceram 38%, para 3,5 milhões de unidades. (Págs. 1 e B3)
Reforço na saúde em BH
Ampliação do hospital da Unimed marca uma série de investimentos em saúde em Belo Horizonte, que se aproximam de R$ 1 bilhão. A previsão é que sejam abertos mais de mil leitos na cidade. (Págs. 1 e B6)
CMA reforça atuação no Brasil
Recuperada da crise internacional graças a um aporte de US$ 500 milhões do conglomerada turco Yildirim, a companhia francesa de navegação CMA CGM, terceira maior armadora de contêineres do mundo, quer recuperar o tempo perdido no Brasil. (Págs. 1 e B10)
Mitsubishi investirá R$ 1 bilhão
A direção da Mitsubishi no Brasil vai investir R$ 1 bilhão na fábrica de Catalão (GO) para dobrar sua capacidade para 100 mil veículos por ano, além da produção de novos modelos, como o Lancer, e de motores. (Págs. 1 e B10)

Standard mira Brasil
A Standard Life Investments, um dos maiores investidores imobiliários da Europa, está concluindo seus primeiros negócios no Brasil: R$ 150 milhões em três edifícios em São Paulo. Uma nova rodada deve receber entre R$ 100 milhões e R$ 150 milhões. (Págs. 1 e B11)
Energia
Até 2020, quando a população brasileira deve chegar a 205 milhões de pessoas, a demanda por energia elétrica crescerá 4,8% ao ano, saindo de um patamar de consumo de 456,5 mil GWh para 730,1 mil GWh. "Ainda há muito a crescer com a evolução da renda", diz Mauricio Tolmasquim, da EPE. (Págs. 1 e Especial)

JBS aceita acordo no Acre
O JBS, maior frigorífico do mundo, assinou acordo judicial para encerrar um processo movido pelo Ministério Público Federal (MPF) do Acre por ter supostamente comprado bois de áreas desmatadas ilegalmente na Amazônia. (Págs. 1 e B13)
Ideias
Ribamar Oliveira

Pela primeira vez em anos, as despesas da União estão crescendo em ritmo menor que o PIB nominal. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Carlos Lessa

Concordo com o combate à inflação, mas me pergunto por que a presidente Dilma não ousa com o mundo em crise. (Págs. 1 e A11)

Estado de Minas

Nós precisamos de soluções. E não podemos mais esperar...
...ampliação de Confins

Embora em situação mais crítica, o aeroporto da Grande BH ficou para trás no programa do governo de concessões à iniciativa privada para ampliação dos terminais. Os editais para Guarulhos (SP) e Brasília devem sair no início de maio, e o de Campinas, no fim do mês. Minas e Rio, só em junho ou julho. Enquanto isso, está parada na Justiça a licitação da Infraero para reforma de Confins, que, mesmo com as obras, estará muito defasado até 2014. (Págs. 1,15 e Editorial, 6)

...nova ponte na BR-381

Passada uma semana da interdição da ponte no Rio das Velhas, que sobrecarrega o trânsito em Santa Luzia e Sabará, o Dnit não sabe se será possível construir uma estrutura provisória. Depende de vistoria do Exército, que foi adiada de ontem para hoje. Mesmo que sejam feitas, as duas pontes metálicas só absorverão 40% do tráfego. Para piorar, a Prefeitura de BH confirmou a festa do trabalhador, domingo, na Via 240, que faz parte de um dos desvios. (Págs. 1 e 32)
O esperneio de suas excelências
A União Nacional dos Legislativos Estaduais recorrerá ao Supremo Tribunal Federal contra a suspensão do pagamento por sessão extraordinária aos deputados de Minas e Goiás. Pretende cobrar até o ressarcimento pelo período em que o benefício ficar cortado. Os deputados mineiros recebiam R$ 1.002 a cada reunião e têm direito também a um auxílio-moradia de R$ 2.250. Mas pelo menos 21 são donos de imóveis em bairros nobres de BH. (Págs. 1, 3 e 4)
Remédio da Hipolabor teria matado 13 bebês em Roraima (Págs. 1 e 28)

Gás natural: Petrobras acha reserva em MG
Depósito foi descoberto em Brasilândia de Minas, na Bacia do São Francisco, e deve culminar na implantação de duas termelétricas com investimento de US$ 1,2 bilhão. (Págs. 1 e 19)
Mandatos
Supremo decide que vaga de suplente é da coligação (Págs. 1 e 8)
Renúncia fiscal
Senado inclui parte de MG em área de incentivo (Págs. 1 e 9)

Jornal do Commercio (PE)

Falta leito até em hospital particular (Pág. 1)

Arena da Copa tem modelo questionado (Pág. 1)

Panificadores fazem contas de preço do pão (Pág. 1)

Vaga de suplente é da coligação, decide Supremo (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

Argentina e China tiram força do setor de máquinas do RS
Combinação de barreiras argentinas e atração chinesa de empreendimentos afeta empresas, baixa produção, causa demissões e ameaça novos investimentos. (Págs. 1 e 20)
Aeroportos: Privatização do Salgado Filho fica para depois
Cinco terminais estão na frente na lista da concessão a empresas. (Págs. 1, 26 e Rosane de Oliveira, 10)
Espera em Marau
Computadores para aulas ficam na caixa. (Págs. 1 e 38)
Aos 56 anos: Neuzinha Brizola morre no Rio
Filha de ex-governador será sepultada em São Borja. (Págs. 1 e 16)

Fontes: Radiobras – JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
JBWiki!
Rio de Janeiro - RJ



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br