Atualizado 00h56 Terça, 20 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Catástrofe no Japão. E se fosse no Brasil?

2432 acessos - 1 comentários

Publicado em 12/03/2011 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, SÁBADO, 12 DE MARÇO DE 2011.

Estado de Minas

Tsunami arrasa Japão e assombra o mundo
Terremoto de 8.9 graus de magnitude, seguido de ondas gigantes com velocidade de até 700km/h, deixou rastro de destruição e morte e pôs cerca de 50 países em alerta.

O abalo é o mais forte já registrado no Japão e o sétimo maior da história. Atingiu principalmente a região Nordeste do país. O epicentro foi no mar, a 130 quilômetros da cidade de Sendai, na província de Miyagi, onde pessoas se refugiaram no alto de prédios para escapar das ondas gigantes. O número de mortos deve passar de mil. Cientistas acreditam que o tremor tenha mudado o eixo de rotação da Terra em até 25 centímetros. (Págs. 1, 15 a 20 e o Editorial “ Tsunami de avisos ”, 8)

Risco de acidente nuclear
O governo japonês decretou estado de emergência na usina atômica de Fukushima. O motivo foi uma falha detectada no sistema de resfriamento depois do abalo. (Págs. 1, 15 a 20 e o Editorial “ Tsunami de Avisos ”, 8)

E se fosse no Brasil?
Risco de ocorrer uma tragédia como essa no país é quase zero, dizem especialistas. É que o Brasil está posicionado de forma estável sobre placa tectônica contínua. (Págs. 1, 15 a 20 e o Editorial “ Tsunami de Avisos ”, 8)

Não pagou a pensão? Vai para o SPC
Além da prisão, pais inadimplentes com os filhos também podem sofrer penhora de bens e ter o nome incluído no Serviço de Proteção ao Crédito. Depende de avaliação pelo juiz . (Págs. 1 e 23)
Cadê os cientistas?
Investimento em pesquisa e educação é pequeno no país. (Págs. 1 e Pensar)


O Globo

Terremoto deixa o Japão sob ameaça de acidente nuclear
Maior tremor da história do país é seguido de tsunami que varre a costa nordeste e isola cidades

Um terremoto de 8,9 graus na escala Richter, seguido de uma tsunami que varreu vasta área da costa nordeste, pôs o Japão sob risco de um vazamento nuclear. Milhares de pessoas foram retiradas da área ao redor da Usina Fukushima Dallchi, uma das duas colocadas em estado de emergência. No portão principal da usina, o nível de radiação era oito vezes acima do normal; na sala de operação de um dos reatores, o índice subiu mil vezes. O Japão conta mortos - a expectativa é de pelo menos mil - e procura desaparecidos no que já é considerado o maior terremoto de sua história, com potência equivalente a 15 mil bombas atômicas. O mundo assistiu atônito a cenas impressionantes da tragédia, com ondas gigantes de até dez metros invadindo a área rural, engolindo navios, árvores, prédios, ruas e viadutos como se fossem brinquedos. Houve alerta de tsunami em mais de 20 países banhados pelo Oceano Pacífico. O fechamento de aeroportos, rodovias e ferrovias paralisou o Japão e a sua sempre conectada capital Tóquio. O efeito nos mercados veio rápido. As bolsas caíram na Ásia e na Europa. Segundo analistas, o desastre deve derrubar preços de produtos básicos importados pelo Japão e atingir a produção de bens de alta tecnologia e o setor de seguros, que arcaria com pelo menos US$ 50 bi em pagamentos. (Págs. 1, 19 e 27 a 31, Míriam Leitão, Cora Rónai e editorial "Japão ensina o que é Defesa Civil" )
Somente em três capitais houve campanha de trânsito
No período que antecedeu o carnaval com recorde de mortes nas estradas, o Departamento Nacional de Trânsito só fez campanha de prevenção de acidentes em três capitais: Rio, Recife e Salvador. Pelo país, houve 213 mortes nas rodovias federais. O Ministério das Cidades alega que faltaram recursos para uma campanha nacional contra a violência nas estradas. O Fundo Nacional de Segurança e Educação no Trânsito teve 72% do orçamento contingenciados em 2011. (Págs. 1 e 11)

Folha de S. Paulo

Tsunami arrasa nordeste do Japão e leva a alerta nuclear

Pior terremoto da história do país gera ondas de até 12 metros. Abalo eleva radioatividade de usinas atômicas e população do entorno tem de deixar casas

O Japão sofreu o maior terremoto de sua história. Com magnitude de 8,9, foi o mais intenso tremor no mundo desde o tsunami que matou 200 mil na Indonésia, em 2004. O sismo principal, às 14h46 (hora local), foi seguido de 70 tremores.
Ondas de até 12 m arrasaram o nordeste da ilha, mas o preparo do país para lidar com tremores ajudou a reduzir o número potencial de vitimas fatais. Até a noite, o governo japonês confirmava oficialmente 185 mortes e mais de 700 desaparecidos.
Nada indica que essa tragédia supere a de Kobe, que matou mais de 6.000, mas o risco nuclear preocupa. A população foi retirada das proximidades de duas usinas atômicas em Fukushima pelo receio de vazamento de material radioativo.
Em Tóquio, os transportes pararam e 4,5 milhões de pessoas ficaram sem luz.
Não havia relato de vítimas do Brasil. Na área atingida, vivem 800 dos 254 mil brasileiros do país. (Págs. 1 e Mundo, 2)
Governo estuda criação de novas faixas para o IR
Após reunião com sindicalistas, o governo disse que estuda criar faixas intermediárias na tabela do Imposto de Renda, mas não informou quais seriam essas novas faixas - hoje são cinco.
Segundo Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), o teto de contribuição seguirá em 27,5%.
As centrais não conseguiram na reunião o reajuste de 6,47% na tabela. (Págs. 1 e Poder A7)
Europa descarta uma ação militar contra Gaddafi
A União Europeia rejeitou ontem uma ação militar e se comprometeu apenas com ajuda humanitária a Líbia.
No campo diplomático, porém, houve avanços. A UE deixou de considerar Muammar Gaddafi como líder líbio e pediu que ele deixe o poder imediatamente.
Em uma semana, os rebeldes tiveram de retroceder 200 km, relata Marcelo Ninio. (Págs. 1 e Mundo, 6 e 7)
Embraer discute a produção no Brasil de trens de alta velocidade (Págs. 1 e Mercado B4)

Fernando Rodrigues
Fim do imposto sindical é passo para trabalhismo com dignidade. (Págs. 1 e Opinião A2)
Editoriais
Leia "Zona de contradição", acerca de intervenção na Líbia, e "Autoridade sob suspeita", sobre a espionagem contra o secretário da Segurança. (Págs. 1 e Opinião A2)

O Estado de S. Paulo

Tremor e tsunami castigam Japão e geram alerta nuclear
Maior terremoto do país provoca ondas de até dez metros, que varrem a costa nordeste; Mortos são ao menos 384, mas total deve subir; Governo retira milhares de moradores da região de usina atômica.

Um tsunami provocado pelo maior terremoto da história do Japão, de 8,9 graus na escala Richter, varreu ontem a costa nordeste do país. Ondas de até dez metros arrastaram carros, barcos, aviões e edifícios, deixando um número ainda desconhecido de mortos - até o fechamento desta edição, eram 384. O governo emitiu alerta de “emergência nuclear" e retirou milhares de habitantes da região da usina atômica de Fukushima, uma das maiores do mundo, relata Claudia Trevisan, correspondente em Pequim. O tremor foi sentido em 12,1 mil km ao longo da costa, mas o lugar mais castigado foi acidade de Sendai, de 1 milhão de habitantes. Choques secundários continuavam a ocorrer em Tóquio. (Págs. 1 e Internacional A19 a A27)

Dimensão: Sismo equivale a 27 mil bombas atômicas
O terremoto de ontem liberou energia equivalente a 27 mil bombas atômicas. A posição do eixo de rotação da Terra foi alterada em cerca de dez centímetros. (Págs. 1 e Internacional A24 e A25)

Impacto econômico
Crise poe em xeque a reconstrução. (Págs. 1 e A26 )

Análise: Norimitsu Onishi
Normas técnicas da construção civil salvaram vidas. (Págs. 1 e A27)
Bamerindus começa a pagar dívida
Após 14 anos de disputas judiciais, o antigo Bamerindus pagará R$ 4,3 bilhões em dívidas, informa o repórter David Friedlander. Em processo de liquidação, o banco deve R$ 10 bilhões. Tem hoje metade desse valor. CEF, BNDES e Fundo Garantidor de Crédito receberão 25% dos R$ 5,7 bilhões a que têm direito. BC e Tesouro não receberão agora. Credores na casa dos R$ 50 mil começam a ter a dívida paga na segunda. (Págs. 1 e Economia B1)
Sinfônica Brasileira revela clássico do País em crise (Págs. 1 e C2+Música)

Notas & Informações
A inundação de dólares continua
O real valorizado estimula as importações. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

Tsunami arrasa Japão e provoca risco nuclear
Terremoto mais violento da história do país forma ondas de até 10 metros de altura. Usina tem níveis alarmantes de radiação

O Japão enfrenta desde ontem o que se pode chamar de apocalipse. O terremoto mais violento registrado no país atingiu uma magnitude de 8,9 na escala Richter e causou prejuízos ainda incalculáveis. A contagem oficial indica 436 mortos e 725 desaparecidos, mas o número de vítimas deve aumentar muito. Mais devastador do que o abalo sísmico, o tsunami com ondas de até 10 metros destruiu grandes áreas urbanas como em Sendai (foto acima), invadiu aeroportos e formou enormes redemoinhos na costa. A catástrofe também atingiu seriamente regiões industriais, com incêndio em refinarias. País mais preparado do mundo na prevenção contra desastres naturais, o Japão corre perigo de proporções atômicas. Após identificar um alto nível de radiação - mil vezes acima do tolerado - na usina de Fukushima, o governo decretou estado de emergência nuclear. As autoridades determinaram a retirada de moradores em um raio de 10km do local onde há vazamento radioativo. Os Estados Unidos foram os primeiros a anunciar apoio ao Japão, com o envio de um porta-aviões para auxiliar nas buscas das vítimas. A ONU também organiza equipes de resgate. (Pág.1, Caderno Especial e Visão do Correio e Pág. 14)
Mais irregularidades
Suspeito de fraudes em diplomas, instituto é processado por débitos trabalhistas e acusado de não entregar diplomas. (Págs. 1 e 28)
STF mira Jaqueline
Além da denúncia de recebimento de propina, Supremo vai analisar uma ação contra a filha de Roriz por falsidade ideológica. (Págs. 1 e 21)

Jornal do Commercio (PE)

Devastação
Terremoto de 8,9 graus provocou tsunami que varreu grande área do Japão. Vizinhança de usina nuclear foi retirada de casa após radiação ser detectada fora da indústria. Número de mortos está indefinido. Pessoas estão com medo e frio. (Pág. 1)
Dilma decide reajustar tabela do IR em 4,5% por medida provisória (Pág. 1)

Zero Hora (RS)


Catástrofe no Japão
O mais intenso terremoto já registrado no país asiático arrasa cidades, mata, produz cenas impressionantes e deixa o mundo em apreensão.

Usina nuclear aciona alerta. (Págs. 1, 4, 5, 8, 10, 12, 13, 14, 15, Editorial,18 e Mercado, 20)

Fontes: Radiobras-JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Comentários
01
Reporte abuso
nascimento
curiiba 12/03/2011

Se cada terremoto que acontecer deslocar o eixo da terra, toda a humaidade estará perdida no espaço. O que sera do futuro da humanidade daqui a algum tempo ou talvez segundos. Presumo que ja esteja acontecendo o apocalipse narrado na biblia


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br