Atualizado 23h22 Terça, 20 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Falta o curso obrigatório a 208 mil professores da rede pública

729 acessos - 0 comentários

Publicado em 19/02/2011 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, SÁBADO, 19 DE FEVEREIRO DE 2011.

Folha de S. Paulo

País tem 17% dos docentes com estudo insuficiente
Falta o curso superior obrigatório a 208 mil professores da rede pública

Cerca de 17% dos professores que atuam na rede pública não tem formação suficiente e estão em situação irregular, informam Marilia Rocha e Natalia Cancian.
A LDB (Lei de Diretrizes e Bases) exige que docentes do 6º ano do ensino fundamental ao 3º do ensino médio tenham curso superior. Segundo o Inep, 208 mil profissionais que lecionam para essas séries têm só o médio ou o fundamental.
Por Estado, a pior situação ocorre na Bahia, onde 51% dos professores não fizeram faculdade. São Paulo tem a melhor taxa nacional – 2,3% dos docentes não tem diploma superior.
A Secretaria de Educação Básica do MEC reconhece o problema e diz que estão em andamento políticas para sanar a questão. (Págs. 1 e Cotidiano 1)


Ex-dirigentes do Inep foram multados pelo vazamento do Enem em 2009 e dizem que vão recorrer. (Págs. 1 e Cotidiano 1)
Exército abre fogo e fere 60 pessoas no Bahrein
A sexta-feira, dia sagrado muçulmano, teve protestos violentos no mundo árabe. No Bahrein, o Exército deixou 60 feridos apos abrir fogo na praça da Pérola, em Manama. O país é vizinho da Arábia Saudita, segundo maior produtor de petróleo.
Na Líbia, os números são controversos e há relatos de até 50 mortos em protestos contra o ditador Gaddafi.
No Iêmen, mais quatro pessoas morreram, uma delas em explosão de granada. Houve protestos na Jordânia e no Djibuti. (Págs. 1 e Mundo 1)

Para Aécio Neves, Dilma começa de forma 'autoritária'
O senador Aécio Neves (PSDB•MG) disse que a gestão Dilma começou de forma "autoritária" sua relação com o Congresso.
Ele criticou a fixação por decreto do reajuste do mínimo e a declaração do ministro Luiz Sergio (Assuntos Institucionais) "ordenando" que a base votasse pelo valor de R$ 545. (Págs. 1 e Poder A4)
Fernando Rodrigues: Presidente mostra mais poder que os seus antecessores
A votação do salário mínimo comprovou na prática o já conhecido em tese. Dilma Rousseff começa seu mandato com mais poder real sobre os congressistas do que os seus dois antecessores imediatos, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso. (Págs. 1 e Opinião A2)
Boa notícia
Biocurativo feito à base de sangue cura ferida crônica. (Págs. 1 e Saúde C10)
Poder
Lula se inspira no Museu do Futebol para seu memorial. (Págs. 1 e A6)
Editoriais
"Polícia e bandido", sobre a segurança no Rio. (Págs. 1 e Opinião A2)

O Globo

Regimes ampliam repressão a onda de protestos pós-Egito
Embaixador na Líbia vai a cidade de confrontos, onde estão cem brasileiros

Governos de Bahrein, Líbia e Iêmen, três regimes autoritários que se tornaram foco de protestos após a queda do ditador egípcio, intensificaram a repressão a manifestantes nas ruas. No reino do Bahrein, os militares abriram logo contra a multidão que desafiou o estado de emergência, e há relatos de quatro mortes e mais de 50 feridos. Numa demonstração de força, o ditador líbio Muamar Kadafi desfilou em carro aberto por Tripoli, mas fontes opositoras denunciaram a morte de 50 pessoas em quatro dias de confrontos. O embaixador do Brasil na Líbia vai a Benghazi para verificara situação de cem funcionários da construtora Queiroz Galvão. Segundo a embaixada, todos estão bem. No Egito, centenas de milhares voltaram à Praça Tahrir para comemorar uma semana sem Mubarak. (Págs. 1, 33 a 35 e editorial "Um mundo em busca de direitos básicos")
Segundo Caderno
Projetos de lei contra o direito a veto a biografias não autorizadas abrem o debate entre escritores e herdeiros. (Págs. 1 e Segundo Caderno)
Cunha agora pressiona por 19 cargos
Mesmo antes da votação do mínimo no Senado, o PMDB já apresenta a fatura. Recém-derrotado em Furnas, Eduardo Cunha (RJ) apresentou lista com 19 nomes para acomodar no governo Dilma. (Págs. 1 e 3 a 10)
Caso Sadia: condenação inédita
Pela 1ª vez, dois executivos (da Sadia) foram condenados por crime de uso de informação privilegiada. Foi na compra de ações da Perdigão. Mas não serão presos: pagarão com serviços à comunidade. (Págs. 1 e 25)

O Estado de S. Paulo

Protestos são reprimidos a tiros na Líbia e no Bahrein
Forças de segurança disparam contra dissidentes nos dois países, em meio a onda de manifestações

No quarto dia de manifestações populares na Líbia, o governo do ditador Muamar Kadafi reprimiu a tiros os protestos, e dissidentes falam em dezenas de mortos – só ontem teriam sido 35, segundo fontes médicas. O governo culpou "países imperialistas e sionistas” pela onda de protestos no Oriente Médio e prometeu reagir com mais violência. No Bahrein, a polícia também abriu fogo contra manifestantes em Manama, capital do emirado, ferindo dezenas de pessoas. Ontem foi o quinto dia de manifestações lideradas pelos xiitas. Na quinta-feira, ao menos cinco pessoas morreram quando o Exército atacou quem dormia na Praça da Pérola, centro dos protestos. (Págs. 1 e Internacional A12 e A13)

Governo Líbio

"A resposta a qualquer aventura por parte desses pequenos grupos será dura e violenta" (Pág. 1)
Alta das commodities já chega ao consumidor
A escalada das commodities e de outros custos de produção começa a ser repassada com maior intensidade para os preços finais dos alimentos industrializados e dos produtos de higiene pessoal e de limpeza. Na virada de janeiro para fevereiro, os fabricantes passaram a apresentar aos supermercados tabelas de preços com aumentos médios entre 5% e 7%. A alta chega a 20% no caso de detergentes líquidos e refrescos em pó. Nos produtos de limpeza doméstica, que usam matérias-primas petroquímicas, a indústria quer aumentos de 8% e 9%, em média. (Págs. 1 e Economia B1 e B4)
Emergentes definem posição conjunta para o G-20
Os maiores países emergentes, entre eles o Brasil, fecharam ontem propostas conjuntas para apresentar na reunião ministerial do G-20, que ocorre hoje em Paris, informa o correspondente Andrei Netto. Na pauta estarão a definição dos indicadores de desequilíbrio e os vetos ao controle de fluxo de capitais e a limitação do acúmulo de reservas internacionais. (Págs. 1 e Economia B6)
STF retoma caso de aborto de anencéfalo
Há quase sete anos tramitando no Supremo Tribunal Federal, a autorização para aborto em casos de anencefalia deve voltar à pauta em março. Em até 90% dos casos, juízes de primeira instância têm autorizado a interrupção da gravidez. (Págs. 1 e Vida A19)
Pelé: 'Poderemos nos envergonhar'
O ritmo das obras para a Copa preocupa o Rei do Futebol, que ontem advertiu: "Isso está realmente nos preocupando, até por tudo o que a gente fez, viajando pelo mundo para pedir votos. O Brasil tem a obrigação de fazer uma boa Copa, mas infelizmente já está atrasando."(Págs. 1 e E1)
Novo colunista: Sérgio Telles
O divã e a bolha financeira

Uma pesquisa indica que a tomada de decisão no mercado financeiro é baseada não em conclusões lógicas, e sim em estados emocionais dos gestores. (Págs. 1 e C2+Musica, D10)
Ex-executivos da Sadia são condenados à prisão (Págs. 1 e Economia B16)
Vazamento do Enem dá multas a dirigentes (Págs. 1 e Vida A20)
Cidades: Atrase o relógio
Horário de verão acaba à meia-noite. (Págs. 1 e C5)
Tutty Vasques
A oposição falhou de novo

O governo vai devolver à meia-noite de hoje, sem juros ou qualquer correção, os 60 minutos que tomou de grande parte dos brasileiros. (Págs. 1 e Cidades C6)
Notas & Informações
A nova guerra do mínimo

Alvo é o dispositivo que passa do Congresso para o Executivo a prerrogativa de reajustar o piso. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

MP defende venda de inibidores de apetite
Promotor Diaulas Ribeiro afirma que não existe no Brasil alternativa aos medicamentos indicados para obesidade e teme o comércio clandestino com a proibição. Na avaliação do governo federal, remédios como sibutramina trazem mais riscos do que benefícios à saúde. (Págs. 1 e 12)
Repressão à bala no Oriente Médio
Soldados do Barein atiraram contra os manifestantes, incluindo mulheres (foto), na Praça da Pérola, em Manama. Na Líbia, há relatos de 46 mortos. (Págs. 1 e 24)
No G-20, Brasil combate o dólar (Págs. 1, 16 e 17)
Último dia do horário de verão (Págs. 1 e 19)
Prepare o bolso para os aumentos
Inflação em alta deve provocar uma onda de reajustes nas tarifas públicas. (Págs. 1, 14 e 15)
Concursos do GDF: Ameaça de suspensão preocupa candidatos
Enquanto o GDF estuda o adiamento da convocação de aprovados e o cancelamento de editais, concurseiros buscam explicações para as medidas. Além de um déficit de R$ 500 milhões, o governo diz que 10 mil servidores foram nomeados em 2010 sem que houvesse recursos. (Págs. 1 e 29)

Estado de Minas

Filé e picanha perdem espaço para avestruz
Coma alta no preço da carne bovina, principalmente dos cortes mais nobres, bares e restaurantes de BH estão encontrando no avestruz uma boa opção para seus clientes. Em 2010, o filé mignon subiu em média 54,88%, e a picanha, 48,65%. A carne da ave, que tem textura e sabor parecidos, os substitui com economia de 30% a 40%. “Quem já comeu sempre repete”, afirma Samer Reis, gerente de churrascaria na qual já são vendidos 60 quilos por semana. (Págs. 1 e 13)
Vazamento no Enem leva a duas condenações
TCU sentencia dois dirigentes do Inep, responsável pelas provas, a multas de R$ 3 mil e R$ 5 mil, por falhas de segurança em 2009. (Págs. 1 e 9)
Atendimento ampliado
Consórcio unifica a saúde em BH e seis cidades vizinhas. (Págs. 1, 21 e 22)
Foto legenda: A praça é do povo
Enquanto manifestações violentas contra governos autoritários no mundo árabe causaram pelo menos 32 mortes e feriram mais de 100 pessoas na Líbia, Iêmen e Barein, o Egito celebrou ontem uma semana sem o ex-ditador Hosni Mubarak. Cerca de 2 milhões de pessoas celebraram o “Dia da Vitória”, na Praça Tahrir, no Cairo. (Págs. 1 e 18)
Pobres aposentados
Ir à Justiça é opção para obrigar a Previdência a pagar logo atrasados, conforme decisão do STF. (Págs. 1 e 14)
Mínimo de R$ 600
Oposição a Anastasia quer aprovar em Minas o mesmo salário que tucanos tentam impor a Dilma. (Págs. 1 e 8)

Jornal do Commercio (PE)

Itacuruba indicada para usina nuclear
Documento estatal responsável pela implantação das usinas no País aponta cidade sertaneja como a que reúne as melhores condições de receber uma unidade no Nordeste, pela fartura de água e proximidade das linhas de transmissão da Chesf. (Pág. 1)
Fundação de Cultura estaria ignorando etapas de licitação (Pág. 1)
Dengue (Pág. 1)
Agora, são os terceirizados em greve no estaleiro (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

Detran adota modelo de blitz carioca para fazer valer a Lei Seca
Com a Operação Balada Segura, Estado implanta sistema que ataca o descrédito da fiscalização e busca repetir a queda de acidentes fatais obtida no Rio. (Págs. 1, 4 e 5)
Não esqueça de atrasar o relógio à meia-noite (págs. 1 e 35)
Novo mínimo: Aécio aponta autoritarismo no governo e PT reage
Senador tucano critica uso de decreto para reajustar o piso nacional a partir de 2012. (Págs. 1 e 6)
Surto nas Missões
Estado em alerta para a dengue. (Págs. 1 e 26)

Fontes: Radiobras-JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br