Atualizado 23h22 Quarta, 21 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Como conquistar o indivíduo surdo?

1304 acessos - 3 comentários

Publicado em 04/02/2011 pelo(a) Wiki Repórter advleocadio, São Paulo - SP



Nada pior do que o silêncio. Enquanto só o silêncio me responde, minha ficção continua a ser ficção. É melhor para um cientista ter interessado e ter sido "refutado" (...) Ao menos a ficção foi considerada como um possível válido e sua refutação faz parte da história das ciências.
Isabelle Stengers

Com a era dos novos desafios no mercado para a conquista cada vez mais acirrada de consumidores, um público potencialmente ativo e ainda abortado do mercado é o individuo surdo. Esse é um desafio de inteligência competitiva tanto para a indústria como pro varejo, no sentido de questionar a integração social do indivíduo surdo, buscando sempre superar a visão dicotômica e a histórica que centra toda sua análise na divisão do meio social entre "sociedade ouvinte" e "comunidade surda".

Se no passado, os gestos foram considerados os grandes responsáveis pelas dificuldades de integração do indivíduo surdo no meio social geral, agora, a perspectiva de trabalho que enfatiza o acesso à linguagem oral é considerada como um ato de dominação da maioria, (a "sociedade ouvinte") sobre uma minoria (a "comunidade dos surdos").

Ao contrário do que muitos imaginam, a surdez não é uma deficiência oriunda das camadas de baixa renda e também não é unicamente originada de nascimento. O individuo surdo é um consumidor economicamente ativo e independente.

A independência do surdo, começa pela própria forma que se auto-denominam, pois a comunidade surda, não gosta de ser chamada de “deficientes auditivos”. Isso se explica porque a palavra “deficiente” tem por natureza um tom desqualificador, e o fato do individuo ser surdo, não o torna ineficiente, ou melhor, incapaz de conquistar e construir sua vida.

O fato é que o Brasil só passou a notar o mercado para o consumidor que possui algum tipo de deficiência, quando nós marketeiros, tivemos que aplicar a inteligência competitiva e adotamos o marketing social como um poderoso canal de relacionamento com o mercado. A política do “politicamente correto” teve inicio com a abertura de vagas no mercado para contratação de mão-de-obra desse mundo até então colocado a parte da existência.

A CULTURA SURDA DENTRO DE UMA PERSPECTIVA MULTICULTURAL

Apoiados no conceito de multi cultural, que entende a cultura não restrita à etnia, à nação ou à nacionalidade, mas como um lugar de direitos coletivos para a determinação própria de grupos, têm defendido a existência de uma cultura surda, consubstanciada por comportamentos, valores, atitudes, estilos cognitivos e práticas sociais diferentes da cultura ouvinte.

Porém, os anseios, as necessidades, os hábitos e atitudes em relação a compra se faz valer da mesma maneira para comunidade ouvinte ou surda.

Para muitos, pode parecer incrível, mas o individuo surdo é um grande consumidor de telefonia no Brasil e no Mundo, seja ela móvel ou fixa. Mesmo assim, as empresas do segmento, pouco investem nesse nicho de mercado, pois acreditam que o surdo só sabe se comunicar através de LIBRAS – Línguas de Sinais Brasileira.

Todos imaginam que o individuo surdo é totalmente dependente do ouvinte para fazer parte do mundo e interagir com o mesmo. Esse é um dos maiores enganos.

O surdo é o portador de uma deficiência que nada o impede em consumir algo, a não ser o próprio mercado que cria barreiras de comunicação para ele.

Convido aos leitores desse artigo a responder alguns dos questionamentos abaixo:
1) Como o surdo pode entrar numa loja e escolher suas roupas, sapatos, óculos, telefones entre outras coisas se não temos vendedores habilitados em Libras para atendê-los?
2) Como o surdo pode fazer parte do mercado financeiro? Desbloquear seu cartão de crédito? Escolher sua senha pessoal no Banco?

3) Como o consumidor surdo pode viajar? Pedir serviços de quarto em um hotel?
4) Como o surdo pode comprar um carro, apartamento, fazer seguro saúde, de vida ou ter assistência médica coerente e digna?

Apoiada nesta noção de multiculturalismo crítico, é que vejo a possibilidade de afirmação da cultura dos Surdos, que deve ser vista não como uma diversidade a ser defendida e mantida fora do contexto social mais amplo, mas que deve ser entendida como existente e necessária de ser respeitada. A forma especial do Surdo ver, perceber, estabelecer relações e valores, deve ser usada na educação dos Surdos, integrada na sua educação em conjunto com os valores culturais da sociedade ouvinte, que em seu todo vão formar sua sociedade.

Nessa ótica, fica estabelecida a distinção entre uma "cultura minoritária", a dos surdos, e uma "cultura majoritária", a dos ouvintes, ou seja, a grande distinção entre as culturas envolvendo indivíduos ouvintes e surdos reside na existência de "uma cultura ouvinte" de um lado, e de "uma cultura surda" de outro.

Da forma como a existência de grupos de surdos é tratada, torna-se uma situação sem saída. Se considerarmos que a surdez é o único fator para a existência de uma "comunidade surda", devemos negar a importância das determinações de raça, classe e gênero, que se servem para o restante da humanidade e não se encaixam no caso dos surdos.

A Consultora de Mercado Adriana da Cunha Leocadio, autora desse artigo, pode ser encontrada através do e-mail: [email protected] , www.adrianaleocadio.blogspot.com.br

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
advleocadio
São Paulo - SP



Comentários
01
Reporte abuso
Tili Bertolaccini
Tatuí 21/02/2011

PARABÉNS. Gostei do artigo. Rico, inteligente. Ainda bem que existe pessoa como você, que consegue "gritar" a verdade.


 
02
Reporte abuso
Priscila Mourão
São Paulo 10/02/2011

Parabéns Adriana. A divulgação da Cultura / Comunidade Surda é uma das formas para elucidar as dúvidas e mostrar as possibilidades e capacidades destas pessoas que são tão competentes quanto qualquer um de nós. Trabalho com inclusão do surdo no mercado de trabalho e percebo que as coisas já começaram a mudar... LUTAR, CONTINUAR ( escrita segunda a gramática da Libras).


 
03
Reporte abuso
soraia
osasco 07/02/2011

Gostei muito do seu artigo! Voc6e tem números sobre a população de surdos no Brasil.Com relação as questões do seu artigo, você tem algumas respostas que levantou durante suas pesquisas. grata


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br