Atualizado 14h17 Quinta, 22 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Corpos são enterrados sem velório e oração no cemitério de Teresópolis

696 acessos - 0 comentários

Publicado em 15/01/2011 pelo(a) Wiki Repórter dilmamentiras, Içara - SC





Teresópolis (RJ) - No quarto dia seguinte à enxurrada que deixou mais de 240 mortos em Teresópolis, o sepultamento dos corpos é feito às pressas, sem velório e nem sequer uma prece. A rapidez se explica pelo adiantado estado de decomposição em que se encontram os cadáveres. O Instituto Médico Legal (IML) da cidade só tem lugar em câmaras refrigerados para seis corpos. Os demais ficam dentro de um prédio, à espera de reconhecimento. Quando isso ocorre, eles são colocados em dois caminhões frigoríficos e depois em caixões.

Na avenida principal da cidade, a todo momento carros de funerárias passam apressados, abrindo caminho à força no trânsito lento. Quando chegam no cemitério, os funcionários retiram os caixões rapidamente e os colocam em uma das 303 covas abertas pela prefeitura.

'Nem tive tempo de sepultar o meu irmão. Eles jogaram o caixão de qualquer jeito e cobriram de terra', reclamou o pedreiro Cláudio Oliveira de Almeida, que perdeu 16 parentes no bairro de Campo Grande, um dos mais atingidos pela avalanche na madrugada de quarta-feira (12).

O último boletim da prefeitura, na manhã de hoje (15), apontava 240 mortes e 147 sepultamentos, números que mudam a cada hora. Enquanto corpos são reconhecidos e levados para sepultamento, outros são resgatados e dão entrada no IML improvisado. Por causa do ritmo frenético, os sepultamentos ocorrem em intervalos de cinco a dez minutos, provocando filas de rabecões e de caixões à espera do enterro.

A doméstica Rosimar Gomes Vieira chorou a perda de uma sobrinha e de mais 13 pessoas de sua família. Elas moravam no bairro da Posse, um dos mais destruídos. 'Ouvimos um estrondo e saímos de casa. Muita gente correu para a praça, quando veio a avalanche e matou a todos', contou Rosimar, que ficou a pouco metros do local onde ocorreu o rápido sepultamento da sobrinha.

Os corpos que ficarem sem reconhecimento terão impressões digitais e material extraídos para exames posteriores de comparação com DNA de parentes.

Fonte: Agencia Brasil

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
dilmamentiras
Içara - SC



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br