Atualizado 14h17 Quinta, 22 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

2.969 servidores federais corruptos foram expulsos

621 acessos - 0 comentários

Publicado em 11/01/2011 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, TERÇA-FEIRA, 11 DE JANEIRO DE 2010.

Jornal do Brasil

Distância para punir
Comandante da PM do Rio isola corregedoria do resto da tropa para que investigações de desvios de conduta não sofram pressões, e anuncia tomada de cinco fortalezas do tráfico de drogas. (Págs. 1 e 3 a 5)
Debates radicais alimentam o ódio nos Estados Unidos (Págs. 1, Editorial, 11 e 12)
Meio Ambiente é campeão em punição de funcionários (Págs. 1, 14 e 15)

O Globo

Governo propõe fim de prisão para pequenos traficantes
Objetivo é reduzir superlotação carcerária e envolvimento com crime organizado

Pedro Abramovay, secretário nacional de Políticas sobre Drogas, disse que o governo Dilma Rousseff vai apresentar ao Congresso e à sociedade uma proposta de acabar com a pena de prisão para o pequeno traficante de drogas, que atua no varejo. A ideia é punir essas pessoas com penas alternativas e reduzir o problema da superlotação carcerária. Entre 2006 e 2010, dos 70 mil presos em todo o pais, 40 mil se enquadravam na categoria de pequenos traficantes. Segundo Abramovay, essas pessoas estão sendo aliciadas pelo crime organizado dentro das penitenciárias. Ao mesmo tempo, o governo quer aprovar o projeto de lei que prevê pena de três a oito anos para os integrantes de organizações criminosas. Para debater essas mudanças, a presidente Dilma Rousseff tirou a secretaria de Abramovay do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, comandado por generais, e transferiu-a para a alçada civil do Ministério da Justiça. (Págs. 1 e 3)

Reforma do Maracanã pode chegar a R$ 1 bi
A identificação de deterioração de parte da estrutura da cobertura original, por técnicos do Consórcio Maracanã Rio 2014, poderá elevar o custo de reforma do estádio, cuja estimativa atual é de R$ 712 milhões, a R$ 1 bilhão, segundo especialistas. Além do aumento do custo, as obras, destinadas à Copa previstas para terminar em dezembro de 2012, podem se arrastar por mais seis meses. (Págs. 1 e 29)
MST testa Dilma com janeiro de invasões
Num movimento batizado de "janeiro quente", o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra) iniciou uma onda de invasões a fazendas de São Paulo e a sedes de prefeituras da Bahia. O objetivo é forçar o governo Dilma Rousseff a abrir um canal de negociações com o movimento. "O MST é autônomo em relação a qualquer governo", disse Delweck Matheus, coordenador do MST no Pontal do Paranapanema (SP). Estão previstas mais ocupações em todo o país. (Págs. 1 e 4)
Mínimo já opõe ministro a Mantega
Ministro do Trabalho, Carlos Lupi discordou publicamente do colega da Fazenda, Guido Mantega, que anunciara veto a um mínimo além de R$ 540. Lupi disse que o Congresso é soberano para mudar. (Págs. 1, 5, Merval Pereira e Ilimar Franco)
Governo não cumpre meta fiscal e turbina inflação com R$ 58 bilhões (Págs. 1 e 19)

Irã proíbe todas as obras de Paulo Coelho
Motivo seria perseguição ao editor do brasileiro, que testemunhou a morte de uma estudante

O escritor Paulo Coelho anunciou em seu blog que o governo iraniano teria proibido seus livros. Segundo o editor iraniano, Arash Hejazi, o Ministério da Cultura baniu todas as obras do brasileiro. Sua publicação não será mais autorizada no país. Hejazi relaciona a proibição com a perseguição que tem sofrido desde que testemunhou a morte de uma estudante durante os protestos de 2009. Ele se exilou em Londres e sua editora foi fechada. A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, classificou a censura como lamentável e vai tratar do caso com o chanceler Antonio Patriota. (Págs. 1 e 24)

Folha de S. Paulo

Governo de SP vai tentar negociar a Cesp com Dilma
Venda ampliaria capacidade de investimento do Estado; 'reestatização federal' adotada na Nossa Caixa é opção

O governador Geraldo Alckmin autorizou que sua equipe negocie a venda da Cesp, a terceira maior geradora de eletricidade do país, com o governo federal.

Para evitar o rótulo de privatizante, o tucano gostaria de adotar o modelo utilizado na Nossa Caixa, adquirida pelo Banco do Brasil.

Com a venda, Alckmin levantaria dinheiro para investir no Estado. Já Furnas, empresa do sistema Eletrobras, viraria líder nacional em geração de energia.

A negociação pode eliminar o obstáculo da renovação da concessão das usinas de Jupiá e Ilha Solteira, que vencem em 2015.

A "reestatização federal" é apenas "uma das hipóteses", afirmou o secretário tucano José Aníbal (Energia), que deve se reunir com assessores de Dilma Rousseff ainda neste mês.

Além do próprio Alckmin (2001), Mario Covas (2000) e José Serra (2008) tentaram vender a Cesp. (Págs. 1 e A4)
Ex-vice-prefeito acusa cunhado de Alckmin
João Bosco Nogueira, ex-vice-prefeito de Pindamonhangaba, disse que Paulo César Ribeiro, irmão de Lu Alckmin, primeira-dama do Estado, criou esquema para direcionar contratações.

Segundo Nogueira, Ribeiro liderava uma "quadrilha" que financiou campanhas e pagou propina a servidores.

O nome de Ribeiro aparece em investigação do Ministério Público Estadual sobre a merenda escolar.

Na primeira vez em que comentou o caso com a imprensa, o governador Geraldo Alckmin defendeu o que seu cunhado "preste contas". O advogado de Ribeiro não falou. (Págs. 1, A5 e A6)
Ministério das Cidades libera R$ 37 milhões sem análise técnica
No último dia de 2009, o Ministério das Cidades aprovou de forma irregular convênios resultantes emendas de congressistas.

Foram liberados R$ 37 milhões para projetos sem análise técnica. Foram usadas senhas de três servidores, um deles em viagem. A Controladoria-Geral da União instaurou apuração.

Segundo a subsecretária Magda Oliveira, responsável pela liberação, não havia razão para veto. (Págs. 1 e A8)
Foto legenda: Minuto de silêncio
Barack e Michelle Obama homenageiam os 6 mortos em ataque que feriu deputada democrata no Arizona; autor de tiros se apresentou a tribunal. (Págs. 1 e A9)
Burocracia do país barra mão de obra estrangeira
Empresas se queixam da burocracia para contratar profissionais estrangeiros qualificados. Segundo o governo, de janeiro a setembro de 2010 foram concedidos 39 mil vistos de trabalho. Só indústria e construção, porém, precisam de ao menos 60 mil engenheiros por ano; o país forma 32 mil. (Págs. 1 e B1)
Cotidiano
Empresa de inspeção veicular recebeu R$ 820 mil a mais. (Págs. 1 e C3)
Editoriais
Leia "Terra sem lei", sobre o novo projeto de vigilância das fronteiras do pais; e "Interesse pela ciência", acerca de pesquisa sobre a imagem do setor. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo

Procura por crédito bate recorde, mas deve cair
Variação de 16,4% em 2010 foi a maior em três anos e refletiu a forte atividade econômica do País no período

O número de consumidores que buscaram financiamentos em 2010 cresceu 16,4% em relação a 2009, aponta a Serasa Experian. Foi a maior variação em três anos, revela o indicador, que considera cadastros de pessoa física (CPFs) de todo o País. Apesar de a série histórica, iniciada em 2008, ser relativamente curta, o crescimento é expressivo porque ocorreu num período de forte oscilação da atividade econômica. Em 2008, o número de consumidores que procuraram financiamentos aumentou 6,4%. Com a crise financeira internacional, houve recuo de 1,2% na demanda por crédito no ano seguinte, a previsão para 2011 é de que a demanda por crédito seja menor: o crescimento esperado para o PIB deve ser menor e há perspectiva de elevação dos juros básicos. As maiores taxas de crescimento da procura por crédito ocorreram nos extremos, entre os consumidores que recebem ate R$ 500 por mês e pelos que ganham entre R$ 5 mil e R$ 10 mil. (Págs. 1 e Economia B1)

17,7%
Foi o aumento da procura por crédito na região Nordeste em 2010
Brasileiro se endivida mais no início do mês
Dados do Banco Central mostram que o início de mês é o período em que os brasileiros mais ficam no vermelho, informa o repórter Fernando Nakagawa. Entre os dias 1º e 10, a entrada no limite do cheque especial é em média 26,1% maior que no restante do mês. Já o uso do crédito rotativo oferecido pelos cartões de crédito é 59,8% maior entre os dias 5 e 15. (Págs. 1 e Economia B3)
PT acusa cunhado de Alckmin
A bancada do PT na Assembleia paulista pedirá ao Ministério Público investigação sobre Paulo César Ribeiro, cunhado do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Segundo o PT, Ribeiro atuou como intermediário de empresa em contratos de R$ 23,5 milhões com estatais. Ele já é alvo de inquérito por suspeita de tráfico de influência. (Págs. 1 e Nacional A10)
Sobra vaga em concurso para professor
Com 100 mil professores temporários na rede de ensino, o governo paulista não conseguiu preencher 780 vagas do último concurso publico para a carreira. No sábado, um decreto nomeou 9.304 docentes - eram 10.083 vagas. Segundo a Secretaria da Educação, muitos dos mais bem colocados na seleção desistiram de participar de curso obrigatório. (Págs. 1 e Vida A10)
Esplanada se adapta a ministério feminino (Págs. 1 e Nacional A5)

Tráfico volta ao Alemão, diz Exército (Págs. 1 e Cidades C5)

Regime do Irã proíbe livros de Paulo Coelho
Punição pode ser uma retaliação à ajuda que o escritor deu para que seu editor iraniano, Arash Hejazi, deixasse o país. A ministra da Cultura do Brasil, Ana de Hollanda, considerou o episódio “lamentável". (Págs. 1 e Internacional Al3)

Paulo Coelho, escritor
'O Brasil não pode se omitir' (Pág. 1)
Rubens Barbosa
Mais profissionalismo

Ação do Brasil em política externa no governo de Dilma Rousseff deverá ser mais pragmática e cautelosa, menos ideológica e protagônica. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Dora Kramer
O avesso do avesso

A certeza de que Palocci é o eixo sobre a qual funcionará o governo foi o discurso dele de posse sinalizando discrição e comedimento no poder. (Págs. 1 e Nacional A6)
Notas & Informações
Da guerra cambial à comercial

O Brasil poderá levar à Organização Mundial do Comércio o problema da guerra cambial. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

HBDF recebe ajuda extra de R$ 3 milhões
Investimento adicional vai acelerar as reformas na maior unidade de saúde pública do Distrito Federal, com a oferta de mais 130 leitos. Plano pretende modernizar uso de equipamentos e de materiais (Págs. 1 e 27)
Delegada assume polícia para anular grupos políticos (Págs. 1 e 25)

Foto legenda: A miséria que mata
A erradicação da pobreza extrema, uma das bandeiras de Dilma Rousseff, é uma batalha para salvar vidas. As catadoras Maria de Fátima e Jéssica Pereira dos Santos lamentam a morte de Pedro, no último domingo, na invasão da Garagem do Senado. Jéssica, mãe do menino de 5 meses, afirma que ele tinha sintomas de gripe. Laudo médico indicará a causa da tragédia. (Págs. 1 e 6)
Prepare-se para encarar o Leão
Especialistas dão dicas sobre o Imposto de Renda. Uma delas é reunir o quanto antes os recibos para dedução. A declaração começa em 1º de março. (Págs. 1 e 15)
Câmbio ignora ação do governo
Mesmo com o aval para o Tesouro usar recursos a fim de conter a queda do dólar, a moeda reagiu pouco ontem. A cotação fechou em R$ 1,68. (Págs. 1 e 11)
Lobby pelos caças
Candidato à presidência derrotado por Obama, o senador John McCain tentou convencer Dilma Rousseff a comprar aviões dos EUA. (Págs. 1 e 20)
Rachaduras no desvio da BR-060
Peso de caminhões e ônibus ameaça as pistas construídas para contornar a cratera no Km 24 da rodovia Brasília-Goiânia. Trânsito na pista ficou mais difícil. (Pág. 1)
Novo debate sobre drogas
Secretaria transferida para o Ministério da Justiça coordenará as discussões acerca da descriminalização, além de ampliar ajuda a dependentes. (Págs. 1 e 2)

Valor Econômico

Poucas ações dão dividendo maior que a poupança
Em dez anos, apenas quatro das quase 500 empresas listadas na bolsa de São Paulo - Telesp, Eternit, Celpe e Coelba - distribuíram lucros suficientes para superar os juros da poupança, de 6% ao ano. Em cinco anos, a lista cresce para 11 companhias, com a inclusão de várias elétricas, Comgás e Souza Cruz, mostra estudo da Economática para o Valor.

O pagamento de bons dividendos não deve ser o único critério de escolha de uma ação pelo investidor. A liquidez é fator importante. Em cinco anos, só 7 das 11 empresas listadas apresentaram liquidez acima de R$ 1 milhão por dia. "E não adianta ter ação que paga bom dividendo e não se consegue negociar no mercado", diz Einar Rivero, da Economática. (Págs. 1 e D1)
Empresas fazem proteção parcial da dívida externa
As 15 companhias abertas mais endividadas do país têm pouco mais da metade de suas dívidas indexadas ao dólar e outras moedas. Balanços da Petrobras, Vale, Telemar, Eletrobras, CSN, JBS, Gerdau, Braskem, Cemig, Fibria, CPFL, Usiminas, Marfrig, Sabesp e Suzano apontam endividamento externo de R$ 177,8 bilhões em setembro. Descontada a variação cambial, houve alta de 15% nessas dívidas em relação a dezembro de 2009.

Em boa parte dos casos há proteção contra variação cambial apenas da receita de exportações, custo de importação ou vencimento de dívidas de curto prazo. O estoque mais longo da dívida não é protegido totalmente em mais da metade delas - ou pelo menos isso não é demonstrado nas notas dos balanços. (Págs. 1 e D9)
Municípios paulistas que encolheram
Além de nomes inusitados, Cássia dos Coqueiros, Santana da Ponte Pensa e Nova Canaã Paulista compartilham o destino de micromunicípios paulistas que encolheram ainda mais, segundo o último Censo. As explicações para a perda de habitantes- que em geral vão para cidades meédias vizinhas - também se repetem: já com pouca oferta de trabalho, eles não recebem investimentos nem do Estado nem de empresas. (Págs. 1 e A10)
Preço em alta anima Mittal a investir
Com a tendência de aumento dos preços internacionais, identificada desde novembro, e a demanda firme no mercado interno, a ArcelorMittal Tubarão está considerando instalar uma nova linha de produção voltada exclusivamente para o setor automotivo em sua unidade de São Francisco do Sul (SC). O investimento é estimado em US$ 200 milhões, nesta que seria sua terceira linha de aço galvanizado - chapas com uma camada de proteção antiferrugem. A decisão deve ser tomada até o fim de março e a ideia é que esteja em operação no primeiro semestre de 2014, informa o presidente da empresa, Benjamin Baptista Filllo. O objetivo é ganhar participação de mercado no Brasil, onde compete diretamente com Usiminas e CSN. (Págs. 1 e B1)
Capital de bancos terá aumento global em caso de alerta de bolhas de crédito (Págs. 1 e C3)

Fundo Soberano ganha sinal verde para operar com derivativos (Págs. 1 e C2)

Alta do algodão ressuscita o raiom
Disparada nos preços das commodities agrícolas já tem reflexos no mercado da moda. A alta do algodão, que subiu 91% no ano passado, deu novo fôlego ao raiom, tecido feito a base de celulose criado há 80 anos. (Págs. 1 e B6)
TAP aumenta frequências
Em junho, a TAP estreia quatro voos semanais entre Porto Alegre e Lisboa. Em julho, inicia a quarta frequencia para Viracopos, consolidando-se como a aérea estrangeira com o maior número de voos no país. (Págs. 1 e B6)
Conta recorde do BB
O Banco do Brasil abriu licitação para escolha das agências que vão cuidar de sua conta publicitária a partir de outubro. A instituição deve investir R$ 420 milhões por ano durante o próximo contrato. (Págs. 1 e B8)
Aftosa avança na Coreia
A Coreia do Sul relatou mais quatro casos de febre aftosa no país, elevando a 112 o total de registros desde o fim de novembro. O país ainda negocia a abertura de seu mercado à carne suína de Santa Catarina. (Págs. 1 e B11)
Mais dinheiro no campo
O Ministério da Agricultura elevou a projeção para o valor bruto da produção das 20 principais culturas do país em 2011 para o recorde de R$ 187 bilhões. (Págs. 1 e Bl2)
Consumo estável e preço mais alto
Ancorado no mercado interno, mas com oferta apertada de cana na disputa com o açúcar (mais remunerador), o consumo de etanol deve crescer pouco em 2011, mas o preço médio tende a subir cerca de 5%. (Págs. 1 e B12)
Cotas para deficientes
Irredutibilidade do Tribunal Superior do Trabalho quanto ao preenchimento das cotas para deficientes leva empresas a investir na capacitação de profissionais para ocuparem essas vagas. (Págs. 1 e E1)
Ideias
Antonio Delfim Netto

Um fato positivo é que há pelo menos seis meses temos um BC mais humilde, mais cuidadoso e menos dogmático. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Yoshiaki Nakano

Para reduzir a meta de inflação é preciso aprimorá-la, dando-lhe maior coerência, consistência e maior potência. (Págs. 1 e A9)

Estado de Minas

Parques de BH ganham R$ 50 milhões para a Copa
Dinheiro será investido nos próximos três anos para melhorar a infraestrutura de 20 das 52 reservas abertas ao público, para que estejam em condições de receber turistas de todo o mundo. Terão prioridade o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, no Centro, o Parque das Mangabeiras e o da Lagoa do Nado, na Região da Pampulha.

Teleférico vai interligar Serra

Parque Serra do Curral, antigo Paredão da Serra, fica pronto até junho, e a prefeitura dá início ao projeto de sua integração com os parques das Mangabeiras, Baleia e Fort Lauderdale, que prevê um teleférico. (Págs. 1, 21 e 22)

Governo Lula expulsou 2.969 servidores por corrupção (Págs. 1 e 4)
(Segundo um levantamento da Controladoria-Geral da União (CGU), divulgado nesta segunda-feira, o governo federal expulsou 2.969 agentes públicos como punição por envolvimento em práticas ilícitas entre janeiro de 2003 e dezembro de 2010, período da administração de Luiz Inácio Lula da Silva. Conforme a CGU, foram 2.544 demissões, 247 destituições de cargos em comissão e 178 cassações de aposentadorias.
Nos últimos oito anos, apontou a CGU, o principal motivo das expulsões foi valer-se do cargo para obtenção de vantagens, respondendo por 1.579 casos, ou 33,48% do total. Em segundo lugar ficou a improbidade administrativa (933 casos), em terceiro, o recebimento de propina (285 casos) e em quarto, lesão aos cofres públicos (172 casos).
Em 2010, 521 servidores foram penalizados por práticas ilícitas no exercício da função. O número, segundo o levantamento, é 18,94% maior do que o registrado no ano anterior, quando 438 agentes foram expulsos do serviço público. Fonte: Redação Terra.)

Juatuba
Prefeito é acusado de subornar vereadores (Págs. 1 e 8)
Pesquisa
Envelhecimento precoce assusta jovens fumantes (Págs. 1 e 20)

Jornal do Commercio (PE)

Rua do Hospício livre da bagunça
Nova etapa do ordenamento do Centro começou ontem, com os 137 ambulantes da via impedidos de armas tabuleiros. A partir de hoje, apenas 72 terão autorização para trabalhar no local. Processo chegará à Dantas Barreto antes do Carnaval. (Pág. 1)
Preço do material escolar varia até 925%
Pais precisam pesquisar e tabela divulgada pelo Procon-PE pode ajudar bastante. Mesmo apontador foi encontrado por R$ 0,80 e R$ 8,20. (Pág. 1)
Foto legenda: Transnordestina (Pág. 1)
Caso Battisti (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

Emergência pela estiagem se alastra na Metade Sul do RS
Pode saltar de três para sete número de municípios com decreto homologado pela Defesa Civil por causa da falta de chuva que dizima animais e plantações. (Págs. 1 e 26)
Brasil de Bombachas: Expedição começa pela fronteira
Após 15 anos, o Brasil de Bombachas retoma a marcha pelo país e pelo Mercosul. (Págs. 1 e 30)

Fontes: Radiobras – JBWiki!
 

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br