Atualizado 23h22 Quarta, 21 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Governo sinaliza elevar o mínimo. Mais 10 reais

765 acessos - 0 comentários

Publicado em 07/01/2011 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, SEXTA-FEIRA, 7 DE JANEIRO DE 2011.

Jornal do Brasil

Enfim, o verão
Com águas e areias limpas na Zona Sul, o carioca curtiu ontem o primeiro dia de sol e céu azul do verão, que começou em dezembro, mas só ontem, no quinto dia de 2011, mostrou toda a sua força. As praias, como a de Ipanema, ficaram cheias, e os hoteleiros estão otimistas: esperam lotação máxima no Carnaval. (Págs. 1, 3 e 4)
Juízes recorrem ao Supremo e pedem justiça para si mesmos (Págs. 1, 13 e 14)
WikiLeaks: para os EUA, Itamaraty é mentiroso (Págs. 1, 10 e 11)
Só um dos filhos de Roberto Marinho foi ao velório de Lily (Págs. 1 e Anna Ramalho, 6)

O Globo

Dilma usará modelo do PAC para enfrentar a pobreza
Ideia é criar as chamadas portas de saída para o programa Bolsa Família

A presidente Dilma Rousseff reuniu dez ministros e começou a montar ontem uma espécie de PAC para tentar cumprir sua principal promessa de campanha: a erradicação da pobreza extrema. O plano criaria as chamadas portas de saída para o Bolsa Família, abrindo oportunidades de trabalho, cuja falta sempre foi criticada no governo Lula. A ideia é atuar em três frentes: inclusão produtiva dos mais pobres, ampliação da rede de serviços públicos e aprofundamento da transferência de renda. "Não atacaremos a extrema pobreza só com transferência de renda", disse a ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, anunciando que o plano terá metas e prestação de contas periódica a sociedade, como o PAC. Ana Fonseca será a secretaria-executiva do programa. (Págs. 1 e 3)
Jobim chama Genoino para assessorar Defesa
Preso e torturado pelos militares na década de 70, o deputado e ex-guerrilheiro José Genoino (PT-SP) foi chamado pelo ministro Nelson Jobim para assessorar a pasta da Defesa. É a primeira vez que um dos 40 réus do mensalão é oficialmente convidado a integrar o governo petista. (Págs. 1 e 14)
Projeto de Franklin não irá para o Congresso
O governo Dilma não encaminhará ao Congresso o anteprojeto da Lei de Comunicação Eletrônica coordenado pelo ex-ministro Franklin Martins. Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o novo governo pretende reabrir o debate com a sociedade, sem prazo para decisão. (Págs. 1 e 15)
Governistas já admitem subir valor do mínimo
Apesar da promessa de veto do ministro Guido Mantega, governistas já admitem que o Planalto poderá ceder e elevar o valor do salário mínimo além dos R$ 540 previstos. O objetivo é evitar associar a presidente Dilma a um gesto impopular ou, pior, à primeira derrota no Congresso. (Págs. 1 e 4)

Aos filhos de Lula, mais quatro anos de privilégio
A 48 horas do fim do mandato de Lula, Itamaraty renovou os passaportes diplomáticos de dois dos seus filhos. De 25 e 39 anos, eles manterão o privilégio por quatro anos, mesmo estando acima da idade exigida e não exercendo função pública. O Itamaraty alegou "interesse do país". (Págs. 1 e 11)
Rio tem 9 favelas em áreas de risco
Mapeamento mostra que, nessas encostas, 100% das moradias podem desabar

Levantamento feito pela Geo-Rio após as chuvas de abril do ano passado revela que o município do Rio Janeiro tem hoje nove favelas com 100% das moradias em encostas com alto risco de deslizamento. Estas comunidades, totalizando 1.345 casas em morros como Sítio do Pai João (Itanhangá), Chacrinha (Tijuca) e Matinha (Rocinha), ocupam juntas 28,39 hectares de encostas (34 campos do Maracanã) do Maciço da Tijuca e da Serra da Misericórdia. (Págs. 1 e 18)
BC cria compulsório de 60% para deter dólar
Na primeira medida do governo Dilma para segurar o dólar, o BC criou um compulsório de 60% limitando operações dos bancos que apostam na queda da moeda. Com isso, eles terão que comprar US$ 7 bilhões no mercado. Em reação, o dólar subiu 0,77%, a RS 1,688. O BC alertou que o brasileiro deve ter cautela ao se endividar em dólar. (Págs. 1 e 25 a 27)
Facility é acusado de praticar cartel
O Ministério Público apresentou denuncia por formação de cartel contra os empresários Artur Cesar Soares e Eliane Pereira Cavalcante, do Grupo Facility. A empresa é a maior fornecedora de serviços de mão de obra do governo do Estado do Rio. (Págs. 1 e 21)
Brasil ainda sem lei sobre reprodução
Especialistas alertam que as novas regras para reprodução assistida do Conselho Federal de Medicina não eliminam a necessidade de uma lei para a área, que inclui temas polêmicos como uso de sêmen de mortos. (Págs. 1 e 33)
Um ano depois, Haiti exibe o mesmo cenário de catástrofe (Págs. 1 e 31)

Foto legenda: A fortaleza de Lula
Hóspedes do Exército andam pela praia, em Guarujá (SP), onde o ex-presidente e família descansam com tudo pago pelo anfitrião. (Págs. 1 e 11)

Folha de S. Paulo

Político não deve ganhar TV e rádio, diz ministro
Paulo Bernardo (Comunicações) não crê, porém, que Congresso aprove lei de veto

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, defende que congressistas sejam proibidos de ter concessões de rádio e TV. Segundo ele, "o congressista não pode ter concessão, para não legislar em causa própria".

O veto, que está na Constituição, mas não foi regulamentado, consta de anteprojeto de lei que o governo levará a discussão pública.

Paulo Bernardo, porém, diz duvidar que o Congresso aprove o veto devido ao número de políticos com concessões - 61 dos eleitos em 2010 informaram ter rádios e TVs em suas declarações.

Para o ministro, é mais fácil iniciar um processo de impeachment de um presidente do que rejeitar a renovação de uma concessão de rádio ou de TV. (Págs. 1 e A4)
BC lança medida para limitar aposta no dólar
O Banco Central tomou nova medida para tentar segurar a queda do dó1ar. A partir de abril, os bancos serão obrigados a recolher ao BC parte dos dólares que captam no exterior a juros baixos e posteriormente trocam no Brasil por reais.

A dívida em dólar equivale a uma aposta na desvalorização da moeda e chega a US$ 16,8 bilhões, patamar recorde. Os bancos terão três meses para diminuí-la. O BC estima que a medida reduza o nível das apostas para US$ 10 bilhões. (Págs. 1 e B1)
Neto de 14 anos de Lula também tem passaporte diplomático
Neto de 14 anos do ex-presidente Lula também obteve passaporte diplomático, a dois dias do fim do mandato do petista. A Folha revelou que dois filhos de Lula receberam a concessão "em razão do interesse do país".

O bispo da Universal Romualdo Panceiro também recebeu o benefício em fevereiro, a pedido do senador Marcelo Crivella. A assessoria do bispo e os familiares de Lula não falaram. (Págs. 1 e A6)

Ricardo Melo

Ética do episódio remete ao antigo 'rouba, mas faz’. (Págs. 1 e A2)
Presidente do STF mantém Battisti preso
O presidente do STF, Cezar Peluso, decidiu que Cesare Battisti continuará preso - o caso será submetido ao plenário da corte em fevereiro, na volta do recesso.

A defesa do italiano havia pedido a libertação dele depois da decisão do então presidente Lula de negar sua extradição. (Págs. 1 e A13)
Barbara Gancia
É infâmia desocupar área verde por capricho das construtoras. (Págs. 1 e C2)
Danuza Leão
Lily Marinho soube ser profundamente amiga dos seus amigos. (Págs. 1 e Al2)
Justiça ordena prisão de Roger Abdelmassih
A Justiça mandou prender o médico Roger Abdelmassih, condenado a 278 anos por estupro e atentado violento ao pudor contra 37 mulheres. A Promotoria havia pedido a prisão após o médico tentar renovar passaporte. Ele nega os crimes, e sua defesa diz que ele não quer fugir do país. (Págs. 1 e C1)
General integrou brigada que lutou contra a guerrilha
O chefe do Gabinete de Segurança Institucional, José Elito Siqueira, se graduou na brigada de paraquedista que lutou no Araguaia nos anos 70. Ele não esclareceu se atuou nos combates.

O general causou mal-estar no governo ao dizer que desaparecidos não são causa de vergonha. (Págs. 1 e A5)
Mercado
Importação de carros bate exportação no ano passado. (Págs. 1 e B8)
Editoriais
Leia "Mudança de estratégia", sobre medidas anunciadas pelo BC; e
"Diplomacia familiar", acerca dos passaportes diplomáticos para filhos de Lula. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo

Atrasos em voos nas festas de fim de ano cresceram 33,6%
Entre 18 de dezembro e 3 de janeiro, um em cada quatro voos partiu pelo menos 30 minutos depois do previsto; meta anunciada pela Anac era de, no máximo, 20%

Balanço do movimento nos aeroportos do País no fim de ano indica aumento de 33,6% dos atrasos acima de 30 minutos entre 18 de dezembro e 3 de janeiro, na comparação com o ano anterior. O índice, que em 2009 foi de 19,8%, saltou para 26,4% em 2010. Às vésperas do Natal, a presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Vieira, disse que a meta era encerrar dezembro com percentual de atrasos em torno de 20%, o que não ocorreu. No curto prazo, o cenário tende a continuar, por causa de gargalos de infraestrutura dos aeroportos, que sofrem com deficiências em pistas, falta de vagas em pátios e terminais de embarque e desembarque acanhados. (Págs. 1 e Cidades C1)

A vez do interior de SP

O caos aéreo fez aumentar a procura pelos aeroportos do interior. O número de passageiros cresceu 40% em 2010. Em Viracopos, o movimento saltou de 3,3 milhões para 4,6 milhões de pessoas. (Págs. 1 e Cidades C1)

BC anuncia medidas para conter alta do real
O Banco Central anunciou ontem as primeiras medidas do governo Dilma Rousseff para segurar a queda do dó1ar. Foram criadas regras que tornam menos atraentes as apostas dos bancos na valorização do real. O foco são as chamadas posições vendidas, um crédito em dó1ar tomado no exterior pelas instituições financeiras. O presidente do BC, Alexandre Tombini, fez um alerta a pessoas e empresas que contraem dívidas em moeda estrangeira. “É sempre bom lembrar que uma tendência de curto prazo não quer dizer que vai se prolongar no tempo. Essa coisa pode mudar", afirmou. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)
Espaço Aberto: Fernando Gabeira
Crescimento não significa democracia

China e Brasil mostram que cai por terra a ilusão de que avanço econômico produz automaticamente democracia, ou, no mínimo, melhora a qualidade dela. A cúpula chinesa não apenas está forte, mas estrutura uma espécie de frente antidemocrática em torno dela. No Brasil, a satisfação ocorre num contexto político desolador. (Págs. 1 e A2)
Justiça volta a decretar prisão de Roger Abdelmassih
A Justiça de São Paulo decretou ontem a prisão preventiva de Roger Abdelmassih, em razão de o médico ter pedido a renovação de seu passaporte. Segundo o Ministério Público, que requereu a prisão, seria um indício de intenção de fuga, conforme antecipou ontem o blog Direto da Fonte. O especialista em reprodução assistida foi condenado a 278 anos de reclusão, acusado de estupro e atentado violento ao pudor. A defesa do médico afirma que os promotores se basearam em “ilações”. (Págs. 1 e Vida A13)
Regra sobre embriões não altera eficácia
A decisão do Conselho Federal de Medicina de reduzir o número de embriões durante a fertilização assistida de mulheres com menos de 40 anos não afetará os índices de eficácia da técnica, dizem médicos ouvidos pelo Estado. O objetivo da medida é baixar o índice de casos de gravidez múltipla. (Págs. 1 e Vida A13)
Alckmin quer tirar todos os presos de delegacias (Págs. 1 e Direto da Fonte D2)
Em busca de recuperação, Obama renova equipe (Págs. 1 e Internacional A10)
Washington Novaes
O lixo, entre avanços e dúvidas

A regulamentação do decreto-lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos deixa uma ameaça que pode até prejudicar os catadores. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Notas & Informações
O BC age no câmbio

A primeira ação do Banco Central em 2011 foi um presente de Dia de Reis para a indústria. (Págs. 1 e A3)
Kenneth Rogof - Armagedon pode esperar
Veremos uma mistura de guerras e caos monetários no ano, mas não vão significar o fim da recuperação econômica, muito menos o fim do mundo. (Págs. 1 e Economia B4)

Correio Braziliense

BC tira dólares de bancos para desvalorizar o real
Governo julga que instituições especulam com a valorização da moeda brasileira frente à dos EUA e decide tomar US$ 7 bilhões. Presidente do Banco Central teme endividamento. (Págs. 1, 11, 14 e 15)
Foto legenda: Perigo nas estradas
Apesar da imensa cratera, a BR-060, que liga Brasília a Goiânia, ainda é o caminho mais seguro. O tráfego intenso de ônibus e caminhões, impedidos de usar o desvio, piora o estado de rotas alternativas, como a BR-070.
PMDB quer concentrar barganha na Câmara
Ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Wellignton Moreira Franco, diz que brigas por cargos no governo se resolvem com pressão política e reforça que disputa pela presidência da Câmara é legítima. (Págs. 1 e 2)
Vem aí o PAC contra a pobreza
A ordem da presidente Dilma Rousseff ontem foi clara: os ministros das áreas social e econômica terão que começar a cumprir a principal promessa da campanha, a erradicação da miséria. O plano terá os princípios do PAC e tentará incluir os pobres no mercado de trabalho. (Págs. 1 e 6)
Judiciário: STF nega liberdade a Battisti
Presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, que votou pela extradição do ex-ativista italiano, decide manter prisão. Caso voltará a ser analisado em fevereiro, quando volta de férias o relator do caso, Gilmar Mendes. (Págs. 1 e 8)
Orçamento: Trânsito perde 60% da verba para educar
Recursos previstos para campanhas, progamas de prevenção e capacitação de pessoal são cortados em 60% este ano, em comparação com 2010. Medida, considerada absurda por especialistas, vai na contramão do aumento da frota e do número de acidentes em todo o país. (Págs. 1 e 9)
CFM amplia regras para reprodução assistida (Págs. 1 e 10)
Sorteios fantasmas: Golpe da sorte de Gim será investigado
O Ministério das Comunicações e a Caixa Econômica irão apurar denúncia de que a rádio Nativa FM, ligada ao senador Gim Argello, faz promoção ilegal ao sortear dinheiro e distribui prêmios a ouvintes fantasmas. A punição vai de multa à perda da concessão. (Págs. 1 e 25)
Cientistas desenvolvem vacina contra o alcolismo (Págs. 1 e 21)

Valor Econômico

Investidores pacientes tem melhor resultado nos IPOs
O mercado de ações premiou os pacientes e puniu os apressados. Foi o que ocorreu com os investidores que compraram ações nas ofertas iniciais (IPOs). Quem adquiriu os papeis na expectativa de vendê-los no primeiro dia de negociação se deu mal e quem esperou até o fim do ano teve lucro elevado. Dos 11 IPOs de 2010, cinco caíram na estreia, três ficaram estáveis, um subiu pouco mais de 1 % e só dois tiveram altas imediatas. Num prazo maior, até 31 de dezembro, só um decepcionou, a OSX, que caiu 39,63% em relação ao lançamento. Os demais tiveram altas entre 6% e 113%.
Um bom "exemplo de premiação aos pacientes foi a ofert a da Multiplus, que administra o programa de fidelidade da TAM. O início, em 4 de fevereiro, foi desanimador. O preço da ação baixou até 12% durante o pregão e encerrou o primeiro dia em queda de 0,96%. Apesar do tropeço inicial, o papel encerrou o ano em alta de 113,41%, o melhor desempenho entre todos os IPOs do ano passado. (Págs. 1 e D1)
Correios muda gestão de contratos
O novo presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, que dirigiu por oito anos o fundo de pensão da Petrobras, já tomou as principias decisões para mudar a gestão da empresa. Ao Valor, ele informou que o estatuto está sendo totalmente reformulado e que os Correios passarão a publicar balanços anuais, como as empresas de capital aberto. O prazo de contratação de empresas de carga aérea subirá de um ano para cinco anos, permitindo investimentos de longo prazo. O novo estatuto contemplará a possibilidade de criação de uma subsidiária de transporte aéreo. Haverá um concurso este ano para contratar sete mil funcionários e até junho será feita licitação para escolher o novo gestor do serviço de banco postal, que rende cerca de R$ 340 milhões e hoje é do Bradesco. (Págs. 1 e B3)
BC reduz poder de fogo dos bancos no câmbio
Pela primeira vez o Banco Central instituiu recolhimento compulsório sobre operações de câmbio, em uma ação que mostra sua disposição para adotar novas medidas para conter as apostas na valorização do real. Ontem, antes da abertura do mercado, os bancos ficaram sabendo que terão de depositar no BC, sem remuneração, 60% sobre o resultado da posição diária vendida de câmbio que exceder US$ 3 bilhões ou a media aritmética do patrimônio de referenda, o que for menor. O depósito será feito em espécie e passa a valer a partir de 4 de abril.
Após a elevação do IOF para investidores estrangeiros a 6%, muitos bancos passaram a emitir títulos de curtíssimo prazo denominados em reais no exterior. Os investidores externos podiam, assim, investir em reais sem entrar no país. Os bancos, passivos em reais e ativos em dólar, desmontavam essa posição vendendo os dólares ao BC e comprando reais, que eram investidos em títulos públicos. Ao reduzir o espaço para a arbitragem com juros, o BC forçou a injeção de US$ 7 bilhões no mercado à vista até 4 de abril. De impacto limitado na cotação do dólar, a medida reduz a necessidade de compra da moeda pelo BC e segura o avanço das reservas, que tem custo elevado de carregamento. (Págs. 1, C1 e C2)
Telefonia 4G mostra suas virtudes
A oferta de produtos e serviços pelas operadoras de telefonia com tecnologia de quarta geração começa a se acelerar nos EUA, como fica evidente na Consumer Electronics Show, em Las Vegas. A promessa das empresas é de conexões até dez vezes mais rápidas do que a 3G. Nem disso, com redes mais velozes, as operadoras apostam em serviços que extrapolam a exibição de filmes em alta definição, como o monitoramento remoto de residências e aplicações no segmento de saúde, entre outras. Já o Brasil corre o risco de atrasar a implantação da rede de quarta geração, que pode não estar disponível para a Copa do Mundo, em 2014, diz Erasmo Rojas, diretor da associação 4G Américas. Ele esperava que a Anatel realizasse o leilão de frequencias de 4G neste ano, mas o prazo não está nos planos da agência reguladora. (Págs. 1 e B2)
PT e PSB se aliam contra avanço do PMDB nordestino
Insatisfeito com a distribuição de cargos no primeiro escalão em comparação aos resultados das urnas, o PT do Nordeste aliou-se ao PSB para barrar o avanço do PMDB em postos estratégicos na região. Os dois partidos trabalham para desbancar o grupo do ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira (BA) na Codevasf e dividí-la entre as maiores lideranças do Piauí. Pelo acordo, o Banco do Nordeste continuaria com o PT cearense e a Chesf, com o PSB. Os peemedebistas, porém, querem a manutenção dos cargos no governo passado e ficar com duas das principais estatais nordestinas: Codevasf e Dnocs. (Págs. 1 e A7)
Incentivos levam empresas a investir na Terra do Fogo
O governo argentino resolveu conceder incentivos fiscais para atrair empresas, o parque industrial da Terra do Fogo mostra sinais de vitalidade, apesar do cenário inóspito da região - um arquipélago no extremo sul do continente, onde no inverno a temperatura é inferior a -10°C. O sistema é semelhante ao que vigora na Zona Franca de Manaus.
Mais de 2 mil empregos foram criados entre junho de 2009 e junho de 2010. Há investimentos programados de USS 120 milhões, segundo o governo. De quase zero, há dois anos, a produção de telefones celulares já chega 2,7 milhões de unidades. Eropresas como Motorola, Nokia, LG, Samsung e Alcatel começaram a montar seus aparelhos na Terra do Fogo. A brasileira Positivo Informática acaba de anunciar um investimento de US$ 8 milhões, em parceria com a argentina BGH, para fabricar computadores de mesa, notebooks, netbooks e tablets. (Págs. 1 e A12)
Sócios querem despolitizar sucessão na Vale
Em março, Roger Agnelli, presidente da Vale, não terá o mandato renovado. O Valor apurou que o sentimento dos sócios da companhia é que Agnelli já encerrou seu ciclo na mineradora. Ele será substituído dentro de um processo normal, a partir da busca de um novo executivo. A preocupação maior dos acionistas, também manifestada pelos investidores no mercado, é que a sucessão na companhia não seja politizada. Alguns nomes são citados: Rossano Maranhão, Octávio Azevedo, Fábio Barbosa, Wilson Brumer e Luciano Coutinho. (Págs. 1, B7 e D2)
Foto legenda: Carreira em alta
O mercado de seguros para grandes obras, aquecido pela proximidade da Copa do Mundo e Olimpíada, está impulsionando a contratação de profissionais especializados, levando empresas a trazer brasileiro do exterior, como Daniela Reia, repatriada de Londres pela AON. (Págs. 1 e D10)
Livros mostram o legado da crise dos bancos (Págs. 1 e Eu & Fim de Semana)
AL desacelera crescimento
Em 2011, a América Latina deverá registrar o segundo ano de crescimento após a crise internacional, mas em ritmo mais lento. Chile, Peru e Argentina deverão ter os melhores desempenhos. (Págs. 1 e A8)
Supercomputador 'light'
O crescimento dos setores de petróleo, construção, mineração, financeiro e até de serviços médicos no Brasil sustenta a demanda por computadores mais potentes e favorece fabricantes como IBM, HP e Nvidia. (Págs. 1 e B1)
Fretes ferroviários
A Associação Nacional dos Usuários do Transporte de Carga iniciou uma mobilização para tentar negociar um reajuste menor para os fretes ferroviários. (Págs. 1 e B7)
Sinal amarelo nas montadoras
Os automóveis importados responderam por 18,8% das vendas no mercado brasileiro em 2010 e deverão chegar a 22% neste ano, superando 800 mil unidades, segundo estimativa da Anfavea. (Págs. 1 e B8)
Fornecedores pressionam a Doux
Mais de uma centena de produtores integrados da Doux Frangosul, na região de Passo Fundo (RS), suspenderam o alojamento de aves para a empresa em razão de atrasos nos pagamentos. (Págs. 1 e B11)
Pagamento de precatórios
O Tribunal de Justiça de São Paulo deve iniciar ações de sequestro de receitas da prefeitura de Santo André (SP) que não apresentou proposta para elevar os depósitos destinados ao pagamento de precatórios. (Págs. 1 e E1)
SP adere ao processo eletrônico
Após testes em municípios do interior, a Fazenda paulista inicia a adoção do processo eletrônico na esfera administrativa em todas as delegacias regionais e também no Tribunal de Impostos e Taxas. (Págs. 1 e E1)
Ideias
Armando Castelar

A grande inovação na infraestrutura brasileira nas últimas décadas foi a privatização, em especial no governo FHC. (Págs. 1 e A11)
Estado de Minas
Minas fica fora de verba para chuva
Orçamento da União prevê R$ 135 milhões para programas de prevenção de desastres causados pelas águas este ano, mas nem um centavo para o estado

Apesar de a temporada chuvosa já ter matado 16 pessoas e levado à decretação de situação de emergência em 55 cidades, o mapa de investimentos federais para evitar tragédias causadas pelas águas exclui Minas. Segundo o Ministério da Integração Nacional, responsável pela liberação dos recursos, o motivo é que os municípios não conseguem apresentar projetos como detalhamento técnico exigido pela burocracia para se habilitarem a receber os aportes. (Págs. 1 e 21)
BC aperta bancos para segurar dólar
Banco Central cria depósito compulsório sobre a venda de moeda americana pelas instituições financeiras para barrar a especulação. (Págs. 1, 15, 16 e Editorial, 6)
Dilma lança PAC do combate à miséria
O plano, divulgado depois da primeira reunião interministerial, terá metas de atuação em três frentes: inclusão produtiva dos mais pobres, ampliação da rede de serviços e aprofundamento do trabalho de transferência de renda. (Págs. 1 e 3)

Governo sinaliza mínimo mais alto
Pressionado pela oposição e até por aliados, o governo já acena que tem margem para elevar o salário mínimo, fixado em R$ 540 no Orçamento. Interlocutores do Planalto falam em R$ 550. Mas deputados do PMDB e do PDT esperam que o piso salarial suba para pelo menos R$ 560. (Págs. 1 e 4)

Freio nos gastos de deputados estaduais
A Assembleia acatou recomendações do MP e instituiu regras mais rígidas para o uso da verba indenizatória de R$ 20 mil mensais a que cada parlamentar tem direito para custear o mandato. O objetivo é evitar manobras para embolsar o dinheiro. (Págs. 1 e 12)
De volta ao trabalho
O ex-ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Patrus Ananias reassumiu o cargo de técnico de pesquisa na Assembleia. Em fevereiro ele volta a dar aulas de direito na PUC Minas. Sobre a possibilidade de ser candidato de novo, é enfático: “No momento, isso não está no meu horizonte”. (Págs. 1 e 13)
Privilégio
Neto de Lula e bispo também ganham passaporte especial. (Págs. 1 e 5)
Estupro
Ex-médico de São Paulo tem prisão preventiva decretada. (Págs. 1 e 14)
Caso Battisti
Supremo mantém ex-ativista na prisão até o julgamento. (Págs. 1 e 4)

Jornal do Commercio (PE)

Dilma terá PAC para erradicar a miséria
Presidente se reuniu ontem com 12 ministros da área social para discutir medidas de combate à pobreza extrema. O plano, que deverá ser lançado em março, terá metas, cronograma, prestação de contas anual e comitê gestor específicos. (Pág. 1)
4.500 vagas para professor temporário (Pág. 1)

Policiais civis que atiraram nos federais saem das ruas (Pág. 1)

Sem reajuste de tabela, trabalhador vai pagar mais IR (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

Manchete: Autuações por álcool ao volante sobem 19%
Balanço revela que 4.083 motoristas foram multados por embriaguez em 2010, atingindo pico de ?agrantes desde a criação da Lei Seca, de 2008. (Págs. 1, 45 e Kzuka)
Ação no câmbio
BC tenta valorizar o dólar

Sob nova direção, Banco Central adota medida para tirar US$ 6,8 bilhões do mercado até abril. (Págs. 1 e 22)
Na Capital: Tarso mantém projeto do Cais do Porto
Piratini pediu retirada da ação que questiona licitação de obra que revitalizará área. (Págs. 1 e 8)
Revés para o Planalto: Supremo nega soltura de Battisti
Despacho do Judiciário ataca decisão do ex-presidente Lula. (Págs. 1 e 18)

Fontes: Radiobras – JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br