Atualizado 23h22 Terça, 20 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Fertilização para casais gays é liberada. Concepção após a morte também.

944 acessos - 0 comentários

Publicado em 06/01/2011 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, QUINTA-FEIRA, 6 DE JANEIRO DE 2011.

Jornal do Brasil

Com ele ninguém pode
No primeiro dia da legislatura, os novos deputados venezuelanos fizeram apenas figuração. Motivo: o presidente Hugo Chávez aproveitou a maioria governista da Assembleia anterior para aprovar uma lei que lhe permite governar por decreto nos próximos 18 meses. (Págs. 1, 3 e 4)

Suplente custa caro, não vota nada e fica só um mês no cargo (Págs. 1, 6 e 7)

O Globo

Verbas bilionárias da Saúde provocam guerra PT-PMDB
Orçamento de R$ 77 bilhões é alvo da disputa que ameaça ruir base de Dilma

Com um orçamento de R$ 77,3 bilhões para este ano, o Ministério da Saúde é o principal campo de batalha onde petistas e peemedebistas travam uma guerra por cargos e espaço que ameaça estilhaçar a já delicada relação entre os dois maiores partidos da base do governo Dilma Rousseff. A disposição do PT de assumir o controle da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), antigo feudo do PMDB, já causou uma áspera discussão entre o líder peemedebista na Câmara, Henrique Alves, e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Caso a troca ocorra, Dilma poderá ter sérios problemas no Congresso em situações extremas, como a do mensalão, ameaçou Alves. O PMDB também não se conforma com a perda para os petistas da Secretaria de Atenção à Saúde, com orçamento de R$ 47 bilhões. (Págs. 1, 3 e Merval Pereira)

Concepção após a morte
O Conselho Federal de Medicina (CFM) editou resolução que autoriza uso de espermatozóide, óvulo ou embrião após a morte de um dos integrantes do casal. Ela também permite que homossexuais possam utilizar técnicas de reprodução assistida, como a fertilização in vitro. (Págs. 1 e 13)


Férias de Lula em forte criam polêmica
O Ministério da Defesa disse que foi o ministro Nelson Jobim quem convidou o ex-presidente Lula a se hospedar no Forte dos Andradas, do Exército, no Guarujá (SP). Mas ninguém quis informar quem está pagando as despesas de Lula e sua família. A oposição criticou, mas juristas não viram ilegalidade. (Págs. 1 e 5)
Dilma cobra explicações de general
A presidente Dilma Rousseff recebeu do general José Elito, chefe do Gabinete de Segurança Institucional, um pedido de desculpas por declarações sobre os desaparecidos políticos durante a ditadura. (Págs. 1 e 4)
Fluxo de dólar na Era Lula bate 202 bilhões
A entrada de dólar no país atingiu 202 bilhões no governo Lula. Na Era FH, saíram US$ 26 bi. O BC convocou entrevista para hoje, antes de o mercado abrir. (Págs. 1, 21 e editorial "Barreiras a capital têm riscos”)
Bope ocupa quatro morros para 14ª UPP
O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) ocupa hoje quatro morros vizinhos para a implantação da 14ª Unidade de Policia Pacificadora (UPP), nos bairros de Engenho Novo, Sampaio e Riachuelo, na Zona Norte. O anúncio foi feito ontem pelo governador Sérgio Cabral. A futura UPP representa um avanço da pacificação na Zona Norte. (Págs. 1 e 14)
Chávez desiste de lei contra autonomia das universidades (Págs. 1 e 31)

Ciência terá banco para financiar projetos, diz Aloizio Mercadante (Págs. 1 e 33)

Obituário
D. Lily Marinho, viúva do jornalista Roberto Marinho, aos 89 anos. (Págs. 1 e 12)

Folha de S. Paulo

Governo concede passaporte especial para filhos de Lula
Privilégio foi dado 2 dias antes de presidente deixar cargo; Celso Amorim baseou a concessão em 'interesse do pais'

O Ministério das Relações Exteriores concedeu passaportes diplomáticos a dois filhos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 29 de dezembro, dois dias antes de ele deixar o cargo.
O documento dá direito a fila separada e tratamento menos rígido em paises que têm relação com o Brasil.
De acordo com as normas do Itamaraty, dependentes de ex-presidentes podem receber o documento até os 21 anos de idade ou se tiverem alguma deficiência física.
Luis Cláudio, 25, e Marcos Cláudio Lula da Silva, 39, são saudáveis. A autorização foi assinada por Celso Amorim, chanceler de Lula.
A decisão é justificada com base em parágrafo que dá ao ministro poder de autorizar a concessão "em função do interesse do país".
Segundo o ministério, os documentos foram renovados e não houve irregularidade. Luis e Marcos Cláudio não falaram, a exemplo do ex-presidente. (Págs. 1 e A4)
Minha história: Ascensão na raça
Filho de contínuo, primeiro embaixador negro diz ter orgulho de sua origem. (Págs. 1 e A14)
IR a pagar será maior sem correção de tabela
O governo confirmou que não mudará para o ano-base 2011 a tabela do Imposto de Renda, que desde 2007 vinha sendo corrigida pela meta de inflação (4,5%).

Assim, quem teve reajuste salarial e mudou de faixa do IR será taxado a mais ou, se isento, passará a pagar.

Uma parcela dos contribuintes até então isentos será enquadrada na primeira faixa, de 7,5%; os que pagavam 7,5% subirão para a de 15% e assim por diante.

Especialistas criticam a medida. Para o governo, o ganho de receita obtido não será expressivo. (Págs. 1 e B5)
Aquisição de dólares pelo BC cresceu 70% no ano passado
O Banco Central comprou 70% mais dó1ares em 2010, ano em que a entrada de moeda estrangeira para operações financeiras bateu recorde. Ainda assim, a cotação do dó1ar caiu 4,42%.

As aquisições do BC somaram US$ 41,4 bilhões. Quase metade foi em setembro e outubro, meses de forte entrada devido a oferta de ações da Petrobras. (Págs. 1 e B16)
Saúde reduz valores para tratamento de câncer no SUS
Portarias do Ministério da Saúde reduziram de 9% a 22% o valor pago pelo governo no tratamento de pacientes do SUS com linfoma e leucemia mielóide crônica, relata Claudia Collucci.

Um dos tratamentos afetados é o do linfoma que acometeu a presidente Dilma Rousseff. Para médicos, os valores pagos são insuficientes. O governo nega corte de verba e diz que o preço dos remédios caiu. (Págs. 1 e C1)

Casais gays vão ter acesso a fertilização em laboratório
Sairá hoje no "Diário Oficial da União" resolução do Conselho Federal de Medicina que permitirá a casais gays utilizar técnicas de fertilização em laboratório.

O uso também será permitido após a morte de um dos genitores, se houver autorização prévia. A regra anterior não esclarecia esses pontos. Pagar "barriga de aluguel" e escolher o sexo continuam vetados. (Págs. 1 e Saúde)

Hélio Schwartsman: Por que não deixar que se escolha o sexo do bebê?

Ciência
USP compra um novo navio para ampliar as suas pesquisas no mar. (Págs. 1 e C11)

Em cima da hora
TV Cultura faz demissões e fecha a sucursal de Brasília. (Pàgs. 1 e A10)

Clóvis Rossi (Vergonha é não ter vergonha)

Presidente deveria ter demitido no ato o general Elito. (Págs. 1 e A2) - "Começa muito mal a gestão Dilma Rousseff: deveria ter demitido no ato o general José Elito Carvalho, chefe do Gabinete de Segurança Institucional, para quem não há motivo para vergonha no fato de o país ter desaparecidos políticos. No mínimo, no mínimo, a presidente deveria ter exigido de seu subordinado que emitisse nota oficial explicando as declarações que deu e que, segundo ele, foram mal interpretadas. Não cabia interpretação nenhuma. O general produziu a mais indecente declaração que ouvi até hoje em 40 anos de acompanhamento de questões vinculadas aos direitos humanos nas muitas ditaduras sul-americanas. Achar que se trata de "fato histórico" é zombar do público. Quer dizer então que os desaparecidos foram tragados por um tsunami, por um terremoto, um vendaval, "fatos" naturais contra os quais não há mesmo remédios nem culpados?
Não, meu Deus do céu, não. Foram produzidos por mãos humanas, se é que são de fato humanas pessoas capazes de tal barbaridade. (...)  Ou o general explica, limpidamente, o que pensa sobre o assunto ou se demite".


Viúva do fundador da Rede Globo, Lily Marinho morre no Rio aos 89 anos (Págs. 1 e A11)

Equipamento de repórteres da Folha que fotografavam Lula é apreendido (Págs. 1 e A4)

Editoriais
Leia "Geraldo e José", sobre as disputas internas no PSDB paulista; e "Turismo legislativo", acerca de congressistas que assumem mandatos-tampão. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo

Além de cargos, PMDB quer maior influência no Planalto
Cúpula do partido não aceita ser excluída dos encontros do núcleo de poder do governo Dilma

Dirigentes do PMDB e os principais ministros do partido decidiram se unir para cobrar da presidente Dilma Rousseff o que, afirmam, lhes é devido na condição de "sócios da vitória". Querem assegurar uma divisão mais igualitária do poder com o PT, além de respeito aos espaços do partido e assento nos conselhos que definem os rumos e as medidas do governo. A cúpula peemedebista, que se reuniu na casa da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (MA), na noite de terça-feira, não aceita ser excluída dos encontros do núcleo do poder no Palácio do Planalto. Os líderes do partido avaliam que é hora de demonstrar unidade, não só para garantir presença em todos os conselhos políticos de assessoria à presidente como para evitar que petistas avancem sabre tradicionais posições do PMDB no segundo escalão federal. Orientados pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, os peemedebistas decidiram não mais se desgastar tratando de cargos no varejo. A opção seria definir de uma vez o status do partido no poder. O vice-presidente da República, Michel Temer, foi encarregado de levar as demandas do PMDB ao conhecimento de Dilma. (Págs. 1 e Nacional A4)

Palocci bombeiro

O ministro formalmente responsável pela articulação política e Luiz Sérgio, da Secretaria de Relações Institucionais, mas quem entrou em campo para tentar acalmar os ânimos do PMDB foi o chefe da Casa Civil, Antonio Palocci. (Págs. 1 e Nacional A4)
Inflação na cidade de SP é a maior desde 2004
A inflação na cidade de São Paulo medida pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) foi de 6,4% em 2010. O resultado ficou acima da expectativa dos analistas e foi o maior em seis anos. Em 2009, o chamado Índice de Preços ao Consumidor (IPC) tinha sido de 3,65%. Para 2011, a perspectiva é de alta nos gastos com alimentação e transportes. (Págs. 1 e Economia B4)
BC comprou US$ 41,4 bilhões para tentar conter câmbio
No esforço para tentar conter a queda do dólar no Brasil, o Banco Central acelerou a compra da moeda estrangeira em 2010. Nos leilões diários, a instituição ficou com US$ 41,4 bilhões no ano passado - cerca de US$ 165,6 milhões a cada dia útil. O valor total é quase o dobro dos US$ 24,3 bilhões que entraram no Brasil e foi 72% maior que o adquirido pelo BC em 2009. (Págs. 1 e Economia B1)

Cenário
Beatriz Abreu

Governo discute taxação forte do IOF e quarentena. (Págs. 1 e Economia B3)
Sindicalista diz que voos atrasam por falta de pessoal
Os tripulantes das principais empresas de aviação do Pais estão trabalhando apenas a carga horária permitida pela legislação e recusando-se a cancelar folgas. A informação é do dirigente do Sindicato Nacional dos Aeronautas, João Pedro Passos de Souza Leite, que atribui os atrasos e cancelamentos de voos a essa operação-padrão, que é negada pelas empresas. (Págs. 1 e Cidades C4)

Conselho libera fertilização para casais gays
Uma resolução do Conselho Federal de Medicina abre caminho para que casais gays possam ter filhos por reprodução assistida. Pela nova regra, todas as pessoas, independentemente do estado civil, podem fazer uso da técnica. (Págs. 1 e Vida A18)
Mercadante quer banco para financiar pesquisa (Págs. 1 e Vida A15)


Luis Fernando Veríssimo
Detalhes

Dilma recebeu Hillary e Chávez com a mesma efusão, mas deu um passo à frente para falar com a americana. A posse esteve cheia de detalhes assim. (Págs. 1 e Caderno 2, D8)
Notas & Informações
O governo como banquete

Na relação entre PT e PMDB, fisiologismo não é acidente, mas a essência da aliança. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

Dilma força BC a agir para conter o dólar
Presidente da República ouve propostas do ministro da Fazenda, Guido Mantega, vai se aconselhar com o chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, e decide: Banco Central tem que ser mais duro para controlar a supervalorização do real frente ao dólar. Hoje mesmo devem ser anunciadas algumas medidas, entre elas o controle de capitais — o dinheiro que entrar no país teria que ficar por um tempo determinado. A intenção do governo é evitar que o derretimento da moeda norte-americana provoque mais estragos nas contas externas do país, reduzindo as exportações. As ações serão temporárias, até que a guerra cambial que assusta o planeta acabe, ou pelo menos se amenize. (Págs. 1 e 16 a 18)
PMDB põe a faca no pescoço de Dilma
Líderes do partido, que lutam por mais cargos no segundo escalão, continuam pressionando a presidente Dilma Rousseff. Agora, ameaçam atrapalhar a eleição do petista Marco Maia para a presidência da Câmara. “O governo é nosso também”, disse, em tom ameaçador, o líder no Senado, Henrique Eduardo Alves. Cúpula se reúne no dia 18, mas até lá fica de olho no Diário Oficial da União. (Págs. 1, 2 e 3)
Foto legenda
Dinheiro repassado pelo governo federal, que estava aplicado há três anos no BRB, vai para a saúde local. Mais da metade dos R$ 467 milhões serão destinados a programas como o de combate à Aids. Em visita ao hospital de Ceilândia, governador Agnelo anunciou mais obras. (Págs. 1 e 30)
Sorteios fantasmas: O novo golpe do senador Gim Argello
Administrada pelo filho do senador do PTB e contemplada com emendas ao Orçamento indicadas pelo próprio político, a rádio Nativa FM é um festival de irregularidades. A emissora promove sorteios ilegais de dinheiro e distribui prêmios a pessoas que já morreram. Um tanque de gasolina foi “sorteado” para um veículo inexistente. (Págs. 1 e 29)
Vítimas das chuvas já são 30
A Região Sudeste, castigada pelo clima, contabilizou mais três mortes ontem, duas em São Paulo (foto) e uma em Minas. Autoridades temem repetição dos incidentes de 2010. (Págs. 1 e 12)

Valor Econômico

Encomendas no início do ano animam a indústria
Uma parcela importante da indústria começa 2011 estimulada pelo bom volume de encomendas e pela queda dos estoques, num cenário marcado por perspectivas favoráveis para o mercado interno. As indústrias de eletroeletrônicos, calçados e vestuário relatam pedidos expressivos feitos pelo varejo, depois das vendas elevadas do fim de ano. Já produtores de equipamentos industriais, material elétrico e máquinas para segmentos de geração, transmissão e distribuição de energia também traçam um 2011 positivo, animados com os investimentos em infraestrutura.
No Pólo Industrial de Manaus, que tem a fabricação de eletroeletrônicos como carro-chefe, as encomendas estão firmes, apontando para um aumento de produção em janeiro de 15% em relação ao mesmo mês de 2010, segundo assessor econômico da presidência da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Gilmar Freitas. "As empresas fizeram suas projeções já esperando a continuação da demanda aquecida pelo menos até o fim do primeiro semestre", diz. "Praticamente toda a produção de janeiro está vendida". (Págs. 1 e A3)
EUA mudarão cálculo desleal em dumping
Sob pressão internacional, os EUA se propuseram a restringir sua capacidade de impor tarifa adicional nas importações que consideram ter preços deslealmente baixos - e acabar com o "zeroing" -, em uma ação que pode resultar em economia de milhões de dólares para exportadores brasileiros. Pelo "zeroing", condenado pela Organização Mundial do Comércio, os EUA excluem do cálculo de dumping exportações para seu mercado com valor superior ao do produto no mercado doméstico, impedindo que compensem as exportações com preços abaixo dele.
O Brasil ganhou a disputa mais recente contra os EUA por causa desse cálculo no fim do ano passado, no contencioso do suco de laranja. Os juizes mandaram os EUA mudarem sua prática. (Págs. 1 e A9)
Empresa de energia de GO busca sócio
Com mais de RS 5,S bilhões em dívidas e em meio a um processo para retomada da concessão pelo governo federal, a companhia estadual de energia de Goiás (Celg) busca um sócio estratégico segundo José Eliton Figuerêdo Júnior (DEM), vice-governador de Goiás e novo presidente da empresa, em 30 dias um plano de recuperação será apresentado a Aneel e já está sendo feito um "encontro de contas" com o governo estadual. Marconi Perillo (PSDB), o novo governador, decidiu recusar um crédito de quase R$ 4 bilhões da CEF e do BNDES, que incluía cláusula transferindo a gestão a Eletrobrás: "Seria uma federalização branca e não vamos permitir isso", disse Figuerêdo. (Págs. 1 e B1)
BNDES suaviza a exigência para crédito a PDVSA
O governo da Venezuela e o BNDES fecharam acordo com as condições de financiamento para a participação da estatal venezuelana PDVSA na construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. O banco suavizou suas exigências, segundo informou ao Valor o embaixador do país vizinho no Brasil, Maximilien Arvelaiz. Anteriormente, o BNDES exigia garantias para a concessão do crédito com 20 anos de prazo, como as apresentadas pela Petrobras, parceira da PDVSA. Agora, o banco passou a aceitar cartas de fiança bancária com prazo de cinco anos, renováveis. Consultado, o BNDES não quis se manifestar sobre a negociação, confirmada por funcionários a par do assunto. (Págs. 1 e B1)
Montadoras novas ganham mercado
A concorrência no mercado brasileiro de automóveis está mudando aos poucos o ranking das montadoras no país. As quatro grandes - Fiat, Volkswagen, GM e Ford, nessa ordem em 2010 -, ainda respondem por 74% das vendas internas. Mas, em uma década, o quarteto perdeu 10 pontos percentuais de participação no mercado, perda que se acelerou no ano passado.
Em 2010, o setor bateu novo recorde ao vender 3,5 milhões de veículos, com crescimento de 11,9% em relação a 2009. Os números anuais foram históricos para todos os segmentos: carros de passeio, utilitários, caminhões e ônibus. Entre automóveis e comerciais leves, foram vendidos 3,32 milhões de unidades, uma expansão de 10,63% sobre 2009. (Págs. 1 e B7)
Safra de caju tem quebra recorde
Chuvas irregulares, ventos fortes na época da floração e pomares antigos resultaram na maior quebra de safra dos últimos 20 anos na produção do caju – e também da castanha. Produtores e a Embrapa prevêem que a safra 2010/11 poderá ser 50% menor que a anterior, ficando em cerca de 1,2 milhão de toneladas da fruta.
Com o declínio na oferta da castanha in natura, muitas beneficiadoras paralisaram as atividades e deram férias coletivas, como a Cascaju, do grupo Edson Queiroz. Com capacidade ociosa, empresas tentam ampliar as importações de castanha de países como Nigéria, Gana e Costa do Marfim. (Págs. 1 e B11)
Cadastro positivo à espera de ajustes
O ex-presidente Lula, no fim do mandato, deu sinal verde para que os birôs de crédito passem a listar quem paga suas contas em dia. Com avanços em relação ao projeto do Senado, vetado, a Medida Provisória nº 518, que dá base legal para o cadastro positivo, é vista com ressalvas pelo setor financeiro e ficou mais ao gosto dos órgãos de defesa do consumidor.
A adesão dependerá de autorização expressa do consumidor e por ser voluntária fará com que o cadastro tenha influência limitada nos modelos de avaliação de risco, diz o diretor de um banco de varejo. A consulta, restrita a quem já mantém relação com o cliente, é outro ponto controverso. (Págs. 1 e C1)
Lily Marinho morre no Rio aos 90 anos (Págs. 1 e A2)

Demanda excitada e real valorizado são desafios para Dilma, diz Belluzzo (Págs. 1 e A12)

Gol aposta em 'code share'
Gol e Qatar Airways assinaram ontem um acordo de compartilhamento de voos ("code share"). É a quinta parceria desse tipo fechada pela empresa brasileira, que também negocia com Delta e Aeromexico. (Págs. 1 e B5)
Oportunidade preciosa
De 30 de abril a 4 de maio, o Brasil sediará pela segunda vez o Congresso da ICA (International Colored Gemstone Association), no Rio. "O Brasil ainda é um produtor de gemas importante", diz Héclinton Santini, "embora o potencial de produção hoje seja 60% menor que há 15 anos". (Págs. 1 e B6)
Reajustes da Vale chegam a 8%
O reajuste do minério de ferro da Vale neste primeiro trimestre foi de 8,08% para clientes internacionais com contratos de longo prazo e na faixa de 7% para as siderúrgicas brasileiras. (Págs. 1 e B8)
Uruguai autoriza nova papeleira
O governo uruguaio concedeu a licença ambiental prévia para instalação de mais uma papeleira no rio da Prata, o que pode reacender a polêmica com a Argentina. (Págs. 1 e B8)
Bolsa ’financeiriza’ contrato de soja
Ainda neste primeiro trimestre, a BM&FBovespa lançará os contratos de soja com liquidação financeira, sem entrega física do produto, a exemplo do que já foi feito com o milho e o etanol. (Págs. 1 e Bl2)
Escalada global dos alimentos
Os alimentos iniciaram o ano com preços recordes, segundo a FAO. O índice do calculado pelo órgão atingiu 215 pontos em dezembro, o mais alto desde começou a ser calculado. (Págs. 1 e B12)
FMI mira controle de capitais
O FMI quer ampliar seu papel no monitoramento das medidas de controle de capitais adotadas por seus países-membros. O tema será debatido em fevereiro pela diretoria executiva do organismo. (Págs. 1 e C1)
Feliz ano velho
O setor de fundos de investimento encerrou no passado com captação líquida recorde de R$ 105,912 bilhões. Com o resultado, se consolida como o maior da América Latina e o sexto maior do mundo. (Págs. 1 e D1)
Queixas à bolsa
Problemas na execução de ordens de operações e no home broker, o sistema eletrônico de compra e venda de ações pela internet, foram as principais queixas de investidores recebidas pela BM&FBovespa em 2010. (Págs. 1 e D2)
Ideias
Maria Inês Nassif

O grupo hegemônico do PMDB na Câmara dos Deputados está desfalcado e pode sair enfraquecido. (Págs. 1 e A6)
Ideias
Alexandre Schwarbman

Deveríamos nos preparar desde já para reversão do ciclo positivo das commodities, deixando as contas fiscais em ordem. (Págs. 1 e A11)

Estado de Minas

Reforma de Confins começa neste semestre
Edital de licitação para a ampliação do aeroporto é publicado, depois de vários adiamentos, permitindo que as obras possam ter início em maio

As intervenções estão orçadas em R$ 295 milhões. As propostas das empresas poderão ser abertas até 21 de fevereiro. A capacidade do terminal passará de 5 milhões para 8,5 milhões de passageiros por ano até a Copa de 2014. Além de atrasadas, já que estavam previstas para começar em setembro e vão demorar cerca de três anos, as obras não deverão atender a demanda, que até o Mundial é projetada em 10 milhões de passageiros/ano. (Págs. 1 e 14)
Muito carro e pouca peça
Venda recorde de 3.515.120 veículos em 2010 representou alta de 11,9% sobre 2009 e já faltam componentes para modelos novos e usados. (Págs. 1 e 15)
BC vai segurar o dólar
Presidente Dilma Rousseff autoriza o Banco Central a adotar medidas para conter a crescente supervalorização do real frente à moeda norte-americana. (Págs. 1 e 17)
Governo Dilma: Luta por cargos segue acirrada
PMDB sobe tom e ameaça eleição de petista à presidência da Câmara para garantir trégua na ocupação de postos no 2º escalão. Mesmo assim, duas nomeações são publicadas, desagradando ao partido. (Págs. 1, 3 e 4)
Assembleia: Suplentes já geram gastos de R$ 103 mil
Apenas dois dos sete deputados em mandato tampão nomearam 27 assessores. São 19 dias sem sessão plenária ou reuniões. (Págs. 1 e 9)
Eleições
Vinte cidades de Minas já foram às urnas de novo. (Págs. 1 e 8)
Justiça
Ministro admite plebiscito sobre o uso de drogas. (Págs. 1 e 13)
Guerra de polícias
Federal morre durante tiroteio em Pernambuco. (Págs. 1 e 12)

Jornal do Commercio (PE)

Tiroteio entre polícias mata agente federal
Com traficante capturado no TIP, dois federais foram ao encontro do receptador da droga em um táxi, na BR-232. Ao chegar no local, foram recebidos a tiros por policiais civis. Jorge Washington morreu na hora e Sílvio Moury ficou ferido. (Pág. 1)
Racionamento de água termina em maio
Novo presidente da Compesa marca data para concluir obras de Pirapama e buscará parceria na iniciativa privada para saneamento. (Pág. 1)
PMDB cobra mesmo tratamento que o PT tem no governo (Pág. 1)

Presidente pede a Bezerra Coelho para acelerar transposição (Pág. 1)

Zero Hora

Apagão expõe risco de desabastecimento de energia no verão
Combinação de alta temperatura e consumo com atraso em investimentos deixou 265 mil clientes da CEEE sem energia ontem. (Págs. 1, 44 a 47 e Informe Econômico, 24)
Proposta de turno integral agrada a Dilma
Projeto do MEC modifica o Ensino Médio (Págs. 1 , 4, 5 e Editorial, 20)
Morre Lily Marinho, uma dama do Rio (Págs. 1 e 49)

Fontes: Radiobras – JBWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br