Atualizado 08h41 Quarta, 21 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Refino de cocaína dentro de cadeia brasileira

1056 acessos - 1 comentários

Publicado em 17/12/2010 pelo(a) Wiki Repórter JBWiki!, Rio de Janeiro - RJ



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, SEXTA-FEIRA, 17 DE DEZEMBRO DE 2010.

Jornal do Brasil

Brasileiras estão desprotegidas pelo governo
Projetos do Pronasci voltados para a mulher são desvalorizados para o próximo ano

Apesar da recente eleição de uma mulher para a Presidência, pesquisa do Centro Feminista de Estudos e Assessoria mostra que, quando se trata de segurança, as mulheres ainda são desprestigiadas pelo governo. O Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) terá menos recursos em 2011, e entre os projetos que tiveram acompanhamento neste ano, nove ficarão sem apoio – seis voltados para os direitos da mulher. (Págs. 1 e País, 2 e 3)
A volta do caos aéreo: ameaça de greve no ar (Págs. 1 e Economia, 22 e 23)

O Globo

Depois do aborto, Cabral defende jogo livre no país
Para governador, setor geraria impostos e empregos: 'Chega de hipocrisia'

Depois de defender a descriminalização do aborto, o governador Sérgio Cabral ontem se disse a favor da legalização do jogo. Ele argumentou que o Brasil é o único país do Mercosul onde o jogo é proibido e lembrou que países da Europa, da América do Norte e até a China já liberaram a jogatina. "Chega de demagogia e hipocrisia. Para ter o jogo é só estabelecer regras rígidas e controle. Essa verba arrecadada poderia beneficiar muita gente e gerar empregos", disse Cabral, que criticou a Câmara por ter rejeitado, na terça, projeto que liberaria o bingo. "Como diria o grande Mário de Andrade, são as coisas do Brasil: a saúva, a jabuticaba... Francamente, temos problemas sérios, muito maiores, quando o jogo se torna ilegal", disse, lembrando que, na clandestinidade, o setor não paga impostos. "Então, deixo essa reflexão natalina para vocês e para 2011, com menos hipocrisia e mais vida como ela é", disse, durante evento realizado pela Loterj. (Págs. 1 e 3)
Alerj corre e também reajusta salários
Deputados estaduais passam a ganhar R$ 20 mil por mês;impacto chegará a R$ 8 milhões por ano

Um dia após os deputados federais e senadores reajustarem seus próprios salários, a Assembleia do Rio anunciou o mesmo presente de Natal para os 70 deputados estaduais. Não será necessário sequer votação de projeto para elevar os salários de R$ 12,3 mil para R$ 20 mil. Haverá apenas um ato normativo. O impacto do reajuste nos cofres da Alerj chegará a R$ 8 milhões por ano, já que os parlamentares recebem 15 salários anuais. Ontem, a Alerj também aprovou o reajuste dos salários do governador, do vice-governador e de secretários. Os vencimentos de Sérgio Cabral subirão de R$ 13,4 mil para R$ 17,2 mil. Foi aplicado o mesmo percentual de reajuste dos salários da presidente eleita, Dilma Rousseff, e dos ministros de Estado. (Págs. 1 e 4)
Gasto com senador é de R$ 2 milhões/ano
Levantamento do GLOBO revela que cada deputado custa ao país até R$ 1,56 milhão por ano, somando os salários, reajustados anteontem em 61,8%, às despesas com assessores, gasolina e passagens. Um senador custa ainda mais: R$ 2,03 milhões/ano. (Págs. 1 e 9)
Renda leva brasileiro a comer mais e pior
Com mais renda no bolso, o brasileiro está comendo mais, como constatou pesquisa do IBGE sobre alimentação nos domicílios. O paradoxo é que ele também está comendo pior. O tradicional arroz com feijão está perdendo espaço na mesa para alimentos industrializados e comidas semiprontas, com mais gorduras e açúcares. "A fome deu lugar a obesos e anêmicos", diz Marcelo Medeiros, professor da UnB. (Págs. 1 e 33)
Orçamento: Copa terá verba cortada
A nova relatora do Orçamento, senadora Serys Slhessarenko (PT), anunciou redução de R$ 900 milhões para R$ 360 milhões na verba extra a ser destinada às cidades-sede da Copa do Mundo. O Orçamento para 2011 deve ser votado no próximo dia 22. (Págs. 1 e 14)
Refino de coca na cadeia
Há coisas que só acontecem no Brasil. Ontem, a polícia de Mato Grosso descobriu, dentro da cadeia pública de Cáceres, um laboratório de refino de cocaína e grande quantidade em drogas. Também foram apreendidos 1.200 quilos de pasta-base. O diretor da cadeia foi exonerado.
(Págs. 1 e 16)

WikiLeaks: Assange é solto mas teme ação dos EUA
Após oito dias na prisão, o fundador do
WikiLeaks, Julian Assange, foi libertado, após pagar fiança de US$ 380 mil, arrecadada num rateio de celebridades. Ele terá que usar uma tornozeleira eletrônica e cumprir toque de recolher. Apesar de livre, Assange expressou preocupação com os rumores de uma possível manobra judicial do governo americano para capturá-lo. "A Justiça, ainda que nem sempre seja feita, pelo menos não está morta", disse ele. (Págs. 1 e 42)

Amorim: Chávez queria Zelaya como mártir
Telegramas americanos que cobrem o período mais crítico da crise em Honduras revelam que o chanceler Celso Amorim teria dito que Hugo Chávez queria o presidente deposto, Manuel Zelaya, como mártir. Mostram também que o governo brasileiro foi surpreendido pela entrada de Zelaya na embaixada e que não estava pronto para lidar com a situação. (Págs. 1 e 41)
Painéis de Portinari retornam ao Brasil
Feitos sob encomenda da ONU, os painéis "Guerra e Paz", de Cândido Portinari, estão no Rio após 53 anos. (Pág. 1)

Folha de S. Paulo

Brasileiro troca arroz e feijão por biscoito e bebida
Proporção de açúcar via alimentos processados cresce na dieta e desperta preocupações na saúde pública

Os brasileiros estão comendo açúcar demais. Em todas as classes sociais, arroz e feijão cedem lugar a comidas processadas, como biscoitos, pães, embutidos e refrigerantes, apontaram pesquisas do IBGE. O resultado causa preocupação.

A nova dieta é um fator para obesidade, diabetes e até alguns tipos de câncer.

Alimentos industrializados, além de refeições prontas e semiprontas, respondem agora por quase 20% das calorias disponíveis em carrinhos de compra.

Açúcares livres somam 16,4% da energia consumida. O ideal é que esse número fique abaixo de 10%. Símbolos do alimento fresco na dieta nacional, os consumos de arroz e feijão caíram, respectivamente, 40,5% e 26,4% em seis anos. (Págs. 1 e Saúde)
Secretário da Segurança de SP fica; Detran muda
O governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou que manterá no cargo o secretário da Segurança, Antonio Ferreira Pinto. Alckmin confirmou que vai retirar o Detran do controle da Polícia Civil e subordiná-lo a Secretaria de Gestão a partir de janeiro.

Ferreira Pinto prometeu substituir a direção de outro órgão da Polícia Civil, o Denarc (Departamento de Narcóticos), que segundo ele está "deixando a desejar". O reitor da Unesp, Herman Voorwald, está cotado para substituir Paulo Renato Souza na Educação. (Págs. 1 e A8)
Ministeriável é acusado de dar mesada por apoio
Fernando Bezerra Coelho, indicado pelo PSB para a Integração Nacional, é acusado de orientar pagamento de mesada a um vereador e líderes de associações de bairros quando foi prefeito de Petrolina (PE).

O acusador, Paulo Lima, afirma que sua empresa fazia os pagamentos. Coelho nega e diz que Lima, ex-aliado seu, tenta prejudicá-lo politicamente. (Págs. 1, A4 e A6)
Exame da OAB é inconstitucional, declara juiz de PE
O juiz do Tribunal Regional Federal da 5ª região, em Recife, Vladimir Souza Carvalho considerou inconstitucional o exame da Ordem dos Advogados do Brasil.

Em decisão provisória, Carvalho determinou que a OAB reconheça como advogados bacharéis que não tenham passado pela prova. A entidade criticou a decisão. Cabe recurso. (Págs. 1 e C10)
PF faz operação contra ex-diretores do PanAmericano
A Polícia Federal fez busca e apreensão nas casas de ex-funcionários do Banco PanAmericano, entre eles quatro ex-diretores. O banco de Silvio Santos precisou de empréstimo de R$ 2,5 bilhões para não quebrar.

Mesmo sem acordo de delação, o ex-chefe da contabilidade colaborou. Para a defesa dos ex-diretores, a PF foi "invasiva". (Págs. 1 e B1)
Poder
Dilma anuncia que manterá Haddad e Lupi no governo (Págs. 1 e A6)

Editoriais

Leia "Dados de insegurança", acerca de pesquisa do IBGE sobre violência; e "Guerra errática", que comenta a estratégia dos EUA para o Afeganistão. (Págs. 1 e A2)
Cotidiano
Fundador da Gol é preso sob a acusação de tentar matar genro (Págs. 1 e C4)
Poder
Líder indígena de RR afirma ter negociado voto para tucanos (Págs. 1 e A13)

O Estado de S. Paulo


Nas escolas privadas, 55% dos alunos já usaram droga
Estudo oficial diz respeito a estudantes de 16 a 18 anos no País e inclui a rede particular pela primeira vez

Os alunos de escolas privadas experimentam mais drogas que os estudantes das públicas, mostra levantamento da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas divulgado ontem. Mapeamento feito com 50.890 estudantes de todas as capitais brasileiras constatou que, na faixa etária de 16 a 18 anos, 54,9% dos estudantes da rede particular já usaram psicotrópicos, como maconha, cocaína e crack, pelo menos uma vez. Nas escolas públicas, o percentual é de 40,3%. Quando o consumo é frequente (seis ou mais vezes no mês anterior à pesquisa) e pesado (20 ou mais vezes), as escolas públicas ultrapassam as particulares. Na comparação com a pesquisa anterior, de 2004, que levou em conta somente alunos de escolas públicas, o consumo de drogas apresentou redução, menos o de cocaína. (Págs. 1 e Vida A18)
Exame para formandos em Medicina aprova só 16%
Apenas 16% dos 533 formandos em Medicina que fizeram o último exame do Conselho Regional de Medicina de São Paulo foram aprovados. Foi o pior resultado desde a criação da prova. Embora o exame tenha tido menor adesão de alunos de escolas tradicionais (a prova não é obrigatória), revelou desconhecimento de questões básicas, avaliou o Cremesp. (Págs. 1 e Vida A18)
Aumento dos parlamentares será seguido nos Estados
O efeito cascata do reajuste de 61,83% autoconcedido pelos parlamentares terá impacto nas Assembleias Legislativas de todo o País. Isso porque a Constituição estabelece que a remuneração dos deputados estaduais está limitada a 75% do que recebem os federais. Em São Paulo, os salários dos deputados estaduais deverão subir de R$ 12.384.37 para R$ 20.042.35 em 2011. O aumento já havia sido definido na terça-feira - antes da votação no Congresso - com a aprovação de lei estadual. (Págs. 1 e Nacional A4)

61,83% é o reajuste aprovado para deputados e senadores
Governadores do PSDB vão apoiar Dilma
Reunidos em Alagoas, os governadores eleitos do PSDB disseram que não farão oposição ao governo Dilma Rousseff (PT). "Não existe governo contra governo", afirmou Marconi Perillo (GO). Juntos, os Estados representados na reunião do PSDB receberam R$ 26 bilhões em verbas federais em 2010. (Págs. 1 e Nacional A7)
Vice de Jandira diz que pensou em renunciar
Com medo, a vice Anabel Sabatine (PSDB) admite que quase renunciou ao cargo de prefeita de Jandira (SP) após o assassinato do prefeito Braz Paschoalin. Ontem, a Polícia Civil prendeu o secretário de Habitação, Wanderlei Aquino, suspeito de envolvimento no crime. (Págs. 1 e Nacional A14)

Foto legenda: Liberdade sob fiança
Julian Assange mostra alvará de soltura; criador do WikiLeaks terá de permanecer no Reino Unido até fevereiro, quando será julgado. (Págs. 1 e Internacional A27)

Possibilidade de alta de juros cresce no Copom (Págs. 1 e Economia B7)
Alckmin decide manter secretário de Segurança (Págs. 1 e Nacional A10)
Otimista, Obama reitera saída do Afeganistão (Págs. 1 e Internacional A28)
Dora Kramer: Como quem rouba
O problema do reajuste de salários dos parlamentares não é o aumento em si. A questão é a pressa e a total ausência de bom senso. (Págs. 1 e Nacional A6)
Visão Global: Ilusões dos EUA no Líbano
Condoleezza Rice acreditava que a guerra de Israel em 2006 enfraqueceu o Hezbollah, mas ela estava sonhando, escreve Roger Cohen. (Págs. 1 e Internacional A30)
Notas & Informações: O balanção de Lula
O presidente Lula é ingrato quando acusa a imprensa de não relatar os feitos de seu governo. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

Farra dos salários contamina Esplanada
O acintoso reajuste aprovado a toque de caixa pelo Congresso detonou uma corrida para levar às alturas a folha salarial do serviço público. Após os parlamentares estabelecerem o teto de R$ 26.723,13 aos integrantes do Legislativo, ao presidente da República, ao vice e aos ministros de Estado, diversas categorias se mobilizam para assegurar um incremento na renda. Os advogados públicos, por exemplo, pretendem elevar o contracheque de R$ 19.451 para R$ 24.117, patamar muito próximo do limite estabelecido para servidores federais. “O teto virou piso para o funcionalismo”, avalia um técnico do governo ouvido pelo Correio. O pacotaço em benefício das carreiras do Legislativo e do Executivo desagradou setores do Judiciário, também empenhados em aumentar os vencimentos. A Associação dos Juízes Federais do Brasil promete ingressar com uma ação no Supremo para que a reposição salarial do teto do funcionalismo seja chancelada pelo parlamento até a próxima semana. (Págs. 1, 2 e 3 e Visão do Correio, página 18)
O trem natalino de Rosso para o GDF (Págs. 1 )
Foto legenda: Cascata imoral
Alvoroçados com o aumento salarial de 62% autoconcedido pelos colegas do Congresso Nacional, os deputados distritais se articulam para repetir a afronta ao dinheiro do contribuinte. O bem-humorado Cabo Patrício (PT) recolheu assinaturas de parlamentares supostamente favoráveis ao decreto de reajuste, mas negou a manobra. (Págs. 1 e 25)
Leão ataca os ricos
Receita Federal vai criar uma delegacia especial para devassar as contas dos 5,2 mil contribuintes particulares mais ricos do país. (Págs. 1 e 14)

Liberdade vigiada para o Wikileaks
Julian Assange mostra a ordem de soltura, após pagar fiança. O fundador do site que vazou documentos dos EUA terá que comparecer todos os dias à polícia inglesa. (Págs. 1 e 21)

Constantino passa mal, mas ainda está preso
Acusado de ser o mandante da tentativa de assassinato de um ex-genro, Nenê Constantino, 79 anos, foi levado para o hospital. A prisão do empresário foi decretada na quarta-feira e, assim que ele se recuperar, será transferido para a Papuda. (Págs. 1 e 31)
Caos nos aeroportos começa no dia 23 (Págs. 1 e 13)
Justiça diz que exame da OAB é ilegal
Um juiz determinou à Ordem dos Advogados do Brasil do Ceará que inscrevesse em seus quadros dois bacharéis que não foram aprovados nos testes. A decisão afirma que a prova é inconstitucional, mas atende apenas aos dois autores do pedido. (Págs. 1 e 12)
Pesadelo das drogas nas escolas particulares
Um em cada quatro estudantes já experimentou entorpecentes. E o maior percentual está na rede privada. Segundo especialistas, esses jovens, dos ensinos fundamental e médio, têm mais dinheiro, o que facilita o acesso às substâncias. (Págs. 1 e 10)

Valor Econômico

Novo modelo abre 20 mil km de rodovias a licitação
Um novo plano de concessão de rodovias está sendo preparado pelo governo para oferecer a iniciativa privada a operação de mais 20 mil km de estradas federais. Nos últimos quatro anos, o reparo e manutenção dessa malha custaram R$ 1,2 bilhão à União, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A nova proposta prevê a criação de uma modalidade de concessão na qual a empresa vencedora passa a responder apenas por serviços de reparo e manutenção das vias. Eventuais obras de grande porte, como a construção de viadutos e a duplicações de pistas, continuariam a cargo da União. Com isso, os preços cobrados do consumidor nas praças de pedágio poderão ser muito menores que os atuais.

O projeto foi elaborado pelo Dnit, órgão do Ministério dos Transportes, e será apresentado em fevereiro ao Departamento de Outorga do Ministério. "Não é papel do Dnit fazer políticas públicas, mas estamos ousando em sugerir ao governo federal essa nova modalidade de contrato, que seria uma concessão administrativa rodoviária", explica Luiz Antonio Pagot, diretor-geral do órgão. (Págs. 1 e B10)
Entrada da PT na Oi pode atrasar
Uma nova disputa entre a Oi e alguns de seus acionistas minoritários - relacionada à compra da Brasil Telecom ameaça atrasar a entrada da Portugal Telecom no capital da operadora.

Embora tenha sido anunciada em abril de 2008, a aquisição da Brasil Telecom (BrT) seria submetida à ratificação dos acionistas da Oi somente nesta semana, dois anos e meio mais tarde. Mas a assembleia geral extraordinária que trataria do assunto foi interrompida pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que acatou pedido de minoritários. O pano de fundo é uma discussão sobre a existência do direito de retirada para os acionistas da Telemar Norte Leste (companhia operacional da Oi) que tenham discordado da compra da BrT. (Págs. 1 e D3)
Brasil tende a adotar mais medidas na área cambial
Brasil, Coreia do Sul e Taiwan são os países mais propensos a adotar medidas de controle de capitais em 2011, como uma reação à tendência de valorização cambial. Essa é a conclusão principal de um estudo da consultoria Eurasia Group, que analisa as pressões na área cambial enfrentadas por 20 economias. Há grandes riscos de contágio, em que controles de capitais num país levam outras economias a usar artifícios semelhantes.

O Brasil, aponta a consultoria, está num grupo de seis economias em que há alta pressão política para os governos conterem a apreciação cambial, ao lado de Colômbia, África do Sul, Coreia do Sul, Taiwan e Tailândia. As pressões são baixas na Rússia, Índia e Peru. (Págs. 1 e C1)
Fim da 'era Lula' e desafios de Dilma
A "era Lula" vai terminar em mais duas semanas, quando a faixa presidencial será passada a Dilma Rousseff, mas os desafios enfrentados pelo primeiro presidente operário em seus oito anos de poder estão longe de terminal.

O Valor preparou um caderno especial para mostrar os avanços do período que se encerra dia 31 e os problemas que estão por vir. Uma das virtudes de Lula foi preservar a estabilidade, obtida no governo anterior. A inflação percorreu trajetória declinante nos últimos oito anos, embora represente ameaça neste momento. Por isso, o Banco Central já promoveu forte enxugamento de liquidez e conteve o crédito. Caberá a Dilma usar a tesoura nos primeiros dias de governo para obter um desempenho fiscal compatível com a meta de superávit primário de 3,1% do PIB em 2011 e nos anos seguintes.

Apesar disso, Dilma terá de preservar o notável avanço no crédito, que representava 20% do PIB em 2003 e hoje alcança 50%, além de corrigir o efeito cambial que provoca desindustrialização e, principalmente, dar continuidade às conquistas na área social para reduzir a pobreza, maior realização de seu antecessor.
Google ajuda a identificar tendências

Após analisar dois séculos de palavras publicadas, nos milhões de livros da crescente biblioteca digital do Google, especialistas em linguística encontraram uma nova maneira de acompanhar a “montanha-russa” da fama, o efeito da censura, a disseminação de invenções e o crescimento vertiginoso de novas palavras na língua inglesa. Eles descobriram que podiam medir a seriedade crescente da retórica dos países que se preparavam para a guerra, acompanhando a expansão no uso da palavra "inimigo”. E conseguiram acompanhar mudanças nos gostos coletivo, por alimentos, notando o declínio do apetite por salsichas e o surgimento do sushi, cujas menções começam a aumentar exponencialmente a partir da década de 1980. (Págs. 1 e B3)
Ameaças à autonomia do BC na gestão de Meirelles
A autonomia do Banco Central esteve sob ameaça em vários momentos da gestão de Henrique Meirelles. Personagens que frequentaram a sala de reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) no período 2003-2010 revelaram ao Valor episódios que evidenciam como pressões do governo enfraqueceram a independência informal da instituição ao longo destes oito anos. Em 2004, por exemplo, três diretores chegaram a pedir demissão a Meirelles, por temerem as ofensivas de integrantes do Planalto. Em 2008, a Fazenda liderou um ataque persistente a ação do Banco Central e a própria continuidade da política econômica adotada no início do governo Lula correu perigo, junto com o emprego de alguns diretores. Mais recentemente, já na transição para o governo Dilma Rousseff, a Fazenda tentou, mais uma vez, enfraquecer a autoridade monetária ao propor, nos bastidores, a extinção do status de ministro para o presidente da instituição. (Págs. 1 e Eu & Fim de Semana)
Celesc entra em fase de corte de custo
Houve greve dos trabalhadores, ameaça de intervenção dos acionistas minoritários, pedido de afastamento de diretor. Este não foi um ano fácil para a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), controlada pelo governo estadual. Indicado pelo governador eleito Raimundo Colombo (DEM), o novo presidente da empresa, Antonio Gavazzoni, ganhou notoriedade no Estado ao cortar gastos como secretário da Fazenda na gestão de Luiz Henrique da Silveira (PMDB) Gavazzoni diz que está empolgado e se sente desafiado na Celesc. 'Queremos mostrar resultados em um curto espaço de tempo e modificar imagem queremos junto aos investidores". E já promete redução de custos, com um programa de demissões voluntárias. (Págs. 1 e B8)
Lojistas protestam contra modelo de leilão da Infraero (Págs. 1 e B4)
Aumento da violência leva empresas a rever planos no México (Págs. 1 e B11)
Natal ameaçado
Em assembleias realizadas ontem, os aeronautas recusaram proposta de reajuste feita pelas empresas e a aderiram a greve dos aeroviários marcada para o dia 23. A categoria reivindica aumento de 15%. (Págs. 1 e B4)
Sementes certificadas
Com praticamente toda a área de soja da safra 2010/2011 já semeada no país, as primeiras estimativas indicam que as sementes certificadas ocuparam 70% da área plantada. (Págs. 1 e B14)
Letras financeiras do BNDES
O BNDES poderá emitir até RS 40 bilhões em letras financeiras, segundo decisão do Conselho Monetário Nacional. A medida integra o pacote de alongamento do crédito, divulgado na quarta-feira. (Págs. 1 e C10)
Avanço da previdência
Os fundos de previdência aberta tiveram captação líquida superior a R$ 18,6 bilhões neste ano, até novembro. O volume já é 4,2% maior que o total alcançado no mesmo período de 2009. (Págs. 1, D1 e D2)
Ideias
Claudia Safatle
A taxa de inflação, medida pela IPCA, só convergirá para algo próximo do centro da meta de 4,5% ao ano em 2012. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Maria Cristina Fernandes
Ministros terão que mostrar serviço para que se possa julgar se ofendem a meritocracia, mas não foi esse o critério de escolha. (Págs. 1 e A6)

Estado de Minas

Paralisação traz de volta ameaça de apagão aéreo
Aeronautas e aeroviários decidem entrar em greve na véspera do natal (Págs. 1 e 17)
Juízes se irritam com reajuste de deputado
Para a Associação dos Juízes Federais do Brasil, deputados e senadores deveriam ter votado antes a proposta de reajuste do Judiciário. Por isso, ameaçam entrar com ação para derrubar o aumento dos parlamentares. (Págs. 1 e 3)

WikiLeaks, a liberdade: Criador do site é solto em Londres
Julian Assange, responsável pelo site que divulgou documentos secretos dos EUA, pagou fiança de R$ 637 mil, deixou a prisão e vai responder em liberdade a acusações de estupro e assédio sexual. (Págs. 1 e 19)
WikiLeaks à mineira: Denúncias na web agitam vereadores
Funcionária da Câmara de BH usa a internet para divulgar contrato de compra suspeito de superfaturamento e diz ter sido ameaçada de demissão. Presidente da Casa nega qualquer retaliação. (Págs. 1 e 8)

Zero Hora (RS)

Em efeito cascata, Assembleia vota reajuste na terça
Deputados gaúchos protocolam pedido que pode elevar seus vencimentos a até R$ 20 mil, após Congresso aumentar salários em 61,8%. (Págs. 1, 6 e Rosane de Oliveira (10)

Foto legenda: Liberdade para o WikiLeaks
Preso por nove dias, Julian Assange, fundador do site, teme ser extraditado para os EUA. (Págs. 1 e 36)


Fontes: Radiobras – BrasilWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
JBWiki!
Rio de Janeiro - RJ



Comentários
01
Reporte abuso
valdecir
canoas rs 17/12/2010

por que que os deputados aumemto os proprios salarios em uma hora e para fazer coizas para os brasileiros demora eterna menti gostaria de que eles trabelhasse mais para povo e nâo para eles proprios ? / / / / / / / ?


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br