Atualizado 14h17 Quarta, 21 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

WikiLeaks - A prisão do homem que desnudou a diplomacia

574 acessos - 0 comentários

Publicado em 08/12/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



 DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, QURTA-FEIRA, 8 DE DEZEMBRO DE 2010.

Jornal do Brasil

Vício em crack assusta os pesquisadores
Estudo da Fiocruz mostra que uso da droga quase quadruplicou no Rio entre 2007 e 2009

O percentual de usuários de drogas pesadas que consomem crack no estado do Rio saltou de 19% em 2007 para 70% no ano passado. Alarmados, os técnicos da instituição estão mapeando nacionalmente o problema para traçar estratégias de combate, inclusive, a doenças decorrentes do uso, como as sexualmente transmissíveis. (Págs. 1 e Vida, 32 e 33)
Luta contra o temido ’game over’
’TILT’ – Mesmo com 32 milhões de internautas fiéis no país, as lan houses lutam para sobreviver e 80% são ilegais. (Págs. 1 e Economia, 26 e 27)
Berlusconi subiu no telhado (Págs. 1 e Internacional, 29 e 30)
Sarney quer votar regulação da mídia (Págs. 1 e Anna Ramalho, 17)

O Globo

Lula atropela Dilma e diz que PAC não terá cortes em 2011
Um dia depois de Mantega anunciar ajustes, presidente o desautoriza

Mesmo tendo de deixar o governo daqui a 24 dias, o presidente Lula desautorizou ontem o ministro da Fazenda, Guido Mantega - que continuará no cargo com Dilma Rousseff -, ao dizer que não haverá corte de um centavo sequer do PAC. Na véspera, Mantega anunciara justamente o contrário: que o novo governo fará cortes em todos os ministérios e que nem mesmo o PAC será poupado. "Hoje, o Guido teve que falar com dois presidentes ao mesmo tempo (ele e Dilma)", disse Lula, afirmando ter "certeza absoluta" de que o PAC não será atingido. Em nota, Mantega reafirmou que os cortes permitirão mais investimentos e redução de juros, negando contradição com Lula. Mas a nota confirmou que os novos projetos do PAC "começarão mais lentamente", Dilma não se pronunciou. (Págs. 1, 10, Merval Pereira e editorial "E certo colocar ajuste fiscal na pauta")

Com emendas suspeitas, relator do Orçamento renuncia e petista assume. (Págs. 1, 11 e 12)
A longa tragédia educacional brasileira
País fica apenas com o 53º lugar entre os 65 que participaram de avaliação internacional

O resultado de uma avaliação internacional mostra como ainda é baixa a qualidade da educação no Brasil. Numa escala com seis níveis de conhecimento, 69,1 % dos alunos brasileiros não passaram do nível 1, o pior de todos, na prova de matemática, Em leitura, 49,6% ficaram no nível 1. Com isso,entre os 65 países que participaram do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), o Brasil ficou em 53º lugar, atrás de Tailândia, Chile, Uruguai e Turquia, entre outros. A média brasileira ficou em 401 pontos numa escala que chega a 800, bem abaixo da média dos países avaliados: 496. No ranking dos estados, nem o Distrito Federal, que ficou em 1º lugar, conseguiu alcançar a média geral do Pisa. Mas o ministro da Educação, Fernando Haddad, preferiu ressaltar a pequena melhoria do desempenho brasileiro em relação a avaliações anteriores. (Págs. 1, 3 e 4)

Punida, Manguinhos não é mais refinaria
Por unanimidade, o Conselho de Contribuintes da Secretaria de Fazenda do Estado decidiu que, para efeito de tributação, a Refinaria de Manguinhos não é refinaria, mas distribuidora de combustíveis. Para fiscais do Estado, a decisão começa a fechar um dos maiores ralos de sonegação no Rio. Manguinhos é investigada pela polícia por suposto envolvimento com a máfia dos combustíveis. (Págs. 1 e 13)
Royalties: Lula anuncia veto e reabilita acordo
O presidente Lula anunciou que vetará a proposta aprovada pelo Congresso que redistribui royalties do petróleo. Ele prometeu enviar medida provisória para restabelecer os direitos de produtores, como o Rio, mas há poucas chances de aprovação. (Págs. 1 e 25)
Preço do álcool já supera R$ 2
Neste início de dezembro, os produtores de álcool já subiram o preço em 5,3%. Em postos do Rio, o combustível chega a ser vendido a R$ 2,29. Confirma-se, com isso, que, para os motoristas, não vale a pena encher o tanque com álcool, que rende menos. (Págs. 1 e 27)
Feudo de Sarney cresce com Turismo
Com a indicação de outro aliado de José Sarney - Pedro Novais, de 80 anos, para o Turismo -, Dilma Rousseff fechou as cinco pastas do PMDB. Moreira Franco assumirá a Secretaria de Assuntos Estratégicos, e Garibaldi Alves, a Previdência. (Págs. 1, 14 e 15)

WikiLeaks: A prisão do homem que desnudou a diplomacia
Fundador do WikiLeaks, o site que desnudou os segredos da diplomacia, o australiano Julian Assange teve sua fiança negada, após se apresentar a polícia britânica. Ficará preso até terça-feira, com risco de extradição para a Suécia, que o acusa de quatro crimes sexuais. Após a eleição de 2002, o presidente Lula e assessores prometiam que o futuro governo seria mais alinhado com os EUA e distante de Chávez e Fidel, segundo documentos lidos pelo Globo. (Págs. 1 e 33 a 35)
'Bolsa Família' carioca começa pelo Alemão
A prefeitura lançou ontem o cartão Família Carioca, um programa de transferência de renda que deverá beneficiar cerca de 440 mil moradores que vivem abaixo da linha de pobreza na cidade: 12% deles moram nos complexos do Alemão e da Penha. (Págs. 1, 16 e 17)

Laboratório do desastre
São Paulo não tem mais garoa

Estudo do Inpe revelou que o clima de São Paulo mudou tanto que a cidade deixou definitivamente de ser a terra da garoa. Segundo o climatologista Carlos Nobre, São Paulo é o melhor laboratório do Brasil para saber como lidar com desastres climáticos, intensificados pelo aquecimento global. Uma pesquisa apresentada ontem em Cancún revelou que 90% dos brasileiros acreditam que o mundo está ficando mais quente. (Págs. 1 e 36)

Folha de S. Paulo


Fundador do WikiLeaks é preso e teme a extradição
Justiça do Reino Unido negou pedido de liberdade para Julian Assange.

O criador do site WikiLeaks, Julian Assange, se apresentou à Justiça inglesa, foi ouvido por juiz e saiu da corte para a prisão, onde ficará pelo menos até terça. Procurado pela polícia internacional desde o dia 20, ele tentou obter liberdade, mas teve a petição negada.
A prisão atende a um pedido de extradição do australiano emitido pela Suécia. Assange é acusado de estuprar uma mulher em Estocolmo e de obrigar outra a manter relação sexual sem proteção. Ele admite que não usou preservativo, mas nega as outras acusações. Segundo o fundador do WikiLeaks, o Processo terá cunho político e é uma tentativa de intimidação motivada pela divulgação de documentos secretos da diplomacia norte-americana.

A promotora sueca nega influência política. Robert Gates, secretário de Defesa dos EUA, classificou a prisão de "boa notícia". (Págs. 1 e Mundo)

WikiLeaks Poder

Brasil não é 'bando de ladrões', disse Lula aos EUA. (Págs. 1 e A4)

Desempenho de aluno do Brasil melhora, mas ainda é um dos piores
Os estudantes brasileiros com 15 anos melhoraram em leitura, ciências e matemática nos últimos nove anos, mas seguem entre os mais atrasados do mundo.
A constatação é do exame Pisa, coordenado pela OCDE (organização de nações desenvolvidas), que avaliou a educação em 65 países.
Nesta edição do Pisa, a prioridade foi leitura, em que a média brasileira avançou 4%. Ainda assim, os brasileiros tem mais de três anos de defasagem ante os chineses, os líderes da lista.
No ranking, o Brasil ocupa a 53ª posição, com nota semelhante à de Colômbia e Trinidad e Tobago. (Págs. 1 e C1)

Construção civil cresce 11%, mas deve perder o fôlego em 2011
A indústria da construção civil registrou alta de 11% neste ano - a maior desde 1986, época do Plano Cruzado, e considerada "exuberante" pelo próprio setor.
Para 2011, porém, estima-se que o PIB setorial cresça 6%. Segundo o SindusCon-SP, entidade da indústria, faltam mão de obra, terrenos centrais e financiamento de longo prazo para manter o crescimento. (Págs. 1 e B1)
Senado aprova mudanças do novo Código de Processo Penal
O Senado aprovou o novo Código de Processo Penal, com novidades como fim da prisão especial para quem tem diploma e monitoramento eletrônico de presos antes mesmo da sentença.
Pelo texto, que ainda tem de ser votado pela Câmara, cada processo criminal vai passar por dois juízes: um chamado das garantias, na fase de investigação e outro no julgamento. (Págs. 1 e C5)
Editoriais
Leia "Europa endividada", sobre a crise econômica na zona do euro; e "A escolha dos caças", acerca da compra de aviões para a Aeronáutica. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo

Cai relator do Orçamento por esquema de fantasmas
Senador Gim Argello renuncia depois que o 'Estado' revelou repasse de recursos a empresas de fachada

O senador Gim Argello (PTB-DF) renunciou ao cargo de relator do Orçamento de 2011. A substituição era inevitável, porque os parlamentares se negavam a aprovar um orçamento vinculado a irregularidades, reveladas em reportagens de Leandro Colon publicadas pelo Estado desde domingo. Ao menos R$ 1,4 milhão foi repassado para institutos fantasmas neste ano por meio de emendas de Argello. Para 2011, o esquema, que contava com emendas de outros parlamentares, movimentaria R$ 16 milhões. Desde a divulgação das informações, o governo estudava alternativa para que Argello saísse sem prejudicar o andamento do Orçamento. Na reunião, prevaleceu a avaliação de que o governo não conseguiria a aprovação até 22 de dezembro, caso Argello fosse mantido. Ao entregar a renúncia, o senador disse que estÁ sendo acusado "injustamente" de irregularidades. A senadora Ideli Salvatti (PT-SC) foi indicada para substituí-lo. (Págs. 1 e Nacional A4)

Nova irregularidade

O deputado Geraldo Magela (PT-DF) assinou "declaração de funcionamento" para ajudar instituto de fachada a receber R$ 532 mil de convênio do Ministério da Cultura liberado com dinheiro de emenda do senador Gim Argello (PTB-DF). Magela disse que não conhece a Instituto. (Págs. 1 e Nacional A4)

Teste põe os alunos de 15 anos do Brasil no pior nível
Os resultados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos mostram que o Brasil ainda está nos últimos lugares - é o 53º entre 65 países - e a maioria dos estudantes não passou do primeiro em seis níveis de conhecimento. Realizado a cada três anos, o teste avalia o nível educacional dos jovens de 15 anos nos países-membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. A média do Brasil subiu 33 pontos entre 2000 e 2009. Foi o terceiro país que mais cresceu, mas ainda esta atrás de México, Chile e Uruguai na América Latina. A distância entre a pontuação dos estudantes da rede privada em relação à dos alunos de escolas públicas chegou a 30%. (Págs. 1 e Vida A16 a Al9)

40,1% dos alunos repetem de ano ao menos uma vez durante a escolaridade básica.

49,6% não passam do nível mais baixo em leitura.

69,2% alcançam apenas o mínimo em matemática. (Pág. 1)

Fundador do WikiLeaks, que irritou os EUA, é preso
O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, foi detido em Londres. A Scotland Yard anunciou que estava cumprindo uma ordem de prisão por “crimes sexuais" cometidos na Suécia. O pedido de liberdade sob fiança foi negado, e Asssange deve permanecer preso até o dia 14, quando vai depor. Sua defesa disse que a prisão é política. Para o secretário da Defesa dos EUA, foi uma "boa notícia". O WikiLeaks, porém, disse que a detenção de Assange não afetará a divulgação dos 250 mil documentos diplomáticos secretos que tem irritado aos EUA. O cerco financeiro ao WikiLeaks estreitou-se com a decisão da Visa e da Mastercard de não aceitar doações para a organização. (Págs. 1 e Internacional A12)

PMDB fica com cinco ministérios
O PMDB acertou com Dilma Rousseff seu espaço no futuro governo, com 5 ministérios. No loteamento, os grandes vencedores foram José Sarney e Michel Temer. (Págs. 1 e Nacional A6)
Tombini, no Senado, indica preocupação com o câmbio
Alexandre Tombini, indicado por Dilma Rousseff para presidir o Banco Central, foi aprovado ontem em sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. O atual diretor de Normas do BC mostrou disposição de adotar uma postura mais ativa para corrigir as distorções do câmbio. (Págs. 1 e Economia B1)
Roberto DaMatta
Teatro na política

Temos os papéis, temos a presidente eleita e o presidente que vai sair de cena, mas a peça ainda não está pronta. Não sabemos como vão se sair. (Págs. 1 e Caderno 2, D10)
Dora Kramer
O abre-alas

A Previdência foi dada a Garibaldi Alves para tirá-lo da disputa pela presidência do Senado. Só não é possível vislumbrar quem é o predileto. (Págs. 1 e Nacional A8)
Notas & Informações
A história se repete

O que mais chama a atenção é a falta de controle sobre quem pleiteia as verbas do Orçamento. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

Rumo ao colapso
Em 2008, o Distrito Federal atingiu a impressionante marca de 1 milhão de veículos em circulação. Dois anos depois, a frota já aumentou 22%, com 1,2 milhão de máquinas disputando espaço nas pistas. Nesse ritmo, a cidade motorizada chegará ao patamar de 2 milhões de carros em apenas sete anos. Além de seguidos congestionamentos em vias como a Estrada Parque Núcleo Bandeirante (foto), o excesso de automotores provoca mais acidentes e dificulta a ação do Detran, que precisaria de mais 400 agentes para disciplinar o tráfego. O governador eleito Agnelo Queiroz acredita que a reforma do transporte público é uma medida decisiva para livrar a capital federal do colapso nas pistas. O trânsito é o quarto tema da série de reportagens do Correio sobre os desafios para o próximo ocupante do Palácio do Buriti. (Págs. 1, 25, 26 e Visão do Correio)
Orçamento: Gim não resiste às denúncias de fraude
Pressionado, o senador Gim Argello (PTB-DF) renunciou à relatoria do Orçamento de 2011 após as suspeitas de fraude com emendas de sua autoria. Na prestação de contas para o Senado, Gim apresentou notas de empresas que não confirmam ter realizado serviço ao parlamentar. (Págs. 1 e 2 a 4)
Novo governo: PMDB fecha a conta com seis ministérios
Mesmo insatisfeito com a partilha, o partido ocupará as pastas de Minas e Energia, da Agricultura, do Turismo, da Previdência e da Defesa. A legenda também ficou com a Secretaria de Assuntos Estratégicos, que ganhou mais poderes. (Págs. 1 e 5)

Educação
DF é o melhor num Brasil com péssimo rendimento. (Págs. 1 e 12)

Na cadeia: Criador do WikiLeaks sem direito a fiança
O responsável pelo site que abalou a diplomacia mundial foi preso em Londres, sob acusação de crimes sexuais. Administradoras de cartões de crédito dos EUA bloquearam os pagamentos à empresa de Julian Assange. (Págs. 1 e 20)

BC prepara o aumento dos juros
Para controlar a inflação, a Selic pode ser elevada hoje pelo Comitê de Política Monetária. A presidente eleita, Dilma Rousseff, já recebeu o aviso. (Págs. 1 e 13)

Valor Econômico

Desvio de recursos nasce em emendas para eventos
As denúncias sobre irregularidades na aplicação de recursos proporcionados por emendas apresentadas pelo senador Gim Argello (PTB-DF) aos Orçamentos da União de 2010 e 2011 podem ser a "ponta de um iceberg", avaliam parlamentares da Comissão Mista de Orçamento do Congresso. Só para promover a divulgação do turismo, as emendas dos parlamentares transferiram dos cofres públicos para entidades privadas e prefeituras R$ 948,1 milhões de 2004 até outubro de 2010. Nessa rubrica estaria a origem dos desvios de dinheiro público.
Com esses recursos, as entidades favorecidas, geralmente institutos criados para essa finalidade promovem shows, festivais, rodeios e outras festas. Os técnicos da Comissão desconfiam que, como ocorreu com algumas emendas do senador Argello, muitas dessas empresas podem ser de fachada ou beneficiar pessoas ligadas a parlamentares. (Págs. 1 e A7)
Justiça manda cartel ressarcir consumidores
A Justiça de Minas Gerais concedeu a primeira decisão que manda empresas condenadas por cartel ressarcir consumidores prejudicados por causa de preços mais altos. A decisão foi tomada pela juíza Iandara Nogueira, de Belo Horizonte, e beneficia 260 hospitais públicos e privados do Estado que teriam pago mais caro por gases industriais devido à atuação ilegal das empresas, que foram condenadas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O "cartel dos gases" foi punido pelo órgão em setembro, com multas recordes que ultrapassaram R$ 2,3 bilhões. Mas o dinheiro das multas não beneficia diretamente aos consumidores prejudicados - é revertido ao Conselho do Fundo de Direitos Difusos, órgão do Ministério da Justiça que destina verbas a projetos de defesa do consumidor, de minorias e do patrimônio cultural.(Págs. 1 e A2)
Indústria local sente o golpe dos importados
A desindustrialização ainda não é evidente nas estatísticas, mas para algumas empresas o crescimento das importações já representa mais que fornecimento complementar à produção nacional.
A Engrecon, que desde 1973 fabrica engrenagens para tratores, terminará o ano com produção 30% menor e apenas dois terços dos empregados que tinha há dois anos. Um ritmo em descompasso com o de seus clientes. A venda doméstica de tratores e máquinas agrícolas cresceu 28% até outubro, na comparação com 2008. "Estamos perdendo vendas para os chineses, indianos e argentinos", diz seu presidente,Jose Carlos Nadalini. (Págs. 1, A3 e A4)

A dívida ambiental das siderúrgicas
As duas maiores plantas siderúrgicas do Rio estão em maus lençóis com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A ThyssenKrupp CSA - Companhia Siderúrgica do Atlântico - teve adiada a entrada em operação de seu segundo alto-forno devido ao receio de que repetisse o desempenho do primeiro equipamento, que na pré-operação lançou partículas de óxido de ferro no ar de Santa Cruz, onde fica a usina.
“Só vamos dar a licença depois que a CSA fizer uma obra para vedar o pátio onde é derramado o gusa e ligá-lo diretamente às centrais de filtragem", disse o presidente do Inea, Luiz Firmino Martins Pereira. De acordo com ele, a empresa informou que essa obra levaria seis meses para ficar pronta. (Págs. 1 e B9)
IBM trabalha de graça nos emergentes
Numa iniciativa rara para impulsionar seus negócios nos mercados emergentes, a IBM tem enviado executivos para prestar consultoria gratuitamente na Ásia, América Latina, Leste Europeu, África e Oriente Médio.
Desde fevereiro, a IBM enviou 36 executivos para passar três semanas dando consultoria em quatro cidades de paises emergentes, como Rio de Janeiro e Chengdu, na China. Em 2011, planeja enviar mais cem executivos para 11 cidades. (Págs. 1 e B11)
Itaú faz leilão de direitos de crédito a imóvel
Em vez de imóveis, como é usual entre bancos que financiam sua venda, o Itaú Unibanco vai leiloar direitos creditórios originados de contratos de financiamento imobiliário com prestações atrasadas e que estão em fase de execução. A ideia é que, ao término do processo de execução e retomada do bem, o imóvel vá para o investidor. O leilão envolve mais de 450 imóveis em 76 lotes. Não serão vendidas unidades avulsas, apenas em lotes, com lances mínimos de 35% do valor de avaliação dos bens. (Págs. 1 e D3)
O lobista das montadoras chega à aposentaria. Será?
Recém-chegada de Detroit, a nova presidente da GM do Brasil, Denise Johnson, recebeu um conselho: "Quer ser simpática? Tome pinga". O episódio marcou e, em sua primeira entrevista à imprensa, ela disse que já havia aprendido a beber cachaça. O conselheiro era José Carlos Pinheiro Neto, vice-presidente da GM, figura peculiar que, longe de ser unanimidade no setor, chega à aposentadoria com uma longa história de serviços prestados à multinacional americana em seu relacionamento com o poder público.
Lobista insuperável foi de quem conseguiu, em 2002, o decreto que reduziu o IPI e tornou viável o carro com motor flex, o maior sucesso da indústria automobilística brasileira em todos os tempos. No governo Lula, o lobby de Pinheiro Neto fez menos sucesso. Mesmo assim, ele ajudou a negociar a redução do IPI que tirou o setor da crise em 2008. (Págs. 1 e B8)
Transporte marítimo e aéreo opõe emergentes e desenvolvidos em Cancún (Págs. 1 e A16)
Câmbio deve flutuar segundo fundamentos econômicos do país, diz Tombini (Págs. 1 e C3)
Argentina veta anúncio estrangeiro
O governo brasileiro tenta reverter restrição imposta pela Argentina a mensagens publicitárias de TV filmadas em países estrangeiros. Medida pode custar até R$ 400 milhões por ano às produtoras brasileiras. (Págs. 1 e B1)
Vanguarda digital
Relatório da Cisco Systems mostra que o emprego da computação em nuvem nas empresas brasileiras (27% dos entrevistados no país afirmaram usar a tecnologia) é maior que a média global (18%). (Págs. 1 e B2)
Dinheiro no celular
A empresa americana de pagamentos on-line PayPal e a Vivo se unem para lançar sistema de pagamento por celular no mercado brasileiro. (Págs. 1 e B3)
Moving em direção a São Paulo
Com 71 estacionamentos no Rio Grande do Sul, a rede Moving quer ter cem unidades no Estado até 2012. Em São Paulo, chega no ano que vem e planeja abrir seis estacionamentos por ano até 2013. (Págs. 1 e B7)
Parcerias em Teles Pires
A Eletrobras definiu a participação de suas subsidiárias no leilão da hidrelétrica Teles Pires. Eletronorte e Chesf ficarão com GDF Suez, Queiroz Galvão e OAS. Furnas e Eletrosul se unirão a Neoenergia e Odebrecht. (Págs. 1 e B10)
Imcopa eleva compras de soja
A Imcopa, maior processadora de soja não transgênica do país, vai comprar 2 milhões de toneladas do grão em 2011, no Paraná e Mato Grosso, 29% mais que neste ano. (Págs. 1 e Bl3)
Colheita 'ensacada'
Atraída pela expansão da fronteira agrícola e pela estrutura de armazenagem deficiente, a Ipsa Río Chico, produtora argentina de "silos-bolsa" de polietileno, planeja a instalação de fábrica no Brasil. (Págs. 1 e B14)
Citi e Elavon unem-se em cartões
A Elavon, quarta maior empresa americana de captura de transações com cartões de crédito e débito, forma joint venture com o Citi para atuar no mercado brasileiro. (Págs. 1 e C10)
Força ao Tesouro Direto
A bolsa lançará campanha para aumentar o número de investidores no Tesouro Direto. Uma das iniciativas será o pagamento de um incentivo aos agentes de custódia conforme a evolução da base de aplicadores. (Págs. 1 e D1)
PLR sem previdência
Mudança de entendimento no Superior Tribunal de Justiça isenta empresas da contribuição previdenciária sobre valores pagos a título de participação nos lucros. (Págs. 1 e E1)
Ideias

Cristiano Romero

Vazamento de conversas entre autoridades do Brasil e EUA mostra diálogo franco, mas pontuado por desconfianças. (Págs. 1 e A2)


Ideias
Martin Wolf

Reestruturação soberana na zona do euro traria fuga de credores e, na pior das hipóteses, nova etapa da crise financeira. (Págs. 1 e A15)

Estado de Minas

Barbárie na rua e na faculdade
Aluno mata professor a facada no Centro Universitário Izabela Hendrix em Lourdes

Má avaliação de um trabalho escolar teria motivado Amilton Loyola Caires, aluno de educação física do Izabela Hendrix, a desferir facada mortal no tórax do professor Kássio Vinícius Castro Gomes, ontem à noite. O estudante fugiu. Na investigação de outro crime que estarreceu BH, a Polícia Civil, com base nas imagens de câmeras de segurança, já identificou pelo menos três torcedores da Galoucura suspeitos de massacrar um rival da Máfia Azul a pauladas e chutes na cabeça. A prisão preventiva deles deverá ser pedida à Justiça. (Págs. 1, 21, 22 e Editorial, na 10)

Opinião
’Torcedores estão se transformando em gangues de desajustados. Está mais que na hora de dar um basta a essa calamidade.’ (Págs. 1, 21, 22 e Editorial, na 10)
Comprando adoidado
Medidas do BC não detêm corrida por empréstimos. (Págs. 1 e 13)
Assange se entrega
Fundador do WikiLeaks foi preso em Londres. (Págs. 1 e 18)

Tatico sumiu
Acórdão abre caminho para prisão de deputado. (Págs. 1 e 7)
Mizael vai a júri
Justiça manda prender acusado de matar Mércia. (Págs. 1 e 12)

Surpresas do PMDB
Na cota dos ministros que o partido quer emplacar no governo Dilma as novidades são Garibaldi Alves (Previdência) e Pedro Novais (Turismo). (Págs. 1 e 3)
Cai Gim das verbas
Acusado de destinar emendas a entidades fantasmas, o senador Gim Argello renuncia ao cargo de relator do Orçamento. (Págs. 1 e 6)

Educação anda mal
Brasil evolui, mas ainda é o 53º em ranking de ensino entre 65 países. Minas obteve a quarta melhor média entre os estados. (Págs. 1 e 23)

Jornal do Commercio (PE)
Via Mangue travada
Prevista para o próximo dia 27, abertura da licitação da obra só deve ocorrer em 2011. Após análise do edital da Prefeitura do Recife, TCE identificou falhas e recomendou modificações. Maiores entraves são projetos de engenharia incompletos. (Pág. 1)
Dono do WikiLeaks é preso (Pág. 1)
Veto de Lula derrota Pernambuco na briga por verbas do pré-sal (Pág. 1)
Estado já registra 15 mortes por dengue hemorrágica (Pág. 1)

Ministério (Pág. 1)

Guerra no Rio (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

Juízes liberam 1,1 mil presos de albergues para abrir vagas
Decisão beneficia apenados do regime aberto da Região Metropolitana, em nova tentativa de desafogar os presídios à beira de colapso. (Págs. 1, 51 e Rosane de Oliveira, 10)
Pedágios
Aliados de Yeda veem incoerência no PT. (Págs. 1 e 6)
Alerta
Brasil decepciona em ranking do ensino (Págs. 1, 38 e Editorial, 22)


Fontes: Radiobras – BrasilWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br