Atualizado 11h28 Quarta, 21 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Ganhador da Mega-Sena tem R$ 2,5 milhões penhorados

1063 acessos - 0 comentários

Publicado em 30/11/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, TERÇA-FEIRA, 30 DE NOVEMBRO DE 2010.

Jornal do Brasil

O primeiro dia do resto de nossas vidas
Na manhã seguinte à invasão do complexo do Alemão pela polícia, o comércio voltou a abrir, moradores saquearam casas de traficantes e um policial disse achar que operários do PAC foram obrigados a abrir galerias de fuga. (Págs. 1 e Rio 2 a 9)
Anna Ramalho
Um buraco no cinturão

Cerco militar ao complexo do Alemão deixou brecha por onde muitos bandidos fugiram sábado à noite (Págs. 1 e Rio, 11)
Candidatos querem anular eleições no Haiti. ONU se cala (Págs. 1 e Internacional, 29 e 30)
Especialistas alertam sobre as armadilhas dos cartões de crédito (Págs. 1 e Economia, 26 e 27)

O Globo

Exército pode ficar 7 meses no Alemão, até a nova UPP
Militares vão usar a experiência de Paz no Haiti para manter cerco e patrulhamento

Um dia após a ocupação do Complexo do Alemão, o governador Sérgio Cabral anunciou que já conseguiu do Ministério da Defesa a garantia de que o Exército poderá permanecer por sete meses no conjunto de favelas até que o Alemão e a Vila Cruzeiro ganhem Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Enquanto cerca de sete mil PMs forem treinados, militares do Exército serão responsáveis pelas operações de cerco, buscas e patrulhamento das favelas. Os soldados que estão nas duas comunidades passaram pelo Haiti e têm experiência em ocupações. Denúncias de saques nas casas de moradores durante as operações policiais levaram à criação de uma ouvidoria em caráter emergencial. A polícia estima que o prejuízo total do tráfico no Complexo do Alemão foi de R$ 50 milhões - entre 42 toneladas de maconha, cerca de 300 quilos de cocaína, armas, dinheiro em espécie, veículos e imóveis. (Págs. 1, 14 a 27, Merval Pereira, Miriam Leitão, Luiz Garcia e Dos Leitores)

Onde estão as armas e os traficantes?

As imagens da fuga em massa de bandidos, exibidas pela TV Globo, deixaram duas perguntas no ar: para onde foram todos os traficantes e onde estão as armas? A policia já prendeu 123 suspeitos, mas investiga a hipótese de que muitos dos 600 traficantes da área tenham escapado pela galeria pluvial do PAC. A revista no Alemão não tem data para acabar. (Págs. 1 e 22)

Editorial
Uma agenda para depois da vitória no Alemão

Ficou provado que, quando o braço do Estado se move de maneira coordenada, a lei se impõe... Mas ainda há muito a que fazer no Congresso, nos tribunais e nas polícias estaduais." (Págs. 1 e 6)

Foto legenda: Policial vasculha a casa de um morador do Alemão, já em clima de Natal: operações em busca de bandidos, armas e drogas não têm data para terminar
Na TAM, caos aéreo mesmo com acordo
Uma semana após acordo das empresas com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para evitar o caos aéreo no fim do ano, a TAM teve 34% dos voos nacionais atrasados ou cancelados. A Anac suspendeu a venda de passagens. (Págs. 1 e 31)
Censo: população vai a 190,7 milhões, mas cai ritmo de crescimento (Págs. 1 e 3 a 10)
EUA prometem punição para site que vazou documentos (Págs. 1, 39 e 40)

Folha de S. Paulo

Exército vai ficar no Alemão por até sete meses
Confronto no Rio
Custo para implantar postos de policiamento comunitário deve passar de R$ 2 milhões

O governador do Estado do Rio, Sérgio Cabral, disse ter acertado com o Ministério da Defesa a permanência do Exército no Complexo do Alemão e na Vila Cruzeiro até instalar duas Unidades de Polícia Pacificadora.

O custo para implantar e equipar as UPPs deve superar R$ 2 milhões, financiados por um fundo de doações da iniciativa privada.

Cabral estimou em até sete meses a permanência dos militares e disse que falta definir questões técnicas, como o número de militares necessários na operação.

Hoje, o Exército manterá 800 homens nos acessos ao Alemão. As UPPs são postos policiais comunitários instalados em favelas que tiveram operações antitráfico.

Só a UPP no Alemão deve precisar de cerca de 2.000 homens, 5% do efetivo da polícia no Estado. A folha salarial mensal das novas UPPs será de ao menos R$ 4 milhões, 4% dos gastos do Rio com pessoal da PM.

Estados vêm reforçando a segurança nas divisas contra migração de traficantes do Rio. Os principais chefes estão foragidos. (Págs. 1 e Cotidiano)

Leia Mais Rio

Morador diz que polícia estragou TVs durante revista. (Págs. 1 e C4)

Milícias ganham espaço, diz autor de 'Elite da Tropa'. (Págs. 1 e C6)

Venda de drogas continua à luz do dia na Rocinha. (Págs. 1 e C3)

Foto legenda: Moradores do Alemão (zona norte) mostram TVs danificadas durante revista na favela
Para EUA, Itamaraty é adversário
Telegramas confidenciais de diplomatas dos EUA divulgados pela ONG Wikileaks revelam que o país vê a política do Ministério das Relações Exteriores como "antiamericana", informa Fernando Rodrigues.

Os mesmo documentos mostram que os americanos enxergam o ministro da Defesa, Nelson Jobim, que será mantido no governo Dilma Rousseff, como aliado e "líder confiável", contrapondo-o à ação do Itamaraty.

Os telegramas integram um lote de 1.947 documentos elaborados pela embaixada dos EUA em Brasília. O Departamento de Estado norte-americano se recusou a comentar as comunicações sigilosas. (Págs. 1 e A4)

Jobim contou sobre tumor de Evo, diz relatório

Em despacho confidencial, diplomatas dos EUA relataram ter ouvido do ministro Nelson Jobim que o boliviano Evo Morales tem "grave tumor". (Págs. 1 e A13)
Anac suspende até sexta a venda de passagens da TAM
A Agência Nacional de Aviação Civil ordenou a suspensão da venda de passagens pela TAM até sexta-feira para tentar conter cancelamentos e atrasos de voos que ocorrem desde sábado.

A Anac iniciou auditoria na TAM. A empresa alega ter tentado evitar que os funcionários superassem o limite de jornada de trabalho permitido por lei. (Págs. 1 e C11)
Europeus acusam presidente da CBF de ganhar propina
Programa da BBC e dois jornais europeus acusam o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, de receber R$ 16 milhões em propina da ISL, empresa de marketing ligada à Fifa que faliu em 2001.

A CBF negou as acusações a Teixeira e disse que o caso já foi julgado, com condenação aos executivos da ISL. A Fifa se recusou a falar sobre o assunto. (Págs. 1 e D6)
População brasileira chega a 190,7 milhões
O Brasil tem 190.732.694 pessoas - mais 12,3% em relação a 2000 -, cresce em ritmo mais lento e é cada vez mais urbano, revelam os dados do Censo 2010, do IBGE. Os moradores das cidades são 84,32% da população.

O Censo visitou 67,6 milhões de domicílios no país, e os recenseadores não conseguiram realizar a entrevista em 901 mil. Nesses casos, segundo o IBGE, foi usada metodologia para estimar o total de habitantes. (Págs. 1 e C10)
Poder
Lula dedica agenda a Haddad para tentar mantê-lo no MEC. (Págs. 1 e A8)
Análise/Kennedy Alencar
Dilma tem de pagar já na largada a fatura política da eleição. (Págs. 1 e A8)
Editorias
Leia "COP-16", sobre a conferência do clima, em Cancún; e "Aeroporto privado", acerca de novos investimentos na infraestrutura do setor aéreo. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo

Exército deve ficar até julho de 2011 em favelas do Rio
Complexo do Alemão e Vila Cruzeiro serão ocupados até a instalação de UPPs; missão preocupa militares

Mesmo contrariado, a Exército vai permanecer no complexo do Alemão e na Vila Cruzeiro até julho do ano que vem, informam os repórteres Tânia Monteiro e Alfredo Junqueira. O prazo é o estimado pelo governo do Estado do Rio para a instalação de Unidades de Policia Pacificadora (UPPs) nesses locais. As tropas federais substituirão as Polícias Civil e Militar nas duas comunidades ocupadas. A avaliação da cúpula da Força e que há um consenso político, irradiado a partir do Planalto, que prega a permanência das tropas nos morros e toma a ampliação da missão irreversível Os militares, porém, estão preocupados com a mudança da missão, que deixará de ser apenas de vigilância de perímetro, isto é, de controle das entradas e saídas do morro, para se tornar uma tarefa quase policial, desempenhada no interior do Complexo do A1emão e na Vila Cruzeiro. O Ministério da Defesa editará uma nova diretriz para resguardar de complicações legais o eventual uso da força pelas tropas, em caso de necessidade. (págs. 1 e Cidades C1 e C3 a C5)
Análises
Pedro Dória

O clima é de êxtase, mas não nos enganemos. (Págs. 1 e C5)
Análises
Dora Kramer

O poder público, quando quer, ganha sempre. (Págs. 1 e A6)
Polícia é acusada de cometer abusos
As batidas policiais em casas no Complexo do Alemão revoltaram vários moradores. Sem mandados de busca, a polícia anunciou que só procuraria armas, drogas e fugitivos, mas está sendo acusada de cometer abusos. (Págs. 1 e Cidades C4)
No Brasil, 190.732.694 de habitantes
Após quatro meses de coleta e revisão de dados, o IBGE revela o primeiro resultado do Censo 2010: o Brasil tem 190.732.694 de habitantes, Em relação ao levantamento de 2000, houve crescimento de 12,3%, menor que o aumento observado na década anterior, de 15,6%. Uma surpresa foi o crescimento de cidades de porte médio e um ritmo menor no crescimento das metrópoles. O Censo mostra também que a população está vivendo mais em cidades do que há dez anos: 84,3%, ante 81,2% em 2000. São Paulo é o Estado mais populoso, com 41.252.160, e Roraima, o menos (451.227). (Págs. 1 e Vida A20)

Análise
José Roberto de Toledo

No século 21, SP passou a 'exportar' gente. (Págs. 1 e A22)
Anac suspende venda de passagens da TAM
Pelo terceiro dia seguido, passageiros da TAM enfrentaram transtornos nos aeroportos do País. O motivo, mais uma vez, foi a falta de tripulantes, o que levou a companhia a cancelar e atrasar voos. Na tentativa de estancar problemas, a Anac determinou a empresa que suspendesse a venda de passagens para todas as rotas domésticas com decolagem prevista até sexta-feira. A agenda iniciou também auditoria na TAM. (págs. 1 e Cidades C6)
Vazamento é 'ataque' aos EUA, diz Hillary
A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, c1assificou o vazamento de documentos diplomáticos promovido pelo WikiLeaks de "ataque" aos EUA e à comunidade internacional. Ela prometeu punir os responsáveis. (Págs. 1 e Internacional A15)
PT quer vaga do PMDB na chefia dos Correios (Págs. 1 e Nacional A4)

Fiesp mostra que 55% da indústria de SP é importadora
Pesquisa da Fiesp com 354 empresas indica que 55% das indústrias paulistas importam maquinas, matérias-primas e produtos acabados, principalmente da Ásia. Só este ano, 17% das fábricas ampliaram as compras no exterior e 3% começaram a importar. (Págs. 1 e Economia B1)
Kátia Abreu
A revisão do Código Florestal

As mudanças propostas ao Código Florestal não contêm uma só norma que facilite o desmatamento. Qualquer afirmação em contrário é falsa. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)
Celso Ming
Cláusula do calote

Por mais abutres que pareçam os credores, não faz sentido culpá-los pelas agruras pelas quais vêm passando tantos paises europeus. (Págs. 1 e Economia B2)
Timothy Garton Ash
Banquete para historiadores

Os documentos vazados pelo WikiLeaks são o sonho dos historiadores. Mas os diplomatas americanos não têm do que se envergonhar. (Págs. 1 e Internacional A16)
Notas & Informações
A ocupação e só um começo

O Rio diz que as populações não ficarão mais à mercê da marginália. Mas a conta não fecha. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense

Coalizão contra o tráfico
Após a ocupação do Complexo do Alemão, os governos federal e do Rio de Janeiro definiram como será a política de combate ao crime organizado nos próximos meses. Em Brasília, o plano da presidente Dilma Rousseff consiste em reestruturar o Gabinete de Segurança Institucional (GSI),aumentar em 37% os investimentos em segurança pública, modernizar as Forças Armadas e reforçar o caráter civil do Ministério da Defesa. O governador Sérgio Cabral anunciou que vai implantar Unidades de Polícia Pacificadora na Vila Cruzeiro e no Complexo do Alemão em sete meses.Nesse período,a ação contra os traficantes terá a participação dos militares. O comando do Exército avalia com reservas essa solução, pois considera arriscado soldados terem contato direto com o narcotráfico. (Págs. 1, 2 e 8 a 11)

Foto legenda: Entregues à sorte

As mulheres de traficantes do segundo escalão tentam sobreviver entre a violência de policiais e a retaliação dos vizinhos de favela, relatam os enviados especiais do Correio, Renata Mariz e Iano Andrade. Aos 19 anos e mãe de um filho, Mônica (nome fictício, foto) diz que teve eletrodomésticos roubados durante a ocupação. (Págs. 1 e 10)
Saúde: UTI em hospital particular ameaçada
A rede privada de saúde no Distrito Federal ameaça suspender a oferta de 125 UTIs para atendimento a pacientes do SUS. Dos 16 hospitais credenciados, dois já não aceitam mais internações: o Hospital das Clínicas, na 910 Sul, e o Alvorada, em Taguatinga. Unidades particulares reclamam uma dívida de R$ 103 milhões da Secretaria de Saúde, que contesta o valor. (Págs. 1, 25 e 26)
Caos aéreo: Após falhas, TAM sofre punição da Anac
A maior companhia aérea brasileira está proibida de vender passagens até a próxima sexta-feira devido ao grande número de atrasos e de cancelamentos de decolagens registrados nos últimos dias. Somente ontem, 33% dos voos da companhia tiveram algum tipo de problema. A empresa alegou dificuldades com a escala de funcionários e prometeu normalizar a situação até amanhã. (Págs. 1 e 13)
Sigilo quebrado: EUA divergem do Brasil sobre o terrorismo
Informações secretas divulgadas pelo site Wikileaks mostram que há cooperação entre os dois países na vigilância das fronteiras brasileiras, mas os norte-americanos se preocupam com a demora do governo Lula em reconhecer a ameaça de grupos armados, como as Farcs. O vazamento de cerca de 250 documentos sigilosos abalou a diplomacia de Washington. (Págs. 1, 20 e 21)

Valor Econômico

Aéreas perdem R$ 5 bilhões com transporte de passageiros
As companhias aéreas brasileiras perderam R$ 5,3 bilhões nos últimos quatro anos - período em que a demanda doméstica cresceu 58,8% e a internacional recuou 17,2% -, levando-se em conta somente receitas e despesas com a sua atividade principal: o transporte aéreo de passageiros.
O prejuízo bilionário, que não inclui outros serviços como embarque de cargas e operações financeiras, foi apurado no Anuário do Transporte Aéreo de 2009, da Agenda Nacional de Aviação Civil (Anac). Especialistas e executivos do setor afirmam que a conta não fecha por uma conjugação de fatores: crise econômica, dois acidentes aéreos de grandes proporções e guerra de preços nas passagens. (Págs. 1 e B1)
Ofertas de ações em fase de alta
As ofertas públicas de ações devem somar cerca de R$ 14 bilhões nos próximos três meses, segundo estimativa do Itaú BBA. Desse total, cerca de R$ 5 bilhões são de seis empresas que já estão com pedido de registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e outros R$ 9 bilhões são previstos para operações que ainda não são conhecidas pelo mercado. Neste ano, as 20 operações já realizadas somaram R$ 147,7 bilhões - R$ 27,5 bilhões, excluindo-se a capitalização da Petrobras.
A rede de farmácias Droga Raia, o grupo de educação Anhanguera e a companhia de energias renováveis Desenvix tentarão acessar o mercado ainda este ano. A Droga Raia publicou ontem aviso ao mercado, com detalhes de preço e cronograma das operações. Já a fabricante de autopeças Autometal, a administradora de shopping centers Sonae Sierra e a petroleira Queiroz Galvão Exploração e Produação planejam realizar suas ofertas no início de 2011. (Págs. 1 e D4)
Brasil lidera fusões e aquisições nos Bric
O Brasil foi o país dos Bric (com Rússia, China e Índia) que mais atraiu operações de fusões e aquisições internacionais neste ano. De janeiro até agora, as transações que tiveram o Brasil como alvo envolveram US$ 61,1 bilhões, representando 46,6% dos acordos nos Bric, segundo levantamento do provedor de dados Dealogic, de Londres.
Essa movimentação reflete o interesse de companhias globais em assegurar presença no mercado brasileiro. Foram 196 negócios no Brasil. A China atraiu 798 operações, mas com valor menor, de US$ 45,2 bilhões. (Págs. 1 e C1)

Maquete de Belo Monte ajuda a corrigir falhas em obras da usina, diz André Fabiani (Págs. 1 e B10)

Ganhador da Mega-Sena tem R$ 2,5 milhões penhorados
Ganhador de R$ 110 milhões na Mega-Sena, um recém-milionário foi traído pela sorte por uma pequena nota publicada em um jornal do Rio Grande do Sul. O texto, apesar de não citar nomes, informava que o sortudo era empresário gaúcho e morador de uma cidade do interior do Estado. A notícia ainda trazia a atividade da empresa, um frigorífico, e que ele possuía dívidas trabalhistas. Essas poucas informações chamaram a atenção de um procurador da Fazenda Nacional que, ao acionar o núcleo de inteligência do órgão, descobriu em uma semana o nome do apostador e um débito de R$ 2,5 milhões da empresa com a União. Com os dados em mãos, o procurador foi à Justiça e conseguiu uma ordem para bloquear o valor da dívida na conta do apostador. O caso inusitado é um exemplo do trabalho realizado pela área de inteligência da Fazenda, no Grupo de Acompanhamento dos Grandes Devedores da União. Formado por 65 procuradores, esses profissionais levantam o histórico de contribuintes e descobrem: bens e dinheiro que possam ser penhorados para pagar as dívidas com a União. As fontes de busca vão desde notas veiculadas em revistas e jornais até denúncias e troca de informações com a Receita Federal e as fazendas estaduais. (Págs. 1 e E1)
Cosipar aposta na hidrovia
Com a inauguração das eclusas da usina de Tucuruí (PA), a Companhia Siderúrgica do Pará (Cosipar) inicia a exportação de ferrogusa pela Hidrovia do Tocantins, opção logística à Estrada de Ferro Carajás, da Vale. (Págs. 1 e B9)
IIF recomenda alta dos juros
O Instituto Internacional de Finanças (IIF) defende a alta dos juros para que o BC brasileiro preserve sua credibilidade e ratifique sua "credencial anti-inflação". (Págs. 1 e C8)
Projeto proíbe sócio oculto
Projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados pretende exigir das empresas estrangeiras a indicação de todos os participantes do quadro societário como condição para se instalarem no Brasil. (Págs. 1 e El)
Ideias
Antonio Delfim Netto

Fazer o juro interno convergir para a média internacional é a única forma de reduzir os movimentos de capitais oportunistas. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Márcio Garcia

É agora, quando a crise já passou e a economia está em franca expansão, que a política fiscal expansionista cobra sua conta. (Págs. 1 e A15)
Captações externas
Mesmo sem tradição no mercado de capitais brasileiro, algumas empresas aproveitam o apetite dos investidores estrangeiros para diversificar suas fontes de captação e lançam papéis de dívida no exterior. (Págs. 1 e C8)
ING vai vender participação na Sul América
O banco holandês ING definiu a estratégia de venda de seus ativos no setor de seguros em todo o mundo, o que inclui uma participação de 36% no capital da brasileira Sul América, com valor de mercado estimado em R$ 2 bilhões. Ainda não há definição sobre como será a venda dessas ações, que estão em fase final de avaliação. O ING não descarta vender as ações em oferta pública na Bolsa de Valores de São Paulo, como fará com participações nas maiores empresas dos Estados Unidos, Europa e Ásia. (Págs. 1 e C1)

Estado de Minas

Sinal fechado para o tráfico em Minas
PM monta barreiras nas divisas com o Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo para impedir entrada de traficantes.

Pesquisa nos presídios do estado identificará presos ligados a criminosos cariocas.

Polícia pede que população fique atenta e avise sobre a presença de suspeitos.

Governo fluminense quer forças de segurança ocupando o Complexo do Alemão por sete meses.

Investigação indica que rede de esgoto serviu de rota de fuga para bandidos na favela. (Págs. 1, 10 a 12, 21 e 22)

Foto legenda: Blitz montada pela PM entre Juiz de Fora e a divisa com o Rio de Janeiro: os policiais paravam e revistavam os carros, além de conferir documentos de motoristas e passageiros
Dilma prepara plano de combate ao crime organizado (Págs. 1 e 4)
Nova equipe: Anastasia deve nomear Nárcio para Secretaria de Ciência
Nome do presidente do PSDB de Minas, deputado federal Nárcio Rodrigues, ganha força para ocupar a pasta de Ciência e Tecnologia, a pedido dele próprio, interessado em ficar no estado para disputar o Senado em 2014. (Págs. 1 e 6)
Eleitor já não se lembra do voto
Um em cada cinco eleitores, segundo o TSE, esqueceu em quem votou para deputado. (Págs. 1, 3 e 8)
Confusão no ar
Anac manda TAM suspender venda de passagens até sexta-feira, devido a atrasos e cancelamentos de voos. (Págs. 1 e 13)
Mais mulheres
O Brasil tem 190,7 milhões de habitantes, aponta Censo. Em BH, há 150 mil mulheres a mais do que homens. (Págs. 1 e 24)

Jornal do Commercio (PE)

Divisas reforçadas para barrar traficantes
Durante solenidade no Comando Militar do Nordeste, o governador Eduardo Campos avisou que intensificará a fiscalização para impedir a entrada de bandidos foragidos do Rio de Janeiro. Exército vai ficar nos morros cariocas até julho. (Pág. 1)
Recife é a capital do país com mais mulheres (Pág. 1)
Lula tenta manter Haddad no comando da Educação (Pág. 1)
Procon lança alerta sobre abusos na lista do material escolar (Pág. 1)
Antibiótico, agora, só pode ser comprado com receita médica (Pág. 1)
Anac suspende venda de passagens por causa de atrasos (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

Fronteira Sul terá base contra o narcotráfico
Plano do governo federal para tentar estancar entrada de drogas e armas no país inclui monitoramento da região com veículos aéreos não tripulados israelenses.

A busca por fugitivos em favelas cariocas.

Como funciona o QG da polícia no Rio.

Militares ficarão nos morros até 2011. (Págs. 1, 42 a 45 e Editorial, 16)

Foto legenda: Em busca de criminosos, armas e drogas, policiais vasculham casas e ruas do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro
Novo governo: Lula pressiona para emplacar ministros
Em pelo menos nove pastas, presidente tenta garantir seus favoritos para equipe de Dilma. (Págs. 1 e 6)
Revelações do WikiLeaks: Brasil oculta combate ao terror
Documentos apontam colaboração do país com os EUA. (Págs. 1, 26 e 27)

Fontes: Radiobras – BrasilWiki!

Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br