Atualizado 19h36 Domingo, 18 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

"Luiz Zidane Lula da Silva"

625 acessos - 2 comentários

Publicado em 24/10/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS E REVISTAS BRASILEIROS, DOMINGO, DIA 24 DE OUTUBRO DE 2010.

Jornal do Brasil


Lula nomeará ministro do STF após as eleições
Presidente vai consultar quem vencer o pleito

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não vai deixar para quem o suceder a tarefa de nomear o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) que ocupará a vaga de Eros Grau, já aposentado. No entanto, ele deve esperar o resultado do pleito do dia 31 para decidir sobre a escolha em comum acordo com quem for eleito para administrar o país a partir de 2011. Nos bastidores do Judiciário, a campanha já começou. Estão no páreo nomes como Cesar Asfor Rocha e Luiz Fux, do STJ, e do advogado e deputado federal José Eduardo Cardozo (PT-SP). (Informe JB, 4)


Plenário vazio e pauta cheia

Congresso espera volta de parlamentares (País, 2)

O Globo


Quem é esse eleitor?
O que pensam os indecisos e o que os candidatos estão fazendo para conquista-los

A uma semana da eleição, as campanhas dos presidenciáveis vão buscar o voto de um grupo decisivo: os 6% de eleitores indecisos e os 10% que admitem mudar de voto, de acordo com o último Datafolha. Somados, eles superam a diferença de votos entre Dilma Rousseff e José Serra. Ouvidos pelo GLOBO em seis capitais brasileiras, os eleitores indecisos se queixam da falta de propostas e da troca de atraques dos candidatos. Entre as mulheres, os indecisos são 9%; e entre homens, 4%. A dúvida também é grande no grupo dos que têm apenas o ensino fundamental, 8%. Entre os que ganham até dois salários mínimos, outros 8% ainda não sabem em quem votar. "Já fui Dilma, já fui Serra, já fui Dilma de novo, votei em Serra e agora não sei mais em quem votar", diz a doceira pernambucana Ana Paula Justino. Muitos dos eleitores de Marina ainda não conseguiram escolher um candidato. Especialistas alertam que o indeciso muitas vezes deixa para resoler bem na hora do voto, quase diante da urna, e pode ser influenciado por fatores tão diferentes como o último debate ou o apelo de um militante a caminho da urna. (Págs 3 e 4)


Secretário de Justiça: "Dilma pedia dossiês"
Reportagem da ’Veja’ diz que, em escuta feita com autorização judicial, o hoje secretário Nacional de Justiça, Pedro Abramovay, se queixou: "Não agüento mais receber pedidos de Dilma e do Gilberto Carvalho pra fazer dossiês". Carvalho virou réu em processo de corrupção contra o PT em Santo André. (Pág. 9)


Na educação, o abismo entre dois mundos
Na Coreia do Sul, 97% dos estudantes concluem o ensino médio. O investimento em educação ajudou a transformar o país de economia agrária num dos maiores PIBs da Ásia. No Brasil, 15% dos jovens de 15 a 17 anos estão fora da escola. Dos que começam o ensino médio, 35,5% desistem. (Págs 13 e 14)


O Brasil do novo presidente
Dirigente do IBGE abre dados do Censo e revela país cuja população migra muito e, em 20 anos, vai parar de crescer. (Pág. 18)


Elio Gaspari
Lula agiu como Zidane. O farsante foi ele.
(O País - Pág. 16)


Caetano Veloso
O embate entre Dilma e Serra anula meu voto. (Segundo Caderno - Pág. 2)


Merval Pereira
Até intelectuais aplaudem os absurdos de Dilma (O País - Pág. 4)


Ancelmo Gois
Os novos deputados e a turma do toma lá dá cá (Rio - Págs 30 e 31)


Luiz Paulo Horta
Fim do triunfalismo; é hora da briga de punhais (Opinião - Pág. 6)


Folha de S. Paulo


Estatais ampliam quadros em 30% no governo Lula
BB, Caixa e Petrobras respondem por dois terços do aumento; funcionalismo civil cresceu 14%

Levadas por Dilma Rousseff (PT) ao centro do debate eleitoral, as 118 estatais controladas pelo Tesouro tiveram alta de 30% no quadro de funcionários de 2002 a 2009, relata Gustavo Patu. A expansão dos servidores civis foi de 14% no período. Com o acréscimo de 112 mil contratados, as estatais chegaram perto de 482 mil funcionários, em cálculo da Folha. Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Petrobras respondem por dois terços do crescimento.
Para seus defensores, o aumento reforça o Estado e é fruto do crescimento econômico e da substituição de terceirizados. (Eleições /Pág. 1)


Paulo Preto fez mudanças em contratos ao assumir obras
Um dia após ser nomeado responsável pelas obras do trecho sul do Rodoanel, o então diretor da Dersa Paulo Vieira, o Paulo Preto, autorizou mudança em contratos. O aditivo deu mais liberdade a empreiteiras. A obra encareceu R$ 264 milhões. Souza e a estatal negam irregularidade. (Eleições/Págs. 1 e 5)


Para a Serasa, país corre risco de excesso de endividamento
O número de pessoas com dívida superior a R$ 5.000 nos últimos cinco anos passou de 10 milhões para 25,7 milhões, segundo informações do Banco Central. Para a Serasa, há o risco de o país enfrentar um "superendividamento" diante da falta de dados sobre o perfil dos débitos e a capacidade de pagamento. (Págs. 1 e B1)

ELIO GASPARI

Luiz Zidane Lula da Silva

O presidente não pode sair por aí dando cabeçadas desleais nos adversários; no "dia da farsa", o farsante foi ele

Para ficar na metáfora de Lula, seu comportamento ao comparar o ataque sofrido por José Serra no Rio ao teatrinho do goleiro chileno Roberto Rojas foi semelhante ao do jogador francês Zinedine Zidane quando deu uma cabeçada no zagueiro italiano Materazzi, em 2006.

Lula deve desculpas a Serra. Chamou-o de mentiroso sem ver os vídeos que reconstituem o incidente. Se os tivesse visto, não teria mentido, pois só uma pessoa desonesta (e as houve, muitas) não via que retratavam dois episódios, distintos. Serra foi atingido duas vezes, por uma bola de papel e por um objeto mais pesado. A entrada de Nosso Guia no debate foi um golpe desleal, demagógico.

Se tivesse ocorrido um "dia da farsa", com Serra simulando uma agressão, teria havido uma malfeitoria de candidato. Infelizmente o farsante foi Lula, no exercício da Presidência da República, função que está obrigado a honrar até o dia 1º de janeiro de 2011.

Fernanda Torres
2º turno começou temente a Deus e pode acabar em tiro. (Eleições/Págs. 1 e 5)


Editoriais
Leia "Torpor imprevidente", sobre ausência de planos econômicos no debate eleitoral; e "Sob controle", acerca de conselho para monitorar imprensa. (Págs. 1 e A2)


O Estado de S. Paulo


Apoio do BNDES a frigoríficos ajudou a desmatar Amazônia
Para TCU, houve falha na condução de políticas públicas, a cargo da Casa Civil

O Tribunal de Contas da União (TCU) atribuiu a uma "falha" da Casa Civil o choque entre duas políticas públicas do governo Lula, informa a repórter Marta Salomon. Na contramão da política de combate ao desmatamento na Amazônia, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social investiu, de 2008 para cá, R$ 10 bilhões em grandes frigoríficos, contribuindo para o avanço da pecuária na região, atividade reconhecida pelo governo como a maiores responsável pelo desmatamento. Segundo o TCU, houve "falhas na coordenação, a cargo da Casa Civil", na época comandada por Dilma Rousseff. (Vida - Pág. A29)


"PT é partido da morte", acusa bispo de Guarulhos
O bispo de Guarulhos, D. Luiz Gonzaga Bergonzini, afirmou ontem que o PT é "o partido da mentira e da morte". Para ele, "o PT aceita o aborto até o nono mês de gravidez". D. Luiz lidera setores da Igreja Católica que combatem a candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência. É dele a iniciativa de mandar fazer 2 milhões de cópias do folheto que recomenda o voto a candidatos e partidos contrários ao aborto. O bispo está requerendo ao TSE a devolução dos folhetos, que foram apreendidos pela PF. (Nacional - Pág. A12)


Em gravação, secretário diz que Planalto pedia dossiês
Conversas gravadas no gabinete da Secretaria Nacional de Justiça sugerem que partiram do Planalto ordens para que a secretaria produzisse dossiês "contra quem atravessasse o caminho do governo". Os diálogos, revelados ontem pela revista Veja, ocorreram entre o secretário Nacional de Justiça, Pedro Abramovay, e seu antecessor, Romeu Tuma Jr.: "Não agüento mais receber pedidos de Dilma e do Gilberto Carvalho para fazer dossiês", desabafou Abramovay, que, procurado pela revista, negou tais afirmações. Tuma Jr. comfirmou a queixa. (Nacional - Pág. A13)


R$ 126 bilhões de gastos esperam novo presidente
Antes de assumir, o novo presidente enfrentará pressões por mais gastos. Entre eles, a fixação do salário mínimo e das aposentadorias, a partir de janeiro. No Congresso, outras propostas já somam R$ 125,9 bilhões. (Nacional - Pág. A4)


Emergentes terão mais poder no FMI
Ministros do G-20 aprovaram ontem medidas para tentar evitar uma guerra cambial e acertaram a reforma do Fundo Monetário Internacional, que amplia o poder dos países emergentes. O Brasil passará da 14ª para a 10ª posição na lista dos países com poder de voto no FMI, passando à frente de Canadá, Holanda, Bélgica e Arábia Saudita. Dos dez primeiros postos, seis ficarão com os países desenvolvidos e quatro com o Brasil, Rússia, Índia e China. (Economia - Pág. B14)


MST prepara ação logo após 2º turno
O MST pretende iniciar nova ofensiva no campo assim que terminar a eleição. O movimento, que apoia Dilma Rousseff (PT), cobrará promessa de assentamentos. (Nacional - Pág. A15)


O assédio petista à mídia
As tentativas de controlar os meios de comunicação tiveram dois exemplos nos últimos dias. (Pág. A3)


Mais desmatamento
Amazonas foi o único Estado que registrou aumento no desmatamento, na última medição. (Vida - Pág. A30)


Dora Kramer
O estilo desfaz o homem

Falta pouco tempo para que o estilo do presidente de se desmoralizar em público apenas para insultar o adversário desça com ele a rampa do Planalto. (Nacional - Pág. A8)
José R. Mendonça de Barros
Piora a situação mundial

O agravamento do quadro econômico pode colocar em risco a recuperação mundial. O centro do problema é o impasse entre EUA e China. (Economia - Pág. B18)


Correio Braziliense


Superbactéria desafia autoridades
Dificuldade de isolar pacientes em hospitais superlotados e o uso indiscriminado de antibióticos tornam mais difícil o controle da KPC, bactéria super-resistente que já matou 18 pessoas e infectou 183 no DF. Além da capital, onde o caso é tratado como surto, 10 estados registram ocorrências de infecção. Governo publica nesta semana novas regras para compra e venda de medicamentos, entre outras medidas.(Págs. 38 e 39)


Analfabetismo
Presidenciáveis ignoram problema que atinge 14 milhões. (Pág. 6)


Mutirão na embaixada americana
A crescente demanda por vistos para os Estados Unidos, motivada pela desvalorização do dólar frente ao real, levou representação do país a promover um esforço concentrado. Ontem, foram feitos 900 atendimentos e para o feriado do próximo dia 2 estão abertas 1,5 mil vagas para entrevistas. (Pág. 14)


Exportação enfrenta empecilhos
A força do real frente ao dólar não é o único fator que emperra o mercado exportador brasileiro. A alta carga tributária, a complexidade do sistema de cobrança de impostos e as dificuldades na logística, na infraestrutura e nos transportes de mercadorias voltaram a ser alvo das reclamações do setor produtivo. (Págs. 16 a 19)


Diplomacia
Especialistas divergem sobre mudanças após resultado das eleições. (Pág. 26)

Estado de Minas


Brasil Tiririca: Um mal que desafia candidatos
A eleição de Tiririca (PR-SP), que ainda precisa provar que não é analfabeto, para deputado federal expõe um grave problema: 14 milhões de brasileiros (7,5% da população) não sabem ler e escrever. Mas o tema é desprezado pelas campanhas de Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB). A petista diz que continuará o programa de alfabetização do governo, que reduziu em apenas 0,3% o número de analfabetos no país. O tucano tem proposta só para ensino infantil e ignora educação de jovens e adultos. (Págs. 3 a 5 e Editorial NA 8)


PT faz abraço por Dilma. Serra teme abstenção
Petistas abraçaram a Avenida do Contorno para pedir votos para Dilma Rousseff, que foi a Diadema (SP), ontem. Em Araraquara (SP), José Serra disse estar preocupado com viagens de eleitores no dia 31. (Págs. 13 e 14)


Obras do metrô e Rodoanel são eternas promessas
Depois de oito anos de governo FHC e oito de Lula, a ampliação do metrô de BH, o Rodoanel e a duplicação da BR-381 não saíram do papel. E agora voltam como novas promessas nos discursos de Dilma Rousseff e José Serra. (Págs. 10 a 12)


Jornal do Commercio (PE)


A reta final


Superbactéria


Zero Hora (RS)


A vida depois do crack
Família, trabalho, fé e disciplina fortalecem ex-usuários, como Rodrigo, o campeão de hipismo que volta a competir. (Págs. 32 e 33)


O vice de Dilma - Por David Coimbra
ZH revela facetas de Michel Temer e Índio da Costa, os coadjuvantes da eleição. (Págs. 14 e 15)


O vice de Serra - Por Moisés Mendes
ZH revela facetas de Michel Temer e Índio da Costa, os coadjuvantes da eleição. (Págs. 12 e 13)


O baú da Era Lula
Entre cartas e presentes, acervo reúne 1,3 milhão de itens. (Págs. 4 e 5)


Ajuda brasileira
Democracia tenta superar caos no Haiti

Missão verde-amarela guarnece disputa de 19 candidatos. (Pág. 20)


REVISTAS SEMANAIS - DATAS DE CAPA.


Veja, 27/10/2010.



A verdade sobre os dossiês
"Não aguento mais receber pedidos da Dilma e do Gilberto Carvalho para fazer dossiês. (...) Eu quase fui preso como um dos aloprados."
(Pedro Abramovay, atual secretário nacional de Justiça, em conversa com seu antecessor, Romeu Tuma Júnior).

Diálogo enre autoridades revelam que o Ministério da Justiça, o mais antigo e tradicional da República, recebeu e rechaçou pedidos de produção de dossês contra adversários. (Pág. 27)

Época, 25/10/2010.


Serra x Dilma


As diferenças entre o que eles pensam sobre o Brasil - muito além da pancadaria eleitoral. (Pág. 49)


Superbactérias
Por que elas estão vencendo a guerra contra os antibióticos. (Pág. 78)


ISTOÉ, 27/10/2010.


Santos e santinhos de uma guerra suja
Como a central de boatos do candidato José Serra armou com a TFP, monarquistas, integralistas e radicais religiosos um esquema de difamação e distribuição de informações falsas, atuando nos subterrâneos da campanha presidencial. (Pág. 38)


Marina Silva em entrevista exclusiva: "Muita gente no PV vota em Dilma"
Embora não declare seu voto, a senadora Marina Silva diz que a decisão responsável é aquela que aponta no sentido de se "manter as conquistas". (Pág. 8)


ISTOÉ Dinheiro, 27/10/2010.


Como vender sua empresa
O fundador envelheceu, os filhos têm outros interesses e a empresa precisa de um sócio estratégico para crescer... Existem várias razões para se desfazer de um negócio - ou de parte dele. Nessa hora, saiba como valorizar ao máximo o patrimônio construído com tanto suor. (Pág. 1)


Eleições 2010: FHC deixou um legado de estadista, mas o candidato tucano José Serra não soube aproveitá-lo
Fernando Henrique Cardoso tem um legado indiscutível de estadista que foi escondido pelos marqueteiros do candidato tucano e que só agora, a poucos dias da eleição, foi lembrado. No Meeting Empresarial do LIDE, na Colômbia, FHC reclamou abertamento da falta de coragem da oposição para falar bem das privatizações, sua maior herança. Resta saber se essa reabilitação não ocorreu tarde demais. (Pág.1)


Vida executiva: O drama de quem viaja de avião no País
Os executivos brasileiros já não têm receio de voar. Têm medo de aeroportos. O caos aéreo no País, com terminais superlotados e atrasos nas decolagens, causa prejuízos incalculáveis aos negócios. (Pág. 58)


CartaCapital, 27/10/2010.


Uma guerra tucana
À PF, o jornalista Amaury Ribeiro Jr. confessa ter agido a favor de Aécio Neves contra José Serra. (Pág. 24)


Ao ser atingido, dirija-se imediatamente ao hospital
A simulação da agressão a José Serra no Rio de Janeiro é só mais um episódio de uma campanha tomada pela baixaria, a hipocrisia e a má-fé. (Pág. 30)


FONTES: RADIOBRAS-BRASILWIKI!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Comentários
01
Reporte abuso
nois é nois
nois 25/10/2010

Todo "gato astuto quando defeca joga terra por cima" estamos assistindo empenho desnecessario para colocar Dilma no poder,tería "nosso gato defecado e esqueceu de jogar terra"?Só mesmo o tempo dirá,caso-se confirme vitória de Dilma,no minimo vamos esperar 8,ou 16 anos--neste espaço-tudo-se prescreve


 
02
Reporte abuso
marcia
são paulo 24/10/2010

Por que será que o Lula está tão desesperado? A ponto de contratar petistas pra ficar escrevendo nos blogs tentando mascarar a verdade.A ponto dele mesmo dar a cara pra bater e se expor falando besteiras!!!!! Hummmm sintomático não acham?


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br