Atualizado 19h36 Domingo, 18 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Feriadão eleitoral é arma de campanha

511 acessos - 0 comentários

Publicado em 19/10/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, TERÇA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO DE 2010.

Jornal do Brasil



Mais sombras incomodam Dilma e Serra

Campanha prioriza acusações a propostas

As acusações sobre Dilma Rousseff e José Serra seguem a todo vapor. O antropólogo italiano Massimo Canevacci, marido de Sheila Canevacci (a dançarina que afirmou ter ouvido de Monica Serra, mulher do tucano, a admissão de um aborto) saiu em defesa da esposa - mas Monica continua negando. Já o PSDB pediu instauração de inquérito para apurar o envolvimento de Valter Cardeal de Souza, diretor da Eletrobras e homem de confiança de Dilma, em tráfico de influência, formação de quadrilha, prevaricação e improbidade. (Págs. 1 e País, 2 e 3)

Natureza vencedora

Confira os campeões do Prêmio Brasil

Em cerimônia realizada ontem, na Firjan, foi entregue o Prêmio Brasil de Meio Ambiente, destacando os principais projetos ambientais do país. É a quinta edição do evento, criado em 2006 pela Casa Brasil e pelo JB. Este ano houve homenagens a personalidades como Eike Batista, Carlos Arthur Nuzman e Ivo Pitanguy. (Págs. 1 e Economia, 11 e 12)

Só agora Haiti remove os seus escombros (Págs. 1 e Internacional, 13 e 14)

O Globo



Petrobras muda prazo e passa a explorar o pré-sal na eleição

Início da atividade comercial de Tupi será antes do segundo turno

O presidente Lula e o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, anunciaram ontem, num evento em São José dos Campos, que a estatal começará a exploração comercial do pré-sal na área de Tupi, na Bacia de Santos, entre 27 e 29 de outubro, a poucos dias do segundo turno das eleições. Tupi e a área com maior volume de reservas estimadas para o pré-sal. A operação estava programada para acontecer no fim do ano e foi antecipada. Segundo Lula, a data será um novo marco da indústria petrolífera do país. 0 anúncio ocorre no momento em que a Petrobras está no centro da disputa eleitoral. (Págs. 1, 10 e 25 e editorial "Partidarização de estatais e dirigismo")

Já Erenice, ficou para depois

A Casa Civil prorrogou por 30 dias os trabalhos da comissão de sindicância que apura denúncias de tráfico de influência na gestão de Erenice Guerra. Os resultados só saem após a eleição. A PF fez cópias dos arquivos dos computadores de Erenice. (Págs. 1 e 3)

Foto legenda: Guerra das estrelas. Entre Leonardo Boff e Chico Buarque, Dilma recebe apoio de intelectuais e artistas no Rio. No
"JN", ela agradeceu os 47 milhões de votos e comparou-se a Indira Ghandi. (Págs. 1, 10 e 11)

Foto legenda: Serra recebe o apoio de Gabeira, observado por Fernando Henrique e Fábio Feldmann: um dia após o PV optar pela neutralidade, alguns verdes declararam voto no tucano. (Págs. 1 e 15)

PT pede apuração sobre gráfica ligada a assessor tucano. (Págs. 1 e 4)

Cresce violência contra reformas na França

Nos protestos contra as mudanças na Previdência, 290 foram presos. Falta combustível em 2.500 postos, hoje haverá nova greve geral. A votação do projeto que aumenta a idade da aposentadoria foi adiada para quinta-feira. (Págs. 1 e 26)

México já tem prefeitos que moram nos EUA

Num cenário de execuções que ameaça o poder do Estado, 12 prefeitos já foram assassinados no México. A violência obriga alguns a se mudarem para os EUA e atravessarem a fronteira para trabalhar. (Págs. 1 e 30)

Para segurar o dólar, sobe mais o IOF do investimento externo (Págs. 1 e 26)

Folha de S. Paulo



Governo volta elevar imposto para estrangeiro.

Após 2 semanas, IOF tem nova alta; objetivo é desestimular capital volátil e conter desvalorização do dólar, diz Mantega. (Págs. 1 e A14)

Foto legenda: Presidente 40 Eleições 2010

Meus caros amigos. FHC durante evento em que Fernando Gabeira declarou apoio a José Serra; ex-presidente aparece ao lado de candidato pela 1ª vez na campanha. (Págs. 1 e A13)

Essa moça tá diferente

Com o governador reeleito da Bahia, Jaques Wagner, na fila de trás, Dilma e Chico Buarque se abraçam em ato de apoio à petista no Rio. (Págs. 1 e A12)

Estatais bancam revista pró-PT vetada pelo TSE

Publicação que faz campanha para Dilma Rousseff (PT) segundo a Justiça Eleitoral, a edição deste mês da "Revista do Brasil" teve anúncios pagos pela Petrobras e pelo Banco do Brasil, informa Silvio Navarro.

O Tribunal Superior Eleitoral determinou a interrupção da distribuição da revista por ela ser ligada à CUT. Editor vê
"censura". (Págs. 1 e A4)

Em novas criticas à imprensa, o presidente Lula condenou o veto à circulação da "Revistado Brasil". (Págs. 1 e A4)

Apuração sobre Erenice sairá só após o 2º turno

A Casa Civil prorrogou por 30 dias o prazo para comissão de sindicância interna investigar tráfico de influência de servidores ligados a Israel Guerra, filho da ex-ministra Erenice Guerra. Com isso, a apuração sairá 56 depois da eleição. (Págs. 1 e 49)

Petista acusa Serra de evitar investigação

Dilma Rousseff (PT) acusou José Serra (PSDB) de "acobertar" suspeita de pagamento irregular a Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto. No "Jornal Nacional", Dilma comparou a situação ao caso Erenice, que está sendo investigado. (Págs.1 e A12)

Análise: Manifestações na França extrapolam seu objetivo inicial

Entre os franceses, os grandes movimentos de protestos - como o feito contra as propostas de mudança na aposentadoria - extrapolam o objetivo pelo qual foram desencadeados, escreve João Batista Natali.
É uma espécie de catarse pela qual a sociedade reitera sua fé no Estado. (Págs. 1 e B6)

Bin Laden está no Paquistão, diz agente à CNN

Sob anonimato, um agente sênior da Otan afirmou à rede americana CNN que o terrorista Osama bin Laden e seu braço direito, Ayman al Zawahiri, estão vivendo próximos, em casas, na região noroeste do Paquistão.

Os americanos dizem desconhecer o paradeiro do líder da Al Qaeda, e o governo paquistanês nega abrigar terroristas. (Págs. 1 e A17)

Projeto do maior jardim botânico de SP gera polêmica

Projeto da gestão Alberto Goldman (PSDB) para o Jardim Botânico de Cubatão - que será o maior do Estado - prevê desapropriar 1.400 casas. A prefeita Márcia Rosa (PT) diz que o plano não foi discutido. (Págs. 1 e C1)

Editoriais

Leia "Neutra", que comenta a decisão do PV de não tomar partido na disputa do segundo turno; e "Estatismo chavista", sobre a economia da Venezuela. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo



IOF vai a 6% para valorizar dólar

Imposto que incide sobre investimentos de estrangeiros já havia subido de 2% para 4%; governo atua também no mercado futuro

O ministro Guido Mantega (Fazenda) anunciou ontem novas medidas para tentar segurar a entrada de dó1ares no mercado e, em consequência, conter a queda da moeda americana. Mais uma vez, o instrumento escolhido foi o Imposto sobre Operações Financeiras. A primeira medida é no mercado à vista: o IOF sobre os investimentos de estrangeiros em renda fixa subiu de 4% para 6%. A tarifa já havia sido elevada recentemente de 2% para 4%. A segunda medida e no mercado futuro: o IOF que incide sobre as margens que são pagas pelos investidores estrangeiros ao aplicar nesse mercado subiu de 0,38% para 6%. 0 aumento vale somente para os estrangeiros. 0 objetivo e reduzir a rentabilidade das operações no mercado futuro e diminuir a alavancagem. 0 volume de margem dos estrangeiros hoje e de US$ 20 bilhões, o que significa a possibilidade de fazer negócios da ordem de US$ 200 bilhões. (Págs. 1 e Economia B1)

Efeitos são incertos

Especialistas do mercado manifestaram dúvidas sobre as novas medidas anunciadas pela Fazenda. Nos últimos dias, o governo pressionou diretores da BM&F Bovespa para alertar regras do mercado futuro porque acredita que a maior pressão sobre o real venha dessas operações. (Págs. 1 e Economia B3)

Atos contra reforma na França ficam mais violentos

A radicalização dos movimentos contra a reforma da Previdência, em especial de petroleiros e estudantes, está levando a França ao desabastecimento de combustíveis e ao aumento da violência, informa o correspondente Andrei Netto. Mais de 200 manifestantes foram presos. Filas para encher o tanque do carro chegaram a uma hora de espera. Em Marselha, o lixo deixou de ser coletado. 0 presidente Nicolas Sarkozy defendeu a reforma. (Págs. 1 e Economia B6)

2,6 mil
É o numero de postos de combustível franceses, do total de 12,5 mil, que enfrentam desabastecimento. (Pág. 1)

Foto legenda: Protesto. Policiais reprimem manifestantes em Nanterre, em meio à onda de violência por conta da proposta de mudança da aposentadoria na França. (Pág. 1)

Panfletos viram motivo de guerra entre partidos

PT e PSDB recorrem ao TSE para barrar publicações

O Tribunal Superior Eleitoral virou palco de batalha de panfletos entre PT e PSDB. Petistas acusam tucanos de estar por trás de impressos com ataques de religiosos contra Dilma Rousseff - no domingo foram apreendidos cerca de um milhão de panfletos. 0 PSDB foi a Justiça para impedir a circulação de publicações da CUT que promovem a candidata. 0 pedido foi acolhido ontem pelo TSE. 0 tribunal proibiu que a Central Única dos Trabalhadores continue a distribuir um jornal e de divulgar na internet uma revista com textos elogiosos a Dilma e críticos a José Serra. (Págs. 1 e Nacional A4)

Sindicância na Casa Civil acaba só após a eleição (Págs. 1 e Nacional A11)

Pragmático é cotado para a Presidência da China (Págs. 1 e Internacional A18)

Mineiros cobram até US$ 25 mil por entrevista (Págs. 1 e Internacional Al7)

Dora Kramer: Conversa de surdos

No debate, pesou para Dilma o primeiro turno, e aí Serra, reanimado, joga com vontade de acertar; a petista, abatida, joga com pânico de errar. (Págs. 1 e Nacional A8)

Celso Ming: Adiar a aposentadoria

São os estudantes que engrossam os protestos na França, porque o adiamento da aposentadoria significa manter fechados postos de trabalho. (Págs. 1 e Economia B2)

Notas & Informações

A invasão dos importados

Até há pouco tempo falar em desindustrialização parecia um exagero. Não é mais. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense



Feriadão eleitoral é arma de campanha

A proximidade de dois feriados - Dia do Servidor, em 28 de outubro, e Finados, em 2 de novembro - com a data das eleições motivou um jogo de xadrez no comando das campanhas. Partidos aliados do PT e do PSDB estimam que o feriadão pode provocar uma fuga de 11 milhões de eleitores no fim de semana decisivo. Para evitar uma debandada geral, os governos de São Paulo, Minas, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Pará aboliram a folga na quinta-feira anterior e na segunda-feira seguinte às eleições. O mesmo rigor não ocorre no Distrito Federal, onde o governador, Rogério Rosso, aliado de Weslian Roriz (PSC), determinou ponto facultativo na segunda-feira. A medida estimularia os servidores de maior renda - em tese, mais inclinados a eleger Agnelo Queiroz (PT) - a viajar e se ausentar da votação. No primeiro turno, o índice de abstenção no Brasil foi de 18,2%. O calendário do feriadão ainda está indefinido em 15 estados, entre eles o Rio de Janeiro, segundo maior colégio eleitoral do país.(Págs. 1, 3 e 4)



Guerra de promessas vai parar na Justiça

Weslian Roriz anuncia que, caso vença a eleição, irá anistiar as multas de trânsito. Coligação de Agnelo Queiroz alega no TRE que proposta configura crime eleitoral por compra de votos. (Págs. 1 e 25)

MPU

Reprovação em massa na prova de redação - estima-se que 70% dos candidatos tiveram nota insuficiente - provoca muita revolta no concurso para o Ministério Público da União. (Págs. 1 e 37)

Foto legenda: A caminho do enterro, a morte

A viagem de 663km estava no fim. Faltava pouco tempo para Georgeton Novaes e 16 familiares chegarem a Ceilândia e acompanharem o enterro de um parente, vítima de câncer. Mas um acidente com o micro-ônibus, que havia partido de Cristópolis (BA), transformou o luto em tragédia. Na Rodovia BR-020, o motorista perdeu o controle da direção e capotou o veículo. Georgeton, 38 anos, morreu na hora. (Págs. 1 e 30)

Plano de saúde: Onda de reclamações contra Geap

A Fundação de Seguridade Social (Geap), operadora de plano de saúde com mais de 700 mil contratos, enfrenta queixas generalizadas de usuários e médicos. Além de se descredenciarem da rede, profissionais de saúde prometem manifestação. Entidade nega problemas no atendimento. (Págs. 1 e 13)

La Révolution - greves e protestos contra previdência paralisam a França (Págs. 1 e 17)

Guerra cambial: Governo faz novo ataque ao dólar

A fim de segurar o câmbio, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, aumentou novamente o Imposto sobre Operações Financeiras - subiu para 6% - incidente no capital estrangeiro. O governo também elevou de 0,38% para 6% o tributo sobre contratos no mercado futuro. "Estão enxugando gelo", critica especialista. (Págs. 1 e 14)

Valor Econômico



Governo eleva para R$ 85 bilhões investimentos da Petrobras

O governo encaminhou ao Congresso dois projetos de lei ampliando os investimentos do grupo Petrobras este ano em R$ 6,41 bilhões. Do total, R$ 2,76 bilhões serão utilizados no exterior para a aquisição de um navio-plataforma FPSO e de equipamentos de produção e coleta para os campos de Barracuda e Caratinga. A Petrobras será autorizada também a investir mais R$ 454 milhões na implantação do gasoduto Urucu-Coari-Manaus.

O orçamento total de investimentos do grupo estatal para este ano, aprovado pelo Congresso Nacional, foi fixado em R$ 79,3 bilhões, sendo R$ 16 bilhões com gastos no exterior. Com os novos projetos, o total autorizado passará a R$ 85,7 bilhões. (Págs. 1 e B10)

CVM discute o futuro do ebitda

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) resolveu discutir o uso - ou o mau uso - do indicador de resultado das empresas preferido por dez entre dez analistas de investimentos. O lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização, conhecido pela sigla em inglês ebitda (lajida, em português), não está entre as contas obrigatórias do balanço, como receita de vendas e lucro líquido, no entanto, as companhias costumam divulgar esse resultado "não contábil" em comunicados ao mercado, muitas vezes como substituto dos números oficiais.(Págs. 1 e D4)

IOF para estrangeiros sobe mais e vai a 6%

O governo endureceu as restrições ao ingresso de capital estrangeiro, tanto nas aplicações em renda fixa quanto nas operações com derivativos na BM&FBovespa. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou novas medidas para frear a apreciação do real frente ao dólar: aumentou de 4% para 6% a tributação do IOF sobre o ingresso de dólares para aplicações nos "mercados financeiros e de capital", e elevou de 0,38% para 6% o IOF sobre as operações de câmbio para "constituição de garantias" em bolsas de valores, de mercadorias e futuros. (Págs. 1 e A2)

Foto legenda: Força nacional

As redes nacionais Bristol Plaza Inn e Solare se fundiram e criaram o 3º maior grupo hoteleiro do país, o Allia. A meta é construir mais de 30 hotéis até 2014, afirma André Monegaglia, presidente. (Págs. 1 e B4)

Débito direto ainda enfrenta resistência

Um ano após sua criação, o Débito Direto Automático (DDA) - sistema de emissão e postagem de boletos feitos pelos bancos - precisa vencer resistências culturais e se aperfeiçoar. O DDA atingiu 4,605 milhões de sacados, 80% deles pessoas físicas. A meta da Federação Brasileira de Bancos, feita na estréia do serviço, é de que metade dos 3 bilhões de boletos compensados pela rede bancária migrasse para o DDA em cinco anos.

A fé que move até os negócios

Um dos motivos de natureza pessoal que levou o empresário Estevam Duarte de Assis a vender a rede de supermercados Bretas para o grupo chileno Cencosud é surpreendente: "Vou me dedicar agora inteiramente a Deus", afirmou Assis, católico comprometido com as causas da Igreja. Com sua parte do que receberá da venda de R$ 1,35 bilhão do Bretas, que serão divididos entre 12 irmãos e sobrinhos, Assis vai investir em um centro de formação profissional voltado para terapias de regressão ao útero.

O grupo São Francisco, que administrará o patrimônio da família, fará aplicações em imóveis, sobretudo shopping centers e hotéis. A nova holding familiar terá sem seu estatuto a doação de 10% do lucro para trabalhos sociais ligados à Igreja. (Págs. 1, B1 e B4)

Brasil aceita discutir seguro contra dano ambiental causado por transgênicos (Págs. 1 e B13)

Aplicativos do Facebook vazam informações sobre usuários (Págs. 1 e B7)

Movile compra a Cyclelogic

A brasileira Movile, controlada pelo grupo sul-africano de Mídia Naspers, comprou a americana Cyclelogic, especializada em serviços para telefonia móvel, com atuação nos EUA e América Latina. (Págs. 1 e B3)

Net Jets compra aviões da Embraer

A NetJets, dos EUA, maior operadora de jatos executivos do mundo, assinou acordo com a Embraer para compra de 50 jatos Phenom 300, com opção para mais 75. O valor pode superar US$ 1 bilhão. (Págs. 1 e B10)

Localfrio em Suape

A empresa de logística e armazenagem Localfrio deve anunciar nos próximos dias a compra das empresas Suata e Atlântico Terminais, que operam terminal portuário e armazém alfandegado em Suape (PE). (Págs. 1 e B10)

Volks aposta em carro barato

A Volkswagem vai entrar no segmento de carros com preços entre R$ 20 mil a R$ 23 mil, hoje ocupado somente pelo UNO, da Fiat. O novo modelo será desenvolvido pela matriz, na Alemanha. (Págs. 1 e B11)

Importação de autopeças

Indústria brasileira de autopeças eleva a USR 4,5 bilhões a estimativa para o déficit comercial do setor este ano e vê ameaça a novos investimentos. (Págs. 1 e B11)

Suco rende mais

Valorização do suco de laranja nos últimos dois anos no mercado internacional deverá resultar em crescimento de 25% na receita das exportações brasileiras da commodity neste ano, somando US$ 2 bilhões. (Págs. 1 e B13)

Vendas antecipadas de algodão

Preços recordes do algodão no mercado internacional impulsionam as vendas antecipadas da commodity no Brasil. Na média do país, 45% da safra que será colhida em junho de 2011 já está negociada. (Págs. 1 e B14)

Qatar entra no Santander Brasil

O fundo soberano do Qatar comprou participação de 5% no capital da filial brasileira do banco espanhol Santander, por US$ 2,7 bilhões. (Págs. 1 e C7)

Carf derruba multa de montadora

O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) cancelou a multa de R$ 300 milhões à Mitsubishi por uso acumulativo de incentivos no IPI. A Ford também tem ação contestando multa de R$ 2 bilhões. (Págs. 1 e E1)

Ideias

Antonio Delfim Netto

É mais do que evidente que o mundo exige um novo acordo global sobre taxas cambiais e movimento de capitais. (Págs. 1 e A2)

Ideias

Raymundo Costa

Erenice Guerra é o fantasma que assombra o Partido dos Trabalhadores na reta final da eleição presidencial. (Págs. 1 e A6)

Estado de Minas



Eleições 2010: Piora o vale-tudo na internet no 2º turno

Simpatizantes de Dilma e Serra transformaram a internet em ringue eleitoral, elevando o tom e o número de ataques. Segundo dados do Observatório das Eleições, formado por professores da UFMG, 66% das mensagens de apoiadores do tucano no Twitter são para desqualificar a ex-ministra, mantendo a média do primeiro turno. Entre os defensores dela, aumentou de 38% para 42% o percentual de recados para espinafrar o rival. Além disso, quatro de cada cinco vídeos do YouTube mais comentados no Twitter agora são contra Serra, invertendo a proporção da primeira etapa das eleições.

Batalha em Minas

Dilma vai tentar cooptar prefeitos no Sul do estado, única região em que perdeu para Serra. Tucano priorizará o Norte, onde teve pior resultado, fechando a campanha dia 28 em Montes Claros.

Verdes divididos

Embora o PV tenha declarado neutralidade, lideranças do partido em São Paulo fecharam apoio a Serra. Já o PV de Minas, que tinha optado pelo tucano, recuou e decidiu manter a independência. (Págs. 1 e 3 a 5)

Lojas abrem 1,3 mil vagas de emprego temporário

Oito empresas de BH estão à procura de profissionais. Mas a escassez de pessoal qualificado dificulta seleção. Saiba quem está contratando e conquiste uma vaga. (Págs. 1 e 13)

IOF volta a subir para conter queda do dólar

Governo aumenta de novo a alíquota do imposto para capital estrangeiro aplicado em renda fixa, de 4% para 6%. Objetivo é reduzir a entrada de dólares. (Págs. 1 e 15)

Bin Laden teria refúgio e conforto no Paquistão

Líder da Al-Qaeda e o nº 2 da organização terrorista, segundo funcionário da Otan, seriam protegidos por integrantes do serviço de inteligência do país. (Págs. 1 e 18)


Zero Hora (RS)



Novas medidas tentam frear a queda do dólar

Para amparar moeda americana, que fechou a R$ 1,66, governo eleva IOF sobre os investimentos feitos por estrangeiros em renda fixa e no mercado futuro. (Págs. 1 e 18)

Dilma x Serra: O impacto do baixo nível da campanha

Ao mudar o tom da disputa pela Presidência, candidatos correm o risco de afugentar eleitores. (Págs. 1, 4, 5 e 12)

Eleições 2010: O serviço do segundo turno. (Págs. 1, 4, 5 e 12)

Foto legenda: O Haiti nove meses depois

ZH vai a Porto Príncipe mostrar o trabalho de militares como as gaúchas Renata e Joanine, que ajudam na reconstrução após o terremoto. (Págs. 1 e 29)

Fontes: Radiobras - BrasilWiki!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br