Atualizado 19h36 Domingo, 18 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Eleições injetam até R$ 15 bilhões na economia

426 acessos - 0 comentários

Publicado em 29/09/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, QUARTA-FEIRA, DIA 29 DE SETEMBRO DE 2010.

O Globo

 

Em queda, Dilma pede PT nas ruas e evita briga com Marina

Candidata verde prega o confronto ’da Silva contra a Rousseff’

Diante da crescente possibilidade de um segundo turno, Dilma Rousseff e o PT fizeram um apelo aos militantes por mais empenho na reta final da campanha. Pesquisa Datafolha mostra que, em duas semanas, com os escândalos na Casa Civil, a diferença entre Dilma e a soma dos demais candidatos caiu 12 pontos, considerando votos válidos. Dilma perdeu votos em todo o país e em todos os segmentos do eleitorado. Entre quem ganha de 2 a 5 salários mínimos, perdeu sete pontos. Pelo Datafolha, Dilma tem 46%, José Serra, 28%, e Marina, 14%. "Queria fazer um apelo para a militância não esmorecer, disputar voto a voto", afirmou Dilma, que pediu serenidade, "sem baixaria". Ela evitou brigar com Marina, que pediu o confronto "da Silva contra a Rousseff". (Págs. 1 e 3 a 9)

’Ex-formadores de opinião’ assombram petista
Pesquisa Datafolha mostra que, em duas semanas, Dilma Rousseff caiu dez pontos, de 38% para 28%, entre eleitores com curso superior - considerados formadores de opinião, de cuja existência Lula diz duvidar. Nesse, segmento, Dilma teve sua maior queda e está atrás de Serra e Marina. Também entre quem ganha mais de dez salários mínimos, Dilma caiu (seis pontos) e foi superada por Serra. Especialistas comentam a frustração dos grupos de maior renda e escolaridade com Dilma. (Págs. 1 e 3)

Tucanos já comemoram possível segundo turno

Os tucanos comemoraram a chance de levar a eleição ao 2º turno. "Abre-se claramente uma perspectiva", disse Aécio Neves. Na Bahia, José Serra criticou Lula. (Págs. 1, 10 e 11)

BB admite cinco acessos à conta de Eduardo Jorge

O Banco do Brasil informou à Polícia Federal que os dados da conta do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, foram acessados cinco vezes este ano. O BB garante que os acessos foram justificados, mas o tucano contesta. (Págs. 1 e 13)

Aeroportos têm esquema para as eleições

O governo vai montar um esquema especial para evitar caos aéreo no fim de semana das eleições. Ontem, apesar da proibição de venda de passagens, a Webjet não conseguiu resolver o problema das escalas de funcionários e cancelou 38,5% dos voos. (Págs. 1 e 25)

Foto legenda: O último embate

Gabeira (PV), Peregrino (PR) e Cabral (PMDB) no debate de ontem da TV Globo: candidato à reeleição, o governador foi alvo dos adversários. Temas como segurança, finanças do estado e saúde dominaram os dois primeiros blocos do programa. (Págs. 1 e 15)

Garotinho e a filha são investigados por peculato

A Polícia Civil investiga o uso de integrantes do extinto programa Jovens Pela Paz como cabos eleitorais em campanhas do ex-governador Garotinho e da vereadora Clarissa Matheus, sua filha, em 2004 e 2005. Candidatos nestas eleições, eles respondem por formação de quadrilha e peculato (crime praticado por funcionário público contra a administração). (Págs. 1 e 19)

Falha paralisa emissão de passaportes

Uma falha operacional suspendeu em todo o país a emissão de passaportes pela Polícia Federal. Desde sábado, quem precisa dar entrada no pedido ou retirar o documento não consegue. Segundo a PF, a previsão é que o sistema seja restabelecido hoje. (Págs. 1 e 17)

Oposição a Chávez ganha gás para 2012

Pela primeira vez em 11 anos a oposição teve mais votos - 51% contra 49% do que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez. O resultado do pleito legislativo de domingo dá força aos adversários de Chávez para enfrentá-lo nas presidenciais de 2012. (Págs. 1 e 32)

O novo estilo americano

A crise financeira está afetando o modo de vida dos americanos: a distância entre pobres e ricos bateu recorde, e os casamentos estão sendo adiados porque os jovens não conseguem emprego. Há também mais pessoas morando numa mesma casa, já que muitos imóveis foram retomados. (Págs. 1 e 31)

Opinião Pública. Ou não...

A Opinião Pública existe? Alberto Dines, Muniz Sodré, Carlos Augusto Montenegro, Cristiane Costa e Antonio Rogério da Silva tentam formar uma opinião. (Págs. 1 e 18)

Zuenir Ventura

Se Dilma vencer, muitas crenças sobre razão e emoção terão de ser revistas. (Págs. 1 e 7)

Míriam Leitão

Recado a empresários mostra como gigantismo estatal é caminho certo para corrupção. (Págs. 1 e 26)

Elio Gaspari

Com Ficha Limpa, censura e dois documentos para votar, Chacrinha foi para o Judiciário. (Págs. 1 e 6)

Merval Pereira

Como nas últimas campanhas, a questão moral volta a abalar o PT na reta final. (Págs. 1 e 4)

Folha de S. Paulo

Dilma tenta frear perda de voto com apelo à militância

Presidente 40 Eleições 2010 Candidata muda estratégia após queda de 6 milhões de virtuais eleitores em 2 semanas

A ameaça de segundo turno fez a campanha de Dilma Rousseff (PT) reforçar a mobilização nos Estados e acionar o presidente Lula para uma nova participação no horário eleitoral. A candidata apelou à militância, pedindo "para não esmorecer" e disputar voto a voto.

O PT identificou três motivos para a queda: o clima de "já ganhou", o caso Erenice Guerra e boatos entre religiosos de que Dilma aprova o aborto e o casamento gay.

Cálculo baseado na mais recente pesquisa do Datafolha revela que a petista teve perda de cerca de 6 milhões de votos em duas semanas. Mais da metade (cerca de 3,6 milhões de eleitores) se concentrou na classe C.

As pessoas com renda familiar mensal entre 2 e 5 salários mínimos (R$ 1.020 e R$ 2.550) são exatamente a parcela da população mais beneficiada pelas políticas econômica e social do presidente Lula. (Págs. 1 e Eleições 2010)

Marco Antonio Villa: Polarização em eventual 2º turno acabará com a falta de ideologia (Págs. 1 e Pág. Esp. 6)

Foto legenda: Vote na caveira

Cavaletes de propaganda eleitoral pintados por integrantes do projeto Placa Porca; objetivo é ’reciclar sujeirada política’, segundo mensagem do grupo (Pág. 1)

Estratégia de Serra precisará mudar, diz Aécio

Para Aécio Neves, a campanha de José Serra (PSDB) precisará de um "freio de arrumação" se ele passar ao segundo turno. O ex-governador de Minas defende maior participação de líderes regionais e adoção de propostas do PV. (Págs. 1 e Pág. Esp. 4)

Lula levou ao Irã pedidos de libertação de jovens dos EUA

A pedido da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, o presidente Lula foi portador de três cartas com apelos pela libertação de três jovens americanos presos no Irã, relatam Andrea Murta e Cristina Fibe.

Hillary telefonou em maio, antes de Lula viajar a Teerã. Os jovens haviam sido presos acusados de espionagem - deles, só Sarah Shourd foi solta. (Págs. 1 e A10)

Estacionamento sobe mais que o dobro da inflação, aponta o IBGE (Págs. 1 e B1)

Cresce número de brasileiros furtados em Buenos Aires

O consulado brasileiro na Argentina está alertando os turistas sobre o aumento de furtos e golpes em Buenos Aires. Ladrões se passam por taxistas e cambistas.

Em 2010, já foram emitidas 2.247 autorizações de retorno para viajantes sem documento. No ano passado inteiro, foram 1.385. (Págs. 1 e C1)

Sistema para agendar a emissão de passaporte pela internet deve voltar a funcionar hoje, diz a PF. (Págs. 1 e C3)

Tucano obtém nova censura a Datafolha no PR

Beto Richa, candidato do PSDB ao governo do PR, obteve na Justiça Eleitoral liminar que barrou nova pesquisa Datafolha; o instituto vai recorrer. É a segunda vez em duas semanas que Richa veta a divulgação alegando irregularidades. (Págs. 1 e Pág. Esp. 9)

Sob Alckmin, matriculas caem e repetência sobe

Favorito para vencer no primeiro turno a eleição para o governo de SP, Geraldo Alckmin (PSDB) viu o total de matrículas cair e os índices de reprovação subirem no ensino estadual na sua gestão como governador.
No ensino médio, de 2003 a 2006, a reprovação passou de 11,2% para 17,8% e foram "perdidos" 260 mil alunos. A campanha de Alckmin contesta parte dos números e diz que houve melhoria do acesso ao ensino. (Págs. 1 e Pág. Esp. 8)

Bancários iniciam greve por tempo indeterminado em 24 Estados e no DF (Págs. 1 e A7)

Editoriais

Leia "Avanço na Venezuela", sobre resultado de eleição legislativa; e "A volta da Bienal", acerca do ressurgimento da tradicional exposição. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo

Chance de 2° turno altera estratégias das campanhas

Petistas preparam reação à queda de Dilma, Serra prefere cautela, e Marina ataca os dois na reta final

A quatro dias da eleição, pesquisa Datafolha que aponta a possibilidade de a disputa presidencial ser levada para o segundo turno alterou a estratégia das campanhas, que se intensificaram. No comitê de Dilma Rousseff, dirigentes reconhecem que ela sofreu um revés - segundo a pesquisa, a vantagem da petista sobre a soma dos demais candidatos caiu de sete para dois pontos porcentuais, e ela teria, agora, 51% dos votos válidos. O presidente Lula se reuniu com a cúpula da campanha para dar o tom da reação. Já entre os tucanos, a intenção agora é que José Serra seja cauteloso, para não interferir na aparente tendência de queda de Dilma. Para eles, um eventual segundo turno não será resultado da campanha de Serra, mas de fatores externos, e ela terá de ser modificada. Marina Silva (PV), por sua vez, passou a atacar tanto Dilma quanto Serra, embalada por seu crescimento nas pesquisas. O comando da campanha quer caracterizar os dois como iguais e Marina como alternativa. (Págs. 1 e Nacional A4)

Ibope vê refluxo em áreas ricas
Segundo o Instituto, o refluxo da "onda vermelha" da candidatura petista ocorreu em áreas mais ricas do Sul e do Sudeste: um corredor que vai de Porto Alegre a São Paulo, cortando Santa Catarina e Paraná. (Págs. 1 e Nacional A6)

Foto legenda: Corpo a corpo. Dilma Rousseff em Brasília, José Serra em Salvador e Marina Silva em Belém, em dia de campanha

Gasto federal cresce e afeta esforço fiscal

As despesas cresceram 17,2% de janeiro a agosto e as contas do governo central (Tesouro, INSS e BC) fecharam o período abaixo da meta. O superávit primário atingiu R$ 29,71 bilhões. A meta era R$ 30 bilhões. (Págs. 1 e Economia B1)

Disputa pelo Senado em SP é voto a voto

Na reta final, Marta Suplicy (PT) e Netinho de Paula (PCdoB) tentam consolidar votos na Grande São Paulo. Aloysio Nunes (PSDB) busca no interior os eleitores de Orestes Quércia (PMDB) e de Romeu Tuma (PTB). (Págs. 1 e Nacional A10)

Justiça pede reforço militar no Tocantins

A Justiça pediu reforço do Exército para as eleições no Tocantins, em razão do clima de insegurança. O governador e candidato à reeleição, Carlos Gaguim, é suspeito de integrar esquema de corrupção. (Págs. 1 e Nacional A12)

Kassab, em seu 6º ano, promete obras

Com previsão de orçamento 20% maior para 2011, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), promete fim do terceiro turno nas escolas municipais e construção de três hospitais. (Págs. 1 e Cidades C3)

R$ 34,6 bilhões
É a previsão de orçamento para 2011

Oposição já especula nomes para enfrentar Chávez em 2012

Após as eleições legislativas de domingo na Venezuela, o campo antichavista começa a especular sobre um nome capaz de enfrentar Hugo Chávez na eleição presidencial de 2012, informa Roberto Lameirinhas, enviado especial. Já se estuda realizar primárias para a escolha. (Págs. 1 e Internacional A17)

’Queda de avião da Air France foi crime’

Tribunal francês definiu como "homicídio involuntário" o desastre com o voa 447, que matou 228 pessoas em 2009. Segundo a sentença, a Airbus conhecia os problemas. (Págs. 1 e Cidades C5)

Ensino fundamental determina o superior

As quatro primeiras séries do ensino fundamental são as mais decisivas para que o estudante ingresse no ensino superior de qualidade, mostra pesquisa do Insper (ex-Ibmec-SP). (Págs. 1 e Vida A21)

Dora Kramer: De Severino a Tiririca

Patifaria e alienação, a receita perfeita para a formação de um Congresso pronto a confirmar o velho lema da piora gradativa do Parlamento. (Págs. 1 e Nacional A8)

Roberto Damatta: Notas de um marciano

Num país chamado Brasil, constatei que, mesmo tendo proclamado uma república em 1889, o brasileiro não sabe o que é sociedade democrática. (Págs. 1 e Caderno2 D12)

Leôncio Martins: A via sindical para o poder

Na maioria dos países, os sindicatos tomaram-se via de ascensão social e econômica e, em alguns casos, de ascensão política para os dirigentes. (Págs. 1 e Espaço Aberto A

Notas & Informações: A derrota de Chávez

Hugo Chávez prometeu massacrar a oposição nas eleições legislativas. Sofreu um estrondoso revés. (Págs. 1 e A3)

Planeta: Vigilância espacial

Brasil ensina como monitorar florestas por satélite (Pág. 1)

Jornal do Brasil

Um em cada três táxis no Rio tem irregularidades

Em sete meses prefeitura penalizou 1.115

Pegar um táxi nas ruas do Rio pode ser um risco para o passageiro. Nos últimos sete meses, a Secretaria Municipal de Transportes fiscalizou 3.768 veículos, e 1.115 deles (33%) apresentavam irregularidades. Algumas das infrações colocam em risco a vida do usuário, como extintor de incêndio e kit gás vencidos e pneus carecas. A maioria das irregularidades foi constatada em carros que trafegavam pelo Centro e em acessos a pontos turísticos. A meta da prefeitura é checar, até o fim do ano, a situação de 4 mil táxis dos 30 mil que operam na capital. (Págs. 1 e Rio, 7 e 8)

Troca de acusações marca último debate no Rio

O último encontro entre os candidatos ao governo do estado do Rio Sérgio Cabral (PMDB), Fernando Gabeira (PV) e Fernando Peregrino (PR), transmitido ontem pela TV Globo, foi tenso, com o representante do PR disparando acusações contra Cabral, que reagiu. Gabeira também atacou o governador, mas buscando uma postura menos agressiva. (Págs. 1 e País, 3)

Informe JB

Saiu da cadeia, após 27 dias, um homem que se alistou no Exército em 2003 mas não se apresentou. Ao se inscrever para o vestibular, ele acabou preso. (Págs. 1 e 5)

Minas discute se PSDB ficou pequeno para Aécio Neves

Ex-governador de Minas Gerais e candidato ao Senado, Aécio Neves vem sendo considerado maior que seu partido, o PSDB. Rumores de que, em breve, ele deixaria o ninho tucano - insatisfeito desde que José Serra foi indicado para concorrer à Presidência - são cada vez mais fortes. Há quem cogite a possibilidade de que Aécio esteja pensando em fundar uma nova legenda. Ele nega tudo: "São histórias infundadas". (Págs. 1 e País, 2)

Correio Braziliense

Procurador eleitoral dá parecer contra Weslian

O Ministério Público Eleitoral posicionou-se contrário à candidatura de Weslian Roriz ao Governo do Distrito Federal. No entendimento do procurador regional Renato Brill, a manobra de Joaquim Roriz de escalar a mulher como substituta não tem validade porque ocorreu fora dos prazos estabelecidos por lei. O Tribunal Regional Eleitoral se pronunciará sobre o caso no sábado, véspera da eleição. A decisão dos juízes pode ter consequências importantes para o processo eleitoral no DF. Se o tribunal confirmar a inelegibilidade de Weslian, os votos angariados por ela permanecerão congelados até o TSE ou o STF se manifestar a respeito. Caso as instâncias superiores tenham a mesma avaliação, os votos favoráveis à mulher de Roriz serão considerados nulos. Nessa circunstância, há risco de a eleição no Distrito Federal ser anulada. (Págs. 1 e 25)

Foto legenda: A cinco dias da eleição, Agnelo tomou cafezinho com Dilma na Rodoviária do Plano Piloto; Weslian Roriz e o marido fizeram carreata na companhia das mulheres de candidatos aliados

Foto legenda: Vergonha brasiliense

Pelo menos oito pessoas ficaram feridas no confronto de militantes de Agnelo Queiroz e de Weslian Roriz antes do debate na televisão entre os candidatos ao Buriti. Houve chuva de pedras e agressões. A mulher do ex-governador do DF teve dificuldades para acompanhar as discussões. Siga a eleição no DF: www.twitter.com/anacampos_cb e www.twitter.com/liliantahan_cb (Págs. 1 e 27)

Servidor do GDF: Polêmica no projeto do "carreirão"

A reestruturação na carreira da Administração Pública deve ser votada hoje pelos distritais. Mas o projeto, que atinge 11,4 mil funcionários, foi considerado insconstitucional. (Págs. 1 e 33)

Arte da Espanha na Esplanada

Obras de artistas contemporâneos espanhóis dividem o espaço do Museu da República com pinturas de Joan Miró. (Págs.1 e Diversão & Arte, Capa)

Comportamento: Comida é a estrela do consumo

O aumento da renda e da oferta de produtos provocou o crescimento das vendas dos supermercados. Os brasileiros, principalmente os das classes A e B, gastaram 16% a mais com alimentos. (Págs. 1 e 14)

Valor Econômico

Reservas crescem rápido e BC acena com mais IOF

O Brasil é o país com o segundo maior crescimento percentual das reservas internacionais nos últimos 12 meses entre as grandes nações, num ritmo muito superior ao da China e só superado pelo da Suíça. O avanço das reservas brasileiras foi de 23% desde setembro de 2009 - de US$ 221,6 bilhões para US$ 273 bilhões -, enquanto que a Suíça mostrou crescimento de 177% (até junho); para US$ 208,6 bilhões. As reservas brasileiras, pequenas se comparadas às da China, superam as de 16 países da zona euro.

Os emergentes estão recebendo enorme fluxo de capitais e seus bancos centrais adquiriram até agosto US$ 133 bilhões. A relutância chinesa em valorizar o yuan e as baixas taxas de juros no mundo desenvolvido trazem enormes pressões de valorização das moedas dos emergentes. Depois de o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ter apontado "uma guerra global de moedas", ontem foi a vez do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, avisar que o Brasil "não vai pagar o preço" pelo desequilíbrio econômico global, que para ser remediado precisa de um acordo entre os Estados Unidos e a China. (Págs. 1, C1 e C2)

Eleições injetam até R$ 15 bilhões na economia

O giro financeiro proporcionado pela campanha eleitoral ajuda a estimular a economia. Tomando como base a previsão de limite de gastos dos candidatos feita à Justiça Eleitoral, as eleições poderão movimentar até R$ 15 bilhões. Não existe uma totalização da previsão de gastos dos candidatos a deputado federal, mas é certo que o resultado final deve ultrapassar os R$ 6,96 bilhões declarados como limite há quatro anos. Uma parte dos candidatos - 3,380 dos 6.028 concorrentes - declarou em conjunto a intenção de gastar até R$ 11,9 bilhões.

Os candidatos a presidente apostaram alto de maneira generalizada. O tucano José Serra pediu um limite de gastos de R$ 180 milhões, mais que o dobro do que o PSDB solicitou há quatro anos. A petista Dilma Rousseff apresentou um limite de R$ 157 milhões, enquanto Lula previu R$ 86 milhões em 2006. O mesmo quadro se repete entre os principais candidatos a governador.

A dotação orçamentária para a própria Justiça Eleitoral neste ano foi de R$ 549,3 milhões, em comparação aos R$ 515,8 milhões de 2006. Só a alimentação dos dois milhões de mesários exigirá R$ 82 milhões. (Págs. 1 e A14)

Companhias fogem da crise nos correios

A crise na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) começa a incomodar o setor privado que depende de seus serviços. Diversas empresas, preocupadas com os efeitos práticos da disputa no Judiciário entre os Correios e suas lojas franqueadas, começaram a buscar apoio em companhias privadas de logística para garantir que suas encomendas serão entregues no prazo.

"De uns seis meses para cá o serviço de entrega está um caos, o atraso é permanente", diz Fernando Banas, diretor da Epse Editora e da Editorial Latina. A Natura também rompeu contrato com a estatal para a entrega de material de comunicação e encomendas em alguns Estados. (Págs. 1 e B1)

Dividendos de ações batem rendimento de fundos DI

Com a perspectiva de juros estáveis até o fim do ano, os dividendos - parcela dos lucros distribuída pelas empresas aos acionistas - rivalizam cada vez mais em rentabilidade com as aplicações de renda fixa, Com a Selic estabilizada em 10,75%, os fundos DI rendem menos de 10%, a depender da taxa de administração. Em contra partida, entre os papéis que compõem a Carteira Valor dividendos, o "dividend yield", que mede o retorno do investimento sem contar a variação dos preços das ações, gira em torno de 10%, remuneração isenta de Imposto de Renda. Ou seja, o investidor pode ganhar 10% além do lucro com eventual valorização das ações. (Págs. 1 e D3)

Merck faz parceria de R$ 1,2 bi no país

Três anos após ter uma patente quebrada no Brasil, a Merck está prestes a fazer as pazes com o governo. Por meio de parceria de R$ 1,25 bilhão, o laboratório deverá transferir tecnologia à Nortel, empresa privada brasileira, para produção da matéria-prima do Isentress, também chamado Raltegralvir, medicamento que integra o coquetel antiaids (Págs. 1 e B10)

Empresas aceitam divulgar salários

Nove empresas desistiram da disputa judicial e passaram a divulgar os salários de seus executivos, entre elas Ambev, Neoenergia, Klabin e Unipar. O Tribunal Regional Federal da 2ª Região manteve a revogação da liminar em que o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças, seccional do Rio, pedia a suspensão da obrigatoriedade da divulgação. (Págs. 1 e D1)

O comunista Aldo ganha voto de ruralistas

Eleito por cinco mandatos com o voto urbano, o deputado federal comunista Aldo Rebelo (PCdoB-SP) experimenta a novidade de incluir produtores rurais entre seus eleitores, graças à sua atuação como relator da polêmica reforma do Código Florestal. Rebelo está cotado para obter uma das mais expressivas votações para a Câmara depois de uma extensa agenda de encontros com ruralistas pelo interior paulista "Tenho com eles diferenças de concepção, ideológica, e filosóficas, mas se pensar em interesse nacional, tem que pensar na agricultura. Daí, a afinidade", resumiu Rabelo, após palestra na sede da Cooperativa dos Agricultores de Orlândia. (Págs. 1 e A6)

LLX negocia acesso ferroviário para o porto de Açu (Págs. 1 e B11)

Veículos pesados movidos a álcool derrapam no Brasil (Págs. 1 e B10)

Banda larga sem fio

O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) e a Microsoft assinaram acordo para o desenvolvimento da transmissão de dados em banda larga por radiofrequência digital. (Págs. 1 e B3)

Lowe investe no ponto de venda

A Lowe, do grupo inglês Interpublic, anuncia hoje a criação de uma nova agência, a Open, focada no varejo. A unidade terá atuação em oito países, com destaque para os emergentes, entre eles o Brasil. (Págs. 1 e B8)

Vale leva Devex à Oceania

A empresa mineira de automação industrial Devex, que já trabalha nas minas da Vale no Brasil, fechou um novo contrato com a empresa para sua maior mina de níquel, em Nova Caledônia, na Melanésia (Oceania). (Págs. 1 e B9)

Escalada do mercado de imóveis

Estudo da consultoria Jones Lang LaSalle mostra que os imóveis comerciais nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo estão entre os mais caros do mundo. (Págs. 1 e B9)

Produtor antecipa venda de soja

Bons preços da soja no mercado externo impulsionam as vendas antecipadas da safra que será colhida a partir do início do ano que vem no Mato Grosso. O total já chega a 36,2% da produção prevista. (Págs. 1 e B14)

Brasil rejeita ’seguro transgênico’

Nas discussões internacionais sobre biodiversidade, previstas para Nagoya (Japão), em outubro, o Brasil tentará derrubar proposta de compensação financeira por danos causados por organismos transgênicos. (Págs. 1 e B14)

Visa Vale fecha com elo

A Companhia Brasileira de Soluções e Serviços, administradora dos cartões Visa Vale, será responsável por desenvolver os projetos de cartões pré-pagos da bandeira elo, sociedade entre Bradesco, BB e CEF. (Págs. 1 e C3)

CVM impõe multas milionárias

A CVM aplicou a segunda maior multa de sua história, no valor de mais R$ 500 milhões, aos envolvidos em fraudes na venda de créditos imobiliários do Banerj pelo RioPrevidência. (Págs. 1 e D2)

Governos na bolsa

Levantamento da Itaú Corretora mostra que das 409 empresas brasileiras de capital aberto, 80 têm participação governamental, direta ou indireta, como um dos cinco maiores acionistas. (Págs. 1 e D2)

Ideias

Cristiano Romero
Decisão do Ministério da Fazenda de intervir para desvalorizar o real pode ter efeito contrário ao pretendido. (Págs. 1 e A2)

Ideias

Martin Wolf
Os EUA estão tentando inflacionar a China e a China, deflacionar os EUA. Não estão tendo êxito, e o resto do mundo sofre. (Págs. 1 e A13)

Estado de Minas

Tucano canta vitória. Hélio crê em 2º turno

Entusiasmados com o crescimento de Antonio Anastasia (PSDB) nas pesquisas, tucanos já dão como certa a reeleição do governador no domingo. "A eleição será ganha no primeiro turno", afirmou o presidente estadual do partido, deputado federal Nárcio Rodrigues. Confiante numa segunda rodada de votação, o peemedebista Hélio Costa buscou apoio de evangélicos em encontro com pastores na Igreja Batista Getsêmani, no Bairro Dona Clara, na Região da Pampulha. (Págs. 1, 3, 5 e 9)

Dia D da Ficha Limpa

Ministros do Supremo se reúnem hoje para desempatar o julgamento que decidirá se a lei que barra candidatos condenados por tribunais valerá na eleição deste ano. (Págs. 1, 3, 5 e 9)

Iranianos em BH

Estudantes de doutorado de universidade de Teerã fazem intercâmbio em Minas, Rio Grande do Sul e Bahia para acompanhar a reta final do processo eleitoral. (Págs. 1, 3, 5 e 9)

Corrupção: Quase R$ 1 bi desviado em seis meses

Agentes políticos, principalmente prefeitos e ex-prefeitos, levaram R$ 972,7 milhões dos cofres públicos no primeiro semestre. Foram ajuizadas 1.883 ações, o maior número delas em Minas, 182. (Págs. 1 e 10)

Apagão aéreo: Webjet volta a cancelar 40% dos vôos

Pelo segundo dia, a falta de aeronautas comprometeu o serviço da quarta maior empresa aérea do país, causando transtornos para os passageiros. A venda de passagens está suspensa até sexta-feira. (Págs. 1 e 16)

Pedofilia: Tenente teria abusado de 15 garotas

Militar reformado do Exército está preso em Montes Claros por suspeita de pedofilia. Depois da prisão, duas sobrinhas o denunciaram por abuso sexual. Ele teria atacado outras 13 menores. (Págs. 1 e 26)

Jornal do Commercio (PE)

Eleição com lei seca e mais de 20 mil policiais

Efetivo, com equipes da PM, PF, Civil e Bombeiros, terá domingo 1.730 homens a mais do que em 2008. Amanhã, segue o reforço do Sertão. Ao contrário de outros Estados, consumo de bebidas alcoólicas está proibido, das 5h às 18h. (Pág. 1)

Último debate na TV marcado por propostas (Pág. 1)

Cresce chance de 2º turno para presidente (Pág. 1)

Bancários decretam greve nacional por aumento de 11% (Pág. 1)

Justiça lenta deixa presídio sob tensão (Pág. 1)

Reajuste para cirurgias do coração (Pág. 1)

Reconstrução de escolas vai começar (Pág. 1)

Indenizações no caminho da Via Mangue (Pág. 1)

Zero Hora (RS)

O Estado em debate

Foto legenda: Os candidatos ao Piratini confrontaram suas propostas e divergências até por volta de 1h desta madrugada na RBS TV (Págs. 1, 4 A 14, Rosane de Oliveira (10) e Paulo Sant’ana (55))

Como campanha de Dilma tenta evitar o 2º turno (Págs. 1, 4 A 14, Rosane de Oliveira (10) e Paulo Sant’ana (55))

Amanhã termina prazo para tirar nova via do título (Págs. 1, 4 A 14, Rosane de Oliveira (10) e Paulo Sant’ana (55))

A censura às pesquisas para governo do PR (Págs. 1, 4 A 14, Rosane de Oliveira (10) e Paulo Sant’ana (55))

Ação pode beneficiar aposentados da Varig

Justiça avalia se União terá de complementar pagamentos mensais. (Págs. 1 e 22)

Verba pública: Sete indiciados por mau uso de diárias

Delegado responsabiliza vereador de Triunfo, parentes e assessores que passearam em Foz. (Págs. 1 e 19)

Sinal verde: Ampliação do aeroporto ganha licença ambiental

Fepam autoriza obra esperada para a Copa que aumentará a capacidade do Salgado Filho. (Págs. 1 e 34)

Decisão sindical: Bancários declaram greve

Paralisação liderada pelo Comando Nacional pode restringir serviços a partir de hoje. (Págs. 1 e 28)

Tumulto no país: Pane atrasa a confecção de passaportes

PF Federal prevê que seja normalizado hoje o serviço. (Págs. 1 e 31)

Fontes: Radiobras-BrasilWiki!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br