Atualizado 19h36 Segunda, 19 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

40 milhões vivem em cidades carentes; 20 milhões não vão votar

629 acessos - 0 comentários

Publicado em 26/09/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DOS JORNAIS E REVISTAS BRASILEIROS, DOMINGO, DIA 26 DE SETEMBRO DE 2010.

Jornal do Brasil

Vinte milhões não devem votar este ano


Chutar o balde da urna custa só R$ 3,51

A multa para quem não vota, tão pequena (R$ 3,51), faz com que muitos não compareçam às urnas. Mas quem não justifica a falta corre o risco de ficar sem o título.

A expectativa é de que, no domingo, se repitam os números dos dois últimos pleitos: mais de 20 milhões de brasileiros não vão participar das eleições. (Págs. 1 e País 2)



Dilma Rousseff vai ao Cantagalo e Marina Silva visita Iate Clube (Págs. 1 e Rio 8)

O Globo



Mais de 2 mil municípios do país são subdesenvolvidos

Futuro presidente terá de lidar com cidades carentes onde vivem 40 milhões

Apenas 226 cidades brasileiras, ou 4% do total, apresentam um nível de desenvolvimento alto, enquanto 2.503 (45%) são subdesenvolvidas, não contando com água tratada e atendimento médico básico. Nelas vivem 40 milhões de brasileiros. Este é o retrato do país, segundo o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal, que o futuro presidente terá de encarar. "O Brasil continua muito desigual, e os avanços são num ritmo lento", diz Luciana Sá, diretora da Firjan. (Págs. 1 e 33 a 35)

Os desafios da última semana
A perspectiva do segundo turno é o eixo da última semana de campanha. Para vencer logo, Dilma buscará agenda positiva. Serra aposta nos debates; Marina, na "onda verde" no Rio. (Págs. 1 e 3)

Bujão de gás com ágio chega ao asfalto

Relatório da Assessoria de Inteligência da Agência Nacional de Petróleo (ANP) revela que 2,7 milhões de moradores do Estado do Rio pagam ágio na compra de gás. A cobrança de taxas por milicianos e traficantes ultrapassou o limite das favelas, atingindo também moradores do asfalto. (Págs. 1 e 22)

Vaccarezza

Petista faz uma das campanhas mais caras: R$ 3,5 milhões. (Págs. 1 e 19)

Decisão no 1º turno em 17 estados e DF

Os eleitores de 17 estados e do Distrito Federal deverão conhecer seus governadores já no primeiro turno. Só em quatro estados há certeza de 2º turno. Em 16 estados, o favorito é o governador ou seu candidato. (Págs. 1 e 12)

Gasto público é a maior preocupação

Para empresários e investidores, os gastos públicos serão a maior preocupação no governo do sucessor de Lula. Eles confiam na manutenção da estabilidade econômica e cobram mais investimentos em educação. (Págs. 1 e 16)

Tiririca

Palhaço é promessa de fenômeno eleitoral com 900 mil votos. (Págs. 1 e 19)

Elio Gaspari

Com a proximidade da eleição, o embuste do trem-bala cresceu. (Págs. 1 e O País 18)

Míriam Leitão

As fraquezas e as forças dos candidatos presidenciais. (Págs. 1 e Economia 34)

João Ubaldo Ribeiro

A primeira ação das ditaduras é contra a liberdade de imprensa. (Págs. 1 e Opinião 7)

Luiz Paulo Horta

A partir de domingo que vem, mergulhamos no desconhecido. (Págs. 1 e Opinião 6)

Folha de S. Paulo



Presidente 40 Eleições 2010: PT repete os erros do mensalão, diz Marina

Para a candidata do PV, José Serra (PSDB) faz ’colagem de promessas’ sem critério

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, afirma que uma parte do PT "parece não ter aprendido" com o escândalo do mensalão, que eclodiu em 2005.

Ex-ministra do Meio Ambiente de Lula e filiada ao PT até 2009, Marina chamou de "gravíssimas" as acusações de tráfico de influência na Casa Civil e disse que os petistas tentam abafar o caso para proteger sua candidata, Dilma Rousseff.

Marina também acusou o PSDB de "falta de sensibilidade" com o social, tanto na gestão FHC quanto na oposição a Lula, e afirmou que José Serra, candidato tucano ao Planalto, faz uma "colagem de promessas" sem critério. (Págs. 1 e Pág. Esp. 1)

Auditorias fazem ressalvas a gestão de Serra em SP

O Tribunal de Contas do Estado apontou problemas em saúde, moradias para baixa renda e expansão do metrô quando José Serra foi governador. Tucano diz que ressalvas são "irrelevantes" e que as contas foram aprovadas pelo TCE. (Págs. 1 e Pág. Esp. 3)

SP tem 14 das 15 cidades mais desenvolvidas, mostra ranking (Págs. 1, C4 e C5)

Boa notícia

Mineradora investe quase R$ 400 mi no ’MIT’ brasileiro (Págs. 1 e B11)

Editorial

Todo poder tem limite

Os altos índices de aprovação popular do presidente Lula não são fortuitos. Refletem o ambiente internacional favorável aos países em desenvolvimento, apesar da crise que atinge o mundo desenvolvido. Refletem, em especial, os acertos do atual chefe do Estado.

Lula teve o discernimento de manter a política econômica sensata de seu antecessor. Seu governo conduziu à retomada do crescimento e ampliou uma antes incipiente política de transferências de renda aos estratos sociais mais carentes. A desigualdade social, ainda imensa, começa a se reduzir. Ninguém lhe contesta seriamente esses méritos. (Pág. 1)

O Estado de S. Paulo



Serra mira S. Paulo, Minas e Rio; Dilma aposta mais na TV

Marina acelera o ritmo e quer ainda visitar pelo menos uma grande capital em cada região do País

Na reta final das eleições, o candidato José Serra (PSDB) aproveitará a última semana de campanha para reforçar estratégias nos principais colégios eleitorais - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - e calibrara discurso para o eleitor indeciso em busca de um segundo turno. Apostando na cautela, Dilma Rousseff (PT) se prepara para o debate de hoje da Record e o da Globo, na quinta-feira. O presidente Lula arrefeceu o tom do discurso contra a mídia em comício realizado em Porto Alegre na sexta-feira e, destacando a importância da imprensa, afirmou que "é preciso ter humildade". Marina Silva deve avançar com a proposta de que não quer embate, mas sim debate. (Págs. 1 e Nacional A4)

Aliás,


Para Tales Ab’Sáber, Lula obteve consenso com os "muito ricos" e os "mais pobres"

Maioria dos brasileiros que vivem no exterior está irregular

Levantamento feito pelo Ministério das Relações Exteriores mostra que hoje 3.030.993 brasileiros (l,57%da população) migraram para o exterior, em todos os continentes. Dois em cada três deles estão irregulares e, portanto, sobrevivem sem apoio jurídico ou médico. (Págs. 1 e Metrópole C1)

Petrobras puxa fila de aberturas de capital

Passada a megacapitalização, a expectativa é de que os IPOs (aberturas de capital) deslanchem até dezembro, movimentando US$ 10 bilhões, segundo estimativa do mercado. (Págs. 1 e Economia B1)

Dora Kramer: Ao eleitor, o desempate

Não é verdade que o STF não decidiu coisa alguma sobre Ficha Limpa. Houve avanços. O maior de todos: a lei foi declarada constitucional. (Págs. 1 e Nacional A8)

Luiz Sérgio Henriques: Que esquerda é esta?

Na raiz do PT há elementos de "antipolítica", como se a história do País fosse equívoco a ser corrigido por um novo cavaleiro da esperança. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

João Ubaldo: A conspiração da imprensa

Quando se sente em si a encarnação do povo, como parece estar acontecendo com o presidente Lula, deve ser difícil suportar opiniões discordantes. (Págs. 1 e Caderno 2 Domingo D4)

Notas & Informações: O mal a evitar

A acusação de Lula de que a imprensa age "como partido" é extensiva a este jornal. Mas ele está enganado. Há enorme diferença entre agir "como partido" e tomar partido quando estão em jogo valores essenciais à democracia. Com a responsabilidade à qual nunca se subtraiu em 35 anos de lutas, o Estado apoia José Serra à Presidência, e não só por seus méritos, mas também para evitar grande mal para o País. (Págs. 1 e A3)


Correio Braziliense



Weslian vai às ruas e é alvo de ação do PT

No segundo dia como candidata, Weslian Roriz, substituta do ex-governador do Distrito Federal na corrida ao Buriti, entrou na mira dos adversários. Com o marido a tiracolo, a ex-primeira-dama fez um corpo a corpo na Feira da Ceilândia (foto) pela manhã. À tarde, protocolou o pedido de registro da candidatura no Tribunal Regional Eleitoral. Ensaiou um discurso mais proativo. "Quem vai mandar no governo sou eu. A experiência é do meu marido." Atenta à manobra de Joaquim Roriz para escapar da Lei da Ficha Limpa, a assessoria jurídica do PT reúne provas a fim de denunciar fraude com o eleitor, induzido a votar em Weslian para dar a vitória ao ex-governador. "Esta prática não poderá ser tolerada pela Justiça Eleitoral", disse Claudismar Zupiroli, advogado de Agnelo Queiroz. (Págs. 1 e 29 a 3)

Pandora II

Durval Barbosa delata Roriz ao MP (Págs. 1 e Eixo Capital, 30)

Ficha suja

Partidos avaliam como garantir votos (Págs. 1 e 4)

O preço da corrupção

Miséria eleitoral dá prejuízo de R$ 2,5 bilhões (Págs. 1, 2 e 3)

Gol 1907, tragédia de quatro anos

A partir do acidente com o voo 1907 da Gol, segurança na aviação brasileira passou por consideráveis mudanças. Mas relatório mostra que ainda são muitos os motivos para preocupação. (Págs. 1 e 12)

Progresso

No país dos contrastes, Goiás melhora indicadores sociais (Págs. 1 e 15)

Jornal do Commercio (PE)



Mantenha seu nome bem longe do SPC

Empresas podem negativar uma pessoa apenas 24 horas depois de o débito ter vencido, mas muitos consumidores desconhecem a regra. Essa é uma das dicas importantes que precisam ser levadas em conta por quem quer ter o CPF limpo no mercado. (Pág. 1)

Zero Hora (RS)



Na rua com os candidatos ao Piratini

Ibope aponta redução dos indecisos no RS (Págs. 1, 6, 8 e 10)

Na primeira reportagem da série sobre a disputa estadual, os bastidores da campanha de Fogaça (Págs. 1 e 11 a 13)

Gráfico explica o que está em jogo no dia 3 (Págs. 1 e 14)


REVISTAS SEMANAIS - DATAS DE CAPA



Veja, 29/9/2010.


A liberdade sob ataque

A revelação de evidências irrefutáveis de corrupção no Palácio do Planalto renova no presidente Lula e no seu partido o ódio à imprensa livre

Empregos

Estrangeiros bem preparados estão de olho em bons salários no Brasil

Época, 27/9/2010.

Petrobras

O impacto da maior oferta de ações da história no futuro do Brasil

Tiririca, a cara do novo Congresso

Uma pesquisa inédita explica sucesso de candidatos despreprados - como o comediante que, apesar do rumor de ser analfabeto, pode se tornar o deputado mais votado do país

O palhaço cantor Tiririca não sabe ler nem escrever, dizem colegas

ISTOÉ, 29/9/2010.

O avanço da onda vermelha

Uma avalanche de intenções de votos nos candidatos governistas, vinda de cidadãos de todas as classes sociais e de todas as regiões, toma conta do País. E, pela primeira vez, desde a redemocratização, um presidente eleito pode assumir com maioria absoluta no Senado e na Câmara. Saiba por que isso é bom para um Brasil que precisa de reformas estruturais urgentes no campo tributário, político e econômico

Caso Telebrás

Investigação encontra indícios de lavagem de dinheiro no grupo do ex-ministro Hélio Costa

ISTOÉ Dinheiro, 29/9/2010.

Minha vida depois da prisão

O empresário Antonio Iafelice, dono da Agrenco, uma das maiores companhias do agronegócio brasileiro, foi preso em 2008 pela PF. Agora, inocentado, ele conta à Dinheiro como foram seus dias após a detenção e revela seu plano para tentar reassumir o comando

A reação dos credores, que têm R$ 1,2 bilhão a receber

O que acontece com milhares de acionistas, que estão com papéis congelados no mercado

Uma empresa sobrevive depois de uma operação policial?

Trabalho: Os reajustes recorde dos salários


CartaCapital, 29/9/2010.


Eles ainda sonham com a marcha

Em desespero, a oposição tenta evocar fantasmas do passado, alimentada pela mídia

Justiça (?) eleitoral

A vice-procuradora eleitoral Sandra Cureau agride CartaCapital e pratica um atentado verdadeiro à liberdade de imprensa


Fontes: Radiobras e BrasilWiki!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br