Atualizado 19h36 Segunda, 19 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Ato contra mídia sem PT e CUT

422 acessos - 0 comentários

Publicado em 24/09/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, SEXTA-FEIRA, DIA 24 DE SETEMBRO DE 2010.

O Globo

Eleições 2010: Lula diz que pode ter sido enganado no caso Erenice
Presidente volta a criticar imprensa e afirma que fazer sucessor é prioridade

Uma semana depois da saída de Erenice Guerra da Casa Civil sob acusação de tráfico de influência, o presidente Lula disse que pode ter sido enganado. "Se alguém acha que pode chegar aqui e se servir, cai do cavalo, porque a pessoa pode me enganar um dia, mas não engana todo mundo todo dia", afirmou Lula, que, à época do escândalo do mensalão, disse ter sido "traído". Para Lula, Erenice perdeu a chance de ser "uma grande funcionária pública". O presidente voltou a atacar a imprensa e disse que os meios de comunicação deveriam anunciar seus candidatos e partidos. Segundo Lula, as pessoas são livres para criticá-lo, mas devem ouvir criticas: "Uma crítica que você faz é tida como antidemocrática, como se determinados setores da imprensa fossem acima de Deus." Lula disse que fazer o sucessor é prioridade de qualquer governo. "Imagina se entra para governar o Brasil alguém que resolve voltar a querer privatizar a Petrobras. Aonde vai o pré-sal?", indagou. (Págs. 1, 4, Merval Pereira e Arthur Dapieve)

Luiz Garcia
O que deve fazer a imprensa frente aos ataques palacianos? Simples: continuar apurando e contando o que acontece de bom e ruim nos salões e nos porões. (Págs. 1 e 7)


Mais um filho em alta

"Lula, o filho do Brasil", de Fábio Barreto, é o filme escolhido para concorrer a uma indicação ao Oscar de filme estrangeiro. Foi eleito de forma unânime pelos nove membros de uma comissão formada pelo Ministério da Cultura.

Foto legenda: O ator Rui Ricardo Diaz é Lula: uma escolha política? (Segundo Caderno)

Ato contra mídia sem PT e CUT

Sem a presença dos presidentes de centrais sindicais e de partidos políticos - com exceção de Renato Rabelo (PCdoB) -, o "Ato contra a mídia golpista", realizado ontem em São Paulo, também não teve representantes de PT e UNE. (Págs. 1 e 14)

Foto legenda: A luta continua: Plínio mostra confiança em debate com Dilma, Serra e Marina. (Págs. 1 e 10)
Colômbia mata seu ’Bin Laden’
Morte do chefe militar das Farc é celebrada pelo governo como o maior golpe na guerrilha

Numa operação aérea que envolveu 2 mil homens e 72 aeronaves, as Forças Armadas colombianas mataram o principal chefe militar da guerrilha do país. A morte de Jorge Briceño, conhecido como Mono Jojoy, o número 2 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia e símbolo da linha-dura do grupo, foi considerada pelo governo o golpe mais importante desferido até hoje nos rebeldes. Em Nova York participando da Assembleia-Geral da ONU, o presidente Juan Manuel Santos disse que, para seu país, a morte de Jojoy tem o mesmo significado que a de Bin Laden teria para os nova-iorquinos. Santos afirmou que o ataque representou suas "boas-vindas" às Farc. Os Estados Unidos ofereciam US$ 5 milhões pela captura de Jojoy. (Págs. 1, 33 e 34)

Foto legenda: Mono Jojoy num acampamento das Farc na floresta colombiana: símbolo da linha-dura da guerrilha
Capitalização dará R$ 120 bi à Petrobras
Após três horas de reunião, a Petrobras anunciou que as ações PN serão vendidas por R$ 26,30 e as ordinárias (ON), R$ 29,65. A operação permitirá à estatal levantar pelo menos R$ 120 bilhões (US$ 70 bi) para investir, na maior capitalização do mundo. (Págs. 1 e 29)
INSS reduz as pensões acima do teto
Por determinação do Tribunal de Contas da União, o INSS está avisando a 2.022 pessoas que recebem pensões acima do teto de R$ 3.467,40 que o beneficio será reduzido. O que já foi pago no passado será descontado no contracheque. (Págs. 1 e 28)
Europa proíbe Avandia, droga contra diabetes
A Agência Europeia de Medicamentos baniu o remédio Avandia (rosiglitazona), contra o diabetes tipo 2, em todo o continente, alegando que ele aumenta os riscos de infarto. No Brasil, a Anvisa ainda não tomou uma decisão. (Págs. 1 e 36)


Folha de S. Paulo


Petrobras conclui maior venda de ações da história
Estatal obtém R$ 120,4 bilhões e se torna a segunda maior empresa do mundo, atrás da Exxon

Na maior venda de ações já feita no mercado de capi¬tais mundial, a Petrobras levantou R$ 120,4 bilhões, valor equivalente a 4,2% do PIB (Produto Interno Bruto, soma de riquezas do país).

Os US$ 70 bilhões superaram as ofertas da japonesa NTT (US$ 36,8 bilhões) e do chinês AgBank (US$ 22,1 bilhões). Em valor de mercado, a petroleira se tornou a segunda maior empresa do mundo, atrás da Exxon.

A soma de dinheiro assegurado com o aumento de capital é de R$ 45,6 bilhões. Os outros R$ 74,8 bilhões virão do governo na forma de barris de petróleo da União.

A grande adesão dos fundos internacionais e de pequenos investidores desmentiu rumores contrários e surpreendeu o mercado.

O processo de capitalização dará à Petrobras recur¬sos para financiar a exploração do pré-sal. (Págs. 1 e A12)


Presidente 40 Eleições 2010: Lula culpa Erenice por acusações à Casa Civil
O presidente Lula disse que Erenice Guerra desperdiçou a chance de ser "uma grande funcionária pública". Foi a fala mais enfática dele responsabilizando a ex-ministra da Casa Civil.

Até então, o presidente dizia não haver provas de tráfico de influência na pasta. Após a revelação, a vantagem de Dilma Rousseff sobre os seus rivais caiu, revelou o Datafolha. (Págs. 1 e Esp. 1)
Filme da vida do presidente vai concorrer a vaga no Oscar
"Lula, o Filho do Brasil", de Fábio Barreto, foi escolhido por uma comissão de especialistas para representar o Brasil na disputa por uma vaga ao Oscar de filme estrangeiro no ano que vem.

Os cinco finalistas saem em janeiro, e a premiação será em 27 de fevereiro. O júri negou escolha política; a indicação em ano eleitoral foi coincidência, diz o diretor Roberto Farias. (Págs. 1 e A10)
Tucano cresce, mas ainda não garante vaga no Senado por SP
Com 36% cada um, Marta Suplicy (PT) e Netinho de Paula (PC do B) mantêm a liderança na disputa pelo Senado em São Paulo, mostra o Datafolha. Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) foi o que mais cresceu de 17% para 23% em uma semana.
Pelo governo, Geraldo Alckmin (PSDB) e Aloizio Mercadante (PT) se mantiveram respectivamente com 51% e 23%. (Págs. 1 e Esp. 8 e 9)
Desemprego é o menor, e renda, a maior em oito anos de cálculo
A taxa de desemprego no país em agosto chegou a 6,7%, o menor patamar desde 2002, quando começou a série histórica do IBGE.

O rendimento médio mensal dos trabalhadores também foi o maior desde março de 2002, de R$ 1.472, alta de 8,8% em relação a agosto de 2009. (Págs.1 e B7)
Ahmadinejad sugere que EUA orquestraram o 11 de Setembro
O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, fez um discurso inflamado na ONU, no qual criticou os EUA e sugeriu que o país arquestrou o 11 de Setembro.

A fala fez a delegação americana deixar o plenário. Mais tarde, os EUA classificaram as declarações como "detestáveis". (Págs. 1 e Mundo 2)

Foto legenda: Ahmadinejad em sua fala na Assembleia Geral da ONU, com a Bíblia e o Corão na frente. (Pág. 1)
93% dos médicos se queixam de planos de saúde (Págs. 1 e C4)
Editoriais
Leia "Margem de incerteza", sobre diminuição da vantagem de Dilma Rousseff na pesquisa Datafolha; e "Pânico no metrô", acerca de paralisação. (Págs.1 e A2)


O Estado de S. Paulo

Megacapitalização pode por R$ 50 bilhões no caixa da Petrobras
Valor do negócio, incluindo aporte do governo, pode alcançar R$ 120 bilhões

A megacapitalização da Petrobras terminou ontem e foi marcada por forte alta das ações da empresa, o que, segundo o mercado, indica que a operação foi bem-sucedida - a demanda pelas ações superou em cerca de duas vezes a oferta. Segundo projeções, o valor do negócio deve variar entre R$ 110 bilhões e R$ 120 bilhões. Hoje, o presidente Lula participará de cerimônia na sede da BM&FBovespa para celebrar a operação, a maior do mundo do gênero. Calcula-se que a governo tenha usado todos as recursos da chamada cessão onerosa (5 bilhões de barris de petróleo do pré-sal), cerca de US$ 42,5 bilhões (R$ 73 bilhões). Se a estimativa se confirmar, a dinheiro do mercado que entrará no caixa da estatal será de R$ 50 bilhões. (Págs. 1 e Economia B1)

Prazo para reservas

As corretoras tem até terça-feira para informar aos investidores que fizeram as reservas das ações da capitalização se as compras foram ou não efetivadas. (Págs. 1 e Economia B4)
Governador integra grupo criminoso no TO, diz MP
Documentos reunidos pelo Ministério Publico e pela Polícia Federal mostram os bastidores de um suposto esquema bilionário de fraudes em licitações e aponta a governador do Tocantins, Carlos Henrique Amorim Gaguim (PMDB), e a procurador geral do Estado, Haroldo Rastoldo, como integrantes de organização criminosa. Uma das irregularidades apontadas na investigação seria um contrato para a admissão de 3 mil funcionários para secretarias de Estado sem concurso público. A assessoria do governo do Tocantins nega irregularidades. (Págs. 1 e Nacional A18)


Lula nega ser autoritário e volta a acusar imprensa
O presidente Lula voltou a fazer críticas a imprensa, rebateu acusações de autoritarismo e reafirmou seu papel de líder partidário simultâneo ao de chefe de Estado, em entrevista ao portal Terra. Lula sugeriu que a imprensa "deveria assumir categoricamente" que tem partido, deixando de "vender uma neutralidade disfarçada". (Págs. 1 e Nacional A10)


Lula
Presidente


"E como se determinados setores da imprensa estivessem acima de Deus" (Pág. 1)


Foto legenda: A voz das ruas
Centenas de milhares de franceses voltaram às ruas do pais ontem, em manifestação contra a projeto de reforma da previdência social proposto pelo presidente Nicolas Sarkozy. (Págs. 1 e Economia B14)
Colômbia mata líder das Farc e fragiliza guerrilha
O chefe militar das Farc, Jorge Briceño, o "Mono Jojoy", foi morto pelo Exército colombiano em um bombardeio que matou 20 rebeldes. Para analistas, a baixa pode acelerar o desmantelamento do grupo guerrilheiro. Foi a primeira grande ação contra as Farc ordenada pelo novo presidente do país, Juan Manuel Santos. (Págs. 1 e Internacional A20)
Kassab faz contrato de R$ 70,5 milhões sem licitação
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, contratou a Queiroz Galvão sem 1icitação, por R$ 70,5 milhões, para obras antienchente no Jardim Romano. 0 valor é recorde para contratos do gênero. Por ação semelhante, no valor de R$ 8 milhões, Marta Suplicy foi processada por improbidade em 2002. (Págs.1 e Cidades C3)
’Barão da Merenda’ é preso em SP
O empresário Eloízio Gomes Afonso Durães, dono da maior empresa de merenda do País, a SP Alimentação, foi preso ontem. Alvo da investigação da máfia da merenda, ele é suspeito de pagar propina para fraudar licitações. (Págs. 1 e Cidades C1)
Taxa de desemprego é a menor em 8 anos (Págs. 1 e Economia B10)

Médicos acusam planos de saúde de ingerência (Págs. 1 e Vida A25)

 

Celso Ming: Inconsistências no câmbio
O Fundo Soberano do Brasil esta sendo engolfado por conflitos de interesses. Seus criadores não sabem com qual finalidade usá-lo. (Págs. 1 e Economia B2)
Dora Kramer: Lógica de palanque
Lula não age como estadista porque vê a vida sob a ótica da disputa política. Ele erra quando acha que toda crítica tem sentido partidário. (Págs. 1 e Nacional A8)
Notas & Informações
Um passo além do peleguismo

A criação do Conselho de Relações do Trabalho é, claramente, parte de um projeto de poder. (Págs. 1 e A3)


Correio Braziliense


Ficha limpa causa impasse no STF
Após empate de 5 x 5, ministros não definem se a lei vale para este ano

Depois de 11 horas de sessão, o Supremo Tribunal Federal caiu em um impasse a respeito da Lei da Ficha Limpa. Os 10 ministros presentes em plenário não conseguiram definir se a regra chancelada pelo TSE que suspendeu o registro de candidatura de Joaquim Roriz se aplica às eleições marcadas para daqui a nove dias. Constatado o empate de 5 x 5 na madrugada de hoje, os integrantes do Supremo entraram em um intenso debate sobre o procedimento a ser adotado em caso de igualdade de votos. Prevaleceu a proposta de retomar o julgamento, sem data prevista e não condicionada à nomeação do 11º ministro para completar o quorum do tribunal. Ao detalharem seus pontos de vista, os ministros Cezar Peluso, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Dias Toffoli criticaram aspectos como a interpretação da lei feita pela Justiça Eleitoral, o caráter retroativo da norma e as irregularidades nos trâmites legislativos do Congresso. Sustentaram a defesa da Ficha Limpa Ricardo Lewandowski, Carlos Ayres Britto, Cármen Lúcia, Ellen Gracie e Joaquim Barbosa. (Págs. 1, 2, 23, 24, 25 e 27)
Roriz se diz surpreso
A indefinição no STF deixou o clima tenso na residência do ex-governador, no Park Way, onde aliados e militantes se reuniram para acompanhar o julgamento. Na entrada da casa, houve confusão e briga entre os rorizistas. A nove dias do pleito, a coligação que apoia o candidato ao GDF não tem um plano B para uma eventual substituição. Por meio da assessoria, Roriz afirmou que ficou surpreso com o impasse no Supremo, mas permanece como concorrente ao Palácio do Buriti e continuará a campanha em busca de votos. (Págs. 1, 23 e 25)

"Estamos num impasse, a sociedade sabe que estamos num impasse. E a sociedade sabe que o tribunal não é responsável por esse impasse"
Ministro Cezar Peluso, presidente do STF. (Pág.1)

"Seja qual for a decisão, virá o arrependimento"
Ministro Carlos Ayres Britto, relator do recurso. (Pág. 1)

Charge: O traço da democracia
O ilustrador francês Plantu, do Le Monde, afirma que o respeito à liberdade dos cartunistas indica a maturidade política de uma nação. O artista assina trabalho para o Correio. (Págs. 1 e Diversão e arte, capa)
Ações da Petrobras em alta
Estatal inicia a capitalização em Nova York com valorização acima do esperado. As ações ordinárias custarão R$ 29,65. (Págs. 1 e 15)
Concursos
Governo limita a exigência de avaliação psicológica. As características do cargo terão que ser levadas em consideração. (Págs. 1 e 13)
Desemprego tem queda recorde
Taxa medida pelo IBGE chegou a 6,7% da população economicamente ativa. A renda média do trabalhador cresceu. (Págs. 1 e 12)
Valor Econômico
Disparam os preços da energia
O tempo seco e a forte redução no nível dos reservatórios das hidrelétricas levaram o preço da energia no mercado de curto prazo a seu maior patamar desde fevereiro de 2008. O valor do chamado preço de liquidação das diferenças, um equivalente do preço de mercado à vista na bolsa de valores, chegará na próxima semana a R$ 245 para as regiões Norte e Nordeste e em torno de R$ 165 para o Sudeste e Centro-Oeste. A alta foi de cerca de 30% em uma semana.

Os preços estão em linha com o Custo Marginal da Operação (CMO) decidido ontem pelo Operador Nacional do Sitema (ONS). Esse custo reflete diretamente o acionamento das usinas termelétricas para suprir o país ele energia. Em setembro, até o dia 22, mais de 20% de todo o consumo foi gerado por térmicas, porque os níveis dos reservatórios estão em baixas históricas. (Pág. 1)
Siderúrgicas se ajustam à sobra de aço
Estoques elevados estão levando as siderúrgicas a fazer ajustes na produção. A Arcelor Mittal Tubarão decidiu manter parado um de seus altos-fornos, que não opera desde dezembro de 2008. A CSN está antecipando manutenção. As empresas, de forma geral, enfrentam dificuldades para exportar - por causa da retraçâo da demanda na Europa e EUA - e maior concorrência dos importados. Como consequência, os índices de inflação no atacado captaram neste mês queda nos preços dos produtos siderúrgicos. No IGP-10, houve recuo de 1,27%. Mas a taxa acumulada no ano ainda mostra alta muito superior à inflação. (Págs. 1 e B1)
Vendas de jatinhos crescem com a economia
O Brasil é dono de 3% do total da riqueza produzida no planeta e abriga quase 2% dos bilionários. São 18 pessoas. Mas o país tem se destacado como um gerador de novos milionários a cada dia. Nessa categoria estão empresários com poder de compra e necessidade de deslocamentos rápido que formam um amplo mercado para jatos executivos, cujas vendas crescem na esteira do bom momento da economia brasileira.

Sérgio Beneditti, da Cirrus Brasil, representante da americana Cirrus Aircraft, diz que os clientes de 20 anos atrás não são os mesmos dos últimos anos. "O dinheiro mudou de mãos", afirma. Os novos compradores de jatinhos vêm de áreas como tecnologia da informação, logística, distribuidores de alimentos e de produtos de beleza.

A Cirrus começará a entregar um novo jato executivo (Vision, com 7 lugares) em 2013. E dos 440 pedidos feitos no mundo, 68 são de clientes brasileiros. A Embraer, que fabrica dois modelos, deve vender 130 neste ano, boa parte no Brasil. Osmar Roncolato Pinho, diretor de empréstimos e financiamento do Bradesco, vê retomada dos negócios. (Págs. 1 e B4)
Poderio chinês nos minerais estratégicos
O controle chinês sobre o mercado de alguns minerais importantes deixou cientistas militares e políticos americanos receosos de que Pequim limite o acesso a materiais cruciais para as tecnologias do século 21, como "smartphones" - e bombas inteligentes. Um grupo de 17 elementos metálicos, conhecidos como terras-raras, têm propriedades magnéticas que os tornam ideais para aplicações de alta tecnologia como discos rígidos e câmeras digitais. O domínio da China sobre esses minérios - ela produz aproximadamente 97% dos óxidos de terras-raras - é motivo de alarme em Washington. (Págs. 1 e Al7)
Vem aí o embate Alves x Vaccarezza
Se as pesquisas se confirmarem, PT e PMDB terão as duas maiores bancadas da Câmara e devem começar após o se¬gundo turno das eleições sua primeira luta por poder na Casa. O líder do PMDB, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), e o deputado paulista Cândido Vaccarezza são os mais prováveis protagonistas da disputa.

Os dois deputados se destacam mais como articuladores políticos do que formadores de opinião, mas diferem em todo o resto. Henrique Eduardo é o presidente estadual do PMDB do Rio Grande do Norte e não tem rivais dentro do partido pela indicação. Vaccarezza teve competidores internos em todas as funções que pleiteou no PT e não deverá ser diferente agora: outros nomes são citados, como o do ex-presidente da Câmara Arlindo Chinaglia. (Págs. 1 e A20)
A sueca Saab terá centro de pesquisas e desenvolvimento de tecnologias no Brasil (Págs. 1 e B7)

Nagoya pode repetir Copenhagen
A 10ª Conferência das Partes (COP-10) da ONU sobre Diversidade Biológica, no mês que vem, em Nagoya (Japão), corre o risco de repetir o fiasco das discussões sobre o clima em Copenhagen. (Págs. 1 e A3)
’Apagão’ da energia solar
O incremento no uso da energia solar, que deveria ter sido impulsionado pelo programa "Minha Casa, Minha Vida", praticamente ficou no papel. Agora, o governo promete mudanças com o PAC 2. (Págs. 1 e A4)
Sony reforça atuação na TV paga
A Sony Pictures Television estuda a criação de novos canais no Brasil para aproveitar a expansão da TV por assinatura. Entre as hipóteses estão um canal voltado às classes C e D e outro dedicado ao público feminino. (Págs. 1 e B3)

Especial/Tecnologias Verdes
Governo estuda um novo arcabouço legal que, a exemplo da Lei Rouanet, incentive a pesquisa e o investimento em materiais e processos ambientalmente sustentáveis, diz o secretário de desenvolvimento tecnológico e inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia, Ronaldo Mata. (Págs. 1 e Especial)
MAN terá banco próprio
A MAN Latin America vai criar um banco próprio para financiar a venda de seus caminhões extra pesados no Brasil A MAN Firnance será um braço do Banco Volkswagen, mas com atuação e estrutura independentes. (Págs. 1 e C8)
Concentração X valor de mercado
Pesquisa mostra que quanto maior a concentração do capital de uma empresa listada em bolsa nas mãos de poucos acionistas controladores, menor é o valor de mercado da companhia. (Págs. 1 e D2)
Papel ainda impera na Justiça
Quase quatro anos após a lei que permitiu a abertura de processos pela internet, levantamento do CNJ mostra que só 4% das novas ações foram propostas por meio eletrônico na Justiça dos Estados. (Págs. 1 e El)
Ideias
Claudia Safatle

"Flutuação suja" do câmbio vai se tornando "imunda", com dois grandes compradores de moeda e objetivos distintos. (Págs. 1 e A2)
Ideias
Maria Cristina Fernandes

Ao se colocar na sintonia do descontrole, parece que é a campanha petista e não a oposição que está desesperada. (Págs. 1 e A6)
Estado de Minas
A vitória dos botecos
Nos próximos dias, a prefeitura deve elaborar projeto para mudar a legislação que proíbe bares de colocar mesas na calçada em vias residenciais. A decisão foi anunciada um dia depois de o Estado de Minas alertar que, devido à nova Lei de Uso do Solo, BH corria o risco de perder o título de capital dos botecos. A fama de cidade boêmia ganhou até projeção internacional depois de reportagem do jornal americano The New York Times. O vice-prefeito, Roberto Carvalho, lembra que os botequins são uma vitrine de Belo Horizonte, inclusive para a Copa, e avisa: "Se for o caso, vamos refazer a lei". (Págs. 1 e 21)
Eleições 2010: Ficha Limpa causa impasse no STF
Ministros suspendem sessão à 1h15 da madrugada e adiam decisão sobre validade, para este ano, da lei que barra políticos com ficha suja. (Págs. 1 e 3)

Sujeira na Praça Sete

População reclama do excesso de cavaletes de propaganda eleitoral que polui o coração de Belo Horizonte. (Págs. 1 e 6)

Candidatos duelam na TV

Debate promovido pelos Diários Associados reúne às 21h20, na TV Alterosa, os principais concorrentes ao governo de Minas. (Págs. 1 e 6)

Lula e Dilma não devem mais vir para campanha de Hélio. (Págs. 1 e 5)

Prefeitos do PT e PMDB fazem festa para apoiar Anastasia. (Págs. 1 e 4)
Capitalização: Petrobras já é 2ª maior petroleira do mundo (Págs. 1 e 17)

Trabalho: Emprego bate recorde. Salário é o mais alto
Taxa de desemprego de 6,7%, medida pelo IBGE, é a menor desde 2002. Rendimento médio de R$ 1.472 também é o maior em oito anos. (Págs. 1 e 15)
Refrigerantes: Tubaínas vão à guerra contra grandes marcas
Marcas regionais como Mate Couro, Frutty e Golé vão investir R$ 20 milhões para recuperar vendas, que caíramde 31,2% para 21,6% em seis anos. (Págs. 1 e 13)
Colômbia: Bombardeio mata número dois das Farc (Págs. 1 e 18)
Lula no Oscar
Polêmica à vista: longa que conta a história do presidente é pré-candidato a melhor filme estrangeiro. (Págs. 1 e Em Cultura)


Jornal do Commercio (PE)


Tempo quente na TV
Debate da TV Jonal reuniu candidatos ao governo no auditório do Sistema JC. Faltando pouco mais que uma semana para a eleição, eles se soltaram e partiram para o confronto, o que deixou o encontro mais acirrado e empolgante. (Pág. 1)

Datafolha: Eduardo venceria e faria os dois senadores. (Pág. 1)
Entorno de Suape ganha investimento (Pág. 1)
Mais salário (Pág.1)

Zero Hora (RS)


Multas por falta de uso do cinto dobram
Ofensiva contra uma das principais causas de mortes no trânsito se reflete em autuações no RS: em 2005, foram 71 mil e neste ano devem atingir 130 mil. (Págs. 1 e 36)
Foto Legenda: Chávez em campanha na Venezuela
Repórter de ZH acompanha na capital venezuelana as eleições legislativas que avaliam, neste domingo, os 11 anos de chavismo no poder. (Págs. 1, 32 e 33)
Era sustentável: Plástico verde transforma o Polo
Inauguração em Triunfo celebra hoje marco na indústria. (Págs. 1 e 24)
Câmara: O retrato da bancada gaúcha
Levantamento de ZH mostra como cada deputado usou verbas e quantas faltas teve. (Págs. 1, 6 e 7)
Datafolha: Tarso abre 23 pontos sobre Fogaça e Yeda sobe 4.
Instituto divulga pesquisa para Piratini e Senado.

Ana Amélia e Paim lideram a disputa ao Senado. (Págs. 1, 10, 14 e Rosane de Oliveira,12)

Fontes: Radiobras-BrasilWiki!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br