Atualizado 10h17 Sexta, 16 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Índios americanos na nossa fronteira

613 acessos - 0 comentários

Publicado em 17/09/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, SEXTA-FEIRA, DIA 17DE SETEMBRO DE 2010.

Jornal do Brasil



Cabral diz que tráfico armado vai ser extinto

Governador respondeu a perguntas do JB

Em entrevista exclusiva ao Jornal do Brasil, o governador do Rio de Janeiro e candidato à reeleição, Sérgio Cabral, afirmou que, até 2014, nenhuma comunidade do estado estará submetida ao domínio de traficantes armados. O governador disse ainda que suspendeu os pagamentos e o contrato suspeito de superfaturamento com a empresa Toesa, responsável pela manutenção de veículos usados no combate à dengue no estado. E prometeu que, se for reeleito, o transporte por barcas chegará a São Gonçalo. (Págs. 1 e País, 2)

Especialistas dizem que agências não regulam bem

As agências reguladoras de atividades econômicas já são quase duas dezenas no país, mas não estão imunes às críticas. Segundo especialistas de diversos setores ouvidos pelo JB, Anac, Anatel, Aneel, Antaq, ANTT etc assemelham-se a cabides de emprego em que a competência técnica é preterida para favorecimento de aliados políticos dos governantes. O prejudicado, claro, é o contribuinte, que recebe das agências menos atenção que muitas empresas. (Págs. 1 e Economia, 12 e 13)

Internacional: Eleição explosiva no Afeganistão

Sob suspeita de fraude e ameaças de atentados terroristas dos talibãs, a população afegã vai às urnas neste sábado, no segundo pleito desde a ocupação do país pelos americanos. (Págs. 1 e 14)

Índios americanos na nossa fronteira

Tabatinga (AM) e Letícia, na Colômbia, separadas por uma rua, ficam no meio do nada. A cineasta Maya Da-Rin filmou essa fronteira. Deparou-se com índios lutando por terra e povos ultra-americanizados.(Págs. 1 e 21)



O Globo



Denúncia que atinge campanha de Dilma faz Lula tirar Erenice

Empresário relatou tráfico de influência com suposta cobrança de propina para gastos eleitorais

Após cinco dias de denúncias, uma nova acusação de tráfico de influência na Casa Civil, respingando agora na candidatura da petista Dilma Rousseff, levou o presidente Lula a demitir a ministra Erenice Guerra. Um empresário de Campinas, Rubnei Quícoli, acusou o filho de Erenice, Israel Guerra, de cobrar R$ 240 mil mais 5% de comissão para facilitar um empréstimo de R$ 9 bilhões do BNDES. O empresário diz que foi recebido na Casa Civil em novembro de 2009, quando Erenice era secretária-executiva da então ministra Dilma. Ele relatou ainda que, diante da negativa na liberação do empréstimo, recebeu proposta dos sócios da Capital Assessoria, empresa de Israel, de desembolsar R$ 5 milhões para pagar dívidas de campanha de Dilma Rousseff e Hélio Costa (PMDB), hoje candidato ao governo de Minas. Na carta de demissão, Erenice negou as acusações. Um filho e um irmão de Erenice, ainda empregados no governo do Distrito Federal, também foram demitidos ontem. No Rio, Dilma negou envolvimento no caso e disse que Erenice agiu corretamente ao sair, porque o episódio exige investigações. Hélio Costa refutou a acusação. O presidente Lula afirmou que Erenice prestou um serviço inestimável, mas que, na máquina pública não se pode errar. (Págs. 1, 3 a 16, Merval Pereira, Miriam Leitão e editorial "Caso Erenice tem de ser passado a limpo")

Banco de Bendine é o colchão

O Presidente do Banco do Brasil, o maior do país, Aldemir Bendine comprou a vista e em dinheiro, por R$ 150 mil, um apartamento em SP. Ele disse que tinha R$ 200 mil em casa. (Págs. 1 e 17)

PMDB reage a declarações de Dirceu sobre PT. (Págs. 1 e 17)

Gabeira: ’Fracasso da minha geração é o saneamento’

O candidato do PV, ao governo do Rio, Fernando Gabeira, apontou a falta de saneamento como um dos maiores problemas do país. "É o fracasso da minha geração", afirmou, ao ser sabatinado por editores e leitores do GLOBO. Ele elogiou políticas do governo Sérgio Cabral como UPPs e UPAs, mas disse que o adversário faz "discurso pré-republicano" ao afirmar que o Rio só será atendido se for aliado do governo federal. Cabral será sabatinado hoje. (Págs. 1, 18 e 19)

Líderes da Europa evitam criticar Sarkozy

Após presenciar um violento bate-boca entre Nicolas Sarkozy e o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, líderes evitaram atacar a política de deportação de ciganos do colega francês. (Págs. 1 e 38)

Folha de S. Paulo



Presidente 40 Eleições 2010: Novas acusações derrubam ex-braço direito de Dilma

Erenice Guerra será substituída interinamente por seu secretário-executivo

Demitida atribui denúncias a ’sórdida campanha’ movida por ’paixões eleitorais’

Candidata do PT apoia saída

Erenice Guerra perdeu o cargo de ministra da Casa Civil após revelação, feita ontem pela Folha, de mais um caso de tráfico de influência envolvendo seu filho Israel e o ministério.

O substituto interino será o secretário-executivo, Carlos Eduardo Lima. A solução definitiva pode ficar para depois das eleições.

Na valiação de Lula, a denúncia contra Israel Guerra tinha maior potencial de trazer danos eleitorais do que o escândalo da quebra de sigilos na Receita.

A empresa EDRB, de Campinas, acusa o filho de Eerenice e um assessor dela de pedir R$ 240 mil mais 5% de comissão para intermediar empréstimo no BNDES.

Em carta, Erenice disse precisar de "paz e tempo" para se defender das acusações, que ela atribui a uma "sórdida campanha" movida por "paixões eleitorais".

Dilma Rousseff, ministra da Casa Civil à época da negociação, apoiou a saída para que a investigação da denúncia transcorra "da melhor forma". (Págs. 1 e Eleições 2010)

Fernando de Barros e Silva
Queda é 1ª baixa da ’gestão’ da candidata do PT. (Págs. 1 e A2)

Governo do DF demite o filho e o irmão de Erenice

Israel, filho de Erenice Guerra, e Euricélio, irmão da ex-ministra, foram demitidos do governo do DF. Corregedoria investiga suspeita de que Israel fosse servidor fantasma, o que a empresa Terracap nega. (Págs. 1 e Esp. 5)

Anastacia passa Costa em MG; Alckmin oscila para cima

O tucano Antonio Anastacia aparece pela primeira vez à frente de Hélio Costa (PMDB) em MG, mostra o Datafolha. Os dois estão empatados estatisticamente.

Osmar Dias (PDT) subiu e empatou tecnicamente com Beto Richa (PSDB) no PR. Tarso Genro venceria no 1º turno no RS. Em SP, Geraldo Alckmin (PSDB) oscilou dois pontos para cima e somou 51%. (Págs. 1 e Esp., 7 e 8)

Servidora diz que recebia ’agrados’ para violar sigilos

Adeildda Santos, servidora em cujo computador houve acesso ilegal a dados fiscais de tucanos, disse que recebia "agrados" de contadores para violar sigilos e que seu colega Júlio Bertoldo a apresentava a eles.

Bertoldo nega a acusação. A PF indiciou Adeildda sob a acusação de corrupção ativa. (Págs. 1 e Esp. 6)

Boa notícia: Criação de vagas em 2010 já é o maior da série histórica

Com as 289 mil vagas criadas em agosto o mercado formal acumulou 1,95 milhão de novos postos de trabalho em 2010, informa o governo.
O total supera o de igual período de 2008, que era recorde da série histórica, iniciada em 91. Analistas veem escassez de mão de obra em alguns setores. (Págs. 1 e B7)

Vítima encontra o sequestrador em site do Orkut

Uma mulher de 25 anos encontrou no site de relacionamentos Orkut um dos homens acusados de mantê-la em cativeiro por 16 dias, em março deste ano, na Grande SP. Ela ajudou a polícia a prender o suspeito. (Págs. 1 e C3)

Blog mexicano rompe silêncio sobre o tráfico

Com a autocensura da mídia, o Blog del Narco tem 3 milhões de visitas por semana. O autor dos posts permanece anônimo e diz a Gabriela Manzini que há uma tentantiva de "aparentar que nada acontece". (Págs. 1 e A10)

Mundo: Houve perversão na igreja, diz Bento 16 sobre pedofilia (Págs. 1 e A8)

Editoriais

Leia "A grande família", sobre as denúncias que levaram à demissão da ministra da Casa Civil e braço direito de Dilma Rousseff, Erenice Guerra. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo



Escândalo na Casa Civil cresce e derruba Erenice

Nova denúncia de tráfico de influência envolve filho da sucessora de Dilma no ministério
O BNDES nega esquema.
Candidata petista elogia demissão

A sucessora de Dilma Rousseff (PT) na Casa Civil, Erenice Guerra, pediu demissão ontem, após seu filho, Israel Guerra, ser acusado de envolvimento em um novo caso, de tráfico de influência no governo em troca de pagamento de comissão. O consultor de uma empresa afirmou ter recebido de filhos de Erenice proposta de pagamento de 5% para liberar empréstimo do BNDES. O banco afirmou que o empréstimo foi rejeitado por critérios técnicos e negou que, a concessão do crédito estaria submetida a esquema na Casa Civil. Dilma elogiou a demissão, "para que a investigação corra da melhor forma possível". Também ontem, foram exonerados de cargos no governo do Distrito Federal o próprio Israel e um irmão de Erenice, José Alves de Carvalho. (Págs. 1 e Nacional A4 e A6 a A10)

Campanha temia estrago maior que o da quebra de sigilo

A queda de Erenice começou a ser desejada pelo comitê de Dilma no fim de semana. Pesquisas mostravam que esse escândalo teria maior impacto do que a quebra de sigilo fiscal dos tucanos. (Págs. 1 e Nacional A6)

Dora Kramer: À deriva

É o que dá o Congresso despir-se de suas prerrogativas, a oposição não funcionar, a sociedade se alienar, a Universidade se calar, a Cultura se acovardar e a Justiça demorar a decidir: perde-se a referência do que seja certo ou errado. (Págs. 1 e Nacional A6)

Testemunhas de esquema no Amapá são ameaçadas

As principais testemunhas do inquérito sobre o esquema de corrupção no governo do Amapá estão recebendo ameaças de morte, segundo elas informaram à Polícia Federal. A denúncia pode fazer com que os acusados fiquem mais tempo na cadeia. Das 18 pessoas que tiveram prisão temporária decretada na semana passada, entre elas o governador Pedro Paulo Dias (PT) e o ex-governador Waldez Goes (PDT), 12 já foram colocadas em liberdade. (Págs. 1 e Nacional A16)

Pelo telefone

Foi o grampo no telefone da amante do governador Pedro Paulo Dias, a servidora Lívia Bruna Gato de Melo, que permitiu à PF confirmar as suspeitas sobre os crimes no Amapá. (Págs. 1 e Nacional A16)

Foto legenda: Polêmica na Bienal

A ’Série Inimigos’, de Gil Vicente, que mostra retratos da próprio artista matando FHC e Lula, entre outros personagens famosos, é retirada de embalagem para ser montada na Bienal de São Paulo, que será inaugurada na próxima terça-feira. (Pág. 1)

Exército se previne contra ameaça virtual

Com o objetivo de enfrentar uma eventual guerra cibernética, o Exército anunciou ontem a assinatura de um convênio para defender o País contra vírus e ladrões de senhas, que já são a principal ameaça do mundo virtual e causaram, só no setor bancário, prejuízo de R$ 900 milhões em 2009. (Págs. 1 e Cidades C1)

Importação de veículos cresce 150% até agosto (Págs. 1 e Economia B12)

Deportação de ciganos continuará, diz Sarkozy (Págs. 1 e Internacional A18)

Papa admite resposta lenta contra abusos (Págs. 1 e Vida A24)

Gilles Lapouge

O bombardeio do Palácio Eliseu

Todas as manhãs, Sarkozy deve acordar se perguntando qual será a pancada que receberá hoje. Nesta semana, o bombardeio foi pesado. (Págs. 1 e Internacional A18)

Notas & Informações

Todo poder ao PT

José Dirceu colocou na mesa um projeto hegemônico para o PT no eventual governo Dilma. (Págs. 1 e A3)


Correio Braziliense


Erenice cai e leva sua turma

Chefe da Casa Civil sai em meio a suspeitas de tráfico de influência. GDF demite o filho e o irmão da ex-ministra

Sucessora de Dilma Rousseff na Casa Civil da Presidência da República, Erenice Guerra teve que pedir demissão ontem, após mais denúncias de que seu filho Israel Guerra intermediou negócios entre o governo e empresas privadas. Braço direito de Dilma no governo, Erenice deixa o Planalto para evitar que a repercussão do caso contamine a campanha da petista. A saída da ministra foi decidida pelo presidente Lula na madrugada desta quinta-feira e comunicada à candidata do PT, no Palácio da Alvorada. O secretário executivo da pasta, Carlos Eduardo Esteves Lima, assume interinamente o cargo.
E Erenice não perdeu o emprego sozinha. Israel e José Euricélio, irmão da ministra, que ocupavam cargos comissionados no Governo do Distrito Federal, foram exonerados.

A Corregedoria do DF vai investigar se Israel era funcionário fantasma da Terracap.

PF deve pedir explicações

Sem foro privilegiado, Erenice Guerra pode depor em inquérito.

Candidatos exigem rigor

Serra e Marina acham demissão insuficiente e cobram mais investigações. (Págs. 1 e 2 a 7)

STF julga Roriz na próxima quarta- feira (Págs. 1 e 23)

Cespe reconhece erro no gabarito de prova do MPU (Págs. 1 e 13)

UnB: Justiça garante URP e servidores podem encerrar a greve (Págs. 1 e 31)

Valor Econômico



Menor diferença de salário desestimula a rotatividade

O preço da rotatividade da mão de obra ficou mais caro este ano. Nos primeiros seis meses de 2010, a diferença entre o salário médio dos demitidos e dos admitidos caiu quase pela metade em relação a igual período do ano passado. De janeiro a junho, o salário médio dos novos contratados foi de R$ 821,13, valor 7,2% inferior ao salário dos demitidos no mesmo período. No primeiro semestre de 2009, a diferença era bem maior - 13,2% -, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) calculados pela área técnica do Ministério do Trabalho, a pedido do Valor.

A redução da diferença para um nível inferior a 10% recupera a relação existente em. 2008, outro ano de forte crescimento econômico. Essa diminuição, diz o economista Fábio Romão, da LCA Consultores, é típica de momentos em que a economia vai bem. O crescimento acelerado e a consequente demanda por mão de obra qualificada em diferentes setores fazem com que as empresas aumentem o salário de admissão para contratar os melhores funcionários disponíveis ou mesn10 para atrair profissionais já empregados. (Págs. 1 e A3)

Documento pode elevar abstenções

A exigência da apresentação de um documento com foto no momento do voto, novidade da eleição deste ano, poderá elevar as abstenções. Entre políticos, há temor de que esse efeito se dê principalmente nas regiões com alto índice de população rural, como o Nordeste, onde cerca de 28,5% residem no campo, ante a média nacional de 16%. O problema, se agravou este ano em razão das enchentes em Pernambuco e Alagoas, onde muitas pessoas perderam documentos.

Há cinco anos, o então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Velloso, avaliou em 30 milhões o número de eleitores que não tinham documento com foto. Hoje, o TSE evita previsões oficiais. A. identificação biométrica, em que o eleitor é identificado pela impressão digital, só atingirá 100% do eleitorado em 2018. (Págs. 1 e Al6)

Grandes da TI na mira da Justiça

Algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo estão em negociações avançadas com o Departamento de Justiça dos EUA para evitar uma batalha judicial envolvendo suspeitas de que se uniram para manter os salários baixos quando concordaram em não tirar empregados umas das outras. As empresas - entre elas Google, Apple, Intel, Adobe Systems e Pixar, da Walt Disney - estão nos estágios finais das negociações com o governo. Se fracassarem, os dois lados podem iniciar um processo que ajudaria a decidir a legalidade de acordos como esses na economia americana como um todo. Há interesses poderosos em ambos os lados para se encerrar o caso antes que ele chegue a esse estágio. (Págs. 1 e B2)

Foto legenda: Aproximação estratégica

Com a inauguração do primeiro centro de inovação da Unilever no país, seu presidente, o holandês Kess Kruythoff, crê que a empresa ficará mais próxima dos varejistas. "Precisamos saber o que pensam, contar o que estamos fazendo e mostrar que eles podem ser mais rentáveis". (Págs. 1 e B1)

Entre atacado e pequeno varejo, os hipermercados perdem força

Os hipermercados estão perdendo terreno nas vendas, acossados por dois competidores mais ágeis: os pequenos supermercados e os atacadistas que também atendem o consumidor final ("atacarejos"). Esse tipo especial de atacado, viu sua clientela aumentar de 17% para 22% do total, segundo a Nielsen. Seu apelo é o preço, em média 20% mais baixo nos itens de mercearia e perecíveis em comparação ao das redes convencionais.

Os hipermercados detém apenas 3% do faturamento do setor e no primeiro semestre registraram queda de 7% no volume vendido. A receita caiu 9%. A maior alta, de 10%, foi a dos supermercados pequenos. (Págs. 1 e B4)

WTorre desiste de abrir capital e refaz seu plano estratégico

A falta de interesse do mercado de capitais por novos papéis, em parte pelo porte da operação de capitalização da Petrobras, e as dificuldades ela empresa em convencer os investidores sobre seu modelo de negócios levaram a construtora WTorre a desistir de abrir o capital, decisão que anuncia oficialmente hoje.

Por causa dessa decisão, foi traçado um novo plano estratégico, que inclui a estruturação de fundos ele investimento, a associação com investidores e a venda de ativos, como informaram ao Valor seus dois sócios, Walter Torre e Paulo Remy. O plano inclui a venda de dois imóveis que devem engordar o caixa da empresa em cerca de R$ 370 milhões. (Págs. 1 e B6)

Brasil será alvo prioritário em esforço exportador dos Estados Unidos (Págs. 1 e A13)

Montadoras criticam política chinesa para carros elétricos (Págs. 1 e B9)

Novo porto de Manaus

O governo federal recebe em 15 de outubro as propostas das empresas interessadas em construir e assumir a gestão Porto Novo de Manaus. A intenção é fazer a licitação ainda neste ano. (Págs. 1 e A4)

Denúncias derrubam Erenice

Pressionada por denúncias de tráfico de influência, a ministra-chefe da Casal Civil, Erenice Guerra, foi convencida pelo governo a pedir demissão do cargo ontem. O atual secretário-executivo do ministério, Carlos Eduardo Esteves Lima, assume o posto interinamente. (Págs. 1 e A11)

Banda H beneficia novatas

Edital para leilões de faixas de frequência da banda H, que a Anatel deve publicar na próxima semana, vai privilegiar empresas que até agora não oferecem serviço de telefonia móvel de terceira geração. (Págs. 1 e B3)

Empresas ignoram redes sociais

De forma geral, as empresas brasileiras não usam as redes sociais da internet para chegar ao consumidor. E, com raras exceções, aquelas que utilizam essa ferramenta o fazem de forma inadequada. (págs. 1 e B3)

Suspeita de cartel em caminhões

Autoridades antitruste do Reino Unido investigam grandes montadoras europeias, entre elas Daimler, Scania, MAN e Iveco, sobre manipulação de preços no mercado de caminhões. (Págs. 1 e B8)

Restrição intimida estrangeiros

Restrição à compra de imóveis rurais por estrangeiros começa a afetar negócios no país. Clientes da STCP Engenharia, de Curitiba, suspenderam cinco projetos, avaliados em US$ 3,2 bilhões. (Págs. 1 e B11)

’Private equity’ sucroalcooleiro

O fundo de "private equity" FIP Terra Viva, administrado pela DGF Investimentos, comprou 32% da usina Paraíso Bioenergia, de Brotas(SP). Essa é a terceira usina adquirida pelo fundo no ano. (Págs. 1 e B12)

Oceanografia lucra com pré-sal

Aquecimento no setor de exploração de petróleo e outros empreendimentos costeiros, como portos e estaleiros, aumentam a demanda por oceanógrafos. (Págs. 1 e D10)

OAB veta estrangeiros

Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados em São Paulo decide pela proibição de associações, uniões ou parcerias entre escritórios nacionais e estrangeiros. (Págs. 1 e E1)

Ideias

Claudia Safatle

Governo quer usar o Fundo Soberano de forma imprevisível e ilimitada para comprar dólares e frear a alta do real. (Págs. 1 e A2)

Ideias

Maria Cristina Fernandes

Campanha marcada pelo denuncismo dá força ao falso discurso de que o voto em lista filtra os aventureiros. (Págs. 1 e A6)

Aposentados

Retroativo vai custar R$ 2,3 bi

Cerca de 47 mil pessoas devem ser atingidas pela decisão da Justiça que corrigiu o teto dos beneficios pagos entre 1998 e 2004. Além de adequar os vencimentos atuais, a Previdência terá que indenizar por cinco anos de valores atrasados. (Págs. 1 e 11)

Estado de Minas



Escândalo derruba Erenice, a sucessora de Dilma no governo

Pivô da queda foi um filho da então ministra da casa civil.
Ele é acusado de usar influência da mãe para tentar liberar R$ 9 bilhões no BNDES em favor de empresa paulista, em troca, receberia R$ 450 milhões.

Lula agiu rápido e demitiu Erenice para evitar que denúncias contagiem campanha de Dilma.

A candidata petista nega envolvimento no caso. Pelo lado da oposição, Serra exigiu investigação rigorosa. "Quero o Brasil passado a limpo", cobrou Marina. (Págs. 1 e 3 a 5)

Serra evita Lula

Visita do presidente hoje a Juiz de Fora leva candidato tucano a adiar evento de campanha na cidade da Zona da Mata. (Págs. 1 e 6)

Ataque à Lei Kandir

Hélio Costa (PMDB) promete lutar para que o minério exportado volte a recolher imposto para os cofres do estado. (Págs. 1 e 8)

A disputa do ICMS

Governo de MG rebate críticas e afirma ter reduzido alíquotas de 250 produtos. Anastasia defende mais ideias e menos ataques. (Págs. 1 e 7)

BH é a capital em que o Censo está mais atrasado

Apenas 54% da população foram recenseados. No Rio, por exemplo, o índice já chegou a 71%. As pessoas têm se recusado a receber os funcionários do IBGE. (Págs. 1, 21 e 22)

Impostos: Arrecadação tem 11ª alta seguida

Recolhimento de tributos somou R$ 62,7 bilhões no país em agosto, com aumento de 20,5% em relação ao mesmo mês de 2009. Especialistas sugerem que já é possível baixar alíquotas. (Págs. 1 e 13)

Trabalho: Emprego recorde em MG e no Brasil

Estado criou 29.253 empregos com carteira assinada em agosto, melhor resultado já registrado para o mês. No país, total de contratações no período chegou a 299.415. (Págs. 1 e 14)

Reino Unido: Papa é alvo de duras críticas ao comparar ateus a nazistas (Págs. 1 e 19)

Jornal do Commercio (PE)



Escândalo derruba chefe da Casa Civil

Pressionada pelas denúncias de trádico de influência, Erenice Guerra, deixou o cargo. Governo tenta descolar o nome da acusada do de sua candidata, Dilma, mas a oposição não dá trégua. Serra vê tentativa de barrar investigação rigorosa e PSDB vai acionar a presidenciável na Justiça. (Pág. 1)

Caixa assina contratos habitacionais (Pág. 1)

OAB processa advogados do Caso Jennifer (Pág. 1)

Zero Hora (RS)



Lula demite ministra para proteger Dilma

Depois de mais uma denúncia de tráfico de influência envolvendo filho de Erenice Guerra, o Planalto age para blindar o PT na disputa presidencial.

Como a família Guerra atuava no governo.

A estratégia do PT para desqualificar denúncia (Págs. 1, 4, 5, 8, Rosane de Oliveira, 10 e Editorial, 24)

Eleições 2010: Tarso abre 20 pontos no Datafolha

Pesquisa mostra petista com 44%, Fogaça 24% e Yeda 11%. (Págs. 1, 18 e 20)

Eleições 2010: Dilma amplia liderança no Estado

No RS, candidata do PT figura com 45% contra 34% de Serra. (Págs. 1, 18 e 20)

Crime: Capital bate o Rio em sequestros relâmpagos

Porto Alegre tem um caso a cada dois dias, enquanto a cidade fluminense registra um ataque a cada três dias. (Págs. 1 e 51)

Vida real: A posição sobre o projeto da Fase (Págs. 1 e 14)

Mais Canoas: Os candidatos e as questões de Canoas

Concorrentes ao Piratini se posicionam sobre presídio, BR-386 e escolas técnicas. (Págs. 1 e encartado nos exemplares que circulam em Canoas)

Fontes: Radiobras - BrasilWiki!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br