Atualizado 19h56 Sexta, 16 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Venezuela proíbe jornais de publicar fotos violentas

605 acessos - 0 comentários

Publicado em 19/08/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, QUINTA-FEIRA, DIA 19 DE AGOSTO DE 2010.


Jornal do Brasil

Debate na internet esquenta campanha

Regras mais permissivas estimulam acusações e trocas de farpas

Livres das regras rígidas impostas as apresentações na TV, os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV) elevaram o tom crítico no primeiro debate presidencial transmitido pela internet, ontem. As trocas de farpas deram o tom desde o início, e temas importantes como segurança e política externa praticamente não foram abordados pelos candidatos. (Págs. 1 e País A3)

Pré-sal terá US$ 224 bi em 4 anos

Com previsão de elevar a produção de petróleo de 2 milhões para 5 milhões de barris/mês, o Brasil prevê investir, até 2014, US$ 224 bilhões na exploração da camada pré-sal. A aprovação do marco regulatório é prioridade. (Págs. 1 e Economia A12)


Foto legenda: A imprensa de Chávez

Critico ao governo de Hugo Chávez, o jornal venezuelano ’El Nacional’ protestou, ontem, contra a proibição de a imprensa do país publicar fotos com temática de morte e violência. A censura partiu de um tribunal de Caracas. (Págs. 1 e Internacional A14)

Ataque em SE alarma a Justiça

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso, solicitou maior proteção às autoridades públicas envolvidas no processo eleitoral em todo o país, depois do atentado contra o Presidente do TRE de Sergipe. (Págs. 1 e País A2)

Brasil bem cotado em Wall Street

O bom momento da economia brasileira tem deixado as empresas do país em vantagem no mero cada global, segundo afirmou ontem o presidente da Bolsa de Valores de Nova York, Duncan Niederauer. (Págs. 1 e Economia A12)

O Globo

Dobra número de empresas vendidas para estrangeiros

Houve 56 negócios só no segundo trimestre, recorde desde 1994

No segundo trimestre deste ano, o total de operações de empresas estrangeiras comprando companhias brasileiras chegou a 56. Esse número é mais do que o dobro das 21 transações do mesmo tipo realizadas de janeiro a março, segundo a consultoria KPMG do Brasil. Também é o maior número desde 1994. O levantamento não leva em conta negócios bilionários fechados nas últimas semanas, como a compra de parte da Oi pela Portugal Telecom, o avanço da espanhola Telefónica na Vivo e a união da TAM com a chilena LAN, que pode ampliar ainda mais sua fatia no mercado brasileiro se a legislação mudar. "As empresas brasileiras estão se internacionalizando também. É a outra face do mesmo processo. É um jogo de mão dupla", avalia Antônio Corrêa de Lacerda, um especialista no tema. (Págs. 1 e 25)

Incentivo Nacional

O governo prepara medidas para incentivar indústrias nacionais a se tomarem fornecedoras da Petrobras durante a exploração do pré-sal. O objetivo é reduzir encargos sociais, criar linhas de crédito especiais e, em alguns casos, elevar tarifas de importação. (Págs. 1 e 28)

SPU defende casa particular em parque

Patrimônio abre mão de imóveis ocupados por ex-funcionários no Jardim Botânico

Encarregada da proteção dos bens federais, a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) passou a defender interesses privados. A superintendência no Rio pediu a suspensão de um mandado de reintegração de posse em favor do governo, abrindo mão de um imóvel particular erguido dentro do Jardim Botânico. Em documento, a SPU apoia o cadastramento para regularizar outros imóveis particulares no parque. (Págs. 1 e 18)

Foto legenda: As casas de ex-funcionários do Jardim Botânico ficam dentro do parque, um patrimônio público federal

Após atentado, STF quer juízes sob proteção policial

A pedido do governador de Sergipe, Marcelo Déda, a PF vai investigar o atentado sofrido em Aracaju pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Luiz Antônio Mendonça. Quatro bandidos encapuzados deram 30 tiros no carro do desembargador. Ele sofreu ferimentos leves, mas o motorista está em estado grave. Déda disse não acreditar em motivação política, mas o presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, afirmou não descartar nenhuma hipótese, e o presidente do STF, Cezar Peluso, pediu proteção policial para magistrados. (Págs. 1 e 3)

Foto legenda: O motorista gravemente ferido, ao lado do carro oficial repleto de buracos de bala na lataria e no vidro traseiro


Venezuela censura em plenas eleições

Sob a alegação de proteger menores de imagens de teor violento, a Justiça da Venezuela, controlada por Hugo Chávez, aplicou, pela primeira vez, censura prévia à mídia impressa do país. Jornais e revistas estão proibidos de publicar fotos e textos que abordem a criminalidade galopante na Venezuela. Para a oposição, a intenção é não prejudicar Chávez, a um mês das eleições legislativas. (Págs. 1 e 32)


Defensoria cobra da Anac atendimento

A Defensoria Pública da União anunciou que investigará o fechamento de postos de atendimento da Anac em sete aeroportos do país. Por lesar os passageiros, a Defensoria cobra da agência reguladora a volta do serviço é que este funcione por 24 horas. (Págs. 1 e 29)

Mosquito da dengue volta à Europa

Cinquenta anos depois de ter sido erradicado na Europa, o Aedes aegypti está de volta ao continente. Uma colônia do mosquito transmissor da dengue foi achada na Holanda. A elevação das temperaturas pode estar por trás do retorno. (Págs. 1 e 34)

Aliados ignoram Serra na TV

Na estreia do horário eleitoral nos estados, Lula foi a presença marcante. Já José Serra foi quase ignorado pelos aliados e só rapidamente apareceu no programa de Aécio Neves. Em debate em SP, Serra e Dilma Rousseff subiram o tom das críticas. (Págs. 1, 4 e 9)

Folha de S. Paulo

Serra parte para o ataque

Presidente 40: Eleições 2010: Tucano acusa Dilma de "mentir" e a chama de "ingrata"; petista critica gestão FHC.


O primeiro debate presidencial Folha/UOL com transmissão ao vivo pela internet marcou mudanças de tom da campanha eleitoral e introduziu o enfrentamento mais direto entre os dois principais adversários.

José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) trocaram insultos e farpas nas quase três horas de embate. O tucano, oito pontos atrás da petista na mais recente pesquisa Datafolha, foi mais agressivo. Acusou a rival de "mentir" e a chamou de "ingrata". A petista revidou com ataques à gestão FHC.

Em terceiro lugar, Marina Silva (PV) poupou Dilma e concentrou suas críticas em Serra, numa clara inflexão de sua estratégia até então.

O clima no Tuca, teatro onde se realizou o debate, foi quente. Na plateia, aliados dos candidatos puxaram aplausos e reações aos adversários. Fora, houve protestos de estudantes, grevistas e gays. (Págs. 1 e Especial)

Dilma Rousseff fez exames de rotina no Hospital Sírio-Libanês. (Págs. 1 e A10)

Renata Lo Prete
’Vacina’ de Lula desarma discurso da oposição (Págs. 1 e Pág. Esp. 6)

Fernando Canzian
Perdeu-se a chance de pôr pingos nos "is" da economia (Págs. 1 e Pág. Esp. 6)

Principal marca do encontro foi a guinada de Marina (Págs. 1 e A2)

Foto legenda: Ao lado de Marina (PV), Serra (PSDB) se dirige a Dilma (PT) no debate Folha/UOL, o 1º entre candidatos à Presidência com transmissão pela internet

Coligações nos Estados rifam tucano na TV

O candidato à Presidência José Serra não foi mostrado nem teve o nome citado na estreia da propaganda gratuita dos candidatos a governador do PSDB ou coligados à sigla em quatro Estados e no Distrito Federal.

Em outros programas, fez aparições discretas ou foi citado poucas vezes. (Págs. 1 e A4)


Venezuela proíbe jornais de publicar fotos violentas

Decisão da Justiça proibiu todos os jornais venezuelanos de publicar, por um mês, fotos "violentas e grotescas". A medida, que tentaria proteger crianças e jovens, foi tomada após jornal de oposição a Ruga Chávez mostrar cadáveres dividindo macas em necrotério. O ato foi visto como censura prévia. (Págs. 1 e A14)

Presidente do TRE de Sergipe é alvo de atentado


O desembargador Luiz Antônio Araújo Mendonça foi alvo de atentado a tiros, disparados contra seu carro. O magistrado ficou ferido por estilhaços, mas seu motorista, o cabo da PM Jailton Batista Pereira, foi baleado e está em estado grave.

A PF vai apurar se há motivação eleitoral. (Págs. 1 e A10)

Editoriais

Leia "Pai e mãe", acerca da candidatura governista à Presidência; e
"Bases colombianas", sobre a presença militar norte-americana no país vizinho. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo

Conselho de Justiça amplia benefícios para juízes federais

CNJ decide que magistrados podem vender férias e ter licença- prêmio, como faz o Ministério Público

O Conselho Nacional de Justiça decidiu, por 10 votos a 5, que os magistrados federais devem ter as mesmas vantagens dadas a integrantes do Ministério Público Federal. Desse modo, os juizes, que já gozam de dois meses de férias por ano, poderão vender 20 dias, Outros benefícios incluem auxílio-alimentação, licença-prêmio e licença sem remuneração para tratar de assuntos particulares, Para a Associação dos Juízes Federais do Brasil, autora do pedido julgado pelo CNJ e que classificou a decisão de "histórica", a simetria entre as carreiras está prevista na Constituição. No Supremo Tribunal Federal, porém, há uma súmula segundo a qual o Judiciário não tem função legislativa e não pode elevar vencimentos de servidores sob fundamento de isonomia. (Págs. 1 e Nacional A14)

Ministros do STF querem gatilho salarial

O Supremo Tribunal Federal e a Procuradoria-Geral da República querem voltar a adotar, para ministros e procuradores, o gatilho salarial. Pelo mecanismo, vigente na época da inflação, os salários eram reajustados automaticamente com base em índices oficiais. Projetos enviados ao Congresso preveem reajustes por ato administrativo a partir de 2012. (Págs. 1 e Nacional A14)

Sociedade de cardiologistas incentiva boicote ao SUS

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular lançará campanha para que seus 1,2 mil associados deixem de operar pelo Sistema Único de Saúde. Trata-se, de protesto contra o valor pago aos cirurgiões. Por uma cirurgia de ponte de safena, por exemplo, o SUS reembolsa R$ 940 para quatro especialistas e dois auxiliares. O Ministério da Saúde disse que a remuneração é compatível com os recursos do SUS. (Págs. 1 e Vida A20)

Campanhas estaduais na TV ignoram Serra

No primeiro dia do horário eleitoral dos candidatos a governador em todo o País, o presidenciável do PSDB, José Serra, foi ignorado pela maioria dos aliados de sua candidatura. Na TV, no bloco da tarde, só o paulista Geraldo Alckmin o citou explicitamente, e apenas uma vez. No Piauí, o locutor do programa do tucano Silvio Mendes falou dele. A imagem de Serra foi usada em clipes na campanha em Goiás e Minas. (Págs. 1 e Nacional A4)

Tucano eleva o tom contra Dilma

O presidenciável José Serra subiu o tom contra a petista Dilma Rousseff durante debate ontem em São Paulo. O tucano acusou a concorrente de "ingrata" e de "fingir" que não ouve as críticas. Segundo ele, o PT sempre apostou no "quanto pior melhor". (Págs. 1 e Nacional A8)

Foto legenda: Caos só cresce no Paquistão

Vítimas das enchentes no Paquistão disputam alimentos; autoridades preocupam-se com a possibilidade de o Taleban e a Al-Qaeda se aproveitarem para conquistar espaço nas regiões afetadas. No país, 20 milhões foram atingidos pela tragédia e 7 milhões precisam de ajuda urgente. (Págs. 1 e Internacional A18)


Imprensa da Venezuela reage à censura

O jornal venezuelano El Nacional exibiu ontem espaços em branco e tarjas com a palavra "censurado" na capa e na página policial. A medida é um protesto contra a decisão do Judiciário de vetar a publicação de fotos "violentas". (Págs. 1 e Internacional A15)


Transnordestina: Uma igreja no meio do caminho

Os moradores de Fazendinha, no sertão do Moxotó (PE), se mobilizam para salvar a Igreja de São Luiz Gonzaga. A construção do século 18 está no caminho da ferrovia Transnordestina. (Págs. 1 e Economia B8)

Foto legenda: Desvio. A igreja e a obra: ’O trem que faça a curva’, sugere o agricultor

Presidente do TRE de Sergipe sofre atentado (Págs. 1 e Nacional A12)

ANJ: candidatos endossam liberdade de expressão (Págs. 1 e Nacional A13)

Notas & Informações: Na disputa pelo terceiro mandato

O presidente Lula agora avisa que está disputando mais um mandato. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense        

Filha dos Villela pede HC e ataca investigação

Os advogados de Adriana Villela, presa desde segunda-feira sob acusação de dificultar as investigações do assassinato dos pais, ingressaram com um pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça do DF. A decisão deve sair hoje. A defesa considera "inconsistentes" os fatos que levaram à prisão, entre eles o depoimento de uma testemunha que teria visto o encontro da acusada com a vidente Rosa Maria Jaques. Em documento entregue à OAB em junho, ao qual o Correio teve acesso, os advogados de Adriana acusam a polícia de impor tortura psicológica, de fazer ilações e de envolver a cliente em uma briga entre unidades de investigação. (Págs. 1 e 32)

Só ela não vê que está presa

Escoltada por dois policiais e com algemas, a paranormal Rosa Maria Jaques chegou a Brasília negando a condição de presa. "Vim para prestar depoimento." Ela afirma que não atrapalhou as investigações sobre o caso Villela. À noite, foi levada para o presídio feminino da Colmeia. (Págs. 1 e 33)

Polícia busca nos depoimentos as provas contra os assassinos (Págs. 1 e 31)

PF investigará atentado a juiz eleitoral

Por determinação do Ministério da Justiça, a Polícia Federal vai colaborar nas investigações do atentado contra o desembargador Luiz Antônio Araújo Mendonça, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe. O crime ocorreu na Zona Sul de Aracaju. Quatro homens encapuzados dispararam cerca de 30 tiros no momento em que o carro oficial do TRE parou no semáforo. Luiz Antônio Mendonça foi atingido por estilhaços. Ele se recupera bem do ataque, mas o motorista está na UTI. O presidente do STF, Cezar Peluso, pediu reforço na segurança de magistrados e de autoridades que atuam nas eleições. (Págs. 1 e 2)

Justiça: Homem indenizado por assédio sexual

O Tribunal Regional do Trabalho determinou o pagamento de indenização de R$ 5 mil a Márcio André Barroso, 37 anos, vítima de assédio sexual enquanto trabalhou na Vivo. Ex-funcionário terceirizado, foi perseguido por uma chefe da empresa. (Págs. 1 e 43)

Venezuela: Resposta à censura

Com um espaço em branco na capa, o jornal El Nacional reagiu à decisão da Justiça de proibir uma foto sobre violência. (Págs. 1 e 26)

Custo de vida: Pão sobe até 10%

Produto ficará mais caro por causa da escassez do trigo no mercado externo. As massas também serão reajustadas. (Págs. 1 e 15)

Gripe Suína: Há vacina de sobra

Médicos sugerem a imunização de novos grupos com as 8 milhões de doses estocadas. A variação do H1N1 pode inviabilizar a droga. (Págs. 1 e 10)

Valor Econômico

Inflação abaixo do previsto deve encerrar alta de juros

O Banco Central acredita que a inflação do terceiro trimestre ficará abaixo do esperado. Além disso, aposta que o cenário externo, que piorou nas últimas semanas, terá um efeito desinflacionário sobre a economia brasileira.

As avaliações, colhidas pelo Valor em conversas com dirigentes da instituição, indicam que o Comitê de Política Monetária do BC (Copom) não elevará a taxa básica de juros (Selic) na próxima reunião, nos dias 31 de agosto e 1 de setembro. Se o cenário previsto se confirmar, é possível que a Selic, hoje em 10,75% ao ano, fique estacionada pelo menos até o fim do ano. (Pág. 1)

Unipar quer diversificar investimento

Ex-controladora da empresa petroquímica Quattor, vendida em abril para a Braskem, a Unipar está em busca de negócios fora do setor petroquímico e avalia investimentos nas áreas de infraestrutura, logística e material de construção. A companhia também tem sido procurada por fundos de investimentos para realizar projetos conjuntos.

José Octávio Mello, presidente da Unipar, disse ao Valor que "a meta é termos o controle de uma empresa de médio porte e mais uma ou duas participações minoritárias. O foco é o Brasil". Para isso, tem em caixa R$ 700 milhões, parte do valor da venda da Quattor. Hoje, a Carbocloro é o único ativo operacional que existe sob o "guarda-chuva" da Unipar Participações e seu controle é dividido meio a meio entre a família Geyer e o grupo americano Occidental Chemical. (Págs. 1 e B7)

Cosan agora vai além do açúcar

Até o início de 2011, a Cosan Alimentos, divisão da Cosan, se tornará uma empresa independente. Depois disso, irá atuar com outros alimentos além de açúcar, única área em que opera atualmente, como dona das marcas União e Da Barra. No longo prazo, considera-se a possibilidade de abrir o capital.

Colin Butterfield, presidente da Cosan Alimentos, não revela quais são os novos produtos. Mas dá pistas. A ideia é selecioná-los em categorias em que o nível de formalidade seja alto, em produtos não refrigerados e com mercados de grande escala. Dentro dessas características, segundo Butterfield, a empresa analisa entrar no negócio de café, biscoitos, massas (pastifício), conservas e até atomatados. (Págs. 1 e B4)

Foto legenda: Ouro barato

A sul-africana AngloGold Ashanti vai despejar US$ 1 bilhão no Brasil até 2015 para aproveitar o baixo custo de extração do ouro e suas altas cotações. A fatia do país nos investimentos do grupo deve chegar a 20%, diz Mark Cutifani, principal executivo da empresa. (Págs. 1 e B8)

Chesf é condenada em R$ 1,6 bilhão

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) foi condenada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) a pagar cerca de R$ 1,6 bilhão ao consórcio de empresas responsável pela construção da usina do Xingó, localizada entre Alagoas e Sergipe. A disputa, iniciada pela Chesf, é travada desde o início dos anos 90 com o consórcio vencedor da licitação para a construção.

A estatal contestava o índice adotado para reajuste dos valores previstos no contrato. A empresa perdeu o processo em 1ª instância e no Tribunal de Justiça de Pernambuco. No STJ, os ministros da 2ª Turma decidiram manter a condenação, o que permite a continuidade de uma execução provisória em curso na 1ª instância. Os ministros decidiram, no entanto, reduzir os honorários advocatícios para 0,5% do valor da causa, o que representa aproximadamente R$ 10 milhões. (Págs. 1 e E1)

Oferta da Petrobras pode ficar para 2011

A capitalização da Petrobras corre o risco de ficar para 2011. A reunião de ontem entre o presidente da empresa, José Sérgio Gabrielli, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e das Minas e Energia, Márcio Zimmermann, não foi decisiva. Haverá novas reuniões, mas para a estatal o prazo limite continua sendo 30 de setembro, por motivos políticos e operacionais.

A direção da Petrobras avaliou, ao marcar o prazo limite, que o período entre o primeiro e o segundo turno das eleições presidenciais é de alta volatilidade dos mercados, o que desaconselha a oferta pública de ações. A companhia estará proibida por lei de ir ao mercado também em novembro, quando anunciará os resultados do terceiro trimestre. E, por fim, dezembro nunca é um bom momento para se fazer grandes operações. (Págs. 1 e D3)

Investimento concluído reduz pressões sobre ocupação da capacidade produtiva e inflação (Págs. 1 e A3)

Brasil é um dos principais alvos em ofensiva da P&G (Págs. 1 e B9)

Ponto eletrônico fica para 2011

O governo federal adiou novamente o prazo para entrada em vigor do novo ponto eletrônico nas empresas. Antes previsto para 26 de agosto, agora a nova data é 12 de março de 2011. (Págs. 1 e A2)

Câmara vê reajuste ilegal

Parecer técnico da Câmara dos Deputados afirma que projetos que mudam processo de reajuste salarial dos ministros do STF e do procurador-geral da República são inconstitucionais. (Págs. 1 e A8)

Segurança nos shoppings

Onda de assaltos a joalherias em shopping centers do país mobiliza os lojistas a buscar soluções. Associação do setor acredita que custos devem aumentar. (Págs. 1 e B5)

Aéreas invadem a África

Companhias aéreas de todo o mundo iniciaram uma corrida à África nos últimos meses. Nos próximos três anos, o transporte internacional de passageiros no continente deve crescer 6,5% ao ano. (Págs. 1 e B6)

Serviços de saúde

Ampliação da lista de procedimentos cobertos pelos planos de saúde aquece o mercado de equipamentos e insumos para exames na área de oncologia. (Págs. 1 e B6)

Propriedade intelectual

Negligenciada pelas empresas brasileiras do setor aeroespacial e de defesa até muito pouco tempo atrás, a preocupação com a obtenção de patentes sobre inovações tecnológicas começa ganhar impulso. (Págs. 1 e B8)

Oferta hostil

Após ter sua oferta de compra, no valor de quase US$ 39 bilhões, recusada pela direção da Potash, maior empresa de fertilizantes do mundo, a BHP Billiton encaminha sua proposta diretamente aos acionistas. (Págs. 1 e B11)

Banco contrata, mas paga menos

Os bancos brasileiros criaram 9 mil postos de trabalho no primeiro semestre. No mesmo período de 2009, foram fechadas 2,2 mil vagas. Os novos salários, no entanto, são 38% mais baixos, em média. (Págs. 1 e C7)

Eleições versus governança

Responsáveis por boa parte do financiamento das campanhas eleitorais no Brasil, em geral as companhias abertas ainda não prestam informações sobre o assunto de maneira adequada aos acionistas. "As empresas deveriam ser mais transparentes", diz Alexandre Di Miceli, da Fipecafi. (Págs. 1 e D1)

Ideias

Ribamar Oliveira

Tudo indica que, qualquer que seja o futuro presidente, o ritmo de recuperação do salário mínimo será reduzido. (Págs. 1 e A2)

Ideias

Maria Inês Nassif

Excessiva fixação do PSDB e do DEM no eleitorado de centro e de direita estreitou margens de manobra da oposição. (Págs. 1 e A10)

Estado de Minas

BH terá delegacia só para combater ação de pichador

Prefeitura cederá o espaço para a abertura da nova unidade da Polícia Civil, já aprovada pelo governo do estado. A data em que a delegacia começa a funcionar e o local ainda estão sendo negociados. A Guarda Municipal auxiliará a equipe de investigadores a identificar os vândalos. Pelo menos 300 novas pichações são registradas por mês na capital. (Págs. 1 e 25)

Aécio promete trabalhar por reformas

Na terceira entrevista com candidatos ao Senado, ex-governador Aécio Neves diz que pretende ser a "voz de Minas" na Casa e articular consenso para votar reformas estruturais no país. (Págs. 1 e 6)

Ação preventiva: PM vai vigiar de perto quem bate em mulher (Págs. 1 e 26)

Violência: Presidente do TRE de Sergipe sofre atentado

Quatro homens encapuzados metralham carro oficial em Aracaju. Um dos tiros atingiu de raspão o ombro do magistrado. O TSE cancelou sessão após o ataque. O Supremo pediu reforço na proteção a juízes. (Págs. 1 e 9)

Ex-governador é citado na TV por Anastasia e Hélio

No primeiro dia de propaganda eleitoral estadual, os dois principais candidatos ao Palácio da Liberdade mencionaram Aécio Neves e apresentaram pesquisas diferentes, mais favoráveis a cada um. (Págs. 1 e 3)


Censura na Venezuela

Justiça proíbe jornais de publicar imagens sobre violência, depois que o El Nacional mostrou foto com cadáveres empilhados no necrotério da capital. O periódico reagiu com protesto. (Págs. 1 e 22)


Crime no DF: Polícia vê filha envolvida na morte de ex-ministro do TSE (Págs. 1 e 12)

Capitalização: Petrobras gastou R$ 300 milhões na perfuração de poços no pré-sal (Págs. 1 e 21)

Concurso: Seleções abrem 2.118 vagas com salário de até r$ 4,8 mil (Págs. 1 e 18)


Jornal do Commercio (PE)

O mapa do assalto

Levantamento da Secretaria de Defesa Social com dados de julho, mostra que os índices de ocorrências recuaram na maioria dos bairros do Recife, Olinda e Jaboatão, mas cresceram em algumas áreas da capital, como Graças, (...), Torre e Madalena.

Bairro com pior estatística

Providências anunciadas

Estratégia de resultados (Pág. 1)

Passageiros de avião desamparados (Pág. 1)


Venezuela tenta esconder violência censurando imprensa (Pág. 1)


Presidente do TRE de Sergipe é vítima de atentado a tiros (Pág. 1)

Despejados de Aldeia tentam anular a imissão de posse (Pág. 1)

Eleições (Pág. 1)


Zero Hora (RS)

Inter bi da América

Bolívar ergue a taça entregue por Pelé, depois de o time colorado vencer o Chivas de virada, por 3 a 2, com gols de Sobis, Damião e Giuliano, e conquistar a Libertadores (Págs. 1, 4 e 5 e Esportes)

Controle de hora: Mudança no ponto é adiada

Exigência de impressão de recibo fica para 2011. (Págs. 1 e 20)

Ajuda à polícia: Gaúcho elucida crime pela web

Universitário da Capital descobriu morte em ritual no Pará. (Págs. 1 e 50)

Fontes: Radiobras-BrasilWiki!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br