Atualizado 23h33 Sábado, 17 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Dilma, Serra, Marina e Quércia no país da dengue

638 acessos - 0 comentários

Publicado em 07/07/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DE JORNAIS BRASILEIROS, TERÇA-FEIRA, DIA 7 DE JULHO DE 2010.

Jornal do Brasil

Poupança bate recorde

Captação de R$ 12,2 bilhões no semestre é a maior desde o início do Plano Real

O brasileiro está apostando na poupança. O efeito pode ser visto pela captação dos seis primeiros meses do ano, que chegou a R$ 12,24 bilhões. O volume (saldo entre depósitos e retiradas) é o maior desde que o Banco Central começou a tabulação, em 1995. Crescimento de renda e de emprego é apontado como a fonte da confiança nessa aplicação. (Págs. 1 e Economia A20)

Corpo a corpo chega à internet

No início da campanha política oficial, a ordem foi marcar em cima o eleitor - na rua ou na web. Os sites de Dilma Rousseff, José Serra e Marina Silva têm muitas ferramentas de interação. (Págs. 1 e Tema do dia A2 a A4)



Novo personagem para aliviar Bruno

Um primo do goleiro Bruno disse à polícia que a modelo Eliza Samudio está morta. O depoimento do menor isenta o jogador e joga a responsabilidade do crime para Luiz Henrique Ferreira, o Macarrão. (Págs. 1 e Cidade A7)

Dois líderes, e nenhum avanço

O encontro na Casa Branca entre o presidente dos EUA, Barack Obama, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, rendeu apenas fotos e promessas vagas de esforço pela paz. (Págs. 1 e Internacional A21)

Reciclagem que gera conflitos

Considerada um avanço ambiental, a indústria de reciclagem também causa embates entre moradores e catadores no Rio. A sujeira exposta nas calçadas após a abertura de sacos de lixo rende polêmica e até brigas. (Págs. 1 e Cidade A8 e A9)

Avanços na luta contra o câncer

Ações para a criação de uma rede nacional de centros de pesquisa e o aumento de investimentos têm levado o Brasil ao destaque no estudo e tratamento do câncer. O Inca, no Rio, é unidade de referência. (Págs. 1 e Vida, Saúde & Ciência A18)


O Globo



Novo Código Florestal anistia quem desmatou a Amazônia

Greenpeace estima que perdão custará R$ 8 bi ao governo federal

A Comissão Especial da Câmara aprovou, por 13 votos a 5, uma reforma do Código florestal que anistia todos os proprietários rurais acusados de desmatamento até 22 de julho de 2008. Pela estimativa do Greenpeace, com a anistia, o governo abre mão de R$ 8 bilhões em multas aplicadas a desmatadores entre 1998 e 2008 na Amazônia Legal. Para receber o perdão, eles têm que se comprometer a recuperar áreas devastadas. O relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) modificando o Código Florestal prevê outros benefícios reivindicados pela bancada ruralista, como a redução das áreas de proteção às margens dos rios. O texto foi aprovado numa sessão marcada por bate-boca entre parlamentares, ambientalistas e ruralistas. A segurança teve de intervir, e ativistas do Greenpeace foram retirados à força da sala. O projeto irá ao plenário da Câmara, mas só deve ser votado após as eleições. Depois, segue para o Senado. (Págs. 1 e 15)

Jovem livra Bruno, mas tio o complica

Rapaz confessa agressão a ex-amante de goleiro, que teria pagado pelo sumiço do corpo

Um jovem de 17 anos, primo do goleiro Bruno, confessou ontem na Divisão de Homicídios do Rio ter participado do sequestro de Eliza, a ex-amante do jogador, desaparecida há um mês. Ele contou que deu uma coronhada na cabeça de Eliza, que morreu, mas não em consequência do golpe. O adolescente foi detido ontem na casa do goleiro, no Recreio, onde teria passado o fim de semana em conversa com advogados do jogador do Flamengo. O jovem livra o goleiro da acusação de homicídio. Apesar disso, um tio do rapaz contou que Bruno deu R$ 3 mil para que um traficante sumisse com o corpo de Eliza. (Págs. 1, 16 e 17)

Foto legenda: Policiais deixam o condomínio no Recreio, onde detiveram o primo de Bruno, envolvido no crime

Na estreia, candidatos em disputa pela Bolsa

Na abertura da campanha, os presidenciáveis José Serra e Dilma Rousseff disputaram a paternidade dos programa de bolsas para carentes. Serra disse que projetos tucanos originaram o Bolsa Família e prometeu ampliar o programa. Dilma acusou oponentes de tratar a questão social como artifício eleitoral. (Págs. 1, 3 e editorial "Cabe a Dilma esclarecer programa")

Serra diz que Dilma foge do debate

O candidato tucano à Presidência, José Serra, cobrou a participação da petista Dilma Rousseff em debates eleitorais. "Não sou ventríloquo de marqueteiro nem de partido", afirmou Serra. Em Porto Alegre, Dilma disse que quer ser presidente para continuar mudando o país. (Págs. 1, 4 e 9)



Lula quebra promessa e cria novos cargos

Depois de Lula dizer que não criaria mais cargos, o governo enviou ao Congresso projetos criando 1.853 postos no Executivo e no Judiciário. (Págs. 1 e 13 e editorial "Efeitos do festival da gastança")

Dinheiro em espécie vira escândalo... na França (Págs. 1 e 31)



Obama manda processar o Arizona por lei de imigração (Págs. 1 e 30)



Folha de S. Paulo



Notificação de dengue quebra recorde no país

Em 6 meses, 830 mil registros superam a marca máxima anterior, de 2008

Levantamento da Folha com as secretarias da Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou 830 mil notificações de dengue, batendo o recorde de 2008 - 806 mil. Segundo o Ministério da Saúde, 321 pessoas morreram em razão da doença, relata Márcio Pinho.

Os governos federal e estaduais atribuem o aumento à volta de circulação do tipo 1 da doença, contra o qual a população não está imune. Negam falta de investimento no controle da doença. Para especialistas, há falhas nessa área e no atendimento a pacientes.

O tempo chuvoso também influenciou. Com 121 mil casos confirmados até o início de julho, o Estado de São Paulo bateu a marca de2007 (92 mil). O número de doentes na capital é o maior da história -4.529 até maio. As zonas norte, oeste e sul registraram surtos. (Págs. 1 e C3)

ANÁLISE

Segundo Evaldo Stanislau de Araújo, do Hospital das Clínicas da USP, o termo "tsunami" se aplica à epidemia de dengue de 2010. A doença está onipresente no Brasil, potencialmente letal até em regiões consideradas mais desenvolvidas. (Págs. 1 e C3)



Primo de Bruno diz que ex de goleiro foi morta

Um adolescente de 17 anos, primo de Bruno Fernandes, afirmou durante depoimento no Rio ter participado do sequestro de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro, e tê-la agredido com coronhadas na cabeça. Segundo ele, Eliza está morta. O jovem depôs por sete horas e foi encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Desde o desaparecimento de Eliza, Bruno vem sendo apontado pela polícia como principal suspeito. O goleiro nega a acusação. (Págs. 1 e C1)

Foto legenda: Cobra criada

O presidente Lula observa dançarino ao chegar à Tanzânia; para ele, Dilma Rousseff (PT) já está ’madura’ para fazer campanha sem a sua presença (Págs. 1 e A6) (BW! esclarece: o dançarino dança com uma cobra)



Termelétricas geram 50% a mais, e tarifas devem subir

O país gerou 50% mais energia de usinas termelétricas em junho ante o mesmo mês de 2009. O objetivo é poupar água nos reservatórios das hidrelétricas, que estão no nível mais baixo para esta época desde 2003.

As termelétricas queimam gás natural ou óleo e são mais poluentes. Segundo especialistas, seu uso encarecerá as tarifas. (Págs. 1 e B1)

Alckmin sugere corrigir tarifa de pedágios e irrita tucanos

Criticado por adversários por implantar pedágios em SP, o ex-governador e candidato do PSDB ao governo, Geraldo Alckmin, prometeu "corrigir" valores cobrados.

Como Vice de Mário Covas (95-2001), Alckmin foi responsável pela privatização de rodovias. Tucanos irritaram-se com a abordagem do tema, visto como munição para oponentes. (Págs. 1 e A10)



Poupança no colchão

Dilma Rousseff (PT) não é a única que declarou manter em casa altas quantias: 11 candidatos a governo e Senado dizem guardar R$ 3,5 milhões, entre eles o ex-governador Orestes Quércia (PMDB), com R$ 1,28 milhão em espécie. A prática não é ilegal, mas, para especialistas, não tem lógica. (Págs. 1 e A8)



Boa notícia: Preços recuam para população de baixa renda (Págs. 1 e B5)



Tribunal eleitoral multa José Serra pela primeira vez

O Tribunal Superior Eleitoral multou pela primeira vez o candidato tucano José Serra por propaganda eleitoral antecipada. A punição de R$ 5.000 ocorreu devido a inserções na Bahia. O PSDB vai recorrer. (Págs. 1 e A7)



Caso de doações ilegais na França atinge Sarkozy

A ex-contadora de Liliane Bettencourt, do grupo L’Oréal, disse ter pago € 150 mil em espécie para financiar a campanha de Nicolas Sarkozy; a lei francesa veta. O presidente chamou a acusação de "calúnia". (Págs. 1 e A12)

Editoriais

Leia "Papelada e papelão", acerca do início oficial da campanha eleitoral; e "Ressarcir o SUS", sobre o uso, por planos de saúde, da rede pública. (Págs. 1 e A2)


O Estado de S. Paulo



Serra ataca plano radical do PT, que Dilma assinou

Segundo o partido, ela não leu o texto, que depois foi substituído;
’a gente sabe o que eles pensam’, diz tucano.

A candidata à Presidência Dilma Rousseff assinou o programa radical de governo apresentado na segunda-feira pelo PT ao Tribunal Superior Eleitoral. Ela também rubricou suas 19 páginas. O texto previa, entre outras coisas, o controle social da mídia, a taxação de grandes fortunas e a revogação do dispositivo que torna áreas invadidas indisponíveis para a reforma agrária. Horas depois, o documento foi substituído por outro, sem as ideias polêmicas. Segundo o PT, Dilma assinou sem ler, por pressa. Ontem, no primeiro dia de campanha, o candidato tucano, José Serra, explorou o caso, dizendo que os adversários mostram que "não são duas caras, são várias caras". Dilma reafirmou que o primeiro texto apresentado era o do 4° Congresso do PT, e que não concorda com a versão. "Tem coisas do PT com as quais nós concordamos, tem coisas com as quais não concordamos", afirmou. (Págs. 1 e Nacional A4)

Foto legenda: José Serra, candidato do PSDB, em Curitiba
"Não são duas caras, são várias caras. Nós temos uma só cara, a minha cara"

Foto legenda: Dilma Rousseff, candidata do PT, em Porto Alegre
"Não temos o menor compromisso de incorporar todas as sugestões do partido"



Liberação de verbas do orçamento dispara

Nos cinco primeiros dias de julho, às vésperas do início da campanha presidencial, houve um aumento de 157,4% dos empenhos de recursos do orçamento ante a média liberada a cada cinco dias de junho. Mantido esse ritmo, a liberação poderá atingir R$ 12 bilhões no mês, quase o dobro do empenhado em junho (R$ 6,4 bilhões). A pressa se deve ao limite para liberação de recursos em ano eleitoral. A antecipação é uma forma de contornar a lei. (Págs. 1 e Nacional A6)

SP vai ampliar gasto com programas sociais

O governo paulista reajustará os benefícios que compõem as principais ações sociais voltadas à baixa renda: o Renda Cidadã e o Ação Jovem. A correção deve superar os 17%. (Págs. 1 e Nacional A6)

Juiz boliviano foge e pede asilo ao Brasil

O juiz boliviano Luis Ernando Tapia Pachi pediu asilo político ontem em Corumbá (MS). Ele alegou perseguição por parte do governo de Evo Morales. Pachi estava no caso do assassinato de três suspeitos de conspirar para matar Morales. (Págs. 1 e Internacional A12)

Primo do goleiro Bruno diz que Eliza está morta

Um primo do goleiro Bruno confessou participação no desaparecimento de Eliza Samudio, de 25 anos, e disse à policia que a amante do jogador do Flamengo está morta. Localizado na casa do atleta, no Rio, J., de 17 anos, afirmou que deu uma coranhada em Eliza quando seguia com ela, o bebê de 4 meses e um amigo de Bruno do Rio para Contagem (MG). De acordo com o adolescente, o corpo foi entregue a um traficante. A versão, que eximiu Bruno de responsabilidade, não convenceu a polícia. (Págs. Cidades C1 e C3)

Eleição adia novo Código Florestal

A reforma do Código Florestal foi aprovada ontem pela comissão especial da Câmara. O plenário só deve votar o texto, que libera 90% dos donos de terra de recuperar vegetação nativa, após a eleição. (Págs. 1 e Vida A17)

Foto Legenda: Planeta: Água no escapamento

Movido a hidrogênio, ônibus que não polui passa por teste em SP. (Págs. 1 e A18)

Obama elogia premiê de Israel e garante apoio (Págs. 1 e Internacional A2)

Eliminação da Copa barateia TVs em 7,8% (Págs. 1 e Economia B5)

Claudio J. D. Sales: Mudança no Tratado de Itaipu

É hora de "afogar" mais uma manifestação de uso político-eleitoral-ideológico e evitar que sejam extorquidos R$ 5,5 bilhões dos brasileiros. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações: Bom negócio para o ditador

Celso Amorim disse que a visita de Lula ao ditador da Guiné Equatorial foi de "negócios". (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense



Câmara Legislativa, casa de milionário

No Distrito Federal, fazer política rende um ótimo negócio. A análise de bens dos deputados distritais mostra que o sucesso financeiro é consequência do bom desempenho nas urnas. Dos 24 parlamentares eleitos há quatro anos, 19 ficaram mais ricos durante o mandato. E se em 2006 apenas quatro integrantes do Legislativo acumulavam mais de R$ 1 milhão em bens, a bancada milionária cresceu para 11 políticos em 2010. A conta bancária mais polpuda é de Eliana Pedrosa (DEM). Somente na atual legislatura, o patrimônio da democrata prosperou de R$ 3,6 milhões para R$ 7,1 milhões - um salto de 136%. Uma justificativa comum dos parlamentares endinheirados é a especulação imobiliária, que levou às alturas o preço de casas e terrenos. "Tenho culpa se a cidade se valorizou?", esquiva-se Alírio Neto, que viu sua riqueza aumentar 569%. (Págs. 1 e 24)

Pedida a prisão do goleiro Bruno

O Ministério Público do Rio de Janeiro pede a prisão temporária, de cinco dias, do jogador Bruno. A situação do goleiro ficou mais complicada após o depoimento de um novo personagem. Um adolescente, primo do atleta, confessou ter agredido a modelo Eliza Samúdio com uma coronhada e disse que ela foi assassinada. Criminalistas avaliam que ausência do corpo pode dificultar punição. (Págs. 1, 8 e 9)

Foto legenda: Eleição em três estilos

Os primeiros passos do Psol

O candidato do Partido Socialismo e Liberdade ao GDF, o Toninho do PSol, deu início ontem a sua campanha com uma passeata de duas horas pela área central de Brasília. Pediu votos a pedestres, comerciantes e moradores de rua.

Na estreia, Roriz tira fotos

No primeiro dia da campanha, Joaquim Roriz (PSC) não foi às ruas. Reservou a agenda para a produção das fotos oficiais. Na tentativa de arrancar sorrisos do ex-governador, o fotógrafo pediu que ele pensasse em 1,6 milhão de votos.

Agnelo parte para o corpo a corpo

Começou sua maratona eleitoral às 6h30, pela cidade mais populosa do Distrito Federal. Em Ceilândia, o petista pediu votos ao lado do candidato a vice em sua chapa, Tadeu Filippelli, do agora aliado PMDB. A jornada durou 11 horas. (Págs. 1 e 25)



Olho no Planalto

Dilma em Porto Alegre, Marina em São Paulo, Serra em Curitiba: enviados especiais do Correio contam como foi o primeiro dia de campanha dos presidenciáveis (Págs. 1, 2 e 3)



Funcionalismo: Referência em concurso, Cespe vira caso de polícia

Órgão reconhecido pela excelência em realizar seleções públicas, Centro de Promoção e Seleção de Eventos da UnB está citado em 10 das 12 fraudes constatadas pela Operação Tornado. (Págs. 1 e 11)

GDF: Com apenas um elevador, Buriti limita expediente

O Governo do Distrito Federal baixou um escalonamento de horário para os servidores públicos do anexo do Buriti por causa dos elevadores em pane. Dos sete ascensores, apenas um está em funcionamento. (Págs. 1 e 29)

Valor Econômico

Teles e bancos são as ações prediletas das pessoas físicas

Levantamento feito pelo Valor com base em informações inéditas divulgadas por 84 companhias abertas que integram o Ibovespa ou o IBrX-100 mostra que a Petrobras, maior e mais importante empresa do mercado de capitais brasileiro, não é a empresa com maior número de investidores pessoas físicas no país, como se poderia imaginar. Seus 326 mil investidores são superados no ranking pelo batalhão de acionistas das empresas de telefonia e por dois dos maiores bancos brasileiros, o Bradesco (344 mil) e o Banco do Brasil (331 mil).

O crescimento vigoroso na quantidade de investidores individuais com ações na bolsa, que supera 550% desde o fim de 2003 e atinge 556 mil pessoas, não foi suficiente ainda para alterar o peso do passado na lista das empresas com maior número de pessoas físicas na sua base acionária. O posto continua sendo das empresas de telecomunicações, herança dos antigos planos de expansão, quando a compra de uma linha telefônica dava direito ao recebimento de ações das companhias. A Telebrás tem 2,1 milhões de acionistas, a maior parte deles inativos. Telesp, Tele Norte Leste, Vivo e Brasil Telecom vêm em seguida no grupo até agora imbatível na preferência dos investidores. (Págs. 1, D1 e D4)

Foto legenda: Novos espaços

O Itaú Unibanco resolveu adotar a tradicional segmentação de clientes de alta renda do Unibanco, e adaptá-la, criando o Itaú Uniclass, afirma Geraldo Carbone, vice-presidente do banco.(Págs. 1 e C1)

Para Eletrobrás, Belo Monte ’estatal’ é inviável

É impossível que uma empresa estatal toque uma obra como a usina hidrelétrica de Belo Monte. Apesar da maciça presença de estatais no consórcio vencedor do leilão, engordada pela entrada de fundos de pensão como Previ (dos funcionários do Banco do Brasil), Petros (da Petrobras) e Funcef (da Caixa Econômica Federal), o controle governamental inviabilizaria a obra.

A opinião é do presidente da Eletrobras, José Antonio Muniz Lopes, que explica que hoje é impossível construir hidrelétricas tendo de obedecer à Lei 8.666, que regula as licitações. A permissão para a Eletrobras adquirir bens e serviços através de licitações simplicadas foi incluída na MP 450, votada em março do ano passado. Mas ainda é necessário um decreto presidencial para que a medida possa entrar em vigor. (Págs. 1 e B7)

São Paulo cobra ICMS sobre energia furtada

As distribuidoras de energia elétrica resolveram levar à Justiça a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) estabelecida em São Paulo sobre a energia elétrica furtada da rede de distribuição. Ou seja, sobre a energia consumida nos chamados "gatos". O imposto deve ser pago nos casos em que as distribuidoras descubram ou não o autor do furto. A perda das distribuidoras de energia elétrica do país com furto, no caso mais grave, chega a 24%, calcula a Agência Nacional de Energia Elétrica. O setor estima em cerca de 5% a média nacional do prejuízo com "gatos".

O Sindicato da Indústria de Energia no Estado de São Paulo (Siesp) ajuizou ação judicial contra a exigência e conseguiu liminar suspendendo a cobrança. Fonte próxima às distribuidoras diz que, caso a cobrança realmente seja efetivada, provavelmente resultará em custo direto, com impacto imediato para as concessionárias de energia. Procurada, a Secretaria da Fazenda de São Paulo não se manifestou. (Págs. 1 e A3)

UE abre brecha na proteção de patentes de transgênicos

O Tribunal de Justiça da União Europeia determinou ontem que a lei de patentes do bloco não pode ser usada para impedir a importação de produtos feitos com ingredientes transgênicos cujas sequências de DNA são patenteadas na UE, e não no país exportador.

A decisão pode abrir a porta para um aumento de exportações à UE de produtos transgênicos feitos em países emergentes com proteção de patente mais fraca. O caso julgado se refere à importação de farelo de soja da Argentina feito a partir de soja geneticamente modificada resistente ao herbicida glifosato. (Págs. 1 e B12)

Rede D’Or recebe R$ 55 milhões do IFC

Dois meses após receber recursos do BTG Pactual, a rede de hospitais D’Or, do Rio, fechou a captação de um empréstimo de R$ 55 milhões com o IFC, braço do Banco Mundial para o setor privado. A Rede D’Or usará a verba para construir, reformar e comprar hospitais no Rio e em outras praças do país.

O empréstimo foi o maior já concedido pelo IFC na área de saúde no Brasil. Fundada em 1977 pelo médico Jorge Moll, a Rede D’Or tem um faturamento anual de R$ 1,5 bilhão, o que a coloca na liderança de grupos privados exclusivamente hospitalares. (Págs. 1 e B1)

Centrais sindicais cortejam sindicatos e filiam 1,5 mil entidades em 18 meses (Págs. 1 e A12)

Eli Lilly enfrenta o pesadelo de perda em massa de patentes (Págs. 1 e B9)

Encontro com europeus

O encontro de cúpula Brasil-União Europeia na próxima semana, em Brasília, dificilmente resultará em acordo sobre transporte aéreo, vistos de turismo e negócios, frustrando expectativa brasileira. (Págs. 1 e A2)

Chile com menos energia

O crescimento surpreendente da Argentina, provavelmente acima de 7% este ano, pode resultar numa redução da oferta do seu gás natural para o Chile, o que poderá, por sua vez, comprometer o crescimento chileno. (Págs. 1 e A9)

Expansão acelerada de celular

Até maio, os brasileiros adicionaram 9,7 milhões de linhas à base de celulares, um recorde para os últimos dez anos, segundo a Anatel. (Págs. 1 e B3)

Gol e Delta em acordo

A Gol e a americana Delta Airlines anunciam hoje um acordo que permite que os seus passageiros possam acumular milhas nos programas de milhagens de ambas as companhias. (Págs. 1 e B4)

Carbono Química diversifica

A Carbono Química, distribuidora de solventes e hidrocarbonetos, vai intensificar a fabricação de sua linha de produtos próprios. A empresa investe em pesquisa para ampliar seu portfólio. (Págs. 1 e B6)

Novo estaleiro

O Estaleiro Enseada do Paraguaçu, sociedade entre Odebrecht OAS e UTC, vai ser construído independente do resultado das licitações da Petrobras para sondas de perfuração de poços de petróleo. (Págs. 1 e B7)

Aumento no plantio de algodão

Diante de um cenário de oferta mundial escassa, os produtores brasileiros de algodão devem ampliar em 20% a área plantada com a cultura no próximo ciclo de 2010/11. (Págs. 1 e B12)

Vacinas para aves

Com atuação até agora no segmento de aditivos para saúde e nutrição animal, a israelense Phibro vai passar a operar no mercado de produtos biológicos. especialmente vacinas para aVicultura. (Págs. 1 e B12)

Bancos menos lucrativos

Os lucros dos bancos de investimento no mundo deverão cair bastante no segundo trimestre; depois que condições de mercado muito duras reduziram as comissões de negócios com títulos. (Págs. 1 e C2)

Private ganha força no Votorantim

O banco Votorantim reforça as áreas de gestão de recursos e private banking com a criação de uma diretoria de gestão de patrimônio que ficará com Robert John van Dijk. (Págs. 1 e D2)

Mais fusões no Brasil

O número de fusões e aquisições no Brasil ou com empresas brasileiras no exterior alcançou o recorde de 351 na primeira metade deste ano, superando em 77,3% o total de igual período de 2009. (Págs. 1 e D4)

Ideias

Alex Ribeiro

Bancos centrais resgataram US$ 500 bilhões de suas reservas depositadas nos bancos no auge da crise financeira. (Págs. 1 e A2)

Ideias

Martin Wolf

É completamente errado achar que dificuldades na Grécia implicam problemas futuros para os EUA ou Reino Unido. (Págs. 1 e A11)

Estado de Minas



Circo de horrores: Confissão leva promotor a pedir prisão de Bruno

O Ministério Público entrou com pedido na Justiça, no Rio, depois do depoimento à polícia de um adolescente de 17 anos localizado na casa do próprio goleiro do Flamengo, de quem é primo. O menor disse que Eliza Samudio, ex-amante de Bruno, foi mesmo morta. Ele contou ter vindo a Minas com Macarrão (empregado de Bruno) e a modelo na Range Rover do jogador. De acordo com policiais, o menor afirmou que durante uma discussão agrediu Eliza com uma coronhada na cabeça, o que explicaria manchas de sangue encontradas no carro. Depois, o atleta teria pago R$ 3 mil a outro amigo para dar sumiço no corpo. A polícia desconfia que o menor esteja sendo usado para aliviar a culpa de envolvidos no caso. Eliza queria que o goleiro reconhecesse a paternidade e pagasse pensão a um filho que teria tido com ele. (Págs. 1 e 21 a 23)

Preces e abacaxi abrem a campanha de rua em Minas

Na largada oficial da corrida aos votos, os dois principais concorrentes ao governo de Minas tomaram caminhos bem diversos. Antonio Anastasia (PSDB) visitou o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Caeté (E), acompanhado dos candidatos a vice, Alberto Pinto Coelho (PP), e ao Senado, Aécio Neves (PSDB). Já Hélio Costa (PMDB), seu vice, Patrus Ananias (PT), e Fernando Pimentel (PT), que disputa vaga no Senado, foram ao Mercado Central, com direito a comer fatias de abacaxi. (Págs. 1, 4 e 5)



Negócios: Grandes empresas injetam R$ 15 bi na economia ’caseira’

Vale, Fiat, Usiminas e ArcelorMittal planejam aumentar negócios com fornecedores locais. Só este ano, as empresas devem investir mais de R$ 15 bilhões em compras de produtos e serviços. (Págs. 1 e 13)

Hospedagem: Capital deve ganhar mais 30 hotéis até a Copa de 2014 (Págs. 1 e 15)

Viagra: Genérico da pílula azul chega a BH por R$ 10 a unidade (Págs. 1 e 16)



Jornal do Commercio (PE)



Prisão alerta para fraude em donativos

Homem abriu conta, passou a pedir contribuições por telefone e foi preso em Bezerros. É importante as pessoas se informarem antes de doar dinheiro. Maior carência das vítimas da chuva, gora, é de material de higiene, toalhas e fraldas. (Pág. 1)

Menor apreendido diz que ex-amante de Bruno está morta (Pág. 1)

Tarifas do celular pré-pago são muito altas no País (Pág. 1)

Financiamento (Pág. 1)

Eleições 2010 (Pág. 1)



Zero Hora (RS)

Pente-fino do TCE já detectou salário de até R$ 43 mil

Auditoria do Tribunal de Contas do Estado nos três poderes revela que pelo menos 86 servidores do Executivo ganham acima do teto de R$ 24 mil. (Págs. 1, 12 e 14)

Caso Bruno: MP pede prisão temporária de goleiro

Depoimento de primo de Bruno, que diz ter agredido e sequestrado garota, compromete jogador. (Págs. 1 e 40)

Escândalo de gigante dos cosméticos francesa atinge Sarkozy

Presidente teria recebido de herdeira da empresa financiamento ilegal para campanha. (Págs. 1 e 26)

Código Florestal: Lei pode regularizar 400 mil produtores

Aprovadas em comissão, regras têm de passar por plenário da Câmara. (Págs. 1 e 21)

Fontes: Radiobras e BrasilWiki!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br