Atualizado 23h33 Sábado, 17 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Deu no papel

Governo já cortou R$ 2,34 bilhões da Educação neste ano

598 acessos - 0 comentários

Publicado em 01/06/2010 pelo(a) Wiki Repórter BrasilWiki!, São Paulo - SP



DESTAQUES DOS JORNAIS BRASILEIROS, TERÇA-FEIRA, DIA 1º DE JUNHO DE 2010.

Jornal do Brasil



O mundo contra o "terrorismo de Estado"

O ataque israelense, am águas internacionais, ao navio de uma ONG humanitária turca com mantimentos para Gaza deixou pelo menos 10 ativistas mortos, gerou repúdio mundial ao Estado judeu e mudanças no Oriente Médio. A Turquia, maior parceira comercial de Israel, classificou de "pirataria" e "terrorismo de Estado" a ação, condenada pelos 15 membros do Conselho de Segurança da ONU, incluindo o Brasil. Israel justificou a invasão como forma de impedir "terroristas" de se infiltrarem na região controlada pelo Hamas. (Págs. 1 e Tema do dia A2 a A4)

Dilma dispara no Rio

Apoio de Cabral e Garotinho fez a diferença

A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rouseff, lidera a última
pesquisa do Ibope entre eleitores do Rio com 44% das intenções de voto, 17 pontos à frente do tucano José Serra. Marina Silva (PV) surge com 10% das intenções. Segundo analistas, o apoio do governador Sérgio Cabral e do ex-governador Anthony Garotinho alavancou a candidatura de Dilma no estado. (Págs. 1 e Informe JB A4 e País A5 e A6)


Dilma Rousseff 44% das intenções de voto no Rio

Após vazamento, hora de furacões

A temporada de furacões, que começa hoje no Golfo do México, poderá agravar as consequências do vazamento de petróleo, dizem cientistas americanos. (Págs. 1 e Vida, Saúde & Ciência A19)

Aeroportos perto de um colapso

Os aeroportos de pelo menos oito das 12 cidades-sede da Copa de 2014 estão operando no limite. E, em alguns casos, beiram o colapso operacional, segundo estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). (Págs. 1 e Economia A15)

O Globo



Mundo condena Israel por ataque a frota humanitária

Nove ativistas são mortos, e protestos aprofundam isolamento do país

O ataque israelense a uma frota de navios que transportava uma carga de 10 mil toneladas de ajuda aos palestinos da Faixa de Gaza recebeu condenação mundial. Pelo menos nove pessoas morreram. A frota saíra da Turquia levando 700 ativistas, entre eles deputados europeus e uma vencedora do Prêmio Nobel da Paz. A crise aprofunda o isolamento de Israel. A Turquia, que já foi um aliado israelense no mundo muçulmano, chamou o ato de terrorismo de Estado. Houve protestos em vários países europeus e do Oriente Médio. O presidente Barack Obama pediu investigação, e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, lamentou o "derramamento de sangue". O Itamaraty condenou o ataque. A cineasta brasileira Iara Lee, que estava a bordo, passa bem. (Págs. 1 e 26 a 28)

Foto legenda: Protesto contra o ataque israelense se realiza em Estocolmo: houve reação de condenação em diversas capitais da Europa e do Oriente Médio

Dossiê abre crise na campanha de Dilma

Depois do escândalo dos aloprados do PT na campanha de 2006, quando tentaram comprar um falso dossiê contra o tucano José Serra, agora é a campanha de Dilma Rousseff que está às voltas com uma suposta nova tentativa de atingir Serra: desta vez, o alvo seria a filha do tucano. A crise expõe ainda uma briga de poder no comando da campanha de Dilma. (Págs. 1 e 3)

Moradores de rua receberão Bolsa Família

O governo federal vai distribuir Bolsa Família a cerca de 40 mil moradores de rua identificados pelo IBGE em cidades com mais de 300 mil habitantes. Serão 300 mil bolsas para a população de rua, quilombolas, ribeirinhos e indígenas. As contrapartidas, como manter crianças na escola, não serão dispensadas. (Págs. 1 e 11)

Educação vai sofrer corte de R$ 1,3 bi

Os ministérios da Educação e dos Transportes foram os mais atingidos pelos novos cortes nos Orçamento da União, para aliviar as pressões sobre a política monetária e atenuar a alta de juros pelo Banco Central. Na Educação, o corte foi de R$ 1,3 bilhão; e nos Transportes, de R$ 981 milhões. (Págs. 1 e 23)

Lula: só Geisel investiu tanto em estradas

O presidente Lula voltou a fazer comparações com os governos militares. Desta vez, disse que só se investiu tanto em rodovias no governo Geisel, mas com dívida. Disse ainda que "é gostoso crescer a 6%". (Págs. 1 e 22)

Enquanto isso ...
Alemão renuncia por falar demais

Horst Koehler renunciou à Presidência da Alemanha ontem, após lamentar polêmica causada por entrevista na qual dizia que o país devia usar a força militar no Afeganistão para "defender seus interesses". (Págs. 1 e 29)

Após 24 anos, Angra 3 sai enfim do chão

Depois de 24 anos e muita polêmica, foi dado o sinal verde para a construção da usina nuclear de Angra 3. Ontem foi concedida a licença de construção, que abre caminho para um investimento de R$ 8,4 bilhões na obra, que deve estar concluída em 2015. A previsão é gerar 9 mil empregos diretos. (Págs. 1 e 21)

Inflação 4x0 aplicações

Pelo quarto mês consecutivo, as aplicações perderam para a inflação. A Bolsa recuou 6,64% em mala. Até o dia 25, os fundos FGTS Petrobras e Vale perderam, respectivamente, 15,45% e 12,59%. Apenas dólar, ouro e fundos cambiais bateram a inflação. A renda fixa também perdeu. (Págs. 1 e 24)

Folha de S. Paulo


Israel ataca barco humanitário e causa protestos pelo mundo


Ao menos 9 morreram em embarcação que levava ajuda a Gaza; premiê apoia ação militar e ativista diz que houve ’assassinato’

Ao menos nove ativistas foram mortos e dezenas ficaram feridos em choques na interceptação de seis navios que tentavam furar bloqueio de Israel para levar ajuda humanitária a Gaza.

Os confrontos ocorreram em embarcação de bandeira turca, na qual havia cerca de 500 ativistas de vários países, quando a frota estava em águas internacionais.

O incidente deflagrou uma onda mundial de condenação a Israel, que afirmou que os soldados reagiram a ataques dos ativistas.

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, apoiou a ação militar. Falando de Chipre, uma líder do movimento Gaza Livre qualificou o confronto no mar como "assassinato".

O governo brasileiro chamou o embaixador de Israel para explicações. (Págs. 1 e A12)

Foto legenda: Navio da marinha israelense intercepta em águas internacionais barcos que transportavam ajuda humanitária para a faixa de Gaza e foram levados depois para o porto de Ashdod

Foto legenda: Policial usa spray de pimenta em ato anti-Israel em Paris

Foto legenda: Paramédica Israelense dá socorro a ferido no confronto

Clóvis Rossi
Tropa israelense utilizou força desproporcional (Págs. 1 e A14)

Giora Bechner
Havia perigo, e soldados agiram em autodefesa


Giora Becher, 60, é embaixador de Israel no Brasil (Págs. 1 e A13)

Dilma defende mais contribuição para Previdência

Dilma Rousseff, pré-candidata do PT ao Planalto, defendeu aumento no tempo de contribuição para a Previdência. Ela sugeriu estender a terceira idade "um pouco mais para lá"; depois recuou, dizendo que falava de sua idade (62). (Págs. 1 e A8)

Brasileira está entre ativistas sobreviventes

Um dos sobreviventes do ataque à frota é a cineasta e ativista brasileira Iara Lee.
Descendente de coreanos, ela viajava com passaporte dos EUA, onde mora.
Segundo a Embaixada de Israel em Brasília, Lee está bem e deverá ser deportada.
Pela rede social Facebook, ela descreveu a abordagem israelense. (Págs. 1 e A14)

Receita Federal quer cobrar R$ 5,5 bilhões da Bolsa de SP (Págs. 1 e B1)

Faltam vacinas contra H1N1 em clínica particular

A 20 dias do início do inverno, a vacina contra a gripe H1N1 está em falta nas principais clínicas particulares do país. Laboratórios dizem que estão distribuindo o medicamento. (Págs. 1 e C11)

Cotidiano: Médicos ’loteiam’ seus eventos para a indústria de remédios (Págs. 1 e C5)

Editoriais

Leia "Ataque em alto-mar", sobre ação militar de Israel; e "Receita duvidosa", acerca da relação promíscua entre médicos e indústria farmacêutica. (Págs. 1 e A2)

O Estado de S. Paulo


Israel ataca barcos civis, mata 10 e causa repúdio mundial


Israelenses alegam ter respondido a agressão de ativistas pró-palestinos que tentavam furar cerco a Gaza

A Marinha de Israel atacou ontem uma frota de seis barcos com ativistas da causa palestina, inclusive uma brasileira, que pretendiam furar o bloqueio a Gaza. A ação, em águas internacionais, deixou ao menos dez mortos e provocou reações negativas de toda a comunidade internacional, que acusou Israel de usar força desproporcional contra civis. Os israelenses disseram ter respondido a ataque dos ativistas e afirmam que o incidente foi criado para gerar propaganda contra o país. "É terrorismo de Estado", disse Recep Erdogan, premiê da Turquia, praticamente o único aliado de Israel no mundo islâmico. Entre os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, Grã-Bretanha, França, Rússia e China condenaram Israel. Os EUA lamentaram as mortes e pediram investigação. Já o governo brasileiro disse esperar "alguma ação" da ONU. (Págs. 1 e Internacional A8, A10 e A11)

Foto legenda: Como foi o incidente

Ataque. Acima, a Marinha israelense aborda barco de ativistas; abaixo, ferido é socorrido em Israel

Mark Grant
Diplomata britânico
"Está mais claro do que nunca que as restrições em Gaza têm de acabar"

Análise
Posição moral do país fica mais comprometida

Foram "mortes programadas" - já se previa um incidente entre Israel e a "frota humanitária". Mesmo admitindo que o caso não leve a um conflito mais violento, a posição moral de Israel, já desastrosa, deve ser ainda mais criticada. Essa perspectiva só afligirá os verdadeiros amigos de Israel. (Págs. 1 e Internacional A8)

Governo corta mais R$ 1,2 bilhão da Educação

O governo definiu ontem os ministérios e órgãos que terão uma nova redução de orçamento este ano. Com R$ 1,28 bilhão a menos, o Ministério da Educação é o mais afetado. Em relação ao aprovado pelo Congresso, a pasta já registra perda de R$ 2,34 bilhões. O Executivo está reduzindo despesas no valor de R$ 7,5 bilhões, com a justificativa de tentar conter o consumo e, por consequência, o crescimento da economia e da inflação. Outra razão é se adequar às obrigações legais. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)



Bolsa-Família não vence pobreza no NE

Estudo revela que os beneficiários do Bolsa-Família no Norte e Nordeste não superaram, na média, a condição de pobreza extrema, quando a renda por pessoa é de R$ 70. A renda média é de R$ 65,29 e R$ 66,21. (Págs. 1 e Nacional A7)

Autorizada construção de Angra 3

A Comissão Nacional de Energia Nuclear concedeu ontem licença de construção para a Usina de Angra 3. O projeto estava engavetado havia 35 anos. A usina deve começar a operar entre 2015 e o início de 2016. (Págs. 1 e Economia B5)

Litoral sofre surto de dengue

Entre janeiro e maio, foram registrados 22.346 casos de dengue em nove cidades do litoral paulista, ante 438 no mesmo período de 2009. O número de mortes saltou de 1 para 51. Santos é a cidade com mais vítimas: são 22 ocorrências confirmadas. A epidemia é a maior dos últimos sete anos na cidade. O número de contaminados pelo Aedes aegypti subiu mais de 58 vezes, segundo dados da Secretaria de Saúde de Santos. (Págs. 1 e Vida A15)

População de rua cresce 57% em SP

Em dez anos, o total de pessoas que vivem em situação de rua em São Paulo cresceu 57%. São 13.666 pessoas morando nas ruas da cidade ou dormindo em albergues. (Págs. 1 e Cidades C1)

Odebrecht atuará na área militar

A Odebrecht e o grupo europeu EADS DS anunciaram a instalação de uma empresa em São Paulo. A joint venture atuará no mercado de equipamentos militares. (Págs. 1 e Economia B13)

Nova técnica tenta conter vazamento (Págs. 1 e Vida A11)

Visão Global: A fé americana

A luta para conter o vazamento de óleo mostra que a ideia de que a tecnologia pode resolver tudo é exagerada, escreve Elisabeth Rosenthal. (Págs. 1 e Internacional A12)

Notas & Informações: O Estado glutão

A maior fatia do bolo econômico, no Brasil, vai para quem menos contribui para a produção. (Págs. 1 e A3)

Correio Braziliense



Uma bomba-relógio chamada Detran

Sistema do Departamento de Trânsito pode sofrer pane a partir de amanhã. A autarquia não terá meios para emitir Carteira de Habilitação ou documento referente ao veículo. A empresa responsável pelo serviço de informática não recebe desde fevereiro. O GDF aguarda parecer para retomar pagamentos (Págs. 1 e 31)

Israel revolta o mundo

Em alto-mar, nove mortos e 30 feridos. Nos quatro cantos do mundo, revolta e perplexidade por causa do ataque desferido pelo exército israelense contra uma florilha com donativos para os palestinos refugiados na Faixa de Gaza. Os protestos se espalharam em Atenas, Paris e Washington. Diplomatas foram convocados em vários países para explicar a ação comandada por Telavive. Em nota, o Itamaraty condenou a ofensiva. "É algo que realmente necessita de algum tipo de ação da ONU", disse o ministro Celso Amorim. (Págs. 1, 24 e 25)

Câncer de mama pode ter vacina

Uma fórmula desenvolvida nos EUA preveniu a formação de tumores em ratos e agora será testada em mulheres. Mas o produto só deve entrar no mercado em 10 anos. (Págs. 1 e Saúde, 29)

Valor Econômico



’Clube do bilhão’ tem 85 empresas abertas no país

As empresas bilionárias com ações em bolsa já faturam o equivalente a quase um terço do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. São 85 companhias de capital aberto com receita líquida anual superior a US$ 1 bilhão e nove com ganho acima de US$ 10 bilhões. A receita somada dessas companhias não financeiras foi de US$ 470,4 bilhões em 2009, ou 30% do PIB.

Em 2000, o Brasil tinha 39 empresas com faturamento líquido superior a US$ 1 bilhão - apenas a Petrobras estava acima de US$ 10 bilhões -, que somavam receitas correspondentes a a 17% do PIB. Desde o ano passado, a receita líquida da estatal do petróleo supera US$ 100 bilhões. (Págs. 1 e D1)

Foto legenda: Juiz e não justiceiro

O ministro Eros Grau deixa o Supremo em agosto. Chegou a pensar em se aposentar no início do ano, mas ficou para julgar o processo da Lei da Anistia "como juiz e não como justiceiro". (Págs. 1 e A6)

Perdas à vista com estádios da Copa 2014

Os 12 estádios que serão palco da Copa do Mundo de 2014 podem virar elefantes brancos sem um plano de negócios que amplie as fontes de recursos e dobre o número de torcedores, revela estudo da consultoria especializada Crowe Horwath RCS. Para dar lucro, um estádio no Brasil com cerca de 50 mil lugares e custo médio de construção de R$ 500 milhões (padrão Fifa) precisa gerar receitas líquidas anuais a partir de R$ 10 milhões por até 20 anos. Para isso, a taxa de ocupação dos estádios teria de subir dos atuais 40%, alcançados no campeonato brasileiro de 2009, para os 80% a 90% registrados nas competições da Europa. (Págs. 1 e A14)

Há um batalhão de hackers atrás dos clientes dos bancos

Um banco como o Bradesco sofre 26 tentativas de invasão de seu sistema por minuto - foram 14 milhões nos últimos 12 meses. O Bradesco integra o ranking mundial das companhias mais visadas e, no Brasil, é seguido na preferência dos hackers por quatro de seus rivais - Banco do Brasil, Santander, Itaú Unibanco e Caixa -, segundo levantamento feito pela empresa russa de software antivírus Kaspersky, a pedido do Valor.

"Os casos mais comuns são de mensagens falsas se passando por um pedido de atualização de cadastro", afirma Fabio Assolini, analista da Kaspersky . Ele estima que, no Brasil, as fraudes na internet causem prejuízo aos bancos de US$ 75 milhões a US$ 100 milhões por ano. (Págs. 1 e B3)

Nó trabalhista tira a expansão da GM de S. José

Depois de uma longa e frustrada negociação com o Sindicato dos Metalúrgicos, a General Motors desistiu de destinar à fábrica de São José dos Campos a parcela que faltava para concluir seu programa de investimentos até 2012. Quem ganhou foi a unidade de São Caetano do Sul, que ficou com os R$ 700 milhões que iriam para São José.

O nó da negociação se concentra na flexibilização da jornada. As montadoras não abrem mão de horários de trabalho flexíveis, de acordo com o ritmo das linhas de montagem determinado pela demanda. Ligado ao PSTU, o sindicato de São José tem na jornada rígida uma de suas principais bandeiras. (Págs. 1 e B9)

Ford ainda é afetada por revés no RS

A Ford foi condenada em primeira instância pela Justiça gaúcha a restituir R$ 127,8 milhões ao governo do Rio Grande do Sul, a serem corrigidos desde 1998, por conta do rompimento do contrato firmado com o Estado para a implantação de uma unidade industrial em Guaíba, em abril de 1999. A montadora recorreu da sentença e a apelação deve ser remetida nos próximos dias para julgamento no Tribunal de Justiça.

A Ford desistiu de montar uma fábrica em Guaíba depois de ter assinado contrato com o governo Antônio Britto (PMDB), rescindido na gestão Olívio Dutra (PT). A decisão judicial determina que a empresa restitua os benefícios recebidos para instalar a fábrica, inclusive R$ 35,7 milhões de um empréstimo concedido pelo Estado. (Págs. 1 e B9)

Grécia exige preços menores e abre crise com farmacêuticas (Págs. 1 e A11)

Excesso de produção ameaça o setor siderúrgico (Págs. 1 e B6)

Acomodação na indústria

O nível de utilização de capacidade utilizada na indústria de transformação caiu de 85,1 % em abril para 84,9% em maio, primeira queda desde janeiro de 2009. (Págs. 1 e A3)

MP denuncia ex-dono da Dudony

O Ministério Público do Paraná apresentou denúncia criminal por fraude a credores contra o empresário Antônio Donisete Busíquia, antigo dono da varejista Dudony, comprada há um ano pelo Baú Crediário. (Págs. 1 e B4)

Resseguro na saúde

Para reduzir perdas com o aumento da sinistralidade - que chegou a quase 83% no ano passado, maior taxa desde 2005 -, operadoras de planos de saúde adotam sistema de resseguro ("stop-loss"). (Págs. 1 e B4)

Corrida à China

Grandes redes internacionais de hotéis, como Marriott, Carlson, Accor, InterContinental e Starwood ampliam sua presença no mercado chinês. (Págs. 1 e B4)

Cikel transfere fábrica para o Pará

O grupo Cikel, que atua nos ramos madeireiro e siderúrgico, vai unificar sua área de pisos e transferir a fábrica de Araucária (PR) para Ananindeua (PA), que terá a capacidade ampliada em 50%. (Págs. 1 e B8)

Investimentos da Michelin

Com previsão de aumento das vendas mundiais em 10% neste ano, a fabricante de pneus Michelin volta a acelerar seus planos de investimento. (Págs. 1 e B9)

Guarani compra a Mandú

A Açúcar Guarani pagou R$ 345 milhões pela Usina Mandú, localizada no noroeste de São Paulo, mesma área onde estão instaladas as outras seis unidades que a Guarani tem no Brasil. (Págs. 1 e B11)

Importação de trigo

O governo brasileiro vai avaliar pedido dos parceiros do Mercosul para a majoração da Tarifa Externa Comum (TEC) do trigo dos atuais 10% para 35%. (Págs. 1 e B12)

Ideias

Delfim Netto
É tempo de governo e Congresso acordarem para nossa cômoda e alegre aceitação do neocolonialismo chinês. (Págs. 1 e A2)

Ideias

Luiz Gonzaga Belluzzo
As manifestações na Europa sugerem que a sociedade prepara novas respostas às façanhas da economia do Mal-Estar. (Págs. 1 e A13)

Jornal do Commercio (PE)



Israel ataca pacifista e o mundo protesta

Nove pessoas morreram em investida contra navios com ajuda humanitária para Faixa de Gaza. Depois, lanchas escoltaram embarcações ao porto de Ashdod. Governos censuraram a ação e manifestações explodiram nos quatros cantos do planeta. (Pág. 1)

Investidores temem problemas sociais (Pág. 1)



Fontes: Radiobras e BrasilWiki!


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
BrasilWiki!
São Paulo - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br