Atualizado 13h19 Sexta, 23 de agosto de 2013   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Economia

Avibras solicita empréstimo ao BNDES

2332 acessos - 0 comentários

Publicado em 22/04/2009 pelo(a) Wiki Repórter Jony Santellano, São José dos Campos - SP





Míssil tático, cruzeiro, solo-solo, lançado de plataforma Astros II, fabricada pela Avibras Aeroespacial. - Foto: Avibras / Divulgação.

A Avibras Aeroespacial, considerada uma das mais destacadas indústrias do setor de Defesa do Brasil, e localizada em São José dos Campos, SP, solicitou um empréstimo de cerca de R$ 75 milhões ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para carregar custos decorrentes de um contrato de venda de equipamentos para a Malásia, firmado em 2008, no valor de R$ 500 milhões.

O Exército da Federação da Malásia, pais localizado no sudeste asiático, é na atualidade o maior cliente dos equipamentos produzidos pelo grupo Avibras Aeroespacial. Em sua encomenda constam carros do sistema de artilharia Astros II, acompanhados de carretas e centrais de controle, além de foguetes.

O Brasil que já ocupou no passado uma invejável oitava posição na lista dos países exportadores de equipamentos de Defesa não saiu ainda hoje da relação graças ao desempenho das vendas internacionais da Avibras e da Embraer.

A Avibras entregou em novembro passado o primeiro lote do acordo firmado com a Malásia, que era composto de foguetes. O segundo lote foi entregue nesse mês. A empresa precisa agora de capital para completar o terceiro e o quarto lotes do acordo, que devem ser concluídos até o final do ano. Os recursos solicitados pela Avibras ao BNDES seriam empregados na adequação do seu parque produtivo, na geração de empregos diretos (em torno de 300) para a fabricação de carros lançadores, e atendimento a pedidos menores.

Após enfrentar uma grave crise financeira, quando acumulou uma dívida de cerca de R$ 640 milhões, a Avibras ingressou na Justiça, em julho do ano passado, com um pedido de recuperação. O pedido foi aprovado e a empresa começou a empreender uma fase de reestruturação. O principal credor da Avibras é a União Federal, e uma das propostas em negociação é transformar os créditos federais em ações do seu grupo empresarial.

O BNDES sinalizou negativamente ao pedido da Avibras, alegando que não poderia conceder uma linha de crédito porque a empresa está em processo de recuperação judicial. O regime de recuperação judicial é um fator restritivo para a concessão do financiamento solicitado, mesmo em casos como o da Avibras, que está cumprindo em dia com os compromissos firmados com a Justiça.

Frente ao impasse, uma das expectativas da Avibras é negociar em um curto período de tempo a participação da União no quadro societário do seu grupo empresarial. Os estudos necessários e as propostas concretas para efetivar essa participação da União já estariam prontos, e em um prazo de no máximo três ou quatro meses seriam divulgados. De acordo com Sami Yosef Hassuani, presidente da Avibras, "o governo, por meio do Tesouro, vai passar a ter uma considerável participação na empresa".
As negociações avançam e o clima é de otimismo. O presidente do grupo empresarial declarou a imprensa recentemente que a Avibras está envolvida na negociação de 13 novos contratos, sem detalhar clientes e valores. O advogado do grupo, Nelson Marcondes Machado, assim expressou um pouco deste otimismo: "de uma forma ou de outra, a empresa vai encontrar meios para cumprir o contrato [com a Malásia]".


FONTES DE CONSULTA:

- "Jornal Valeparaibano" (São José dos Campos, SP), 03/abril/2009. ("Avibras pede R$ 75 milhões ao BNDES", p. 8).

- "O Estado de São Paulo", 02/abril/2009. ("Avibrás pode enfrentar nova crise", reportagem de Roberto Godoy, p. B16).

- "Revista Tecnologia & Defesa", Ano 25, Nº. 114 (2008). ("Um novo tempo para a indústria de defesa", depoimento de Jairo Cândido, p. 20-23).

- AVIBRAS, disponível em: http://www.avibras.com.br/index.asp


Reporte abuso COMPARTILHE No Twitter No Facebook

Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Jony Santellano
São José dos Campos - SP



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2013. Brasil Mídia Digital

jb.com.br