Atualizado 19h02 Quinta, 02 de outubro de 2014   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Cultura

A verdade sobre "Ilha das Flores"

20216 acessos - 25 comentários

Publicado em 13/02/2009 pelo(a) Wiki Repórter cal55, Porto Alegre - RS



Em recente reapresentação pela RBSTV, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul, o filme Ilha das Flores, do diretor Jorge Furtado, a passos de completar vinte anos de sua criação, ainda traz uma polêmica a ser discutida sobre suas verdades. Mostrando o ciclo do tomate desde o cultivo, até a troca por dinheiro e a chegada à mesa do consumidor e o seu descarte, indo parar no lixão da Ilha dos Marinheiros, e não na Ilha das Flores (pelo menos essa menção de lugar o diretor frisou bem ao final da apresentação). A Ilha das Flores e a Ilha dos Marinheiros situam-se nas proximidades de Porto Alegre e são banhadas pelo Rio Guaíba, que principalmente em época de chuvas torrenciais eleva o seu nível, causando transtorno a uma população sofrida.

O filme, além de ter fotografias e imagens de péssimas qualidades, foi agraciado com vários prêmios. Os moradores carentes da região serviram ao propósito do diretor – na verdade foram enganados, pois não sabiam que iriam servir de chacota internacional. A montagem das imagens foi sugerida pela direção e não retrata ao todo uma realidade. Existem, sim, catadores de materiais recicláveis, pessoas que com autorização da administração do lixão buscam o alimento que os supermercados e o Ceasa descartam, mas que são separados e podem ser reaproveitados para essa finalidade.

Nos descartes também vão frutas, legumes em perfeito estado de conservação, que por descuido dos trabalhadores vão parar no lixo. Alguém os separa, deixando-os livres para que aquela população faça uso. O filme quer mostrar que os tomates, os alimentos retirados do lixão, são os que os porcos rejeitam! Mentira! Os porcos não rejeitam tomates nem alimentos podres! Além do mais, as pessoas que serviram de figurantes e que vivem dentro de uma realidade de pobreza tiveram conotações desprezíveis, com seus intelectos abaixo dos porcos.

Em resumo: o filme destaca que tudo é verdade e inicia dizendo que "Deus não existe". Isso é uma questão de opinião do diretor. A verdade é que Jorge Furtado continua ganhando dinheiro com esse filme de péssima qualidade técnica e coloca o porco acima do ser humano que vive nessa região. Essa região é o Brasil que, visto lá de fora, não possui intelecto acentuado.

Fica aqui, meu pedido de perdão a todos os que participaram do filme (muitos já se foram) e foram usados pela hipocrisia em nome da arte cinematográfica. Convite! Visitem A Ilha das Flores, a Ilha dos Marinheiros, e conheçam suas verdades.


Carlos Alberto Soares - Cal55



Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
cal55
Porto Alegre - RS



Comentários
01
Reporte abuso
Checov
São Paulo 24/12/2011

Carlos Alberto, você nasceu em Marte e caiu aqui de para-quedas? Sim, porque você não entendeu absolutamente nada do que o curta metragem citou. Em nenhum lugar é falado que os porcos escolhem algo, assim como a conotação "Deus não existe" foi utilizado para demonstrar que não se deve esperar Deus fazer algo. O próprio todo do filme demonstra na verdade a forma voraz com que o capitalismo trata pessoas de baixo poder aquisitivo. Se você não entendeu, é porque é idiotizado demais.


 
02
Reporte abuso
Livia
São PAulo 03/11/2011

Muito engraçado esse partido que toma, dizendo que é apenas interesse do autor usar pessoas, será que não existe ai inversão de valores?
essa é a realidade sim, não é exclusiva da ilha das flores, muito menos exclusiva de 20 anos atrás!
acorda para a vida, hoje os verdadeiros portos podem ser vistos nas casas legislativas!
e o Brasil com o codinome: Ilha das Flores


 
03
Reporte abuso
cassia
minas GERAIS 01/10/2011

cara axei o filme muito triste "ILHAS DAS FLORES" porque as pessoas nau tem trabalho e la só tem lixo ! e o que sobra dos porcos elas comem
quem não viu veja por que é nojento mas tambem é muitooooooooooooooooo!!! triste
wu recomendo q voces vejam
valeu pela atenção
=( se chama "ILHA DAS FLORES " mas o nome certo seria " ILHA DOS LIXOS "
RSRS =(


 
04
Reporte abuso
sarah oliveira
Jacobina-ba 07/04/2011

Fico até hj chocada c este curta, realmente gostaria de ir até a ilha, mas de uma coisa tenho certeza o Furtado conseguiu mostrar um pouco da merda do sistema capitalista, mas ainda não vi ninguem, nem nenhuma reportagem sobre esse lugar. Moro muito longe de lá, no nordeste, onde se vê grandes lixões e gente disputando "coisas" com cachorros, urubus, porcos e outros, mas nunca um "ser humano" entrar num chiqueiro particular, depois de enfrentar uma fila para pegar restos dos porcos. Não duvido!


 
05
Reporte abuso
Janaina
Lou 12/03/2011

Apenas gostaria de enfatizar algo que muitos dos comentaristas parecem não ter percebido. A afirmação "Deus não existe" é mais uma critica ä nossa sociedade. Tira-se a culpa do Estado, transfere-se a culpa para o ser Divino. Estratégico e muito antigo não?


 
06
Reporte abuso
Daniel
Paris 15/01/2011

Penso que a vinte anos atrás isso era real sim. Ainda hoje as coisa são bem parecida, são o esperam os porcos escolherem... Eu acho que vc estão com ciumes do Furtado. hihihi


 
07
Reporte abuso
Domick
São Paulo 23/10/2010

Jorge Furtado já deixou claro em entrevistas que seu curta foi inspirado em livros que leu! E você esqueceu-se de mencionar que estava com um cromômetro e as pessoas tinham 5 minutos para extrair o que pudessem da lavagem. Não ganharam nada com isso, mas Jorge Furtado em compensação...


 
08
Reporte abuso
Chico Xarão
Porto Alegre 08/10/2010

Discordo da avaliaçao do Carlos. Ja em 1989 a "realidade" mostrada no curta não existia mais. Mas existiu por muitos anos no lixão da ilha dos marinheiro. Contudo, o filme não é sobre as pessoas da ilha, mas sobre a condição humana sob o capitalismo.


 
09
Reporte abuso
Jeff
sao paulo 14/09/2010

Caro Alberto, entendo sua preocupacao em nao retratar de forma dramatica a situacao no nosso pais, mas por favor me fale, se fossem SEUS FILHOS, submetidos a qualquer criterio de acesso a "comida", teria o mesmo sentimento (critica)? E que seja feito justica a sua critica, voce buscou a verd. foi?


 
10
Reporte abuso
André
RJ 02/09/2010

Seguinte, gostaria de saber o que a população local ganhou com isso? E o Jorge Furtado, o que ele fez na época pelos moradores da região que atuaram no curta? E por fim, além de despertar o sentimento de remorso, para que e quem esse filme serviu?


 
11
Reporte abuso
André
Londrina 18/08/2010

É, meu caro repórter. Voce não entendeu nada sobre o filme. O curta não coloca o porco acima do ser humano. Quem faz isso é o próprio ser humano. O filme mostra bem isso. Preste atenção nas informações. Veja além de suas crenças. E, realmente, deus não existe. André


 
12
Reporte abuso
luiz henrique
curitiba 04/05/2010

Mesmo que tudo que você tenha dito seja verdade, apenas o fato de os moradores precisarem "reciclar" (como você coloca) a comida do lixo já é terrível. Se você acredita que isso não é motivo de indignação nacional e internacional, sinceramente não sei o que seria.


 
13
Reporte abuso
Felipe P
Santa Cruz do Sul 16/04/2010

Não conheço teu trabalho, mas tu foi muito infeliz nesse tópico. Concordo com todos que disseram que o Jorge explicou de forma "curta e grossa", porém verdadeira e muito bem elaborada, sobre o que é o capitalismo. Aliás, quem é tu pra dizer qual é "A VERDADE sobre.."???


 
14
Reporte abuso
Juliana
Rio de Janeiro 27/03/2010

Carlos, sinceramente, não entendi sua crítica, mas respeito. O diretor do filme em momento algum diminuiu os moradores, apenas nos mostrou uma realidade que já estava ali, que eu, você e boa parte da população cega pelo capitalismo, não percebemos o estrago que nossas atitudes causam aos outros. Acorda!!!


 
15
Reporte abuso
cal55
Porto Alegre 08/11/2009

Pelo visto atingi o objetivo. A Ilha das Flores está em festa! Ah! Sr. Marcelo Santos, meu intelecto diz que é "Faça um filme e não Faz..." Agradeço a Débora, talvez eu venda um leitãozinho para você no Natal. Gente! Só agradeço os comentários. Abraços!


 
16
Reporte abuso
Débora
São Paulo 07/11/2009

Carlos Alberto Soares, será este o nome do dono dos porcos, completamente elameado pelo sistema captalista?


 
17
Reporte abuso
Marcelo Santos
Araraquara 02/08/2009

A idéia não é criticar o local Ilha das Flores (Marinheiros) e, sim, o sistema em que vive a população menos favorecida. Você é que possui um telencefalo não desenvolvido e seu polegar e opositor só pra tirar meleca do nariz; faz um curta mostrando as belelzas do local.


 
18
Reporte abuso
Universitário
João Pessoa 05/06/2009

Realmente, você não entendeu nada do filme... A crítica é muito bem feita, o capitalismo positivistamente retratado nas informações passadas e como são faladas.


 
19
Reporte abuso
Gisele
São Paulo 21/05/2009

Você realmente assistiu ao curta? Você entendeu do que se tratava? Pelo seu artigo, acho que não.


 
20
Reporte abuso
Deborah
Rio de Janeiro 20/05/2009

Mano, quem coloca o porco acima do ser humano é a sociedade capitalista, que vê lucro no porco e despreza vidas humanas se as mesmas não representam lucro, ou até mesmo quando representam, no caso da relação patrão e empregado. Não sei o que no filme é verdadeiro, a única coisa que eu sei que é verdade é o fato de Deus não existir.


 
21
Reporte abuso
Mariana Schumacher
São Paulo 26/04/2009

Carlos! O filme ganhou premios porque foi merecedor! Furtado usa o humor ácido para descrever as coisas de forma bastante simplista e mecanizada. Talvez essa brincadeira da descrição das coisas e pessoas tenha causado a impressão de que o curta não retrate verdadeiramente a realidade. Certamente que não! Ele é um curta de 12 minutos cuja intenção não é realmente informativa. É uma forma meramente restrita de explicar o sistema capitalista do lucro através do jogo de palavras! Quanto a colocar "o porco acima do ser humano", isso é uma crítica muito real sobre o que acontece de verdade, não foi para diminuir os moradores da ilha. É a oportuna comparação de que um produto que está disponível em grandes quantidades para quem tem dinheiro, também pode ser disputado no lixo por quem não possui dinheiro algum. É a forma mais básica de retratar o mundo capitalista e as desigualdades. Infelizmente nem todos compreendem o humor sarcástico. Quanto a negar a existencia de Deus.. isso nunca existiu! Sequer está presente no roteiro! Leia-o com atenção!


 
22
Reporte abuso
cal55
Porto Alegre 16/02/2009

Grande Eduardo! Obrigado pela correção! Infelizmente as definições geográficas sobre o Guaiba ainda não foram bem esclarecidas. Citei de forma majoritária como Rio Guaiba mais conhecida, para efeito de localização. Compreendo que existem discussões sobre o assunto, lago ou estuário. Perfeito! Não deixe-se enganar! Grande abraço!


 
23
Reporte abuso
Eduardo Kerchiner
Guaíba 16/02/2009

Lembrando que o Guaíba é um lago, e não um rio conforme citado acima.


 
24
Reporte abuso
cal55
Porto Alegre 13/02/2009

DivãdoMasini! Em vinte anos pouco se vez pela Ilha dos Marinheiros, é só atravessar a ponte do Guaiba para se confirmar. Os problemas sociais são imensos. Abraços!


 
25
Reporte abuso
DivãdoMasini
Franca-SP 13/02/2009

Carlos! Estou estarrecido com essas informações. Mas fiquei com uma dúvida: A realidade que você nos trouxe dos lixões da Ilha dos Marinheiros é a de hoje ou de quando o filme foi feito? Abraçossssssss.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2014. Brasil Mídia Digital

jb.com.br