Atualizado 16h20 Terça, 02 de setembro de 2014   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Cotidiano

Todo cuidado é pouco com o pisca-pisca

1777 acessos - 3 comentários

Publicado em 12/12/2008 pelo(a) Wiki Repórter Terezinha Santellano, Porto Alegre - RS



Pisca-pisca fotografado na cidade de Gramado, RS, em dezembro de 2006. - Foto: Claudia Dias, no FLICKR.
O recente episódio do princípio de incêndio ocorrido no apartamento da apresentadora Xuxa, no Rio de Janeiro, que segundo uma apreciação preliminar dos bombeiros foi causado por um curto-circuito em um pisca-pisca usado nos enfeites luminosos de uma árvore de Natal, reacende uma antiga polêmica sobre a segurança ou não do uso desse tipo de equipamento elétrico. Casos de curto-circuito e queima de pisca-piscas são comuns durante o período das festas do final do ano, quando tradicionalmente são usadas decorações de efeitos luminosos. Existem também relatos de incêndios de lojas e residências cuja causa indicada foi o mau funcionamento de um pisca-pisca.

Muito usado durante o período do Natal e confraternizações do final do ano como um dos elementos constituintes da decoração luminosa, o pisca-pisca pode ser encontrado comercialmente de forma isolada ou acoplado a um circuito de lâmpadas usadas como enfeite. O mau funcionamento do pisca-pisca, por excesso de carga ou projeto inadequado, pode acarretar sobre-aquecimento, curto-circuito na instalação elétrica, e mesmo levar a um princípio de incêndio no ambiente, se estiver montado próximo a material inflamável.

No Rio de Janeiro, o subsecretário adjunto dos Direitos do Consumidor recomenda a compra do pisca-pisca com nota-fiscal, em lojas conhecidas e legalizadas. Entretanto o gerente da Divisão de Programas de Avaliação da Conformidade do Imetro afirma que só esta recomendação não é uma garantia absoluta de segurança para o consumidor. Segundo o gerente, o Imetro ainda não regulamentou os enfeites de Natal. Ambos os especialistas foram ouvidos pelo jornal ‘O Globo’.

Em São Paulo, o Instituto de Pesos e Medidas do Estado (Ipem-SP) realizou recente apreensão de lotes de pisca-piscas em lojas do centro da capital. Os lotes apreendidos desobedeciam à legislação que obriga a colocação de logotipo ou marca para a identificação dos fabricantes dos produtos. As lojas com os lotes irregulares de pisca-pisca receberam notificação, e devem apresentar a documentação de compra das mercadorias retidas.

A falta de uma norma ou ordenamento semelhante que padronize as características funcionais e a operação desejável de um pisca-pisca permite a sua fabricação ou importação de uma maneira considerada como irregular, e sem o atendimento de requisitos de qualidade e segurança aceitáveis. O consumidor, sempre ele, corre um elevado risco por este vazio normativo e paga a conta do prejuízo material e até de vidas humanas, no caso do mau funcionamento do produto. Esperamos todos que não seja necessário a ocorrência de um sinistro de grande monta para que a situação atual seja revertida!



Fontes consultadas:

1) ‘O Globo’, 09/dezembro/2008. ("Szafir recebe alta depois de dois dias", p. 21);

2) ‘Diário de São Paulo’, 09/dezembro/2008. ("Ipem apreende brinquedos e pisca-piscas sem certificação", p. B3);

3) ‘Diário de São Paulo’, 09/dezembro/2008. ("Szafir recebe alta após inalar fumaça", p. A10);

4) ‘O Estado de São Paulo’, 09/dezembro/2008. ("Luciano Szafir tem alta hospitalar", p. C5).


Mais informações sobre o princípio de incêndio no apartamento de Xuxa, Sasha e Szafir



Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Terezinha Santellano
Porto Alegre - RS



Comentários
01
Reporte abuso
Terezinha Santellano
Porto Alegre 15/12/2008

"SEM FAÍSCAS". Este foi o título do artigo de Mariana Desimone, publicado na "Folha" do último domingo, onde podemos ler no seguinte parágrafo: “Um pisca-pisca consome pouca energia – o equivalente ao que usa um rádio. Mas muitos deles podem causar danos como sobrecarga elétrica e incêndio, como o que ocorreu no apartamento da apresentadora Xuxa Meneghel no último dia 5 e que, acredita-se, começou com as luzes da árvore de Natal.” (‘Folha de São Paulo’, 14 / dez. / 2008, p. F2).


 
02
Reporte abuso
Terezinha Santellano
Porto Alegre 15/12/2008

"RISCO DE INCÊNDIO NO NATAL": Este foi o título da nota do humorista e grande figura Tutty Vasques, publicada no "Estadão" do último domingo, que transcrevo a seguir e dispensa maiores comentários: “Como se não bastassem as ameaças de desemprego, epidemia de dengue, intempéries climáticas, bêbados ao volante e bandidos nas ruas, temos agora que tomar cuidado também com as luzinhas de árvore de Natal. Se o Luciano Szafir não é um cara forte, babau!”. (‘O Estado de São Paulo’, 14 / dez. / 2008, p. J2).


 
03
Reporte abuso
leu leutraix
são paulo 13/12/2008

Eles são tão bonitinhos, mas podem dar prejuízo.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2014. Brasil Mídia Digital

jb.com.br