Atualizado 14h50 Segunda, 28 de julho de 2014   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Cotidiano

Existem mais coisas entre o céu e a terra...

6290 acessos - 17 comentários

Publicado em 10/05/2008 pelo(a) Wiki Repórter Catucha, Indaiatuba - SP



Foto ilustrativa. - Foto: Net
Ao escrever este texto, não tive como intenção sugerir a mudança de conceitos, de cultos, ou cleros religiosos. O objetivo nestas palavras é a reflexão sobre um assunto já comentado aqui, e com a aprovação de quem o escreveu, Criatura da Noite. Um assunto extremamente complexo e de pouco material para pesquisa. Pelo menos, material que seja compreensível por nós, leigos no assunto.

Para iniciar, vou citar a celebre frase do personagem Hamlet, de William Shakespeare: “Existem mais coisas entre o céu e a terra do que pode supor nossa vã filosofia...”

Quem nunca teve um momento na vida em que, enquanto tudo estava acontecendo lá fora, conseguiu se refugiar num mundo que é apenas seu, numa forma de introspecção? Quem nunca teve um momento como se estivesse dentro de si mesmo?
Isso geralmente pode acontecer, naquela noite de calmaria, num total silêncio em seu quarto ou em qualquer outro lugar tranqüilo em que você se permite entregar à concentração e a reflexão.

Em nossa mente, passa um filme de muitas coisas acontecidas no passado, um insight... ou vários. Algumas lembranças boas que deixaram saudade. Chegamos a sentir aquelas sensações de prazer de criança, como a alegria de ganhar um pequeno brinquedo de madeira artesanal, feito pelo avô ou... lembranças nem tanto prazerosas, como uma vergonha passada na escola por ter cometido um erro grave de português onde todos os colegas de classe riram de você.

Ao atingir um momento de total concentração neste breve resumo cinematográfico de nossas vidas, adormecemos e iniciamos uma longa caminhada. Um extremo silêncio e uma escuridão completa se faz. Caminhamos então pelo universo... Logo em seguida, parece que se abrem portas. Sim, eu chamaria de portas, talvez até portais. Nossa mente, junto com nosso corpo agora bem mais leve, percorre lugares que não saberíamos dizer quais são, mas que temos consciência de que já os conhecemos, de que já estivemos ali.O conhecido déjà vu da noite.

O mesmo acontece com o aparecimento de alguns vultos, alguns seres que nos acompanham. Nada ouvimos do que eles nos falam, mas muito entendemos. Numa forma de telepatia e de uma maneira muito natural. Sentimos que ficamos horas ali, numa sensação de bem estar. Numa sensação de paz.. Numa falta de nitidez visual mas, estranhamente, numa total compreensão, integração e entrosamento espiritual.

A sensação é como se fossem vários mundos por onde passeamos na madrugada. Como se fossem vários seres amigos que encontramos em outros mundos para interagir. E, muitas vezes, ao acordar acabamos achando uma luz para solucionar problemas pelos quais achávamos já sem solução.

Encontramos anjos? Seres de luz? Espíritos? Quem são as tais criaturas da noite? Somos nós mesmos.Seria nosso “duo”?

A impressão que fica é que estivemos em contato com um sistema particular existente em nossa mente, que conta com uma série de informações que foram traduzidas em imagens e sensações vivas. Imagens, quem sabe, de dimensões que desconhecemos, de momentos realmente vividos por nós.

Muitos que estão lendo este texto talvez digam que “este é um caso de terapia para a dona Catucha”. Mas... para um pequeno grupo, acredito eu, é o início de uma discussão (no bom sentido) sobre coisas que acontecem entre o céu e a terra, que sentimos... que vivenciamos...e que apenas ainda não as entendemos.


Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Catucha
Indaiatuba - SP



Comentários
01
Reporte abuso
Noslen Lopes Rodrigues
Porto alegre 12/06/2009

Nossa passagem nesse mundo parece ser tão rá¡pida, que se bem explorada absorve um ganho inacreditá¡vel de existência adormecida. Por isso, talvez, transitemos de um lado para o outro do etéreo impensado. Às vezes, até sem nos dar-mos conta disso. Beijos


 
02
Reporte abuso
Rosaura
Indaiatuba 17/05/2008

Olá Catucha, saudade... Essa "realidade" faz parte da minha vida. Convivo com essas sensações há muito tempo. Deus, Espírito, Matéria... Bom seria se o homem buscasse realmente compreender a imortalidade! Abraço.


 
03
Reporte abuso
Sara
indaiatuba 14/05/2008

querida catucha,este assunto,sera sempre para muitos um grande,Déjá Vu,somente unindo a sua mente e oseu coraçao vc.será capaz de deixar as duvidas de lado e acreditar,em muitos Dejá vu,Bjs com carinho.


 
04
Reporte abuso
Luiz Granja
RJ 12/05/2008

Catucha, esse assunto é muito bom de se comentar, e como disse a Criatura da Noite, realmente, após ler e escrever sobre esses tópicos, sente-se, de fato, uma paz muito intrigante, parece que nos alinhamos com algo misterioso e divino...Eu, como disse na minha última publicação, não mais postarei neste espaço, apenas comentarei...Então dou uma sugestão de uma publicação que eu gostaria de ler e participar: Que tal publicar sobre esses mistérios e pedir para que as pessoas comentassem e dessem depoimentos, relatos de experiências suas ou de terceiros, vividas sobre esse assunto? Um abraço...


 
05
Reporte abuso
Catucha
Indaiatuba 12/05/2008

Tereza minha amiga, como você é linda!!! Obrigada pelo comentário e pela colaboração. Beijo no seu coração.


 
06
Reporte abuso
Catucha
Indaituba 12/05/2008

Luis Granja, obrigada pelo seu depoimento.São incríveis estes acontecimentos, mas muitos e muitos casos como o seu já ouvi o relato. Sinta-se a vontade para mais comentários. Um abraços


 
07
Reporte abuso
Tereza
Indaiatuba 12/05/2008

Mistério é a palavra mais indicada para nossa comunicação como pessoas. Como Alma sabemos que existem "mais coisas que pode supor nossa vã filosofia". Em minha experiência com pessoas que vivenciaram profundamente esses "insigts" dizem: "Ainda não encontrei uma resposta definitiva". E eu, cá com meus botões acredito que nossa busca será eterna para uma resposta. Transcrevo então, a título de colaboração, mensagem de Tadany: "Quantas mortes já morri? Quantos nascimentos já vivi? Quantas almas já perdi? Quantas dores já sofri? Perambulando na busca pelas respostas Descobri que o Sol era a réplica Porque todo o dia ele iluminava a crosta Independentemente de quão aflita fosse a súplica. Então, com o astro-maior brilhei no amanhecer E aprendi que todas as mortes eram de uma única vida Que para poder holisticamente resplandecer Deve ser eternamente repleta de dúvidas." Um beijo de grande afeto à você.


 
08
Reporte abuso
Catucha
Indaiatuba 11/05/2008

Acho que sempre que escrevemos, independente de ser este assunto, sentimos assim, como você falou amigo Criatura da Noite...então, escreva, escreva mais...escreva sempre.Uma ótima semana.


 
09
Reporte abuso
Criatura da noite
RJ 11/05/2008

À todos os que aqui escreveram, eu gostaria de fazer uma pergunta, pois isso acontece comigo sempre que toco nesse assunto: Vocês, após comentarem sobre esse assunto sentem, logo após, uma sensação de alívio, paz ou tranquilidade? Eu me sinto como tivesse acabado de sair de uma ducha relaxante, de uma igreja silenciosa ou até de um sono reparador. Um abraço prá todos.


 
10
Reporte abuso
LUIZ GRANJA
RJ 11/05/2008

Vocês venceram, vou contar uma delas (um resumo): Eu voltava do trabalho, no meu carro e trafegava lento na maior avenida do Rj, Av. Brasil, pois chovia fraco, mas constante; Eu devia estar a 70 kms, todos os carros também íam devagar, quando de repente perdi o controle do carro, o volante ficou "solto" na minha mão e rodei na pista, indo depois de frente contra a mureta divisória e nesse momento, quando eu já dava como certo o impacto de frente contra o muro, ví um clarão e nele me ví quando eu era pequeno no colo do meu pai adotivo...Foi muito rápido, talvez um segundo (acho eu, pois nessa hora se perde a noção do tempo); Qdo eu retornei ao real, o carro tinha feito uma pequena curva e bati com a lateral do carona, um impacto bem forte, mas nada grave...Qdo eu já estava em casa, contando para minha esposa o ocorrido, lembrei da imagem e ela realmente existiu na minha infância, pois os detalhes nunca foram apagados e ela retornou, do nada, naquele momento de certeza da morte! Houve uma segunda vez, foi mais forte e com mais imagens, mas falo dela na próxima...


 
11
Reporte abuso
Roze
CNP - MT 11/05/2008

Ninguém gosta de falar sobre esse assunto, mas no fundo, bem no fuuundo tds pensamos muito acerca disso, creio. O nosso medo em externar é de que talvez não consigamos encontrar explicações palpáveis para isso. E pior de tudo é q não encontramos mesmo. Entre o céu e a terra há tanto de que eu gostaria de entender... Porém com essa pequenês da mortalidade humana, jamais conseguiremos respostas para o que nos aflige, pois quando estamos à beira de alguma sorte de explicação, a morte nos leva para q não saibamos nada dos mistérios...Irônico!!! rsrs Bjs. Ótimo texto!!


 
12
Reporte abuso
Catucha
Indaiatuba 11/05/2008

Luiz Granja, realmente é um assunto complexo mas, podemos falar um pouquinho, de maneira simples, e entender um pouco mais. Tomara mais pessoas falem sobre o assunto, ou experiências do tipo. Você mesmo pode comentar sobre estes flashs que teve. Grande beijo e obrigada por comentar.


 
13
Reporte abuso
Catucha
Indaiatuba 11/05/2008

Criatura da Noite, escrevi o que veio em mente apenas para um resumo. Sei que poderia colocar aqui inúmeras passagens destas noites, mas o espaço seria pequeno. Você disse bem, somos todos iguais neste momento. Sentimos todos iguais, então, vamos tentar trazer um pouco desta "Criatura da Noite" para nosso dia a dia. Obrigada pela oportunidade que me destes de falar sobre o assunto. Um grande beijo na sua alma também.


 
14
Reporte abuso
Catucha
Indaiatuba 11/05/2008

Mirna, obrigada pelo seu comentário. Sei que você entende muito bem estas minhas palavras, estes fatos que devem ocorrer com muitas pessoas... Afinal, você é um ser muito evoluido. Beijo no coração.


 
15
Reporte abuso
LUIZ GRANJA
RJ 10/05/2008

Gente, isso é um assunto muito complexo, mas o que vocês falaram dão uma tônica do que é a vida...Somos uma criação DIVINA, algo sobrenatural e maravilhoso...Eu já ví aquele "flash" branco quando passei por um momento de risco, aliás, por duas vezes e vì um filmezinho passando na minha frente...É impressionante, mas é real...Essa vida é um grande mistério...Espero que vcs falem mais sobre isso...


 
16
Reporte abuso
Criatura da Noite
RJ 10/05/2008

Eu disse que iria ler; E lí uma coisa muita linda. Agradeço pela citação do meu nome, mas não precisava, o que vc escreveu foi muito lindo e nós, que passamos por isso, sabemos do que estamos falando, mas não nos damos conta, achamos que é um mero sonho; Então nós percebemos o quanto somos pequenos! Mas no momento que nos damos conta do que está acontecendo, como aconteceu comigo n'um momento de "solidão', percebemos que temos poder, amigos e dimensões que podemos explorar sem medos! Amiga Catucha, a verdade é que erramos muito, somos radicais, arrogantes e prepotentes, mas por outro lado, somos lindos, amorosos e sensíveis, só que não sabemos disso, ou melhor, não dos damos conta disso! Não sou melhor do que ninguém, mas também não sou pior, posso não ter tido as mesmas chances que outros; No fundo somos todos iguais e, indeferente da classe social, do nível, da cor, da raça, do sexo, somos um só! Mas é complicado e de difícil compreensão, eu mesmo me confundo na maioria das vezes! Mas eu sou uma Criatura da Noite, fica mais fácil, mesmo não sendo tão inteligente. Muito bom seu texto! Quem sabe alguém mais escreva sobre esse tema; É muito profundo, emblemático, misterioso e muito prazeroso, nos dá muita paz! Um grd beijo na sua alma!


 
17
Reporte abuso
Mirna Cavalcanti
Rio de Janeiro 10/05/2008

Catucha.O conteúdo do que escreveste leva-nos à crença de que há muitas vidas para uma só alma.Sei e sinto do que falas, só que , para mim , tanto faz se ocorre à noite ou durante o dia.É experiência fantástica e real.que pode permear-se até mesmo ao fazermos as coisas mais simples ou nada estarmos a fazer.O bardo de Stratford-on-Avon , sem dúvida , foi um dos primeiros na História Moderna a pensar sobre as múltiplas possibilidades da alma e da psiquê .A frase-título ,que termina:"que sonha(imagina,pensa...)nossa vã filosofia"...indica claramente haver coisas que se encontram fora da nossa possibilidade cognitiva , por mais que saibamos - ou pensamos saber.Ler Shakespeare possibilita aprender sobre a existência da das intrincadas e surpreendentes facêtas do SER .A mente e o espírito tem que estar abertos, para que a 'conexão' ocorra.São muitos os Universos espirituais. São diversas as dimensões existentes. Grande abraço , amiga!Expuseste muito bem !


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2014. Brasil Mídia Digital

jb.com.br