Atualizado 22h22 Quarta, 01 de outubro de 2014   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

Do "rouba, mas faz" para o "rouba e não faz"

699 acessos - 3 comentários

Publicado em 26/10/2011 pelo(a) Wiki Repórter luferom, Brasília - DF



Na era Lula, a corrupção no Brasil mudou de patamar: antes, era acessória da obra ou do serviço públicos; hoje, acessórios (quando não meras ficções) são a obra ou o serviço. Antes, construía-se uma ponte ou coletava-se o lixo e, no caminho, parte do dinheiro era desviada ou cobrava-se propina; hoje, monta-se um esquema para avançar no dinheiro público e a obra ou serviço são meros pretextos. Dá até para sentir saudades do “rouba, mas faz”.

Este estado de coisas só se tornou possível porque, num momento infeliz da política brasileira (pontuada por tantos momentos infelizes) se aprovou o instituto da reeleição para presidente, governadores e prefeitos, o que permitiu ao lulo-petismo se perpetuar no Palácio do Planalto por três mandatos consecutivos. A turma (ou quadrilha?) lulista aparelhou o Estado, aprendeu o caminho das pedras, assegurou a impunidade de seus malfeitos e se tornou dona do Brasil. E com que voracidade!

Mesmo que pudesse contar com o mais potente holofote, Diógenes teria dificuldade de encontrar um homem honesto no meio dessa turma. Ainda que algum político da atual geração seja efetivamente honesto – como alardeia (e eu não acredito) o ministro Orlando Silva – ninguém acreditará. Este é um dos males colaterais da impunidade: até os honestos são prejudicados.

E pensar que a reeleição foi aprovada justamente para que Lula não fosse eleito presidente!



Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
luferom
Brasília - DF



Comentários
01
Reporte abuso
PAULO SPOCK
sampa 27/10/2011

Rouba, não faz e mente que faz é o jeito petralha de governar o país.


 
02
Reporte abuso
PAULO SPOCK
sampa 27/10/2011

Maluf sempre assaltou os cofres públicos. Seus eleitores se contentaram com as obras publicas deixadas. Diziam: "Maluf rouba mas faz, os outros não roubam e não fazem".
O PT, realmente, elevou a corrupção a um patamar jamais imaginado pelos políticos de outrora. Não é preciso mais fazer, executar, construir para desviar recursos... A estirpe de notórios corruptos ao estilo Sarney e Maluf não existem mais. Bastam as ONGs de partidos políticos e os desvios diretos do erário público.


 
03
Reporte abuso
nois é nois
sp 26/10/2011

No pais onde se cria "leis" dando ênfases a bêbados poder matar com aval do estado,,,esperar o quê?? hoje em dia você levantar bandeira de honestidade tá sujeito a ir preso por desacato as"otoridades"-o rouba mas faz--foi bandeira do maluf--os atuais ladrões tendo um pinguinho de ética não quiseram plagiar o mestre---então mudaram o esquema---(-ROUBAR SEM MESMO EXECUTAR) Parabéns ao Luferom--post bem sacado---vamos cantar--Lábios que beijei---SUCESSO-ATUAL!


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2014. Brasil Mídia Digital

jb.com.br