Atualizado 17h23 Quinta, 27 de novembro de 2014   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Cotidiano

Descaso em hospital do Rio de Janeiro

698 acessos - 0 comentários

Publicado em 26/09/2011 pelo(a) Wiki Repórter TIAGOSOUZA, São Gonçalo - RJ



- - Foto: TV Globo
Internada com infecção pulmonar no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias, Rosa Celestrino de Assis, de 60 anos, foi dada como morta e passou duas horas dentro de um saco plástico, na câmara frigorifica do necrotério da unidade, até a filha, que foi reconhecer o corpo da mãe, perceber que ela ainda respirava. A Secretaria estadual de Saúde abriu sindicância para apurar responsabilidade no episódio, descoberto na noite da sexta-feira, como informou o “RJTV”, da TV Globo.

- Fui dar um beijo na minha mãe e ela estava respirando. Comecei a gritar “minha mãe está viva!”, e todos ficaram me olhando como se eu fosse louca. Você vai ao hospital pegar uma pessoa que conhece, que te botou no mundo, e, além de ela estar na gaveta gelada de um hospital, quando abre, vê que a pessoa está respirando – desabafou a filha de Rosa, Rosângela Celestrino.

Segundo a direção do hospital, a paciente já havia sofrido dois derrames e respirava com o auxílio de aparelhos. Às 19h20m de sexta-feira, uma enfermeira da emergência teria chamado o médico de plantão porque Rosa não apresentava mais sinais de vida. O médico teria feito testes e assinado o prontuário. Com base na avaliação, o chefe do plantão emitiu uma declaração de óbito e a mulher foi levada para o necrotério. Às 22h, o erro foi constatado e a paciente voltou ao CTI.

- Ela fez algum tipo de movimento e imediatamente foi levada para o CTI, intubada novamente e colocada no respirador – disse o diretor Manoel Moreira Filho.

O médico que atestou o óbito pediu demissão e a enfermeira foi demitida, mas seus nomes não foram divulgados. A família registrou queixa na polícia. Se for comprovada a negligência, ambos podem ser autuados por lesão corporal ou, se a paciente morrer, por homicídio culposo.

Na quarta-feira, o chefe de plantão do Hospital de Saracuruna foi exonerado, porque um acidentado foi recusado na unidade. Gabriel Paulino dos Santos de Sales, de 21 anos, que sofreu um acidente às 16h30m de segunda-feira, em Caxias, passou por cinco unidades de saúde, até conseguir ser internado no Hospital Salgado Filho, no Méier. Fonte O Globo



Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
TIAGOSOUZA
São Gonçalo - RJ



Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2014. Brasil Mídia Digital

jb.com.br