Atualizado 05h17 Segunda, 15 de setembro de 2014   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Política

A verdade da escola pública

2016 acessos - 47 comentários

Publicado em 13/01/2008 pelo(a) Wiki Repórter Didymo Borges, Recife - PE



Quando se argumenta que o futuro do Brasil depende do sucesso do seu sistema educacional, está se enfatizando a importância do trabalho do professor. Mas os resultados medidos pelas pesquisas não são favoráveis, ou seja, os índices de aproveitamento dos jovens na escola deixam a desejar.

Aí vem a discussão e a procura por culpados. Os gestores públicos alegam insuficiência de recursos alocados na Educação. Os diretores das escolas alegam inadequação das instalações das unidades educacionais tais como inexistência de sala de ciências, quadra poliesportiva, laboratório de informática, biblioteca, etc. Os professores reclamam dos baixos salários, da carga excessiva de trabalho, da falta de estímulos para a carreira do magistério nos níveis fundamental e médio.

Quase ninguém se refere como causa decisiva do fracasso do ensino público o fator legal-institucional. É simples: para montar o projeto pedagógico de uma escola é necessário ter um time de professores e pedagogos para implementar o projeto. Mas na rede pública existe a estabilidade no emprego do professor e dificilmente é montada a equipe de forma satisfatória tendo em vista a inflexibilidade para os arranjos organo-gestacionais para implementação do projeto. Não se pode montar um bom time com professores insatisfeitos, inadaptados, mal treinados, sem condições para o enfrentamento do desafio.

Um time mal montado, no futebol, resulta em fracasso. Do mesmo modo, um time mal montado para o projeto pedagógico da escola resulta em baixo rendimento no processo ensinar-aprender o que é revelado por índes como o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Existem indicações de que sem mudança no quadro legal-institucional, com a revogação da estabilidade no emprego do servidor público, haveremos de falhar na crucial tarefa de formar as futuras gerações de brasileiros em condições de enfrentar os desafios para transformar o Brasil numa potência compatível com sua grandeza e seus recursos naturais.

Ademais existem indicativos de que o professor brasileiro não tem muita razão para justificar o fracasso pela má remuneração e pela falta de condições proporcionadas pelo Poder Público. Pelo menos é esta a tese do prof. Jaguiê Diniz no artigo abaixo transcrito sob o título "PROFESSOR NÃO É HERÓI"

PROFESSOR NÃO É HERÓI


Janguiê Diniz 

A sociedade brasileira parece compreender bem a importância do professor para a educação no País. Afinal, é ele quem figura no centro da atenção dos pais dos alunos. Segundo amplo estudo realizado pela Unesco – o Perfil dos Professores Brasileiros –, é dele a responsabilidade direta pela qualidade do ensino, pela disciplina na sala de aula, pela motivação dos estudantes e pelo sucesso ou fracasso escolar, conforme a percepção geral dos pais. Segundo o levantamento, de tão empenhados no cumprimento de sua missão educacional, esses profissionais receberam dos pais dos alunos nota 8,6 no quesito qualidade de ensino. Foram aprovados por média. 

Diante de expressiva aprovação dos que estão na ponta do processo de ensino, era de se esperar que os estudantes obtivessem desempenho, pelo menos, semelhante ao alcançado pelos seus mestres. Mas sabemos que não é bem assim. De acordo com o último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), metade das escolas brasileiras está abaixo da média nacional. A discrepância entre a avaliação dos pais acerca da qualidade dos professores de seus filhos e o rendimento dos alunos mensurado pelo Ministério da Educação (MEC) revela que há algo fora do lugar. Se os professores têm cumprido sua função com eficácia, por que os estudantes não têm respondido satisfatoriamente? 

Há, portanto, um lapso a ser superado. Persiste na sociedade brasileira a idéia de que o professor é o herói do sistema educacional: não mede esforços para superar o desafio de elevar a qualidade do ensino no País, tampouco esmorece diante dos elevados índices de evasão, da infra-estrutura precária das escolas, da deficiência de material didático, entre outras barreiras. Segundo essa visão, o ônus de todo o fracasso educacional recairia sobre o governo, a direção das escolas, a comunidade e até mesmo sobre os próprios alunos. Quanto aos professores – mal remunerados, submetidos a uma carga-horária massacrante e a péssimas condições de trabalho –, esses seriam apenas vítimas do processo. 

O raciocínio estaria correto, se os fatos não o desmentissem. Segundo o estudo da Unesco, 58% dos professores trabalham apenas em uma escola e apenas 9% atuam em três locais de trabalho. Também não procede o argumento de que a categoria seria vítima de discriminação salarial. Como bem enfatizou o economista Gustavo Ioschpe, em artigo recentemente veiculado em sua coluna na revista Veja: “É verdade que o professor brasileiro tem um salário absoluto baixo - o que se explica pelo fato de ele ser brasileiro, não professor”. Ainda sobre esse aspecto, o professor brasileiro leva vantagem, inclusive, em relação a outros países. Enquanto a média do salário do profissional nos países da OCDE (que têm a melhor educação do planeta) é de 1,3 vez a renda média do país, aqui ele ganha o equivalente a 1,5. Na América do Sul, recebem 0,85, na Argentina, e 0,75, no Uruguai. 

Não nos esqueçamos de mencionar, também, as vantagens da profissão. Diferentemente dos profissionais das demais categorias, os professores gozam de férias longas, estabilidade no emprego e regime especial de aposentadoria, já que 80% são funcionários públicos. Beneficiam-se, ainda, de uma regulamentação flexível. Basta destacar que, no Estado de São Paulo, 13% dos professores da rede estadual faltam a cada dia, contra 1% daqueles da rede privada. 

Diante dos fatos, é inadmissível perpetuar a idéia de que o professor é o herói da educação – o que não diminui a relevância desses profissionais para o alcance de um ensino de qualidade. Pelo contrário, será preciso atribuir-lhes a responsabilidade correspondente à importância que desempenham para o futuro educacional do País. Isso implica aceitar que nossos professores, em vez de mitos, sejam considerados profissionais passíveis de críticas construtivas e avaliações objetivas de seus méritos e falhas. 

» Janguiê Diniz é diretor-geral da Faculdade Maurício de Nassau. 

Jornal do Commercio - Publicado em 11.01.2008



Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Didymo Borges
Recife - PE



Comentários
01
Reporte abuso
Bartira
Pelotas 16/01/2008

O FRACASSO na Educação é PURA e SIMPLESMENTE o reflexo do DECADÊNCIA MORAL E ÉTICA por que passam AS INSTIUIÇÕES NO BRASIL. A FROUXIDÃO DAS LEIS, a IMPUNIDADE, o PÉSSIMO EXEMPLO DE BANDITISMO que as AUTORIDADES GOVERNAMENTAIS. Uma solução para os problemas educacionais seria a transformação de todas as escolas em ESCOLAS MILITARES, para que se DISCIPLINE, se EDUQUE A INFÃNCIA E A JUVENTUDE.


 
02
Reporte abuso
ALFREDO JOSÉ
ARACAJU 16/01/2008

FALARAM QUE EM SALVADOR O COLEGIO / ESCOLA DA POLICIA MILITAR ABRIU VAGAS PARA PUBLICO CIVIL. FOI UMA QUANTIDADES DE CANDIDATOS INCRIVIL PARALIZOU UMA PARTE DA CIDADE. O COMANDO SÓ DISPONIBILIZOU 14 VAGAS. O POVO ESTÁ PEDINDO LIMITES PARA OS JOVENS MAS NÃO SABEM COMO PROCEDER E A UNICA ESPERANÇA DOS PAIS É O COLEGIO DA POLICIA MILITAR ONDE A JUVENTUDE É OBRIGADA A OBEDECER A NORMAS RIGIDAS NA ESCOLA MILITAR.O POVO PEDE LIMITES PARA A JUVENTUDE QUE ESTÁ COMO UM CARRO EM ALTA VELOCIDADE NUMA DESCIDA SEM NENHUM FREIO. OS PAIS TEM CERTEZA QUE O RESULTADO, PARA SEUS FILHOS, AMNHÃ SERÁ MUITO TRISTE.


 
03
Reporte abuso
JOANA
BRASILIA 16/01/2008

"LALAU DE CURITIBA" GOSTEI MUITO DO SEU PRONUNCIAMENTO ACERTOU NA PLEURA. OS JOVENS NÃO TEM EDUCAÇÃO DOMESTICA- ESTÃO DEIXANDO TUDO PARA O PROFESSOR FAZER. IMAGINE QUE ATRÁ CORTAR UNHAS PENTEAR CABELOS, TOMAR BANHO ESTÃO QUERENDO EMPURRAR A RESPONSABILIDADE PARA O PROFESSOR.


 
04
Reporte abuso
Lalau
Curitiba 15/01/2008

Professor é HERÓI SIM! Que outro profissional daria conta de ser a um só tempo PAI, MÃE, POLÍCIA e PROFESSOR? Quem trabalha DIARIAMENTE dentro de uma escola é que sabe que as funções do professor SÃO MÚLTIPLAS. Ele tem que assumir o papel de PAI ou MÃE,ensinando NOÇÕES BÁSICAS de comportamento (dos HÁBITOS DE HIGIENE até a FORMAÇÃO MORAL) ao aluno, já que a família, DESESTRUTURADA COMO ESTÁ, não se importa ou não tem como fazê-lo. São raros os alunos que moram com pai e mãe numa mesma casa. A MAIORIA mora com um dos cônjuges -ora o pai, ora a mãe- e uma ENORMIDADE deles é criada por AVÓS, que se viram obrigadas a assumir filhos de FILHAS IRRESPONSÁVEIS que PARIRAM e jogariam os filhos FORA, se não fossem os OMBROS LARGOS de suas mães. Tem que ser POLÍCIA, para LIDAR com a BANDIDAGEM que a IMBECILIDADE do ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE institucionalizou, na medida que IMPEDE que a criança TRABALHE, seja EDUCACADA e DISCIPLINADA. Tem que ser PROFESSOR, trabalhando em ESCOLAS DETERIORADAS, sem recursos. TUDO ISSO em troca de um SALÁRIO AVILTANTE que não lhe permite SEQUER sanar suas NECESSIDADES BÁSICAS, quanto mais APRIMORAR-SE. Por isso tudo e MUITO MAIS, o PROFESSOR É UM HERÓI.


 
05
Reporte abuso
Jão
Brasil 15/01/2008

13 / 01 / 2008 - jão - Brasil Vamos para de brincar com coisa séria.Eu estudei no Interior numa escola que era numa parte do lado de fora da casa com apenas uma cobertura para proteção contra sol e chuva.na area improvisada estudavam os alunos da 1ª,2ª,3ª 4ª 5ª serie.Com um detalhe a Professora era uma moça que tinha concluido a 5ª serie nos mesmos moldes. Era conhecida na Prefeitura como Prefessora Leiga. aPÓS concluir a 5ªsérie fui estudar na cidade. Passados 7 anos eu estava curssando a Universidade Federal de Engenharia. Neste periodo eu frequentei, em paralelo, dois anos fazendo curso de pre vestibular ( dois, pois não podia pagar o curso completo, fiz em paralelo 2 e3.


 
06
Reporte abuso
Osvaldo
Feira de Santana- Ba. 15/01/2008

ANA - BOA VISTA - VOCÊ PODERIA INFORMA QUAL É O ESTADO QUE VOCÊ MORA.AQUI EM FEIRA DE SANTANA NO INTERIOR DO ESTADO DA BAHIA FOI IMPLANTADO UM COMPLEXO DE UNIVERSIDADE QUE BUSCA A QUALIDADE DO ENSINO. INCLUSIVE JÁ APRESENTA DESTAQUE NA AREA DE DIREITO. NÃO SOMOS OS MELHORES MAS ESTAMOS BUSCANDO EXCELENCIA NA EDUCAÇÃO.


 
07
Reporte abuso
Ana
Boa vista 15/01/2008

Diana Bella- São Paulo, Tô falando de ensino médio mesmo, nem quero pensar na faculdade como vai ser. Ainda bem que minha filha tem senso critico e não vai ser levada por estas jumentas. E não quero falar mal das professoras, pois existe todo um histórico da importância de todos para o futuro desta e de todas as nações, mas tão deixando a desejar. Não é só por falta de estimulo, não.


 
08
Reporte abuso
Marcia
Curitiba 15/01/2008

Ana fique muito ltriste com sua Historia principalmente pela lavagem cerebral que sua filha recebeu ao frequentar a faculdade. Ao invés de aprender Metodologia, Pedagogia, Psicologia ela aprendeu a pior forma do instinto animal.


 
09
Reporte abuso
VALERIA MARTINS
NAVEGANTES SC 15/01/2008

PROFESSOR E A PROFISSÃO MAIS NOBRE E ABENÇOADA, POIS QUAL ERA A PROFISSÃO DE " C R I S T O"... SOU PEDAGOGA,PSICOPEDAGOGA,ORIENTADORA E SUPERVISORA EDUCACIONAL DE ESCOLA PÚBLICA EXISTEM SIM PROFISSIONAIS EMPENHADOS NAQUILO QUE FAZEM! PENA QUE AS AUTORIDADES NÃO RECONHEÇAM ESTES VALORES POIS TODOS DESDE O PRESIDENTE DA REPÚBLICA PASSAMOS POR MÃOS DE PROFESSORES DEDICADOS POIS SÓ ASSIM ESTAMOS AONDE ESTAMOS... ESPERO QUE ESTE COMENTARIO SIRVA PARA ABRIR OS OLHOS DE MUITA GENTE E VALORIZEM A RESPONSABILIDADE QUE TEM UM PROFESSOR QUANDO ESTA COM VIDAS NAS MÃOS SEJA ELA CRIANÇA,JOVEM,ADOLESCENTE OU ADULTO, NÓS PROFESSORES PODEREMOS MUDAR ESTE MUNDO TÃO CRUEL, O FUTURO ESTA NAS MÃOS DAS CRIANÇAS,JOVENS... AUTORIDADES PENSEM SERIAMENTE EM TUDO QUE ESCREVI E COMECEM A AGIR HOJE... ATÉ BREVE!


 
10
Reporte abuso
ALTAMIRANDO
SÃO PAULO 14/01/2008

O cantor e compositor Carlinhos Brown receberá o Troféu Artista Voluntário na Luta Contra a Aids, não só pelo talento e criatividade artística, mas por ser considerado um cidadão ético e socialmente responsável, comprometido com as causas sociais e humanitárias, entre elas, a prevenção da Aids. (Tribuna da Bahia 14 / 01 / 08) É O SR. CARLINHOS BROWN QUE RECEBEU DO GOVERNO MAIS DE R$ 800.000,00 POR UMA HORA PARA TOCAR EM CIMA DO TRIO ELETRICO E QUANDO CHEGOU NA "BARRA"(BAIRRO NOBRE) ELE FICOU "NU", PARA QUE TODOS VISSEM ELE NU.DO MESMO MODO A "MORAL, ETICA,TALENTO, CRIATIVIDADE ARTISTICA MUDOU SENTIDO. EU DESCONHECIA TUDO ISTO. E TUDO ISTO ESTÁ SENDO IMPLANTADO PELO GOVERNO.


 
11
Reporte abuso
Diana Bela
São Paulo 14/01/2008

Ana - Boa vista - Sua filha só aprendeu corrupção e a rinchar. Por isso você está muito surpresa. Você acompanhou os 5 anos de sua filha quando ela estava frequentando a Faculdade? Não notou que sua filha havia mudado de comportamento. Só após a coloção de Grau, foi que você notou os modos diferentes de sua filha? Será que você não notou a quantidade de capim na Faculdade para alimentar as jumentas?


 
12
Reporte abuso
Ana
Boa vista 14/01/2008

Não sei de heróis nunhum, minha filha fez magistério e estamos , ela e eu boquiabertos com as jumentas que deram aulas à ela, diretoras totalmente corruptas, professoras que realmente não querem nada com nada. Cadê os heróis? Acabaram.


 
13
Reporte abuso
Helena
Rio de Janeiro/RJ 14/01/2008

Peço desculpas ao Sr. Dalton Vicentini, Porto Alegre / RS. Minha afirmação de que professor realmente não é herói refere-se ao citado artigo que insiste em querer tirar o professor desta condição para colocá-lo como VILÃO. Insisto em dizer que não somos nem uma coisa nem outra, somos apenas profissionais como qualquer outro. Nossa posição de´"vítima" também cai por terra quando afirmo que, como em qualquer outra profissão, há o mau professor que, felizmente, é uma minoria. No entanto, esta minoria, causa estragos. É como uma laranja podre em um saco de boas laranjas. Vide a nossa política. Graças a Deus os bons profissionais existem e são estes que reclamam, tentam se fazer ouvir pela sociedade(governantes e responsáveis pelos alunos) para que esta também se concientize de seu papel e não nos coloquem como vilões, heróis ou vítimas. Vamos rever o sistema. De que maneira são aplicadas estas avaliações? Será que os parâmetros utilizados estão de acordo com a realidade de nossos alunos? Todos os comentários postados aqui realmente( com erros ou não- o meu inclusive) dão uma idéia da realidade de trabalho do Professor. Não somos seres e / ou profissionais perfeitos, somos passíveis de erros e necessitados de ajuda.


 
14
Reporte abuso
Benhur Antonio Felisberti
Porto Alegre 14/01/2008

Herói ou não, que importa discutir isto? Jogar nas costas de uma única categoria profissional a responsabilidade pelos tropessos na formação dos nossos alunos brasileiros é no mínimo vergonhoso. Para não dizer infeliz opinião formulada num momento de baixo astral pessoal. As pesquisas por mais elaboradas que possam parecer trazem sempre o filtro pessoal de quem as formula. Portanto, senhor diretor, use e abuse das pesquisas mas somente para construir e não para afundar mais a classe dos professores. Um professor com nível superior e que trabalhe, dever ser respeitado como qualquer profissional de nível superior sim. Mas não somente nos deveres.


 
15
Reporte abuso
Fernando Marcos
Goiânia 14/01/2008

Quando se fala em educação todos querem opinar, mas sem o devido embasamento do assunto. Pense no professor que segundo o artigo tem um dos melhores salários da america latina trablahando em uma sala com 50 alunos durante 45 minutos em uma região central do Brasil onde para se chegar a escola os alunos percorrem 2 horas de ônibus sem café da manhã. Esse professor que "ganha tanto" com péssimas condições de ensino embaixo de um teto aos pedaços tem o dever de proporcionar o máximo possível, dentro de suas condições, de aprendizagem para aqueles alunos ali presentes. Talvez o autor desse artigo não tenha levado em consideração a atual situação do ensino publico do país antes de fazer críticas tão severas sobre a responsabilidade do fracasso escolar.


 
16
Reporte abuso
Karla
Blumenau 14/01/2008

Extremamente irresponsável o artigo "A verdade da escola pública" bem como o seu complemento "Professor não é herói". Não se pode generalizar de maneira tão sórdida e manipuladora dados isolados de pesquisas nas ciências humanas. Por exemplo: 13% dos professores das escolas públicas faltam ao trabalho contra 1% das escolas privadas. Só este dado pode ser interpretado de diferentes maneiras - condições melhores de trabalho da escola privada e excesso de trabalho precário na pública? ou seria insegurança do professor de escola privada que não tem nem o direito de cuidar da sua saúde sob pena de perder o emprego? Vejam bem, são perguntas e não afirmações... servem só para refletir e pensar também as demais informações contidas nesta matéria! Concordo plenamente com o contexto apontado por Marciel de Cubatão.


 
17
Reporte abuso
lyzandro
rio de janeiro 14/01/2008

não conheço professor que trabalhe em apenas uma escola. sou professor em cinco e tenho muitos colegas.


 
18
Reporte abuso
fernando
bh 14/01/2008

Eu aposto 100 reias que este cara é PETISTA....


 
19
Reporte abuso
Gelson
Ponta Grossa PR 14/01/2008

esse tal de Cebola é mesmo um preconceituoso. suas manifestações são estreitas e ridículas. Por sinal, típico de alguém que vive no país das maravilhas. Não deve ter saído da sua cidadezinha bonitinha para acompanhar a grande verdade do Brasil. Meu filho acorda, saia da sua toca e conheça a realidade. Saia do seu mundinho.


 
20
Reporte abuso
Leite
Brasília 14/01/2008

Já participei de vários projetos políticos e pedagógicos dos mais absurdos, que não tinham condições alguma de ser implementado na escola,mas por razões e imposições políticas(para elevar a reputação de: diretores,administradores regionais e governadores)foram implementadados.O professor sem estabilidade.Este profissional vai migrar para profissões onde exista a estabilidade.Aí, devem chegar a conclusão que: "HERÓI É NÃO SER PROFESSOR".Esse professor não terá carga horária excessiva de trabalho;não será ameaçado ou agredido por pais ou pelos seus próprios alunos;Não terá uma classe lotada todos os dias;não será mau remunerado e além disso, não terá que fazer cursos sem incentivo algum.Por exemplo, sou graduado e pós-graduado e tenho 30 certificados de cursos dos mais variados,nos meus 10 anos de profissão.O que deve ser feito de imediato é uma mudança no sistema educacional do país com mais investimentos na escola pública e na área social e não basear o fracasso da escola pública por meio de dados estatísticos de resultados de provas e entre outros.


 
21
Reporte abuso
Gabriel R Rocha
Porto Alegre 14/01/2008

Em vez de procurarmos culpados, hérois ou vilões, busquemos soluções. O Brasil só vai se tornar uma nação e um estado desenvolvido e, desenvolvido em todos os aspectos, que propiciam o bem viver de cada cidadão, em sua plenitude como pessoa, se investir em pesquisa, ciência, ensino e escolas. Para tal objetivo é necessário que todos os elementos que constituem a sociedade, pais, alunos, professores, administradores, políticos tenham a responsabilidade e seriedade mediante o conhecimento do aspecto fundamental que faz nos faz humanos: o aprender e o ensinar. Este é resumo de nossa história e das civilizações. Para isto devemos aprender a pensar para que pensemos nas coisas certas e justas e, principalmente, em críticas com conhecimento de causa. Unamo-nos e transformaremos o Brasil. Acreditemos no país por acreditarmos em nós próprios, façamos então,nosso melhor.


 
22
Reporte abuso
Silva
Curitiba 14/01/2008

É Cebola, pior do que ser petista e não investir em educação, é ser um preconceituoso como a grande maioria dos curitibanos. Você é um pobre arrogante, que não sabe o que é educação, gosta de generalizar e, por fim, não merece uma resposta.


 
23
Reporte abuso
SUELI
São Paulo 14/01/2008

ALAN GOSTARIA DE SABER SUA OPINIÃO SOBRE O TEMA. SERÁ QUE EXISTE UM CULPADO? COMO ESTÁ A EDUCAÇÃO DOMESTICA DOS JOVENS? A JUVENTUDE CONHECE ALGUMA COISA SOBRE DIREITOS E DEVERES? OU SÓ CONHECE DIREITOS? QUAL É O IDEAL DA NOSSA JUVENTUDE?A MORAL E ETICA COM ANDA NO BRASIL? TUDO ISTO FAZ PARTE DO APRENDIZADO? JÁ ESTÃO FALANDO QUE A INCOMPETENCIA JÁ ATINGIU AS UNIVERSIDADES (PUBLICAS E PARTICULARES). A SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICOS CLINICOS GERAIS JÁ DEMONSTRAM PREOCUPAÇÃO COM A QUALIDADE DO ENSINO NAS FACULDADES DE MEDICINA. NÃO SABEMOS PARA ONDE ESTÃO LEVANDO A NOSSA JUVENTUDE, MAS QUEM ESTÁ LEVANDO, A JUVENTUDE, SABE PARA ONDE ESTA LEVANDO. OS JOVENS COITADOS ESTÃO PARECENDO BOI QUANDO SÃO LEVADOS PARA O ABATEDOURO, SE SOUBESSEM PARA ONDE ESTÃO INDO COM CERTEZA NÃO IRIAM PARA O FINAL.


 
24
Reporte abuso
vinicius
maringá 14/01/2008

Eu não concordo com esta crítica, não concordo com Janguiê Diniz, o professor não tem responsabilidade do irrisório aproveitamento por parte dos alunos, eles são vitimas sim, pois ganham pouco em relação ao que trabalham. Esta critica não quer responsabilizar quem deveria, que é o próprio aluno. Eu conclui o ensino médio o ano passado, e como um recente ex-aluno eu digo que a culpa é nossa, é dos alunos, se o professor estuda por um longo período, é bem avaliado e o resultado dos alunos deixa a desejar, é porque eles não se interessam, o profissional de educação dá uma aula numa sala para 40 alunos todos falando ao mesmo tempo, e quando este vai chamar atenção em virtude de aparelhos eletronicos, conversa paralela, fuzarca no fundo da sala, entre outros, e ainda é afrontado, é respondido com má educação, eu pergunto: Ele é responsável pelo mau desempenho da classe? Se o aluno quiser ele progride, mesmo com exiguo material didático, ele aprende prestando atenção e se concentrando.


 
25
Reporte abuso
Alan
São Leopoldo 14/01/2008

Quando poucos aqui se propõem a comentar sobre a educação brasileira num geral, noto eu que destes: dois informaram-se de maneira pouco efetiva sobre o assunto e acabaram inclusive complementando um a informação do outro, ambos equivocadamente; outros cinco ironizaram argumentos quando nem estes souberam argumentar muito bem; um outro, estranhamente, não se deu a entender, no meu ponto de vista; e a restante grande maioria criticou a educação, quando nem mesmo esta percebe pecar consideravelmente da lingua portuguesa. Desde já, digo que esta é uma humilde opinião que não busca ofender nem criticar, mas sim se fazer valer. A idéia é que a educação é cada um que faz e que(amplamente), sobre um cidadão, discordar é uma opção e respeitar é um dever.


 
26
Reporte abuso
Jacira
Maceo 13/01/2008

O RESULTADO DESTE ENSINO PROMOVIDO PELA POLITICA GOVERNAMENTAL SERÁ VISTO DENTRO DE POUCOS ANOS. TEREMOS MEDICO SEM SABER ONDE ESTÁ LOCALIZADO O CORAÇÃO DO PACIENTE, ENFERMEIROS QUE NÃO SABEM QUAL FOI O MEDICAMENTO APLICADO NO PACIENTE. ENGENHEIROS QUE NÃO TEM BOM SENSO E DESCONECEM A DIFERENÇA ENTRE FENOMENO FISICO E FENOMENO QUIMICO,ADVOGADOS COM 96%INDICE DE REPROVAÇÃO NA PROVA DA OAB, ECONOMISTAS ATRIBUINDO O ALTO INDICE DE INFLAÇÃO DO PAÍS AO PROBLEMA COM A PRODUÇÃO DE REPOLHO(?), PERITOS AFIRMANDO QUE PRESIDENTE, JÁ MORTO, ESTA VIVO E PERMITEM QUE TIREM O RETRATO DO MORTO NUM SOFÁ COMO SE VIVO ESTIVESSE(?) E O BRASIL PODERÁ FICAR ASSIM. é MUITO TRISTE VER A INCOMPETENCIA,FALTA DE ETICA E A IRRESPONSABILIDADE ANDAREM JUNTAS NO BRASIL.TECNICOS AFIRMANDO QUE O LEITE NÃO ESTÁ MISTURADO COM SODA CAUSTICA E O REPORTER(QUE NÃO É ESPECIALISTA NESTA AREA) PROVA QUE O LEITE ESTAVA CONTAMINADO(?)


 
27
Reporte abuso
Danton Vicentini
Porto Alegre/RS 13/01/2008

Prezada Profa. Helena (RJ), não pretendo ser dono de verdade alguma. O comentário que fiz, no sentido de achar que os professores Estaduais são heróis, foi de que, em sua maioria, são bons profissionais, bem intencionados. Claro que, como dissestes, há maus profissionais em todas as profissões. Mas os chamei de heróis no sentido de, com todas as adversidades que enfrentam em seu dia-a-dia, manterem-se firmes em sua nobre missão de educar! Penso que os maus professores, maus profissionais, existem, mas são minoria, certo?


 
28
Reporte abuso
Helena
Rio de Janeiro/RJ 13/01/2008

Sou Professora do Ensino Médio / Fundamental do Estado do Rio de Janeiro e não discordo em sua totalidade com o artigo em questão. No entanto gostaría de dizer que existem maus Professores como existem maus Presidentes, maus Governadores, Prefeitos, Senadores, Deputados, etc. Em todas as profissões, cargos, encontra-se aquele que não se enquadra naquilo que faz. Lendo o artigo, concluo que tecer comentários sobre aquilo que não se vive é muito cômodo. Realmente é melhor que se entenda de uma vez por todas que PROFESSOR NÃO É HERÓI, é apenas um profissional, com uma só formação e uma só atribuição : a de ensinar. No entanto este mesmo Professor, na maioria das vezes, tem que ser psicólogo, padre, pastor, médico, mediador, ditador, tutor,guia e o que é mais inaceitável, tem que ser PAI e MÃE. O professor, além de trabalhar em mais de uma escola, ele tem que exercer mais de uma profissão. Tudo isso cansa, nos deixa desnorteados, desesperançosos, chocados. Na maioria das vezes não temos 2 ou três filhos legítimos, temos também os 40 da turma 1001 da escola tal, 45 da 3002 da escola outra e mais e mais e mais. Reclamamos dos baixos salários sim, porque precisamos sobreviver de forma decente, para isso estudamos e continuamos estudando todos os dias, nosso trabalho não se resume só aquele da sala de aula, trazemos trabalhos para casa, envolvemos nossa família nessa jornada. Queremos e precisamos não só de dinheiro, mas de respeito, ajuda dos responsáveis pois educação vem de casa, na escola temos cultura. Como dizem no popular : criticar é fácil, quero ver é fazer o que eu faço.


 
29
Reporte abuso
Danton Vicentini
Porto Alegre - RS 13/01/2008

Boa noite. Lecionei, por 8 anos, em escolas Públicas. realmente, há falta de recursos materiais para lecionar. As escolas públicas também não oferecem, em sua maioria, Laboratórios de Ciências. As salas de aulas estão lotadas de alunos (+ de 30 por sala), o que vem a ser anti-didático. Os alunos são, em sua maioria, mal-educados entre si e com os mestres. Por quê? Os Governos e os Parlamentares não dão bons exemplos, nem a mídia nem muitos pais, em casa. Mas vejo que mesmo assim, com todos os problemas acima relatados, a maioria dos professores dedicam-se muito na sua nobre missão. São verdadeiros heróis, sim! Não esqueço dos baixos salários! Governos estaduais falidos, a partir da alta concentração dos impostos para a União - Reforma tributária já! Assim, os professores são sim verdadeiros Heróis com H maiúsculo! Parabéns a eles, em sua nobre missão de educar, ajudar os alunos a construirem conhecimentos !


 
30
Reporte abuso
Joãozinho
Fpolis 13/01/2008

Muito triste saber que a educação brasileira chegou ao ponto de ser comparada a uma equipe, seja ela de futebol ou beisebol, não importa, e o argumento é sobre remuneração... mas as grandes equipes de futebol ou beisebol, ou seja lá com que tipo de equipe nossa educação foi comparada, não tem seus jogadores, que são considerados estrelas, remunerados com salários astronômicos!? Talvez a educação não seja tão importante para o país quanto o jogo preferido deste!? Para que exista uma melhoria efetiva na educação deste país é nesessária uma mudanção estrutural, pois, não há como comparar índices de educação em países subdesenvolvidos como Brasil, Argentina e Uruguai, onde mais de 60% da população está entre os pobres e os que efetivamente passam fome (miseráveis), e os índices dos países da OCDE, entre os quais figuram EUA, Japão e Finlândia. A educação deve ser um fim e não um meio, como vendem os políticos atrasados desta nação, o objetivo maior deve ser a educação e a melhoria das condições sociais será fruto deste esforço. Nossa educação é, atualmente, fruto de uma política internacional manipuladora, um comodismo interno dos nossos governantes e pseudo-intelectuais, assim como dos nossos empresários, que de vítima tem somente a pele de cordeiros. Basta de críticos medíocres, queremos queremos intelectuais de verdade e com boas soluções!!!


 
31
Reporte abuso
geny ramos
BH 13/01/2008

Por que o SR DIRETOR não deixa a sua confortável cadeira de onde escreve "interessantes artigos" como este e nao vai atuar em uma sala de aula numa escola de periferia de ensino básico????? Assim estaria contribuindo de forma mais efetiva para o bom desenvolvimento pedagogico brasileiro....


 
32
Reporte abuso
geny ramos
BH 13/01/2008

O émerito professor não cita onde conseguiu a minuscula porcentagem de professores que dobram turno.... trabalhei em escolas durante 34 anos em dois turnos e se alguma vez encontrei um(a) colega que nao fizese jornada dupla foi tao raro que nao me lembro... Além do mais pesquisadores de Universidades sentem-se verdadeiros Deuses... acima do bem e do mal.. "apenas um supra-sumo" com condição e coragem para julgar a classe. Sinceramente... PAGO PARA VER UM PROFESSOR UNIVERSITARIO...POR EXEMPLO LINGUISTICA... ALFABETIZAR UMA CLASSE DE 35 ALUNOS DE 6 ANOS PERTERNCENTES A UMA PERIFERIA ... MAIS PROPRIAMENTE A UMA FAVELA ONDE OS RECURSOS FAMILIARES SE RESUMEM AOS RECURSOS DA ESCOLA... PAGO TAMBÉM PARA VER UM PROFESSOR UNIVERSITARIO DE MATEMATICA INTRODUZIR OS FATOS FUNDAMENTAIS DA SUBTRAÇAO E DA DIVISAO ,,,, È minha gente... fazer discurso bonito nao é muito dificil nao..." Haja visto a ANALISE DO DISCURSO" tão em moda....


 
33
Reporte abuso
Cebola
Curitiba 13/01/2008

LU - SP Sábias palavras, talvez para um comício. Vamos pensar? Primeiro jamais um mestre poderia se sujeitar a lecionar por 180,00 está contribuindo para a baixa qualidade de ensino e preparo profissional, outra nem sempre a presença de um PHD é sinônimo de aprendizado, como você diz; quem não quer não aprende,concordo em genero número e grau com você, outra: um especialista que incentiva a houvir o funk como apredizado deveria ser preso, funk = apologia a violência, drogas e prostituição como você vê nos bailes funk, o problema meu Anjo é o sistema: como ensinar alguém que já não quer aprender e pode ter 70% de faltas, será que precisa ensinar alguém para tirar uma nota 6 o ideal não seria 8 ou 9, a revista Veja e o Fantástico no mês de novembro publicaram ás menores notas em Matemática e Português (principais disciplinas) para alunos da 8ª série, e agora o sistema tem culpa ou não? (sistema = governo)


 
34
Reporte abuso
Andréia
São Paulo 13/01/2008

O problema da educação vai muito além de números, sistemas educacionais, governo, professores, etc... Antigamente a função da escola era transmitir conhecimento, o aluno aprendia em casa a respeitar os outros, a valorizar o pouco que tinha e a sonhar com o futuro, futuro este que só viria se ele fosse "alguém", ou seja, se concluísse os estudos. Quando os jovens saíam da Educação Básica estavam preparados para enfrentar o mercado de trabalho. Hoje, o que se aprende em casa mudou, não há respeito entre pais e filhos, os pais pensam que bens materiais compensam a atenção que não têm tempo de dar, e que a escola é quem deve ensinar, além do conteúdo pedagógico, o respeito ao próximo e à coisa pública. Resultado: jovens despreparados, prepotentes, e que sucumbem a qualquer obstáculo; Sonhos? Nem pensar, tudo é fácil, basta querer. Cabe a escola adequar uma aprendizagem que está neles desde que nasceram, e que não condiz com a realidade de um mundo competitivo que exige o máximo de cada um. Não há Heróis suficientes para uma missão deste tamanho! A educação no Brasil só vai melhorar quando a sociedade brasileira rever alguns conceitos, é fácil jogar a culpa para este ou aquele, o difícil é assumir que educar não é tarefa só da escola, e sim de todos. Ela começa dentro de casa, as crianças aprendem por imitação e os alunos refletem na escola comportamentos aprendidos dentro de casa. Portanto, que exemplo temos dado aos nossos filhos? O que temos exigido deles? O que temos ensinado a eles? Como cobrar posturas que também não temos?


 
35
Reporte abuso
Tuguinho
SP 13/01/2008

A critica sempre povem de quem nao atua diretamente na area, a ser criticada, existem mestres que saem da sala de aula e esquecem que um dia respiraram po de giz.Dai e facil fazer a critica.Estou cansado de certos Pedagogos,Antropologos ou Psicologos, com suas teses, e que desconhecem ou esqueceram das diversas realidades deste pais.Duvido que alguem consegue lecionar. em uma sala com 60 alunos, como em SP, diante de todos os problemas, principalmente nas periferias,e o Estado nao da a minima.


 
36
Reporte abuso
Edna
São Paulo 13/01/2008

Conheço a rede pública de Ensino da Capital e posso realmente falar o que acontece nos bastidores de nossas escolas(estaduais). Dinheiro mal aplicado em reformas( tapa buracos), má remuneração aos docentes, pais desinteressados que geram alunos igualmente desinteressados e também pais que encaminham os filhos para a escola sem saber o que esses encontrarão lá e o que deveriam fazer lá: estudar para melhorar o seu padrão de vida e contribuir com lutas por um país melhor. É fácil julgar um professor que é mandado às favas pelos alunos e muitos pais, sem contudo contar o enorme número de palavrões que muitos escutam no dia-a-dia de uma sala de aula e quando se recorre à direção da escola, simplesmente dizem que não podem fazer nada. Há o ECA que não deixa, e daí discursam sobre mil maneiras de como lidar com alunos com problemas familiares que explodem em sala. Muitos tem dois empregos e dão mais valor ao que se ganha mais e empurram mesmo com a barriga o segundo.


 
37
Reporte abuso
LU
SÃO PAULO 13/01/2008

Cebola (CONTINUA) . Porem quando você tem um Meste PHD em um assunto e você obriga um discipulo a absorver o conhecimento deste mestre (PHD) E O ALUNO NÃO QUER APRENDER.NENHUM ESFORÇO DO MESTRE ADIANTARÁ PAR QUE O ALUNO APRENDA.. SAIRÁ COMO ENTROU . VOCE NÃO PODE ENSINAR A QUEM NÃO QUER APRENDER. JÁ APARECEU ESPECIALISTA(?) RECOMENDANDO O USO DO "FUNK" COMO MEIO DE ATRAÇÃO PARA O ALUNO APRENDER A GOSTAR DO MESTRE. FICO A IMAGINAR UM PROFESSOR USANDO A LINGUAGEM BAIXA DE "TATI QUEBRA BARRACO" PARA ATRAIR ALUNO PARA A ESCOLA.


 
38
Reporte abuso
LU
SÃO PAULO 13/01/2008

Cebola acredito que em Curitiba os Professores não estejam envolvidos com o ensino. Mas em muitos outros lugares os Professores são verdadeiros sacerdotes do ensino. Eles ganham menos de R$ 180,00 por mes para levar o conhecimento aos mais distantes lugares, muitas vezes andando a pé ou montado no lombo de um animal e eles vão levar o conhecimento aos jovens. a Escola é improvisada numa varanda de uma casa de taipa. Conheço muitos Professores de Escola Publica com varios cursos de pos graduação que se dedicam( DE CORPO E ALMA) ao ensino. Porem são ameaçados pelos alunos de morte e tem que TRANSFERIDO / escondido destes aluno sem dizer para onde foi, pois corre risco de morte. Diretores que são obrigados a ficar calados diante desta ação.Até Secretarios que são obrigados a proceder do mesmo modo. Pais ameaçando profesores de morte. Escolas sendo assaltadas. Livros didaticos que foram doados e são estragados pelos alunos. Falta de Educação domestica. Falta de respeito de alunos com Professores e os pais aprovam tal atitude. Note que não estou nem falando sobre os casos de Quadrilhas formadas por jovens que comandam o pedaço.Note Tambem que um Professor com salario de R$ 380,00 a R$ 1000,00 (para Universitario) não tem condição de comprar um carro e tem que ir e vir para a escola andando ou de onibus e as quadrilhas e ou vandalos podem cumprir facilmente ameaças de qualquer nivel de complexidade. é Assim que se encontra a Educação. SAUDO E LOUVO O TRABALHO DOS POUQUISSIMOS PROFESSORES QUE AINDA EXERCEM ESTE SACERDOCIO. Por outro lado para ensinar a quem quer aprender basta um pouco de conhecimento que o aluno absorve o pouquinho do conhecimento que o Mestra tenha mesmo que seja pouco. (CONTINUA)


 
39
Reporte abuso
Del Brasil
Salvador 13/01/2008

A realidade de quem atua na sala de aula vai além das estatísticas, dos números, e da frieza dualista, dos rótulo simplistas, de heroi ou bandido.O micro ambiente na sala no ensino fundamental e médio da rede pública não é somente números vai alé. Os intelectóides de plantão esquecem da pluralidade cultural, diversidade local, complexidade das relações humanais, dos fatores implícitos e explicitos como segurança, doenças ocupacionais, economia, desemprego,etc., as quais são refletidos na sala e o professor é maestro e o alvo. Tomando como bases os números já que são a base dos estudos,uma disciplina com carga horária de uma (01) hora aula o professor terá 18 turmas em um período, caso seja regente de 40hs terá 36 turmas.Sendo prática de mátrícular 60 alunos por turma esse professor terá 2160 alunos com salário de $460,00. Torna-se óbvio o desgaste que o mesmo terá gerando as faltas as aulas.Doênças como síndrome do pânico,DORT, garganta, ouvidos, etc..aparecem devido a carga horária intenssa e o números de alunos sem citar correções de trabalhos e provas.Por isso a tal estatística coloca o baixo índices de professores em dupla ou tripla jornada, pois são poucos o que aguntam o tranco. A questão da estabilidade para promover a melhora do ensino não é verdade v pq vai favorecer o apadriamento por parte dos diretores ao nepotismo e apadriamento, atualmente tenta-se combater e outrora ao logo da história educacional do país vem sendo empregada.Os professores não são heróis nem bandidos, eles são parte integrante do sistema Educacional e deve ser motivado para que possa motivar os alunos.Ou será que alguém pode partilhar o que não possue??


 
40
Reporte abuso
Marciel S. Santos
Cubatão 13/01/2008

Vejamos de onde partiu o citado artigo: Faculdade Maurício de Nassau. De quem ela é(interrogação). Quais interesses em basear o fracaso da educação no país nos profissionais que estão na linha de batalha (interrogação). Que tal um promédio, semelhante ao prouni(interrogação). Que tal a Nassau receber mais recursos e ministra aulas para o Ensino Básico...É o que parece. Vamos terceirizar o Ensino Básico Brasileiro. Hum...


 
41
Reporte abuso
Cebola
Curitiba 13/01/2008

O ensino no BR, já começa mal pelo nosso presidente que alem de ser semi-analfabeto como todo o bom petista não investe em educação, nas escolas professores totalmente sem preparo para lecionar ou seja: professor que não quer ensinar com aluno que não quer aprender, que geração nós temos???? os morros cariocas que o digam...faculdades caríssimas com péssimo acompanhamento pelo MEC, que profissinal teremos no futuro?? Deveria também acabar com a palavra pública pois mutos professores são públicos pela comodidade e estabilidade por isso não se atualizam, com tudo isto ainda temos de houvir que os pais deveriam incentivar mais seus filhos, como: alguém pode me dizer?? governos principalmnte estão enterrando a educação no BR>


 
42
Reporte abuso
ivana
são paulo 13/01/2008

Eu posso dizer que não não tive a oportunidade de concluir meus estudos,hoje eu vejo muitos jovens com tudo na mão e não valorizam nada.So pensam em baladas e a escola tá sempre em segundo e terçeiro planos.


 
43
Reporte abuso
JULIA
CAMPINAS 13/01/2008

Todos os Países que estão dando certo investiram MACIÇAMENTE NA "EDUCAÇÃO" SÓ O BRASIL NÃO CONSEGUE ENXERGAR ISTO. POR ONDE ANDA OS INTELECTUAIS DO BRASIL?


 
44
Reporte abuso
Cristina Vas
São Paulo 13/01/2008

A falta de educação domestica está fazendo uma destruição na cultura do povo brasileiro.


 
45
Reporte abuso
Iara
Aracaju 13/01/2008

Volta a repetir que os DOMINANTES QUEREM A DOMINAÇÃO # "-ESCRAVIDÃO-"# pela ignorância quanto mais o jovem ignorante mais fácil a dominação. Tudo isto mostrado por Didimo Borges passa por esta forma de DOMINAÇÃO.


 
46
Reporte abuso
Jão
Brasil 13/01/2008

(Continua). Hoje os alunos tem tudo do bom e do melhor.Inclusive professores,livros,merenda, recursos, metodos,e etc. Porem temos alguns itens que parece que estão provocando algun ruido no aprendizado tais como:Professores morrendo de medo de morrer. alunos dando ordens nas escolas. Diretores sem liderança (por medo) desrespeito dos pais dos alunos,por ameaças de vida.Fala-se que existe uma valorização demaisada de maus elementos (muito comum a frase "eu ganho muito dinheiro com outro tipo de comercio") para que vou perder tempo estudando, sempre me dou bem com a mulherada procedendo deste modo).Se for comparado a aprendizado do aluno na decada de 70 nós diriamos que eles tinham muita vontade de aprender, porem hoje os alunos não tem a menor vontade de aprender e eles perguntam: para que vou estudar se eu me dou bem com outro tipo de negocio,tenho sucesso enorme com a mulherada. e o Elemento que estudo é avacalhado e esculhambado, inclusive, o jovem que estuda recebe um misero salario inferior ao salario minimo como Professor R$ 180,00 por mes. Dá a impressão que existe um curriculo oculto na politica do Brasil para provocar na cabeça do jovem estudante que não vale a pena ele desenvolver o conhecimento. Pois não servirá para nada na vida dele muito pelo contrario será sempre esculhambado e avacalhado / humilhado diante dos outros que seguiram aquele caminho errado. Nenhum jovem vai se intererssar pelo conhecimento. Faça uma pergunta a juventude para saber o que eles querem fazer na vida, e vocês terão surpresas inacreditaveis: tais como Profisão "Gay, assaltante, traficante..."


 
47
Reporte abuso
jão
Brasil 13/01/2008

Vamos para de brincar com coisa séria.Eu estudei no Interior numa escola que era numa parte do lado de fora da casa com apenas uma cobertura para proteção contra sol e chuva.na area improvisada estudavam os alunos da1ª,2ª,3ª 4ª 5ª serie.Com um detalhe a Professora era uma moça que tinha concluido a 5ª serie nos mesmos moldes. Era conhecida na Prefeitura como Prefessora Leiga.concluir a 5ªsérie e fui estudar na cidade. passada 7 anos eu estava curssando a Universidade Federal de Engenharia. Neste periodo eu frequentei dois anos fazendo curso de pre vestibular ( dois pois não podia pagar fiz em paralelo 2 e3. ( continua)


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2014. Brasil Mídia Digital

jb.com.br