Atualizado 18h04 Sexta, 22 de agosto de 2014   |   Política de privacidade   |   Anuncie   |   Quem somos   |  
Logo JBWiki Logo JB Publicar Conteudo


O JBWiki! é um jornal online participativo, quem escreve é você!

Como funciona
1 Se você já tem cadastro, sua matéria é publicada na hora em pendentes
Cadastre-se
2 Se você não tem cadastro e quer enviar uma matéria, ela só é publicada depois de aprovação
Enviar matéria sem cadastro

Posts com vídeos

Tatuagem (Chico Buarque)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Guantanamera (Los Sabandeños)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
O Artista (Trailer Legendado)
Publicado em 28/02/2012 pelo(a) wiki repórter Júlio Ferreira, Recife-PE
Cotidiano

Yakult ginecológico

9083 acessos - 4 comentários

Publicado em 31/07/2009 pelo(a) Wiki Repórter Red, São Paulo - SP



Tem uma fase da vida que a gente pensa que já viu de tudo, né? É mais ou menos na fase entre os 30 e os 40. É o momento em que você vivencia as coisas de maneira diferente e acha que daí em diante é só administrar certas situações.

Mas aí vem a vida e te mostra que, por mais que você se esforce, não passa de um eterno aprendiz.

Quarta-feira da semana passada. Eu e uma amiga estávamos no salão esperando por Renata, a mulher que faria uma verdadeira cirurgia plástica em nossas faces, graças à sua habilidade ímpar de fazer sobrancelhas que mudam completamente o visual. Uma coisa mágica!

Minha amiga começou antes. Eu fiquei sentada no banquinho. A conversa ia amena quando entrou uma outra funcionária do salão trazendo uma novidade surreal, uma verdadeira revolução na medicina: a cura da candidíase.

Para quem não sabe, a candidíase é a Prochaska após ser atacada por um fungo. O seu pior sintoma é uma coceira que pode induzir uma mulher ao suicídio. É uma coisa cruel que não se deve desejar nem ao seu pior inimigo. E o tratamento, assim como o ataque fúngico, é um verdadeiro porre. Mas ela, a funcionária - vamos chamá-la de Abigail - tinha a solução.

Renata ouvia o relato enquanto desenhava artisticamente a sobrancelha da minha amiga, arrancando pêlos desnecessários. "E o que é essa coisa mágica?", perguntou ela.

- Yakult.

Três pessoas com cara de horror na sala.

- É, Yakult!

- Ah, tá, você bebe e refaz a flora lá da amiguinha - suspeitou Renata, enquanto continuava modelando minha amiga.

-  Não, é aplicação local.

O estado de choque aumenta. Minha amiga começa a rir e a estrebuchar e eu começo a temer pelo risco da pinça entrar olho adentro.

- Mas como assim? - Renata pergunta, e eu sinto que há uma grande tensão em sua voz.

- Yakult. A gente pega e enfia lá - respondeu Abigail.


- Mas Yakult de beber?

- É, querida. Eu pego o potinho, tiro com uma seringa e aplico todo dia.

- Mas o Yakult dos lactobacilos vivos???? - continua indagando Renata, mais tensa ainda, e eu já estava vendo a hora em que ela arrancaria pedaços da pele da minha amiga com aquela pinça, pois os movimentos da mão começaram a ficar nervosos. E também porque a cliente não parava de gargalhar.

Eu já estava quase caindo da cadeira e quebrando os dentes no chão.

- Ééééé! Eu aplico e fico um tempo deitada naquela posição de frango assado, e dou uma rodadinha pra lá e pra cá, para espalhar bem - continuou explicando Abigail, fazendo movimentos teatrais para deixar bem claro como era o procedimento, de forma que não errássemos quando saíssemos de lá e fôssemos correndo pra casa testar o produto, é claro.

- Mas o Yakult do potinho pequeno? - Renata não se conformava.

- É. Faz uma semana que estou usando e não sinto mais coceira, menina, olha que coisa boa!

- MAS O YAKULT DA TAMPINHA VERMELHA?, exaltou-se nossa designer - e eu achei que ela estivesse infartando naquela hora.

"Simples, não?"

E eu só olhando a pinça nas mãos da Renata, tentando salvar minha amiga de ter que usar um olho de vidro ao mesmo tempo em que pensava como foi que eu vim parar neste planeta, onde pessoas loucas circulam livremente e até atuam dentro do sistema democrático.

Renata não perguntou mais nada. Continuou trabalhando. E, apesar de tudo, minha amiga continua sã e enxergando com os dois olhos.

- Vocês não se incomodam de eu falar essas coisas aqui, né? - perguntou Abigail. Eu e minha amiga negamos, fazendo cara de "imagiiiiiiina, isso é coisa de mulher, né?". Mas na cadeira ao lado eu via que uma cliente desconhecida estava profundamente horrorizada e talvez nunca mais tomasse Yakult na vida.

E assim a gente aprende a nunca mais duvidar da Humanidade.

http://itsredbitches.blogspot.com/?zx=bc9c29c6af8cba6a



Todos deste(a) repórter

Publicado pelo(a) Wiki Repórter
Red
São Paulo - SP



Comentários
01
Reporte abuso
Priscila
Maua 13/04/2011

Já ouvi essa tb...nunca testei, mas quem sabe um dia que estiver pronta p cometer suicidio por causa disso..hauahauahaua
Mas acredito que deve funcionar sim... afinal as bacterias do yakult se alimentam das coisas ruins que temos no organismo.. até mesmo beber 1 yakult por dia ajuda e muito a prevenir muitas bacterias que podem causar doenças no organismo!!


 
02
Reporte abuso
ROQUENELIA C SANTANA DOS SANTOS
SIMÕES FILHO 27/10/2009

Gostei mesmo da receita. Sofro com a cândida há 8 meses. Já tomei vários remédios, passei pela médica e nada.


 
03
Reporte abuso
Red
São Paulo 07/08/2009

Até imagino que seja assim, mesmo. Mas que eu não consegui ficar séria visualizando a mulher fazendo o procedimento, isso não...


 
04
Reporte abuso
Flavia
Barueri 06/08/2009

Olha, se eu fosse você eu começaria a me acostumar com a idéia porque é verdade o que a sua amiga falou. A candidíase é causada por um desenvolvimento desordenado de fungos que são naturais dos nossos genitais e aparelho digestivo. O que os lactobacilos fazem é controlar essa desordem.


Faça seu comentário - nome e cidade são obrigatórios
 caracteres restantes
Digite o código para validar o formulario

Trocar imagem
Quero ser inserido sempre que este autor inserir um novo post
Quero ser inserido sempre que um comentários for inserido neste post

Se você é um wiki repórter, faça o login e seu comentário será postado imediatamente.
Caso não seja, seu post entrará na lista de moderação de BrasilWiki!
Use a área de comentários de forma responsável.
BrasilWiki! faz o registro do IP (número gerado pelo computador de acesso à internet) de usuários para se proteger de eventuais abusos.
Ao selecionar acompanhar comentários do post ou post do autor, é obrigatório o preenchimento do campo email e não é necessário fazer o comentário.


©1995 - 2014. Brasil Mídia Digital

jb.com.br